Maneiras melhores de acessar YouTube, Instagram e Twitter

Se preferir, veja no YouTube.

A mudança na interface do Twitter, dia desses, causou algum alvoroço. Isso me lembrou dos front-ends alternativos, ou interfaces para serviços populares, como o Twitter, que não mudam tanto e têm outras vantagens em desempenho e privacidade. Neste vídeo, falo de três delas: Nitter (Twitter), Bibliogram (Instagram) e Invidious (YouTube).

Links citados:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 comentários

  1. Olá!

    Para Android, existe o app UntrackMe, que redireciona os links das redes exatamente para essas alternativas (nitter, bibliogram, invidious). Disponível na já comentada F-droid.org.

  2. Achei incrível o bibliogram, não conhecia.
    Eu uso o invidous através do freetube (apesar que, não tem funcionado tão bem ultimamente.)

    1. Esse não tem jeito mesmo. Como o YouTube distribui os anúncios pelo mesmo domínio dos vídeos, é impossível usar bloqueadores de anúncios contra os aplicativos oficiais. A única maneira de evitá-los é pagando o YouTube Premium, o que não mitiga os demais problemas do YouTube.

      O que eu fiz aqui foi reduzir consideravelmente o consumo de vídeos pela TV. Tenho usado o tablet. A tela é evidentemente menor, mas não é uma experiência tão pior assim.

  3. Para o Instagram existe tbm o Picuki, que tu pode visualizar as fotos mais recentes de um perfil postado no Instagram (claro, desde que esse mesmo perfil esteja no modo público)

  4. Alguns apps de front-end bons para android incluem o NewPipe (YouTube), Fritter (Twitter) – ambos OSS – e Instander (Instagram).

    Os dois primeiros são disponíveis no F-Droid (acho que o Ghedin já comentou dele aqui) e têm um sistema interessante que te permite, sem qualquer login, “seguir” contas e canais como se efetivamente tivesse uma conta nessas redes, acompanhando posts e vídeos novos. Essas configurações ficam salvas no próprio dispositivo e podem ser exportadas (um ligeiro trabalho, mas vale a pena).

    O bom desses aplicativos é que a configuração do feed é realmente por ordem cronológica, fugindo de sugestões, anúncios e personalização algorítmica de feed (típico caso de seguir mil pessoas, mas ver tweets de 5).

  5. Pro YouTube eu usava o invidious mas agora uso o app freetube que mostra videos fazendo proxy pelo próprio invidious. Bibliogram não adianta muito pq o instagram bloqueia mostrar uma foto direto agora, só o feed recente, prefiro usar o barinsta. Agora o twitter, estou evitando o site intercalando entre o nitter e um app 3rd como o twidere x. Tem também front end pro google que é o Whoogle mas eu prefiro usar o searx que um site de pesquisa open source e que tem um proxy nos próprios resultados.

O site recebe uma comissão quando você clica nos links abaixo antes de fazer suas compras. Você não paga nada a mais por isso.

Nossas indicações literárias »

Manual do Usuário