Post livre #191

Toda semana, o Manual do Usuário publica o post livre, um post sem conteúdo, apenas para abrir os comentários e conversarmos sobre quaisquer assuntos. Ele fecha no domingo por volta das 16h.

Acompanhe

Newsletter (toda sexta, grátis):

  • Mastodon
  • Telegram
  • Twitter
  • Feed RSS

148 comentários

  1. Se esta for a última mensagem do post livre de hoje, deixo aqui uma reflexão e homenagem que roubartilhei do twitter:

    Scooby-Doo é um programa positivo com três mensagens principais para crianças:

    1. Monstros não são reais

    2. O problema é sempre capitalistas gananciosos; desmascará-los

    3. Sempre traga lanches

    O 50º aniversário do Scooby-doo é nesta semana!
    Boa semana a todos :)

  2. Vocês conhecem algum compressor de imagens, online ou programa para Windows com essa finalidade? Sei que existem vários (ainda sei usar um buscador) mas nada melhor que uma indicação, diminuindo um pouco o trabalho de ter que ficar testando infindáveis serviços (e deixando a imagem em um monte de lugar diferente).

    1. Se você não pode fazer a compressão no servidor, a melhor opção é JPGMini para arquivos JPG e TinyPNG ou Kraken.io pro resto.

      Também recomendo salvar as imagens em 72 DPI com 60% de qualidade, no máximo. A qualidade nesse nível ainda mantém todos os detalhes que você precisa em inúmeros tamanhos de tela.

      Se tiver acesso ao Photoshop, passar a imagem pelo “Save for Web” antes de fazer a compressão é sempre uma boa pedida. O algoritmo de compressão da Adobe faz um excelente trabalho inicial.

      1. Ah, válido dizer que se você usar uma boa empresa de hospedagem — estou presumindo que você queira isso para um site —, ela deve fazer isso pra você por trás dos panos.

        1. Sim, é para o meu blog.
          Uso o Listed.to com hospedagem (que é do StandardNotes e tem integração com o app de Notas), mas as imagens eu hospedo no Archive.org

      2. Obrigado pelas indicações :)

        Estava lendo sobre otimização de imagem no Google Developers e em uma parte do texto, eles apresentam a diminuição da “paleta de cores (bits)” [https://bit.ly/2lMCI5j] tendo claro, perda de qualidade mas a deixando bem mais leve (não entendo muito de imagem, mas acredito que seja isso que eles apresentaram). Saberia como reproduzir o que eles apresentam? [imagem ilustrativa deles = https://bit.ly/2kcRLom%5D

        1. Photoshop te oferece a opção de fazer isso quando você exporta uma imagem. A nível de servidor isso pode ser feito também.

          Procura por “ Automating image optimization” no Google Developers.

          1. Consegui fazer pelo Gimp, mas não ficou tão bom (acredito eu que isso seja por conta da imagem em especifico, mas deve ficar “bom” em alguns casos).

            Obrigado mais uma vez pelas orientações.

  3. algum de vcs manjam de ROM? queria saber a que é mais amigável a bateria, estou usando a Havoc, mas sinto que ela gasta muita bateria

    1. Normalmente as baseadas no AOSP são as menos gulosas.

      Dá uma olhada também se sua rom tem compatibilidade com o Franco Kernel. É o melhor e mais otimizado pra customs, além de ter um suporte legal da comunidade.

  4. Há algumas semanas, numa discussão sobre o espaço de armazenamento dos telefones, alguém (não me lembro quem, desculpe!!!) comentou que de nada adianta os 128GB se não tiver backup. O comentário, se não me falha a memória, foi sobre alguém que (não lembro também, desculpe!!!) teve o celular roubado.

    Pois bem, desde então fiquei com aquele incômodo de que, de fato, a gente guarda coisa pra caramba no telefone e relega o backup a alguma nuvem e, como bem diz um texto que acho que li no XKCD: Não existe nuvem, é só o computador de outra pessoa…

    Enfim, incomodado com isso resolvi procurar um jeito automático de fazer o backup do telefone sem depender de nenhum serviço externo e, numa busca rápida achei o SMBSync2 (https://play.google.com/store/apps/details?id=com.sentaroh.android.SMBSync2): O aplicativo tem uma interface honestamente horrenda, a cara do Android nos primeiros anos, mas depois de feita a configuração inicial, funciona bem pra caramba!

    Criei uma tarefa onde ele espelha boa parte dos diretórios e arquivos da memória interna do meu aparelho para um compartilhamento SMB no meu NAS de pobre. Há outros modos de operação, mas optei pelo espelhamento por questões de espaço no HD do NAS. Ademais se eu apaguei do aparelho é porque não tem utilidade mais e essa ação será refletida no backup. Algumas coisas, tipo as músicas eu deixei de fora porque eu já as tenho nos computadores. Outras coisas específicas da MIUI também deixei de fora. Após cerca de duas horas copiando uma penca de coisa pelo WiFi, lá estava o backup.

    Tudo testado e no lugar, agendei a repetição da tarefa, diariamente às 2 da madrugada, com o telefone carregando e somente se ele estiver conectado ao meu WiFi. Levantei hoje cedo e lá estava a notificação de que a sincronização foi bem sucedida.

    Não é perfeito porque se eu não estiver em casa, o backup não vai ocorrer, mas isso aliado a pelo menos uma nuvem é suficiente.

    1. Não estou querendo cortar seu barato, acho que redundância em backup nunca é demais e ainda existem questões incidentais sobre propriedade e disponibilidade, mas acho que reduzir nuvem ao “computador de outra pessoa” é uma simplificação exagerada. Sim, é um computador de uma empresa, mas com níveis de segurança e proteção muito maiores que o possível em um computador pessoal conectado à internet.

      As chances de um computador pessoal dar pau/ser roubado/pegar fogo/estragar são maiores que as de uma Amazon/Google/Apple/Microsoft perder seus arquivos.

      1. Há alguns anos uma penca de contas do gmail foi para o limbo por uma falha (possivelmente humana) em um dos data centers da google. Todos usuários de contas gratuitas, que receberam só um pedido de desculpas da empresa com a “justificativa” de que o serviço ainda estava em beta e, bem… shit happens.

        O meu servidor eu sei como é administrado e como os dados são replicados/backupeados. Se der merda a culpa/responsabilidade pelo menos é toda minha.

        1. Eu só lembro deste caso aqui e foi temporário — os dados que sumiram do Gmail foram restauradas.

          E sim, rodar seu próprio servidor te dá controle absoluto e toda a responsabilidade; não era sobre isso o meu comentário. Quis dizer que embora um servidor pessoal seja menos visado que um do Google, é bem provável que estatisticamente seja mais seguro e dê menos dor de cabeça manter arquivos na nuvem do que em um PC em casa.

          1. Lembro desse caso também, mas não foi esse que me veio à mente. Tentei, numa busca rápida aqui, achar o que eu me referi, mas não consegui. Lembro que foi nos primeiros anos do serviço e considerando o tamanho da base de usuários deles, foi um percentual pequeno como este, mas ainda assim um número considerável de pessoas afetadas. O que nos lembra, aliás, que os serviços gratuitos prestados por estas empresas não nos dão garantia nenhuma também.

            Pessoalmente gosto do Dropbox (que curiosamente não estava na sua lista de empresas acima) e uso para sincronizar alguns dados (os quais também estão em backups offline), mas mesmo eles já tiveram seus problemas: Há alguns anos recebi um e-mail deles solicitando a troca imediata da senha de acesso porque várias haviam vazado.

            No final das contas eu sei que manter um servidor em casa não é pra todo mundo (mantenho alguns por hobby) e que a infra de grandes data centers é melhor que a minha, mas aí vem outro fator na equação: A infra deles é muito melhor que a de qualquer mero mortal mas o volume de dados que eles têm de administrar e guardar também é muito maior.

