Banner anúncio do Revelo UP, com o logo do programa e o texto 'Financiamento de curso em tecnologia' à esquerda, a frase 'Investir no seu futuro começa agora' no meio e, à direita, a palavra 'UP' vazada, com uma mulher sorridente no 'U' e um homem mexendo no celular no 'P'.

Bloco de notas 20#31: O fim da novela da LGPD

🗞 Notícias

As cinco notícias de tecnologia mais importantes dos últimos sete dias. Quer mais? Siga o site no Telegram e no Twitter para receber notas de tecnologia todos os dias.

A novela acabou? O Senado rejeitou adiar a entrada em vigor da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD). Agora, ela passa a valer assim que for sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Horas depois da decisão no Senado, nesta quarta (26), a Presidência avisou que publicaria um decreto no Diário Oficial o quanto antes para estruturar a Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD), órgão vinculado ao Executivo responsável por coordenar e supervisionar a aplicação da LGPD. As punições decorrentes de descumprimentos da lei só começarão a valer em agosto de 2021. [Folha]

Facebook preocupado. O Facebook comunicou seus parceiros que o iOS 14, que deve ser lançado entre setembro e outubro, causará um grande impacto em sua Audience Network, rede de publicidade que veicula anúncios em apps de terceiros (é como se fosse o Google AdSense do Facebook para donos de apps). O iOS 14 exige que apps obtenham autorização expressa do usuário para coletar e repassar dados a terceiros e testes internos do Facebook apontaram que a receita de parceiros da Audience Network pode cair em até 50% na nova versão do sistema da Apple. O impacto é tão profundo que, diz o próprio Facebook, “talvez não faça sentido oferecê-la [a Audience Network] no iOS 14”. [Facebook [2], em inglês]

Google a favor da privacidade. O Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu nesta quarta (26) que o Google deverá fornecer dados de geolocalização de quem estava próximo ao local do assassinato de Marielle Franco e de quem pesquisou por termos relacionados a ela até cinco dias antes do crime, em março de 2018. Especialistas veem risco à privacidade na decisão pelo fato dela ser genérica, podendo colocar pessoas inocentes em uma situação mais frágil perante a Justiça. [Folha]

Google contra a privacidade. Um processo nos Estados Unidos contra o Google, referente às confusas opções de privacidade da empresa referentes à geolocalização, revelou documentos internos bastante curiosos. Neles, os próprios funcionários do Google se dizem confusos com as opções. Um deles alega que embora as opções existam, elas parecem projetadas para confundir a ponto de “as pessoas não [as] entenderem”. A tática de incluir opções pró-privacidade, mas enterrá-las em labirintos de telas, explicações prolixas e comandos dúbios, é comum nas grandes empresas. Permite que elas afirmem que oferecem opções, o que é verdade, ainda que essas opções sejam indecifráveis à maioria dos usuários. [Ars Technica, em inglês]

Firefox novo na área. Após mais de um ano de testes, o novíssimo Firefox para Android foi lançado. A principal novidade é um novo motor de renderização, batizado GeckoView, que promete ser mais ágil e leve. A mudança é tão grande que mereceu um “sobrenome” — Firefox Daylight — para sinalizá-la, tática já usada em 2017 para a versão desktop (Firefox Quantum). Também há novidades na interface e nas proteções nativas à privacidade. [Mozilla, em inglês]


🗣 Diga aí, assinante

Os apoiadores do Manual apresentam seus projetos pessoais na internet ou ligados à tecnologia. É assinante e tem um do tipo? Responda este e-mail me contando mais sobre ele.

