Threads aparece antes da hora com famosos, marcas e Marcos Mion pedindo POSITIVIDADE

A nova rede social da Meta, Threads, fez uma breve aparição antes da hora nesta quarta (5), na web. Ela deve ser liberada amanhã (quinta, 6), exceto na Europa, onde a mistura de dados entre Threads e Instagram é muito provavelmente ilegal.

A Meta concedeu acesso antecipado a famosos e marcas para criar burburinho e atrair geral. E parece ter funcionado: os posts que consegui ver antes dos perfis sumirem no site eram todos entusiasmados.

Marcos Mion estava radiante: pediu POSITIVIDADE!!! para que o Threads não vire um Twitter e alega ter emplacado a primeira “trend” do novo local — uma corrente mostrando os primeiros seguidores.

A julgar por esse vislumbre, é o Twitter mesmo que deve dançar com a nova concorrência. O visual do Threads é bem simples, agradável, leve, e, apesar de ser um produto da Meta, empresa que coaduna com extremistas e já ajudou a promover um genocídio, os primeiros habitantes compraram o discurso de que ali é um lugar melhor. O que, em relação ao Twitter de Musk, ele próprio um extremista, é verdade.

No que interessa, a conexão com o ActivityPub/fediverso, Adam Mosseri, head do Instagram na Meta, disse no Threads que isso está nos planos, mas que não houve tempo hábil para implementar a integração nesse primeiro momento.

Ao lado dos nomes de usuários, aparece um pequeno selo fazendo referência ao servidor/comunidade (threads.net). Quando se clica nele, uma mensagem informa que em breve será possível interagir com pessoas em instâncias do Mastodon — o nome é citado expressamente.

Depois de toda a celeuma no fediverso, é uma grande decepção.

Newsletter

O Manual no seu e-mail. Três edições por semana — terça, sexta e sábado. Grátis. Cancele quando quiser.

Deixe um comentário

É possível formatar o texto do comentário com HTML ou Markdown. Seu e-mail não será exposto. Antes de comentar, leia isto.

9 comentários

  1. Me impressionou a adesão que o aplicativo teve, mesmo sendo amplamente compartilhado o quanto de informações ele coleta. A ponto, de não ser permitido na Europa! A impressão é que as pessoas ignoram completamente apenas visando alguma vantagem de estar cedo na rede social.

  2. instalei, criei a conta, segui 3 pessoas.

    abri de novo e tinham 100 posts de pessoas que nunca vi, umas que não gosto. impossível isso, decidi apagar minha conta. talvez quando a conexão com mastodon existir eu use minha conta nele pra seguir que eu quiser no threads.

  3. Pra mim, isso tem cheiro de Google Plus. Criou um hype no começo, mas pouco tempo depois começaram uma forçada de barra (ser obrigado a ter conta por lá pra comentar no YouTube), cair no esquecimento e se acabar.

  4. Impressão minha ou a timelime é exclusivamente algorítimica, sem opção de timelime cronológica? E pior, a timelime mistura gente que você segue com gente que você não segue? Isso é bem o jeito Meta/Facebook de fazer as coisas.

    1. E se quiser excluir teu perfil no Threads, tu é obrigado a excluir tua conta no Instagram.

  5. Vai ser um enorme prazer observar o Twitter se acabando aos poucos como o orkut e o Elon perder todo o dinheiro que investiu.

  6. Pra mim, tanto a federação do blue sky, como o tumblr e threads tento suporte a activitypub são muito vaporware.