            Nos últimos anos li vários casos de perda e vazamento de dados nessas grandes empresas do que experimentei de falhas no meu hardware em casa (não que não tenham acontecido).

            Enfim, quis compartilhar o aplicativo que me dá, como você mesmo disse, uma camada de redundância a mais.

          2. @ Harlley Sathler

            Ah sim, o risco sempre existirá. A ideia de um sistema computacional à prova de erros é quase uma idealização, ou seja, não existe computador 100% seguro.

    2. Harlley, foi eu que comentei sobre fazer backup, pois tive meu One Vision com 128gb roubado e nessa foi levado um save game que fiz com muito sacrifício e eu estava pertinho do final no game Crash Bandicoot 3. :-(

      1. Foi mal, cara! Sou péssimo pra guardar nomes!

        Mas vezes a dica do aplicativo possa te ser útil. Lembrando que, embora no meu caso eu tenha usado o servidor para o backup, você pode fazer em praticamente qualquer computador Windows ou qualquer outro sistema que esteja rodando o samba server.

        Enquanto isso, estou esperando meu cartão de memória chegar e esperando poder comprar um joystick.

        1. Tranquilo Harlley, sem problemas. E sua dica do aplicativo é sim muito útil e, assim que possível, vou testar para fazer backups do meu telefone em um HD.

          1. Aproveitando a thread ‘backup’. Quais aplicativos vocês recomendam para manter backup na nuvem?

  5. queria saber se existe guia ou um site para montar um computador para jogos para novato como eu? bem porque meu pc morreu, então no ano que vem vou montar um pc gamer novo. por isso eu queria saber se tem um bom guia e não sei como montar um pc e tenho medo de montar errado e não poder desfrutar de pc focado em jogos por não ter muito conhecimento do pc e além achar das peças com custo-benéfico ou seja um computador de ótimo custo benéfico, então não sei onde começar por aí.

    1. Se você sabe inglês, o Linus Tech Tips é um canal legal para pegar dicas de peças e configurações atuais.

      No Brasil não conheço nenhum – sinceramente tenho trauma dos “geeks techs” brasileiros então é difícil recomendar alguém de confiança.

      Penso que o ideal é seguir a seguinte linha de pensamento:

      – Vai jogar jogos atuais?
      – Qual seu orçamento?
      – Tem alguma preferência pessoal de peças e marcas?
      – Prefere ir seguro em equipamentos consolidados ou prefere investir em novidades e loucuras?
      – “Melhor PC pra jogar que Vídeogames”(?)

      Enfim.

      Pelo que entendi também, tu não tem noções de manutenção de computadores, certo? Procure canais no YouTube em que você se sinta confortável em aprender com eles as técnicas para manutenção de PCs – manutenção de PC também É montar um PC. Se você sabe consertar, sabe montar ;)

      Brasil Mais TI, Fundação Bradesco e até mesmo o Centro Paula Souza tem cursos gratuitos online que podem lhe dar noções de manutenção de PCS.

      Manda bala aí :)

      PS: seu PC pode ter “morrido”, mas se aprender a consertar, pode economizar retornando seu PC da morte ou até mesmo fazendo transplantes para o PC novo.

      1. – Vai jogar jogos atuais?
        – Qual seu orçamento?
        – Tem alguma preferência pessoal de peças e marcas?
        – Prefere ir seguro em equipamentos consolidados ou prefere investir em novidades e loucuras?
        – “Melhor PC pra jogar que Vídeogames”(?)

        -vou jogar jogos atuais mas também antigos.
        – até 3 mil mais ou menos, eu acho.
        -só tenho preferência das peças e marcas com qualidade ótima mas com custo-benéfico.
        – prefiro ir seguro em equipamentos consolidados.
        – sim melhor pc porque tem jogos baratos e também dá para jogar jogos online, tem jogos que possuem mods que podemos botar é claro por causa de steam, sempre me diverti com pc desde criança.

        enfim obrigado pelo dicas, Ligeirinho. :D

        1. 3 mil reais para equipamentos atuais é bem razoável. Tou meio por fora de preços, mas da última vez que orcei para um amigo um PC “ultratop” – voltado para processamento de fotografia e vídeo, saiu uns R$ 8.000,00 (o ideal é não falar muito de valores, mas beleza).

          Lembrando que processadores i7 é em torno de 2-3 mil em média.

          Caso queira algo consolidado, interessante seria analisar “PCs prontos” como da Dell, ou de empresas que tenham reputação no mercado (tou por fora).

          Boa sorte aí :)

          1. To por fora dos valores brasileiros, mas pensando no mercado americano, esses R$ 3.000,00 seriam o que, uns $700?

            Com esse valor você consegue um Risen 5 3600 — nova geração dos processadores da AMD —, uma placa mãe até boa pro valor — a Asrock A320M me vem a mente — e uns 16GB de RAM.

            Completa com uma Nvidia 1060 — eu prefiro placas da AMD, mas são casos e casos —, um SSD mais ou menos e uma fonte bronze de 500w da EVGA e cê tem um computador que vai durar um bom tempo.

            Isso sem contar os periféricos.

          2. Boa James. O ponto é que a regra no Brasil é tipo o dólar do mês + 1. Se um 1 dólar é 4 contos no mercado BR médio, no varejo BR é 5 contos. Só dar uma olhada no Mercado Livre e comparar valores.

            Mas bem lembrado o Ryzen, ouvi falar que ele é bom, mas tou bem por fora pois não monto PC gamers – minha clientela não tem dinheiro muitas vezes nem para um Atom…

          3. Cara, não dá mais pra comprar Intel, a cada dia tem uma brecha nova de segurança. Mesmo com processadores antigos, AMD ainda é a melhor opção.

          4. Putz, esqueci a da brecha.

            Sinceramente, não sei que raios acontece que no BR, AMD tipo é uma relação “traumática” (Os primeiros Athlons que o digam).

            Mas é bom saber para usar como argumento de compra

          5. R$3k monta um PC-gamer de boas, sem extravagâncias em periféricos da Razer.

          6. Pilotti, o ponto que falei do 3 mil < é porque parece que os jogos atuais 2018-2019 pedem gráficos parrudões, cuja placas estão na faixa dos R$ 1.000,00.
            Sinceramente tenho baixa experiência com PC gamer (montei até hoje umas três máquinas apenas), então não tenho uma noção plena de preços.

            Tem um vídeo recente do LTT que eles fazem um comparativo de gamers (obviamente com base em preços canadenses), que acho que dá para fazer um paralelo com o BR. Me baseio mais ou menos neste vídeo para ter uma ideia.

          7. Negócio é pegar placas usadas da AMD que foram usadas pra minerar bitcoin. Eu comprei duas AMD Vega 64 por R$ 1.000,00 cada — uma placa que, nova, sai três conto. Roda tudo que eu quero em 4K 60fps.

    2. Costumava usar o fórum da Adrenaline para isso, achava bom

      gosto dos videos deles no yt, dão uma noção básica bem boa

      1. Deixo aqui minha indicação: https://www.youtube.com/playlist?list=PLHz_AreHm4dn1JHgN9wpbIUhzZmycYQXW

        Playlist do canal Curso em Vídeo. Tem uns 30 vídeos sobre hardware. Não sei como tá a qualidade dos vídeos, mas a playlist de python do canal é excelente. Excelente mesmo! Ensina tudo do zero com uma didática incomparável. Então tô recomendando essa playlist. Pretendo assistir a todos depois de terminar as de python.

    3. Tem uns 2 anos que vou montando os meus aos poucos e o pcpartpicker.com foi essencial pra ver a questão de compatibilidade dos componentes. O único problema é que os preços exibidos são dos EUA, muito diferentes dos aplicados no Brasil.

      1. Regra de paridade 1×4 ou 1×5 quando converter valores estrangeiros para cá. Vejo o Linus e uso a mesma regra.

        Ou geralmente, dado meu costume, pego usado mesmo.

