Etc

Bloco de notas 20#16: O choque de realidade do home office

Uma curadoria semanal de notícias, curiosidades e esquisitices da tecnologia pessoal.


🗞 Notícias

O Facebook deu detalhes de como está lidando com conteúdos que violam suas políticas durante a pandemia, com muitos números enormes e ênfase em inteligência artificial. Divulgações desse tipo são uma aula de controle da narrativa: 50 milhões de posts relacionados à COVID-19 foram rotulados por checagens de fatos [The Verge, em inglês], mas quantos enganosos passaram batidos pelo controle do Facebook? Dá para confiar na capacidade de uma empresa que não consegue sequer aplicar proibições de tipos de anúncios, como os de máscaras profissionais?[BuzzFeed News, em inglês]

A experiência forçada e abrupta de home office nas empresas está causando um choque de realidade. Enquanto algumas, como Twitter e XP Investimentos, flertam com a ideia de oficializar o trabalho remoto indefinidamente, pesquisa da Consumoteca descobriu que 73% dos jovens profissionais brasileiros preferem não trabalhar em tempo integral de casa quando a pandemia passar. [Valor]

O Jornal da Cidade Online foi condenado pela Justiça do Rio de Janeiro a pagar indenização de R$ 150 mil a Felipe Santa Cruz, presidente da OAB, por danos morais. A publicação é famosa por veicular notícias falsas e por ser frequentemente recomendada pelo Google News. Em abril, o Aos Fatos publicou reportagem expondo a teia de interesses por trás do JCO. [Sentença (PDF), via newsletter do InternetLab]

Uma falha grave foi descoberta nas portas Thunderbolt, padrão da Intel lançado em 2011 e muito popular em notebooks premium. Ela permite copiar dados de computadores bloqueados e/ou com a memória criptografada, ainda que para isso o atacante precisa ter acesso físico ao equipamento. O problema, a princípio, não pode ser corrigido via atualização de software. [Estadão]

As vendas globais de equipamentos para videochamadas da Logitech cresceram 60% no último trimestre do ano fiscal de 2019, encerrado em março último. Reflexo da corrida para digitalizar casas que, literalmente da noite para o dia, passaram a se desdobrar em salas de aula e escritórios. [Reuters, em inglês]


📷 Imagem da semana

Entregador de aplicativo equilibra quatro bolsas térmicas em cima de uma moto.
Foto: William Santos/TV Globo.

Flagra na Marginal Tietê, em São Paulo, feito pela equipe da TV Globo, de um entregador de aplicativo equilibrando quatro (!) bolsas térmicas em cima de uma moto. O futuro do trabalho é deprimente. [G1]


📱 Apps

Recebendo notificações do 99Food por SMS? A matéria com dicas para cancelar essas mensagens foi atualizada com instruções do novo app de delivery da 99. No link ao lado 👉 [Manual do Usuário]

O app de realidade aumentada que copia objetos do mundo real na tela do computador está sendo criado. Ele foi batizado de AR Copy Paste e já existe uma versão funcional em testes, mas ainda não tem data de lançamento. [MacMagazine]

O Google, por sua vez, já tem um app do tipo. Com o Google Lens (Android) ou o Google (iOS), agora é possível copiar anotações escritas à mão em um papel e colá-las no Google Docs do computador. Ambos os dispositivos devem estar logados na mesma conta. [Google, em inglês]

A Uber lançou uma nova categoria no Brasil, o Uber Flash. Ela se destina ao transporte de itens pessoais em carros. “Objetos como pacotes, presentes, documentos”, disse a empresa em comunicado. Os preços são os do UberX. Na prática, a Uber entra nos mercados da Rappi e Loggi. Disponível em São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre e Salvador. Uber

O app de ficar parado finalmente apareceu! (Lembra da minha provocação sobre a inexistência deles?) A companhia aérea tailandesa Thai Airways dará milhas aos clientes que instalarem seu app e permanecerem dentro de um raio de 100 metros de casa. [Wunderman Thompson, em inglês, via newsletter Bits to Brands]


💡 Dicas e curiosidades

A Epic Games está distribuindo o jogo GTA V (PC) gratuitamente. A benesse é parte de um programa da loja que distribui jogos gratuitamente toda semana, ou seja, tem tempo para garantir sua cópia — o jogo poderá ser reclamado até 21 de maio. [Epic Games]

Parece um filme a demonstração do Unreal Engine 5, da Epic. A nova versão do motor gráfico usado por desenvolvedores de jogos apresenta ambientes super realistas, criados em tempo real em um PlayStation 5. De cair o queixo. [Epic Games, em inglês]

Listona com 50 recursos audiovisuais gratuitos para ajudá-lo em projetos. Não se deixe enganar pelo título, que faz referência a “projetos de design gráfico”; vale para qualquer coisa — vários ali eu usei/uso para fazer o Manual. [Creative Boom, em inglês]

A LG estaria preparando um celular em formato de “T”. O LG Wing, segundo rumores de sites coreanos, terá duas telas: uma grande, de 6,8”, que ao ser girada na horizontal revelaria uma auxiliar, de 4”. O setor de celulares da LG segue inovando na busca por maneiras de dar prejuízo. [Olhar Digital]

Detalhe dos botões de Netflix, YouTube e Deezer do notebook Motion C, da Positivo.
Foto: Positivo/Divulgação.

