Fundo azul, com uma chamada para um PlayStation 5 no centro. À esquerda, a frase “Ofertas de verdade, lojas seguras e os melhores preços da internet.” À direita, “Baixe o app do Promobit”.

Como deixar o YouTube menos viciante

Sites e aplicativos como o YouTube são projetados para nos manter o maior tempo possível neles. O que está em jogo ali é a nossa atenção, então é do jogo que o Google, a empresa dona do YouTube, empregue todos os artifícios possíveis para nos prender o maior tempo possível ali dentro — vendo vídeos e, claro, anúncios.

(Apenas a título de exemplo, em fevereiro de 2017 o YouTube comemorou a marca de 1 bilhão de horas gastas assistindo a vídeos por dia. A meta fora estipulada em 2014 e alcançada graças ao uso pesado de vídeos recomendados, incluindo extremistas e mentirosos.)

Apesar disso, o YouTube é basicamente o repositório de vídeos na internet. É possível usá-lo sem se deixar levar pelo canto da sereia, digo, do algoritmo? É sim! Essa é a dica da semana no Manual.

Extensões

Para quem usa o YouTube majoritariamente no navegador, existem extensões que bloqueiam ou alteram padrões viciantes do YouTube.

Comece pela Clickbait Remover (gratuita, para ChromeFirefox). Ela troca as miniaturas (as “thumbs”) personalizadas dos vídeos, muitas vezes apelativas, por um quadro aleatório do vídeo em questão.

Outra boa extensão é a Unhook (gratuita, para Chrome, Edge e Firefox). De uma vez só, ela remove uma série de distrações do YouTube: vídeos relacionados, comentários, aba de Shorts (vídeos curtos), recomendações da página inicial, vídeos em alta etc. As configurações são granulares, ou seja, é possível eliminar uma distração e manter outras.

Se você usa sistemas Apple, o Safari tem uma extensão chamada Vinegar (R$ 10,90) que substitui o player do YouTube por um padrão do sistema. Acho esse player padrão mais leve. Além disso, há dois benefícios indiretos muito valiosos:

  1. Elimina anúncios antes, durante e depois dos vídeos; e
  2. Permite usar o PIP no iOS e iPadOS.

Outro caminho possível, mais complexo, mas que pode eliminar a necessidade de alguma extensão acima, é usar bloqueadores de anúncios (uBlock Origin, 1Blocker) para bloquear elementos da interface do YouTube.

Aqui, por exemplo, criei uma regra no 1Blocker para não carregar o elemento identificado como #related no site do YouTube, onde fica a coluna lateral de vídeos recomendados. Veja como fica uma página de vídeo com esse bloqueio vigente:

Print do Safari com um vídeo do Manual do Usuário aberto no YouTube, com o player de vídeo HTML5 e sem a barra lateral de recomendações.
Imagem: Manual do Usuário.

Aplicativos

Não existem (ou desconheço) aplicativos alternativos do YouTube para iOS. No Android, existiam dois; um deles, o Vanced, foi encerrado abruptamente no início do ano. Sobrou, então, o NewPipe.

Outras configurações

Uma alternativa bem alternativa é usar um “front-end” diferente. Já dei a dica aqui no site do Invidious, um site que se coloca entre você e os servidores do YouTube com uma interface menos pesada e que garante mais privacidade.

Uma última dica: acesse o YouTube deslogado ou, se não quiser ou preferir fazê-lo logado, desative o histórico de reprodução na sua conta Google. Basta acessar esta página estando logado no Google/YouTube e clicar/tocar no botão Desativar.

Isso diminuirá as sugestões de conteúdo de canais que você não segue, o que acaba sendo a única maneira de mitigar o algoritmo de recomendação em plataformas menos flexíveis, como as das TVs.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Dúvidas? Consulte a documentação dos comentários.

18 comentários

  1. É possível também usar o Youtube a seu favor (e ser confrontado com boas surpresas, de vez em quando), utilizando as ferramentas oferecidas pelo próprio Youtube.

    Você pode ficar somente na opção “Inscrições”: lá são listados apenas os vídeos dos canais que você assina. Sem distrações e somente com aquilo que pode te interessar (afinal, se você assinou o canal, muito provavelmente é porque quer ver mais vídeos dele). Jogue essa url (https://www.youtube.com/feed/subscriptions) como favorito no seu browser e acesse o Youtube apenas por ela.