        1. Brasileiro tem um puta medo de coisa usada, pelo menos no meu pequeno círculo de amizades — volta e meia aqui nos comentários também. Presumo que seja pela questão da garantia.

          Eu tenho preguiça de acionar garantia e gosto de abrir coisas pra consertar, então coisas usadas vão sempre ser a melhor pedida.

          1. Mais ou menos.

            Ao menos na minha bolha, consegui consolidar a ideia de comprar equipamentos oriundos de lotes locados ou leiloados – a Santa Ifigênia hoje é recheada em partes por causa destes equipamentos. Dado que lojas dão até um ano de garantia para equipamento deste tipo, então é uma vantagem tremenda.

            Claro que há clientes que preferem coisas novas – a estes recomendo comprar diretamente da Dell por exemplo, ou aparecer promoções que caibam no orçamento e nas configurações recomendadas.

            Mas boa parte dos que conheço tem equipamentos de 10 anos em média – inclusive AMD Phenon X4 AM2 ou 3, Core 2 Duo… então…

            Agora também com a onda dos SSDs, então o conserto para alguns compensa – muitos tão trocando o HDD por SSD na hora que o HDD começa a apresentar defeitos.

    4. Era você que tava com aquele problema do PC que levou um tombo e tomou chuva, não?

      De sites pra montar eu conheço a Pichau e a Rocketz. Eles já te dão as opções baseadas em compatibilidade, mas sai um pouco mais caro que comprar cada peça por fora.

      @Ligeiro, se eu estiver falando besteira ou conhecer mais lojas, pode me corrigir. Faz uns bons anos que não abro um PC pra trocar peça.

      1. Tá não. Agradeço a colaboração pois tou por fora de compras online.

        Se você ver alguém revirando um lixo, pode ser eu atras de alguém que jogou um pc fora :3

        (sério, já peguei PC no lixo funcionando e ainda perguntei quem era o dono para ter certeza se o cara fez porque queria)

        1. Essa semana revirei a sucata do curso de eletronica e achei uma mesa de som watson de 6 canais funcionando….não é das melhores, mas já pode quebrar um galho….(ou posso revisar e revender). O lixo de uns é o luxo de outros….

    5. Minha recomendação tb vai para a AMD Ryzen. Eles conseguiram melhorar muito nessa nova geração de processadores e os valores são bem melhores.
      Meu PC é só AMD, sendo um Ryzen 7 1700X (processador), Asus Rog Strix B450-i (placa mãe) e uma Asus Rog Strix RX480 8GB (placa de vídeo AMD)… e estou bem satisfeito e me atende super bem.

      1. Faltou dizer que uma gabinete pode ser salgado se escolher um grande e com boa refrigeração. Então escolha um com um bom custo beneficio.

        Abraço!

        1. Concordo com vc, mas a placa que comentei é uma mini-itx, logo, deve encaixar em quase todos os gabinetes. Agora, sobre o sistema de refrigeração, acredito que o que vem junto com o processador (tirando a linha ‘X’) deve dar conta (eu uso um WaterCooler Corsair H100i GTX com adaptador do v2 para AM4). E apenas comentei minha configuração para mostrar que uso já que eu comentei que usava, mas não como exemplo de configuração pois, se fosse montar/recomendar hoje em dia, compraria um processador mais recente, menos memória RAM (estou com 32GB) e em vez de um SSD M.2 de 256GB, pegaria um SSD Sata de 1TB (que saia o mesmo valor, comprei tudo o ano passado na black friday nos EUA)

    6. Seu PC morreu ou foi só a placa mãe? Ou então outro componente?

      Verifique se não compensa usar as memorias Ram (se for no mínimo DDR3) e outras coisas como por exemplo o HD, nem que seja como um “backup”.

      Agora se quiser montar tudo Top ou quase, eu indico usar AMD com seus novos processadores Ryzen + placa mãe que suporte DDR4.

      Eu costumo comparar um PC Desktop com uma bicicleta. Quando eu tinha uma aos poucos melhorava uma parte essencial, como guidão, rodas, freios e até colocar amortecedor.

      Não se preocupe em montar de imediato um PC Gamer Top, mas em comprar uma estrutura/alicerce/base boa para que, como na bicicleta, vá fazendo um upgrade nas peças com o passar do tempo.

      A “preocupação” maior é em comprar Placa mãe, Processador, Memória Ram, Placa de vídeo e uma boa fonte para alimentar esses hardwares parrudos.

      No caso dependo do quanto sobrou do orçamento compre um SSD de 120 GB ou 240 GB para instalar o SO mais um HD de 1 ou 2 TB de “backup”.

      Para ter uma noção de preço vá em sites, kabum e Pichau, que vendem barato ou pessoalmente em lugares como a Santa Efigênia (se for de São Paulo) para fazer cotação dos preços.

      Nos sites, você pode ir adicionando os itens, que pesquisou se eram bons, no carrinho e ter uma noção do quanto vai gastar.

      Tem tanta informação hoje em dia que não precisa ser especialista em montagem e manutenção de PCs para montar um bom. Tem lugares que até montam para você caso você tenha receio de fazer algo errado.

      Meu PC mesmo é razoável que montei no início de 2012:
      • Processador QuadCore AMD FX-4100
      • Placa de Vídeo AMD Radeon R7 360 Series (2 GB)
      • SSD KINGSTON (240 GB)
      • HD 1 TB Seagate Seagate

      Se eu trocar meu processador e placa de vídeo posso até jogar tranquilo alguns jogos recentes. Entendeu? Não precisa fazer tudo de uma vez.

      Boa sorte no seu novo PC gamer!

        1. @Ligeirinho e @Rafael Avelino

          rafael avelino lhe explico: bem meu pc morreu mesmo ao devido ao movimento errado de mudança dos caras que deixou o pc cair e então o pc levou um tombo de 3 metros e as janelas não estavam fechadas direto e aí levou um chuvarada graças ao maldita vento que molhou o pc devido ao tombo que abriu o gabinete…tentamos em reviver o pc.

          ei ligerinho esse link parece ser bom que acha? https://perifericosgamer.com.br/pc-gamer/

      1. Concordo tb.

        Sobre “comprar uma estrutura/alicerce/base boa” eu recomendaria começar por duas peças, placa mãe e fonte. Assim, você terá o que é necessário para colocar boa parte do que se está disponível no mercado sem se preocupar com incompatibilidade.

        Lembrando que não basta comprar uma placa mãe AM4 modelo 470, sendo ela, de uma linha meio furreba. Eu recomendaria Asus Rog Strix que é a linha que conheço com melhor qualidade, mas outras marcas tb produzem placas “top de linha”. E sobre a fonte, a mesma coisa, não adianta comprar uma com 1000w sendo ela ineficiente ao fornecer energia para os componentes, e seguindo o mesmo que falei da placa mãe, eu recomendaria uma da Corsair da linha RM ou AX.

    1. Domingo passado tive um dia maravilhoso. Visitei Campinas meio que de aventura (E também para pegar um negócio que combinei de comprar com uma pessoa – se ela lê este canal, agradeço de coração o objeto que adquiri), conheci uma pessoa legal em seguida, e bem, foi um dia legal. Imagine pegar um trem e um ônibus para ir para Campinas (SP)?

      Segunda tive uma ressaca moral e apaguei as contas das redes sociais.

      Hoje tou bem. E só aproveitando a deixa, lembrando que é “Setembro Amarelo”. Apesar de implicar com esta coisa de “mês temático”, sei que é uma forma de fazer uma tentativa de lembrar de coisas que deveriam ser lembradas – a própria saúde e a situação das relações sociais.