Aqui no Brasil, a Positivo expandiu sua linha de notebooks com botões inconvenientes. Agora, além de botões para acesso rápido à Netflix e ao YouTube, o Positivo Motion C traz um terceiro para abrir a Deezer (foto acima). E são só botões mesmo, não tem nenhum período especial de degustação atrelado a eles. Ansioso para saber quais serão os próximos — ainda tem espaço para mais uns 20 botões nos descansos para os pulsos ao lado do trackpad.

O Quibi começou mal. A plataforma de streaming de vídeos curtos (até 10 minutos) exclusivos para celulares despencou na lista dos apps mais baixados uma semana após seu lançamento e está longe de atingir suas metas. Para Jeff Katzenberg, CEO do Quibi, é tudo culpa do coronavírus. Mudanças estratégicas e no produto já estão sendo implementadas. Talvez não fosse uma boa ideia desde o início? [New York Times, em inglês; Neofeed]


Se você curtiu este Bloco de notas, assine gratuitamente a newsletter do blog para recebê-la semana que vem, gratuitamente, direto no seu e-mail:


Edição 20#16

A melhor maneira de acompanhar o site é a newsletter gratuita (toda quinta-feira, cancele quando quiser):

Acompanhe também nas redes sociais:

  • Mastodon
  • Telegram
  • Twitter
  • Feed RSS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 comentários

  1. Só faltou um pequeno detalhe na notícia da Uber, eles não dão garantia nenhuma da segurança da entrega.
    “A UBER NÃO É RESPONSÁVEL PELO ARTIGO OU POR SEU CONTEÚDO, ESTANDO ISENTA DE QUALQUER OBRIGAÇÃO OU RESPONSABILIDADE RELACIONADA AO ARTIGO, SEU CONTEÚDO E/OU SEU ENVIO, INCLUINDO PERDAS OU DANOS QUE O ARTIGO POSSA SOFRER DURANTE A ENTREGA, FICANDO EXPRESSAMENTE EXCLUÍDAS QUAISQUER GARANTIAS NESSE SENTIDO POR PARTE DA UBER.”

  2. O problema não é ter botões de Netflix, YouTube e o escambau. O problema é ter espaço para todos esses botões e ainda assim não ter um para o ponto de interrogação, tendo que usar as teclas Q e W. Parece que os designers de teclados de notebooks no Brasil não têm dúvidas, apenas certezas.

    1. Isso é questão de norma técnica – teclado brasileiro tem que obedecer a norma ABNT. O ideal é cobrar deles isso.

      1. Hmmm, eu acho que não @Ligeiro.

        O leiaute ABNT2, pelo menos, prevê o “?” na tecla da barra “/” acionado via SHIFT: http://www.farah.cl/Keyboardery/A-Visual-Comparison-of-Different-National-Layouts/#ptBR

        As notas do site:

        – Official in Brazil.

        – A norma ABNT NBR 10346:1991 exige uma tecla extra na linha 4, entre a tecla ;: (colocada onde a tecla /? está em um teclado inglês (EUA)) e RSHIFT; de fato, existem muitos teclados com esta tecla extra. Algumas implementações, incluindo as da Microsoft, fornecem uma alternativa para os teclados que não a possuem, fazendo atribuições extras sob a camada ALTGR para os três símbolos (barra, ponto de interrogação e sinal de grau) que de outra forma seriam inacessíveis.

      2. A NBR do teclado brasileiro prevê duas teclas a mais em relação ao padrão de teclados americanos. As empresas querem usar o padrão brasileiro mas mantendo o número de teclas do padrão americano (provavelmente por questões de custo), então elas fazem essas gambiarras.

        Lembrando que elas não são obrigadas a usar o padrão brasileiro. Algumas empresas como Apple e Dell, em alguns modelos, usam o padrão US-International, que usa o mesmo hardware americano mas é compatível com todas as letras e acentos usados na língua portuguesa, sem necessidade de uso de AltGr.

    2. Eu tenho um ideapad 320 da lenovo. Não tem CTRL direito, nem o botão que abre o menu do botão direito do mouse no teclado. E eles espremeram as setas. Por outro lado, o shift direito é enorme, poderiam ter duas teclas grandes, ou três pequenas facilmente ali. E o zero do teclado numérico é do mesmo jeito absurdo haha
      Pessoal faz umas coisas estranhas quando projeta teclado de notebook.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!