    O algoritmo do Youtube quer que você permaneça no Youtube. Então, também é possível ensiná-lo os seus gostos, para que vídeos extremistas e caça cliques não apareçam como recomendados. Você pode marcar um vídeo ou até um canal inteiro para não aparecer no seu feed de recomendações. Isso efetivamente treina o algoritmo do Youtube para não te recomendar conteúdos relacionados. Afinal, se ele quer que você permaneça assistindo, não vai te recomendar vídeos que você já declarou não gostar. Com isso, vídeos mais parecidos com o seu gosto vão aparecer mais vezes nas suas recomendações. É mais trabalhoso, mas deixa aberta a possibilidade de você esbarrar em vídeos fora da sua bolha que podem te agradar. Se não agradar, basta marcar como “non grato”.

    Por fim, o Youtube Premium também é uma boa alternativa se você está pensando em pagar algum app ou extensão que forneça os mesmos benefícios: você não vê propagandas, tem a opção de “baixar” (não é bem assim, de fato) alguns vídeos e, para alguns dispositivos, tem a opção de ouvir apenas o audio (com o aplicativo executando em background) ou assistir o vídeo em modo PiP.

    E, para concluir, assistir o Youtube sem estar logado é estar exposto ao que de pior existe no Youtube. O algoritmo vai te apresentar apenas os vídeos que “engajam”, somente os mais assistidos na sua região e… pelo menos para mim, isso normalmente é só lixo.

  2. Quem realmente não quer saber de distrações use a extensão feedbro, por ela você pega o link de rss dos canais e assiste os vídeos pelo embed nela fora do youtube, já dentro do youtube recomendo a extensão blocktube ela bloqueia vídeos, comentários e canais por tag ou manualmente feito por você clicando naquele menu de contexto que aparece ao lado do título do vídeo na barra lateral, use essa junto com a unhook sua vida vai melhorar 100% dentro do youtube, outra extensão que recomendo também é a auto cookie delete caso você não navegue logado com uma conta google.

  3. Gosto de usar o FreeTube, um app pra windows que funciona como o newpipe pro android. Puxa o video direto do youtube, usando o invidious como proxy. Vejo video sem propaganda e pra melhorar mais ainda, tem o sponsorblock que skipa propaganda embutida no video.

  4. Uso o YouTube no Firefox com o uBlock ativo e conta logada. Ajuda bastante a conta logada pois de fato só me vem indicações “próximas” aos canais que assisto.

  5. não tenho esse problema de distração ou vícios com o YT, pois geralmente abro ele no firefox e já sabendo o que ver (vídeo novo de canais que sigo). Tem anos que não abro a tal aba “em alta”.
    um amigo meu usa e me indicou o app PureTuber para Android, mas como uso muito pouco o YT, nem baixei para testar

  6. os canais que sigo no youtube, pego o rss e coloco no feedly e os vejo por lá mesmo, então raramente vou direto no site/aplicativo do youtube

  7. Interessante as dicas. Não conhecia essas extensões. Uso há algum tempo a “Enhancer for YouTube™” para esse bloqueio de elementos, principalmente dos vídeos sugeridos. É impressionante como essa simples ação altera a forma como consumimos conteúdo.

    Para quem usa Android, o Newpipe pode ser de ajuda também. Nele é possível criar lista de canais e receber apenas as sugestões dos que escolher.

    Aos usuários do Telegram, deixo como sugestão o bot @youtube_subs_bot. Ele é apenas um dos muitos tem a função de te notificar quando o canal que você cadastrou postar vídeos novos. Além de encaminhar o link para o vídeo do YouTube, que pode ser assistido dentro do próprio Telegram, cortando o contato com feed do YouTube diretamente, ele também envia um link para assisti-lo no plataforma INVIDIOUS, caso prefira.

    Outra sugestão dentro do Telegram é digitar na caixa de texto em qualquer chat “@vid [termo de busca]”. Isso permite fazer uma busca pela expressão na YouTube sem ter de necessariamente abrir o aplicativo.

    Essas ferramentas me ajudaram muito a me desligar um pouco do YouTube. Se quiser alguma ajuda, basta me chamar no Telegram: @arrthur

    1. Uso também o “Enhancer for Youtube” e é uma mão na roda, principalmente os atalhos. Uso e abuso do recurso de aumentar ou diminuir a velocidade do vídeo sem precisar entrar nas configurações do player.

      Sobre o bot, interessante. Como eu uso muito o Youtube na tv, sempre consigo acompanhar os poucos canais que assino, mas essa do bot é uma boa.

      Valeu pela dica!

    2. Interessante essa dica do bot, mas é uma pena que não dá pra importar toda a minha lista de subs. Ter que adicionar uma por uma é foda. As minha são mais de 100. Mantenho o aplicativo do Youtube no meu Android somente para me notificar dos vídeos novos. Gostaria de me livrar dele.
      Eu uso o Freetube no meu Debian e NewPipe ou Libretube no meu Android. Gosto de usar o metabuscador searx.be que nos resultados de vídeos sempre retorna de instâncias do invidious..

Compre dos parceiros do Manual:

Manual do Usuário