      Então, convido a todos do MdU para sempre refletir nas atitudes e se conhece alguém com alguma dificuldade social ou problema psicológico/social/mental, respeita-lo e se possível sempre estar de “braços abertos”, ou ao menos “ouvidos abertos” para escuta-lo e assim salvar uma vida. As vezes simplesmente respeitar alguém, seja dando um oi, seja não fazendo piadinhas idiotas sobre a situação da mesma (muitas vezes não fazer piadas ou ser sarcástico / irônico) ajuda demais.

      Somos seres humanos, mesmo sendo anti-sociais. ;)

      1. ih cara, setembro amarelo começou com tudo: um amigo tentou enforcar-se…. uma mistura de pai inexistente, mãe ausente, relacionamentos frustrados, indisciplina financeira e insatisfação com a vida..
        Amanha vamos nos reunir entre os demais amigos e vou ficar sabendo melhor o que houve. Todo mundo tava vendo que ele estava numa espiral, mas sabe aquela né, ninguém imaginaria que ele poderia ‘realmente’ fazer algo do tipo.

        1. dsclp.

          FOMO + crise de abstinência de rede social é phods…

          Desativei o Twitter, mas vivo lá clicando em páginas não logadas de lá…

          1. opora pode não. faça o seguinte: tome corote de milho verde, melhor coisa

      2. vc compartilhava umas paradas legais no twitter, pior que agora devo ter perdido tudo pq só fav e ainda não li nada haha :(

        (resolveram minha internet, vivo tava com uns jumpers (?) queimados na central (?))

        1. Vou voltar. Só tou tentando dar uma desintoxicada e tentar diminuir o Fear Of Missing Out. 20 anos de internet é fogo.

          Gosto de twittar, principalmente quando alguém me responde (Oi Andressa! Oi Fred! Oi Leo, se tu passa por aqui! ) Mas vi que tava começando a fazer besteiras, tipo andar e digitar sem prestar atenção no arredor por exemplo. Ou ficar nervoso entrando em debate com nerd metido a pedante online. (e sei que sou pedante também algumas vezes)

          Preciso tentar desintoxicar um pouco. Achar novos canais, lugares um pouco mais “tranquilos” para participar (Tipo aqui, por exemplo). E se possível, tentar ter uma vida melhor “offline”. Tenho amigos que converso, mas sinto falta de mais interações (e relações).

          1. A história de Campinas mesmo para mim foi legal. Digamos que aconteceu algo que fazia tempo que não ocorria comigo.

            Queria era mais disponibilidade mesmo para essas coisas. E cá entre nós, tou é carente… :p

          2. (acabei de reativar o twitter, pq vi uma foto tão legal que eu queria dar um curtir…

            alguém me prenda!)

        2. Ah, da Vivo: esqueci o nome da peça que tu falou que é “jumper”. É tipo uma espécie de capacitor, dado que a rede ADSL é energizada.

          Raro minha Vivo dar problema, principalmente depois que troquei o roteador antigo por um OpenWRT (obrigado Pilotti e demais que falaram dele no MdU). Dá problema mais quando zinabra a peça de conexão entre a Vivo e minha casa.

      3. Não posso abraçar ngm, tenho que tomar meus 3 remédios por dia e tentar não ser internado esse mês.

        Mas vão lá no meu Medium e leiam o que eu escrevi sobre depressão anos atrás (e vou escrever de novo, provavelmente, essa semana)m e suicídio. Aquilo é, basicamente, tudo o que eu tenho pra falar sobre o tema.

          1. Vou fazer um jabá de várias histórias ao mesmo tempo [e vai cair na moderação porque serão vários links, libera aí Ghedin =D].

            Depressão/Suicídio:

            https://medium.com/pensamentos-rasos/suic%C3%ADdio-quem-fica-e-quem-vai-c87ec2ac139c

            https://medium.com/brasil/programadores-e-depressao-30043d2972b5

            Histórias da periferia de POA:

            https://medium.com/@paulopilotti/20-anos-de-sobrevivendo-no-inferno-dos-racionais-1deaa83d488c

            Cronicas:
            https://medium.com/cronicas/eu-vi-a-sua-foto-no-instagram-c603011578c4

            https://medium.com/@paulopilotti/arroz-feij%C3%A3o-e-um-anivers%C3%A1rio-b282d9145c08

            Tradução do conto do Edgar Alan Poe (Spectacles) porque, vai que alguém precisa de um tradutor/revisor:

            https://medium.com/@paulopilotti/primeira-vista-3b60e874facb

          2. O perfil é esse: https://medium.com/@paulopilotti

            Mandei uma seleção de histórias mais elaboradas e trabalhos de revisão, mas como tem vários links de jabá está na moderação =D Volte amanhã para pegar os links selecionados.

  6. Queria soltar algumas dúvidas que ficaram soltas em discussões com alguns colegas.

    + Caso for pensar em privacidade compensa comprar produtos apple? Se não, existem realmente alguma marca preocupada com a privacidade do cliente?

    + Em relação a criptomoedas (essa pergunta é mais respostas especulativas), a tendencia é que governos criem as suas para monitorar mais de perto os cidadãos ou que vamos utilizar moedas que aumentem nossa privacidade ?

    1. Cada pessoa tem exigências distintas sobre privacidade. Para algumas é inconcebível querer ter privacidade usando sistemas operacionais e firmwares proprietários. Nesse caso, a Apple não chega a ser uma opção.

      Mas é inegável que a Apple é uma empresa acima da média nesse quesito. O modelo de negócios dela não depende tanto dos dados dos usuários, assim, ela pode dar-se ao luxo de fazer o oposto do que o Google / Amazon / Facebook / Microsoft têm feito.

      Eu acredito que ter a Apple competitiva no mercado de smartphones, tablets, computadores e wearables é quase interesse público. Para o usuário um pouco mais preocupado com a sua privacidade que não quer usar softwares e hardware menos polidos, ela é a única opção.

      É privacidade para quem pode pagar, infelizmente. O ideal seria que os softwares de código aberto fossem mais atrativos ao usuário, que os apps fossem menos dependentes da infraestrutura das gigantes, que a web fosse mais descentralizada… Mas não é assim que as coisas são, e os produtos da Apple oferecem mais privacidade por padrão sem prejudicar o uso dos apps e serviços existentes.

      Então sim, compensa, na minha opinião.

    2. Apple é tão ruim quanto qualquer outra empresa. O fato dela ser “menos pior” não a torna melhor para nós, pessoas, necessariamente.

      Fica a referência sobre toda a sujeira da Apple: https://stallman.org/apple.html

      1. Bem colocado! Defender a Apple é reclamar do sujo enquanto usa o mal lavado. Hehehe.

      2. Quando o referencial é o Stallman, nada está bom nunca. Eu admiro o estilo de vida e a missão dele, mas colocar a Apple no mesmo balaio de um Google em relação à privacidade é, a meu ver, um equívoco tremendo e danoso.

        Note que o próprio Stallman não consegue levantar fatos relevantes no tópico “Espionagem”. Dos quatro listados ali, dois são exclusivos da China (um caso à parte nesse assunto). Outro, dos dados da localização, faz uma interpretação extensiva, talvez incorreta, da política de privacidade, e infere que a Apple repassa esses dados a terceiros. Acho que o histórico diz mais do que interpretações dúbias; o precedente do iPhone do terrorista de San Bernardino diz muito sobre isso. O último item é sobre uma falha no iTunes corrigida em 2011.

        A Apple não é perfeita e eu também preferiria que soluções de código aberto fossem competitivas e tão funcionais quanto as comerciais. Infelizmente, não são, o que empurra o consumidor a ter que lidar com as comerciais. Entre elas, as da Apple são reconhecidamente superiores em relação à privacidade.

        1. A questão da Apple é que eu coloquei que ela pode muito bem estar usando os nossos dados e nós simplesmente não sabemos disso, vide o incidente da Siri com a empresa terceirizada. O ponto é que ela ser menos pior do que as outras – o que não é muito difícil quando a régua é o Google e o Facebook né – não a torna menos nociva como empresa.