Olá! Meu nome é Luis Oliveira, de Montes Claros (MG). Meu projeto paralelo, além do trabalho rotineiro, é um blog onde escrevo análises e recomendações de mangás que estou acompanhando. Procuro escrever textos não tão longos nem cansativos, a fim de despertar a curiosidade do leitor sem afugentá-lo com paredes de texto. Embora esteja no começo, o que não me falta são ideias! Acesse em: luishro.github.io


📚 Livro do mês

Todo mês, os apoiadores do site concorrem ao sorteio de um livro selecionado. Em agosto, escolhi o recém-lançado A máquina do ódio: Notas de uma repórter sobre fake news e violência digital, da Patrícia Campos Mello, publicado pela editora Companhia das Letras. E o ganhador foi… Andre Bressan. Parabéns! 📚🎉

Para concorrer aos livros dos próximos meses — e, de quebra, ajudar a manter esta newsletter funcionando —, apoie o site.


🤔 Curiosidades

Print de uma tela de celular com um histórico de buscas com termos referentes a venenos para matar pessoas e contratação de assassinos de aluguel.
Imagem: Extra/Reprodução.

O modo anônimo/privado dos navegadores não é anônimo (não sabia? Leia isto), mas isso não significa que ele seja inútil. Quando estiver pesquisando formas de assassinar seu padrasto, por exemplo, é uma boa usá-lo para não deixar rastros à perícia, caso de uma das enteadas do pastor Anderson do Carmo, no Rio de Janeiro. [Extra]

A Fairphone, fabricante europeia de celulares com preocupações ético-sociais, lançou uma pequena atualização do seu modelo mais recente, o Fairphone 3+. O mais legal é que a maior novidade dele, as novas câmeras, podem ser compradas avulsas e instaladas no Fairphone 3,modelo de 2017. Os celulares da Fairphone são modulares, fáceis de serem reparados e feitos para durarem de 5 a 7 anos, mais que o dobro da média da indústria. [Android Central, em inglês]

A maioria dos aviões está no chão por causa da pandemia, mas e depois que ela passar? Há quem argumente que o planeta não aguentará o ritmo de crescimento esperado pelo setor para as próximas décadas. Voar de Londres a Nova York causa um impacto ambiental similar ao de consumir 1 mil Big Macs. O repórter Jelmer Mommers diz que estamos em um bom momento para reavaliar as viagens de avião. [The Correspondent, em inglês]

O site britânico Cable comparou o custo de 1 GB em planos móveis de 228 países. O Brasil apareceu em 38º no ranking dos mais baratos, com preço médio de US$ 1,01 (~R$ 5,68), obtido da análise de 40 planos no início de maio. [Cable.co.uk, em inglês]

Foto da Lua no espaço.
Foto: ajamesmccarthy/Reddit.

Um fotógrafo tirou 24 mil (!) fotos da Lua e as colou digitalmente em uma super foto de 85 megapixels. A imagem acima, obviamente, está redimensionada, mas você pode vê-la maior, em toda sua glória, aqui. [Reddit, em inglês]


Se você curtiu este Bloco de notas, assine a newsletter gratuitamente para recebê-la direto no seu e-mail:


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 comentários

  1. Em relação à nota sobre a utilidade (e importância) do uso do modo anônimo/privado dos navegadores, eu me pergunto: se o caso relacionado tivesse sido do assassinato de uma mulher, a dica “quando estiver pesquisando formas de assassinar sua madrasta, por exemplo, é uma boa usá-lo para não deixar rastros à perícia” seria dada? Por que será que a violência contra o homem costuma ser tratada de forma impensada, despreocupada e até jocosa, sem o mesmo cuidado com que (devidamente) costuma ser tratada a violência contra a mulher? Um homem vítima de um crime *sem chance de defesa* é “menos vítima” do que uma mulher vítima do mesmo crime, simplesmente por ser homem e, por isso, merece menos cuidado e atenção?

  2. curti muito essa nova versão do firefox, deixa ele igual ao do desktop, ainda mais nas opções de privacidade.

O site recebe uma comissão quando você clica nos links abaixo antes de fazer suas compras. Você não paga nada a mais por isso.

Nossas indicações literárias »

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!