          Tem a questão dos abusos a empregados (e não apenas os chineses) que sempre foram relevados quando era na Apple. A questão da “treta” com o Telegram. A questão do ecossistema fechado demais, da posse do material comprado pelo iTunes (atolado de DRM) etc.

          Em termos de privacidade dá pra se dizer que ela é melhor que a média, mas, novamente, saliento que isso é até onde a gente sabe e, muito disso, é porque a Apple se mantém “sob obscuridade” (muito se criticava a MS nos anos 90 por conta da sua política obscura de mercado e de segurança, a Apple toma o mesmo caminho mas com um mkt melhor).

          De qualquer modo, apenas conjecturei que a Apple é uma empresa e, como tal, age em nome do lucro e se o lucro mais pesado dela estiver numa venda de dados daqui alguns anos, ela provavelmente vai dar um jeito de fazer isso com muito marketing e um modelo de negócios agressivo para tentar nos fazer crer que é o melhor.

          Na dúvida, desconfie de empresas.

          1. Sou totalmente favorável a desconfiar sempre de empresas e, sim, no futuro a Apple pode mudar e abusar dos dados dos seus clientes. Só que quando debatemos a confiança e o compromisso de empresas com a privacidade, ou seja, um tópico específico, acho que precisamos estabelecer uma base comum, ou alguns limites (temporários e de escopo) para nortear o debate porque sem isso a gente pode ir muito longe e acabar perdendo de perspectiva a questão inicial que suscitou o debate. Aliás, recuperando-a:

            Caso for pensar em privacidade compensa comprar produtos apple? Se não, existem realmente alguma marca preocupada com a privacidade do cliente?

            A Apple já cometeu muitos erros e tem políticas que levantam uma sobrancelha em locais como China e Rússia. Existe, hoje, alguma outra empresa de hardware com o mesmo padrão de qualidade que oferece produtos e políticas melhores no aspecto privacidade? Não me ocorre nenhuma.

          2. Não me ocorre nenhuma, tampouco.

            Por outro lado, não acho que os seus atuais preços compensem o fator privacidade quando é possível se alcançar os mesmo resultados tendo um pouco mais de paciência e configurando/instalando alguns apps no Android. E acho que hoje a Apple só vale a pena no telefone (nem vou citar tablet porque não existem tablets Android comparáveis aos iPad) mesmo, notebook/desktop não me ocorre nenhuma vantagem significativa da Apple em termos de privacidade para ambientes desse tipo. Tudo que que, usualmente, a questão em computadores é mais relacionada com o navegador e, nesses casos, sempre uso o Firefox, inclusive no macOS.

          3. > Dos quatro listados ali, dois são exclusivos da China (um caso à parte nesse assunto).

            Válido dizer que o ponto do Stallman — que eu tive o prazer de conhecer na Latinoware — em relação a “data storage” tá errado. A Apple armazena todos os dados de cidadões chineses na China, de fato, mas as chaves de criptografia continuam com eles.

            Eu armazeno os backups da Mad Pony na Alemanha, Suíca e Romênia, mas as chaves de criptografia estão comigo. O governo pode pegar o que quiser, mas conseguir utilizar o que está no backup são outros 500.

            > Por outro lado, não acho que os seus atuais preços compensem o fator privacidade quando é possível se alcançar os mesmo resultados tendo um pouco mais de paciência e configurando/instalando alguns apps no Android.

            Cara, não. Concordo que os preços praticados pela Apple são malucos — até lá fora, na real —, mas pra alcançar os mesmos resultados no Android você precisa muito mais do que “um pouco de paciência”.

            Você precisa, no mínimo, de uma ROM customizada pra começar a chegar perto — isso já bloqueia boa parte dos celulares da Samsung, já que ela raramente libera o código fonte dos drives e tudo o que você consegue é customizar a própria ROM deles.

            Mas okay, digamos que o celular que você comprou tem uma comunidade bem sadia de desenvolvimento no XDA e afins. Agora você precisa confiar no usuário pcmasterracesuperduper823 que desenvolveu o fork da ROM que você vai usar, e confiar nos desenvolvedores oficiais dessa mesma ROM — lembrando que, via de regra, esses forks são feitos “pra melhorar a performance” com código copiado e colado vindo do Google sem qualquer conhecimento do que ele faz de verdade, e dificilmente são feitos com privacidade em mente.

            Mas beleza, você achou um desenvolvedor de confiança que sabe o que ele está fazendo, como o pessoal do LineageOS. Por padrão o LineageOS — que é a ROM mais popular e o que boa parte das pessoas vai usar — manda todas as tuas chamadas DNS pro Google e inúmeras chamadas de telemetria — e você pode ver isso “assistindo” a tua rede —, mesmo que você não instale os GAPS.

            Mas okay, você não instalou os GAPS, não vê problema em todas essas chamadas pra casa que o Android faz, e instalou uma store alternativa como o APK Mirror. Agora parte dos aplicativos que você usa não funcionam porque precisam de peças da Play Store, e você tá na merda.

            Tudo isso e você ainda tá de boa, é algo que você releva. Mas okay, é algo que você releva — não é algo que minha mãe, minha esposa, meu pai ou o zé da esquina vai relevar.

            É possível alcançar o mesmo nível de privacidade que você tem no iOS com o Android? Sim, é. Você consegue isso com “um pouco de paciência”? Não.

            > De qualquer modo, apenas conjecturei que a Apple é uma empresa e, como tal, age em nome do lucro.

            Claro, e nada de errado em fazer isso. No momento que fizer isso, a gente cai em cima dela como fazemos com outras empresas que cagam e andam pros seus dados.

          4. @James

            Eu discuti com o Stallman no FISL uns anos atrás sobre os problemas do Linux ser voltado para HW de ponta, ele é uma figura mas é acessível nesse nível, sempre vou respeitar o que ele diz.

            É bom salientar que aqueles pontos levantados por ele não são modificados na medida em que se resolvem os problemas, ele deixa lá, provavelmente alguns pontos são bem antigos e mudaram ao longo dos anos, mas o “clipping” dele segue lá pra sempre.

            Ainda assim, não me deixa mais calmo que as chaves estejam com a Apple porque eu não confio nela, simples assim.

            ~~

            Na questão do Android você colocou o grau máximo de privacidade, mas, no iPhone ocorre boa parte de tudo isso e, teoricamente, a Apple faz isso de forma anônima. Porque teoricamente? Porque ninguém sabe o que realmente ocorre em nenhum software proprietário. Você pode acessar “chunks” via engenharia reversa, auditar alguns sistemas de monitoramento e telemetria explorando alguma vulnerabilidade ou característica do software mas, saber o que ocorre mesmo, ninguém sabe (nem os programadores da Apple devem saber porque dificilmente eles terão acesso ao código inteiro).

            ~~

            Existe problema na empresa buscar lucro porque ela faz isso via exploração de mão-de-obra de milhares de pessoas em países de terceiro mundo e até mesmo nos EUA. O vale é um ótimo local para se burlar sistemas legais trabalhistas e ainda assim ser visto como inovador e legal, vide o Elon Musk e a própria Apple com as terríveis histórias de como é trabalhar lá dentro (e estou falando de EUA não de FOXCON na China).

            ~~

            Mas isso é uma discussão política e não tecnológica. O escopo do tópico era saber/indicar se vale a pena comprar algo do Apple pela privacidade.

            Eu acho que sim para telefones (tem iPhones usados acessíveis) e não para computadores.

          5. @Paulo

            Digo o mesmo, eu gosto e respeito o Stallman pra caralho — meu ponto sobre a conversa com ele era pra ser algo positivo, haha —, mas tem certas coisas que ele fala sem saber.

            > É bom salientar que aqueles pontos levantados por ele não são modificados na medida em que se resolvem os problemas.

            No caso do armazenamento de dados, ele estava errado indiferente da época em que o texto foi escrito. A Apple nunca entregou as chaves do reino pro governo chinês.

            Ela hospedar os dados na China não é diferente de hospedar os dados nos Estados Unidos, já que governo nenhum tem acesso às chaves de criptografia — e na questão “quero os seus dados”, tanto a China quanto os Estados Unidos são iguais. Qualquer país é, na verdade.

            > Na questão do Android você colocou o grau máximo de privacidade, mas, no iPhone ocorre boa parte de tudo isso e, teoricamente, a Apple faz isso de forma anônima.

            Cara, não ocorre boa parte de tudo isso. Senta um dia e assista o tráfego da tua rede com dois celulares resetados de fábrica, um com Android e um iPhone. A diferença de um pro outro é absurda.

            No mundo perfeito o iOS e o macOS teriam código aberto. Na Mad Pony, abrimos tudo, até nossos contratos — e damos acesso SSH read-only se você quiser ter certeza de que estamos falando a verdade. Mas não vivemos no mundo perfeito, e infelizmente, a empresa — grande — que mais liga pra tua privacidade, hoje, é fechada.

            > Existe problema na empresa buscar lucro porque ela faz isso via exploração de mão-de-obra de milhares de pessoas em países de terceiro mundo e até mesmo nos EUA.

            Aí a gente já entra em uma discussão política que eu prefiro ficar fora. Mas você pode buscar lucro sem explorar ninguém.

            Usando a minha empresa como exemplo, novamente, nossa margem de lucro por servidor vendido é gigantesca — e mesmo assim abaixo da concorrência —, porque isso nos permite pagar salários muito acima da média pra todo mundo.

            > O escopo do tópico era saber/indicar se vale a pena comprar algo do Apple pela privacidade.
            >
            > Eu acho que sim para telefones (tem iPhones usados acessíveis) e não para computadores.

            Justo. Mas desde que a Apple trouxe o T2 pro Macbook, considero que vale à pena comprar os computadores também — lá fora, pelo menos.

          6. @James

            O MBP com T2 é, literalmente, o preço de um carro popular usado (R$12k o mais barato). Por esse preço quase tinha que ter um analista de segurança do meu lado, pelo menos, 2x por semana hahaha

            Mesmo nos EUA, USD1299 (o dólar-Apple hoje vale R$10 pelo visto) é um preço salgado (ainda que MUITO MENOS). Mas convertendo (sem pagar imposto) sai por ~R$5300. Salgadíssimo. Nesses valores, ainda acho que não vale a pena pra computadores.

          7. @Paulo

            Não há discussão, os preços que a Apple prática no Brasil são uma piada, e ninguém em sã consciência compra aqui, a não ser que tem muito dinheiro pra gastar — e mesmo assim, olha lá.

            Mas não acho o preço tão salgado nos Estados Unidos, levando em conta o T2 .

            Segurança custa caro, e com o T2 a Apple trouxe tecnologia de servidor e aparelhos empresariais pro consumidor final.

          8. @Ghedin

            N]ão tenho dúvidas que notebook (e computadores de marca) são caros no Brasil.

            Contudo, esses modelos que você postou são de i7. O da Apple, por 12 mil, é i5.

            O modelo mais próximo desses que você postou (tirando o Thinkpad) custa R$21300 (i7 + 16GB de RAM + SSD de 256GB + Radeon 550). Contudo, o MBP usa Intel de nona geração (os outros são de oitava). Mesmo assim, acho que esses R$10 mil a mais não seja o custo do processador.

    3. a despeito da escolha do equipamento, algumas posturas no seu comportamento podem dificultar a vida das empresas na coleta insana pelo seus dados. o ghedin já deu várias dicas sobre isso aqui ao longo do tempo e vc pode recuperar fácil, mas, infelizmente, algumas envolvem ter q pagar, já q de qdo vc opta por algo de graça, a exploração dos seus dados é garantida. não usar o gmail como email, por exemplo, é algo q já dá uma boa quebrada no google. assim como usar o duckduckgo como buscador via outro navegador q não o chrome. deixar o celular em casa, já q até desligado essa bagaça rastreia vc, tb é uma forma. querer q uma empresa x ou y resolva todos os problemas de privacidade é inviável se vc usa aplicativos de terceiros q podem fazer as mais variadas traquinagens. veja o exemplo das fintechs: além delas ganharem muito com a grana dos juros q as pessoas pagam, o q me parece ser o mais importante pra elas são os dados das compras q elas negociam por aí pra empresas de publicidade naquelas cadeias complexas de conexões. então o samsung pay e mesmo o apple pay (não sei se são esses os nomes, deve se tudo com pay no fim) estão de olho nesses seus dados. usar menos o cartão e ir comprar numa loja de bairro com dinheiro tb ajuda a dar menos dados às empresas… como o paulo disse, a apple é boa de marketing, mas apronta das suas. é melhor q o google, mas não é transparente, explora pessoas, o meio ambiente etc etc etc.

      1. Nos EUA ainda tem o cartão de crédito de Apple.

        Não é nada, não é nada … mas você pode estar entregando todos os seus dados de consumo e hábitos, inclusive de saúde, pra uma empresa privada que pode, em um semestre “ruim”, mudar a sua estratégia e vender tudo isso.

  7. Quais são seus Hobbies ? Em uma tentativa de tentar aplicar o “Deeper not wide” e de fazer atividades fora das telinhas, tenho iniciado na música (Desenterrando meu violão da adolescência que nunca foi utilizado, para no futuro aprender guitarra) e arriscado uns rabiscos no desenho. Com o objetivo de cultivar Hobbies que exigem bastante prática garantindo várias horas de entretenimento e que garantem bons resultados.

    1. Os meus são andar de bicicleta, quase todos os dias e adoro ler notícias, mas não apenas ler e sim dedicar horas do meu dia para entender sobre um assunto específico e por que ele está sendo noticiado, acho que se eu não tivesse entrado na área de TI eu seguiria com o jornalismo. Outra coisa que faço é pintar, principalmente quando estou ansioso ou estressado.

    2. O meu é tentar ir para algum lugar diferente de ônibus ou transporte público. Tipo, tentar descobrir caminhos novos, se possíveis baratos, para chegar em local A ou B.

      Sou um frustrado hobbista fotográfico…

    3. Sou músico amador…., têm um pouco aqui no youtube: bit.do/bdjudas
      Se precisar de umas dicas é só avisar.

      1. Estou tendo um pouco de dificuldade em trocar os acordes, ainda sou lento, mas pelo que eu vi com a prática isso melhora, outra coisa que estou tendo dificuldade é em fazer duas coisas ao mesmo tempo, como por exemplo manter o ritmo na mão direita e trocar o acorde com a esquerda, me enrolo todo ao tentar fazer, o que você indica para melhorar essas dificuldades ?

        1. No começo é assim mesmo….. Logo que estiver com mais habilidade poderá pegar umas músicas fáceis.
          Tá fazendo qual ritmo? Só pra baixo e pra cima, tipo 1234?

          1. Tô fazendo um curso gratuito do Cifraclub e a primeira música que eles ensinam é garota nacional. O ritmo é dois para baixo, dois para cima, um para baixo e um para cima, e a música tem só dois acordes, então é tranquila de aprender.

    4. infelizmente meus hobbies necessitam de tela, que é assistir animes, ler mangás e livros, mas eu tb quero aprender a andar de skate (falo isso a vida toda e nunca fui comprar um) e a tocar violão, outra coisa que digo que vou aprender mas nunca o faço

      1. A melhor coisa é ir lá e fazer, sem pensar muito, senão você desiste no meio do caminho e aí fica postergando para sempre.

    5. Atualmente estou gostando muito de estudar vinhos e um pouco de gastronomia. Depois que operei desvio do septo, a redescoberta do meu olfato foi bastante significativa e transformadora para mim. Era inimaginável antes para mim ter as experiências olfativas que tenho hoje. Às vezes cheirar coisas se assemelha a ouvir AQUELA música, é lindo.

      Também tenho algo interesse em design, desenho, tipografia etc. e isso me levou a colecionar rótulos de bebidas que gosto, seja porque achei a bebida realmente incrível seja porque (principalmente) achei o rótulo um trabalho muito bem feito. Em breve comprarei um álbum para juntar todos de maneira mais elegante. Eventualmente planejo desenhar alguns rótulos só de brincadeira para me aventurar no design gráfico, já que projetar uma vinícola parece algo muito muito distante (mas quem sabe algumas adegas e restaurantes…)

      Por fim, um pouco de musculação também. Descobri alguns canais ótimos no youtube e me interessei por estudar mais o assunto.

      Coisas que não são hobbies ainda mais que espero que façam parte da minha vida no futuro: jardinagem (quero ter hortas e diversas plantas em casa) e desenho e pintura (digital também).

      1. estou pensando em colecionar armas… acho q é o mais apropriado para os dias de hj.

        por falar em tipografia, numa pesquisa q tive q fazer para uma arte (https://www.instagram.com/p/B2MpqO3lR7v/), trombei com uma muito massa. era pra fazer uma ‘brincadeira’ com um filme soviético e acho q ficou legal já q ela serve bem aos dois alfabetos.

        http://gt-eesti.com/design.html

        sempre achei os rótulos de vinho BEM legais. qdo vou a algum empório sempre dou uma espiada. não bebo e nem gosto de vinho. o suco de uva integral orgânico pra mim já está de bom tamanho. só é difícil de achar…

    6. O que é esse “Deeper not wide”? Eu acho que eu levo meus hobbies justamente pelo outro lado haha

      Eu não tenho muitos também, fotografia é algo que eu tento mas estagnei. Dado que sou de exatas, talvez leitura de ficção não sci-fi haha

    7. Eu tenho alguns, mas os meus favoritos são fotografia de brinquedos — o que surpreende muita gente, visto que meu foco com fotografia comercial é nudez artística —, cantar e tocar violão.

      Se alguém quiser sentir um pouco de vergonha alheia, achei esse link antigo:
      https://soundcloud.com/julianfernandes/knockin-on-heavens-door-bob-dylan-cover

      Voltei a jogar ultimamente também, já que minha relação com o meu irmão melhorou muito e ele aparece aqui em casa nos finais de semana pra jogar alguma coisa — estamos tentando completar o remake de Crash —, ou pra mestrar alguma mesa de RPG.

      1. Ow, mostra depois as fotos de brinquedos. Gosto de ver brinquedos e tou montando uma mini coleção de aquisições de rolos e brechós.

        A lista:

        – Um Pense Bem (sem livros :op)
        – Livros da Questron (sem a caneta Questron :op)
        – Armatron (tá quebrado, vou ver se compensa consertar)

        1. Eu faço coleção de LEGOs e action figures. Algumas das minhas antigas, de 2015:

          Rey na areia

          Mulher se defendendo

          Stormtrooper saindo do teclado

          Duas que fazem parte de uma série maior, que eu acabei nunca editando. Eu vou refazer essas duas em algum momento da vida com luz descente e afins.

          Batman sem o Alfred

          Stormtrooper escovando os dentes

          As novas eu nunca postei em lugar algum porque estou montando uma exposição/livro — quero terminar antes de mostrar.

          1. Aliás, se alguém for bom com nomes, estou aceitando sugestões pra exposição. Até o momento ela se chama apenas “TOYS”, mas acho que é um nome genérico demais.

            Pensei em “My Toy’ Stories”, mas fica muito perto de Toy Story e prefiro não me meter em problemas com uma empresa que processa até bar de esquina.

            O projeto segue a ideia das fotos acima, mas um pouco menos bosta. “Hominhos” me vem a mente.

          2. “Hominhos” é um nome legal (apesar de que em tempos atuais, SJWs implicariam com o termo, vai saber…).

            “Grandes Pequenos” ou “Grandinhos Pequenões” talvez?

          3. Mando vários foda-se se criarem problema com o nome. Minha mãe chamava meus “bonecos” de hominhos, é uma referência legal.

    8. Numismática e filatelia.

      Agora estou sem selos mas consegui vender a minha coleção (com ~4k selos) por R$4300 numa feira ano passado. Consegui me manter e melhorar as coisas na hora da mudança com essa grana.

      Agora estou restaurando e organizando a minha coleção de moedas.

      1. o_O

        Uma coisa que aprendi com o tempo é que ter coleções ou itens colecionáveis sempre é uma forma de renda também.

        Apesar de necessário na época, me arrependo de ter vendido um gravador de rolo que ganhei de um amigo. O mal é que eu precisava de dinheiro e espaço em casa – e a casa tem problemas de umidade.

        1. Tenho uma coleção de camisetas de times de futebol que vão desde as antigas, herdadas do meu pai até as mais novas, compradas por mim em promoções quando os modelos novos são lançados.

          Tenho algumas relíquias como a camiseta de 1996 do Botafogo, com o “patch” do Brasileirão de 95; a camiseta #10 do Sandoval do Inter em 1998 autografada; a camiseta da Copa de 98 oficial de jogo (um primo meu conseguiu nos EUA com um francês); a camiseta lisa (sem nenhum patrocinio) do Peñarol dos anos 60 e a camiseta do Falcão de 79 do Inter (se eu conseguir fazer ele autografar, vai pro quadro na sala).

          Depois tem outras menos famosas/raras como a da Argentina de 2002, Portugal de 2005, Brasil de 2010, Ajax de 2002, Inter 2010 (versão do mundial)/2011/2012/2015, Inter de Milão do Adriano, Barcelona ainda sem o “Catar Airways” no peito, Juventus antes da remodelação do escudo, Itália 2005/2007/2017 e mais umas outras 20 variadas.

          Algumas, caso que me aperte, podem ser bem vendidas (~500 ou até 1k).

    9. Meu hobbi é jogar games em raros momentos que estou sem nada pra fazer, ouvir podcasts no trajeto para o trabalho ou passando roupas, assistir vídeos do Youtube enquanto estou jantando, ver filmes e séries com minha esposa e coleção de dinheiro (investindo em renda fixa e um pouco em variável).

    10. caminhar, visitar livrarias pra saber das novidades, jogos de ‘vidius game’, ver seriados antigos (coisas q via na infância: tô assistindo ‘jaspion’ e ‘jiraya’ sem uma razão clara, daí vejo como hobbie). eu colocaria fotografia nessa há alguns anos, mas, pra mim, ela mudou de categoria. nada contra o hobbie em si, mas o registro fotográfico, num mundo tão saturado de imagens, tem ainda mais valor, já q nessa torrente quase infinita q as pessoas geram q nos chegam das mais variadas formas, muito pouco vai sobrar. é basicamente o mesmo com os livros: apenas os bons atravessam os tempos (séculos, no caso).

    11. Eu gosto de fotografar com smartphones, ler, e estou recomeçando minha coleção de cactus e de moedas.
      Em um passado não tão distante tive uma coleção de moedas de prata, que atingi o número de mais de 2300 peças. Mas o meu hobbie mesmo era saber a história, assim quando eu podia eu catalogava a moeda com um bilhete a mais com um pouco de conhecimento histórico. Aí eu resolvi enxugar pq tinha muita moeda “comum” e deixei só as que eu considerava interessante para mim, tenho amor por peças de 8 reales, e tinha umas 15 mais antigas, como denarios. Aí bateu o desemprego e fui vendendo, até deu certo lucro financeiro mas o custo psicológico foi maior, pois desanimei mais do que em qualquer coisa. As únicas que sobraram foram 2: uma de 5 marks da Alemanha nazista ( a que tem uma suástica gigante) e uma de 4 reales bolivianos extremamente mal cunhada pq foi feita direto na mina de Potosi quando essa estava no auge. Deixei guardadas e recentemente me serviram de gatilho para recomeçar minha coleção.

    12. meus Hobbies: criar bonsai, cuidar das plantas, fazer caminhada, andar de bicicleta, cuidar do meu animal de estimação, pescar algo para passar o tempo.

      no futuro vou adotar um animal de estimação no ano que vem: mini coelho ou chinchila só irei decidir após ferias de janeiro durante caminho de retorno da minha casa, gosto de ser prudente em adotar um animal de estimação, sempre adorei cuidar dos animais, sempre amei os animais, meus cachorros foram morar em casas com seus donos novos devido ao mudança de cidade/estado, sinto falta dos meus cachorros. :(

  8. O visual do MdU mudou novamente essa semana? Algo na home me pareceu diferente.

  9. Já tá aberta a temporada de chutar o preço dos novos iPhones aqui no BR e ficar indignado com eles?

    Eu chuto R$ 5.799 no iPhone 11, 6.499 no iCooktop 11 Pro e 7.899 no iCooktop Max Pro Duos DTV.

    1. Acho que a diferença do 11 para o 11 Pro será maior e que o 11 custará menos que isso, provavelmente os mesmos R$ 5.199 do XR, e o 11 Pro mais, talvez R$ 6.999.

      1. Chuto que o valor do iphone “não pro” vai vir entre o preço do XR e do XS base. Provavelmente podem subir o preço com o argumento da câmera dupla. A versão pro talvez venha com o preço entre o XS e XS max, e a pro max deve vir um pouco mais cara que a XS max.

        Agora talvez dê pra pegar um iphone se kk

    2. Se a Apple usasse o mesmo dólar dos MBP seria quase R$10k (eu vi que os preços são, em dólar, 999/1099 no PRO).

    1. Cara aqui em Dourados, MS, ta horrível e ainda tem queimada na região. Eu to tendo ataque de asma quase todo dia. :/

      1. Minha percepção de queimas por aqui diminuiu, ainda bem. Era comum até mesmo queimadas urbanas

        Não sei se diminuiu porque não tem mais o que se queimar até onde a vista alcança, se foi porque o combate por aqui está mais eficiente ou se foi porque realmente não está acontecendo

        Porém ainda sinto uns aromas de fuligem no ar. Se quem não tem problemas respiratórios já fica mal…

    2. Previsão de 10 dias de chuva em Porto Alegre.

      Acho que esse tá seco, já teve com quase 30 dias de chuva todos os dias e quase 40 intercalados com poucos momentos secos.

      Isso tudo é fruto do “AGRO É POP” do atual governo (e do anterior, e do PT também) que acham que a Amazônia é tipo um mercadinho que você compra fiado e a conta nunca chega. Ela já chegou e vai ficando cada vez mais cara.

  10. Alguém conhece algum serviço bom e com um ui/ux legal para manter um domínio? Estou atualmente usando Godaddy, mas ele é cheio de coisas que eu não tenho interesse e se acontece alguma coisa e tenho que mexer em alguma coisa no domínio, “é mó role”. Estou vendo que o cloudflare tem nesse quesito, mas acredito que vou estar trocando 6 por meia dúzia.

      1. O Namecheap eu já tinha dado uma olhada, mas eu não achei muito diferente do Godday o que não me motivou muito. O James Pond comentou 2 serviços que me chamaram a atenção.

    1. Ultimamente passei a usar o Cloudflare, ele cobra o preço de custo, mas acho que lhe obriga a usar o serviço de DNS deles (mesmo que gratuito).

      1. Você sabe como funciona a questão de migração? Pois dando uma olhada, acho que só da para transferir o domínio depois de 1 ano e não encontrei nada para a respeito de migração de domínio “.me”.

          1. Foi o que pensei.. e obrigado pelo esclarecimento :)
            ..talvez eu vá de Gandi.net ou Njalla.

    2. Gandi.net ou Njalla são os serviço que eu recomendo, já que eles prezam pela privacidade dos clientes. Também são empresas fora dos “five eyes”. O Njalla, especificamente, foi criado por alguns membros do time original do The Pirate Bay e do IPredator.

      Eu uso o Gandi.net pra coisas da empresa — por motivos óbvios, preciso que os dados sejam públicos —, e o Njalla pra qualquer coisa pessoal.

      Mas escolha o que escolher, não use o Cloudflare.

      Apesar dos bons preços, as limitações do serviço de domínio deles são grandes demais — você é obrigado a usar o serviço de DNS deles, por exemplo —, vai enfrentar mais downtime do que deveria.

      1. TEnho um amigo que usa serviços da Hostnet. E sinceramente, peguei trauma da Cloudfire por causa de configurações que nem sabia fazer (meio que “fui obrigado” a ajudar este amigo pois no passado fiz alguns sites para ele, e os mesmos estavam com problemas de segurança. Eram Joomla, agora são WordPress.

      2. Muito obrigado pelas indicações. Não coloquei como requisito a privacidade pois, normalmente os serviços cobram por ele, o que não achei que encontraria algo para o domínio “.me” sem um custo adicional e de uma empresa que não preze muito pela privacidade.

  11. Um amigo adentrando o meio dos investimentos está ficando empolgado com algumas “dicas” de fundos imobiliários e criptomoedas, de forma que ele alega ter encontrado um fundo de baixo risco e com rendimento de no mínimo 4% a cada trimestre, além de estar com uma ideia fixa de instalar um bot para minerar bitcoins. Me parece empolgação em excesso para algo que parece bom (ou fácil) demais para ser verdade. Queria arrumar um jeito de puxá-lo para a terra, mas não manjo nada disso. Estou preocupado à toa ou existe algo que eu possa dizer pra ele?

    1. Quando a empolgação é exagerada, às vezes não há argumento racional que puxe a pessoa de volta à realidade. Em casos assim, infelizmente só se aprende quebrando a cara e perdendo uma grana.

    2. Se é fundo imobiliário e criptomoeda, não tem como ser baixo risco… Como teu amigo esta “cego” vai ser difícil argumentar, que ele tenha competência para administrar os investimentos e não ter perdas tão altas quanto o que ele tem rendendo.

        1. Nossa me confundi ao comentar. Rodrigo pode consertar essa situação por gentileza?
          Desculpa.

          1. Yu-Gi-Oh e investimentos financeiros de certa forma tem tudo a haver.

            – Seto Kaiba
            – Duelo de valores
            – Jogadas em que muitas vezes há o risco de se perder tudo.

            TRUCO!

        2. Jogava até uns anos atrás quando as regras eram mais simples.

          Hoje, com 986 tipos de summon diferentes, tendo que dar uma pirueta e bater palma pro sol pra poder botar um monstro no campo, larguei mão.

          De cardgame, hoje, jogo Hearthstone e Pokémon TCG esporadicamente.

          1. No meu caso nunca fui fã de jogos de carta, eu preferia colecionar as cartinhas de Yu-Gi-Oh e Pokémon. Dei tudo de presente pra algum primo mais novo quando ganhei meu primeiro pendrive (coloquei todos os emuladores que eu tinha por lá e jogava em todo pc que podia) e fiquei só nos jogos de tabuleiro. Hoje jogo de vez em quando no celular e com emuladores no pc.

            Recomendo Pixel Dungeon se quiser um jogo rápido pra matar o tempo nas filas do dentista. Tem uma opção traduzida.

    3. Mostra as noticias da Unick…., um colega de trabalho veio comentando hoje de uma nova empresa no ramo e já estava pensando em investir 6k….
      Um outro amigo investiu 12k na unick, daqui uns dias eu vejo com ele se obteve algum retorno….

    4. Já tentou mostrar notícias da galera presa por esquemas falsos de criptomoedas? Quase todo mês surge um caso novo

        1. Se avisar a galera de golpes adiantasse, ninguém mais comprava Herbalife ou contratava Coach.

Os comentários deste post foram fechados.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!