Post livre #189

Toda semana, o Manual do Usuário publica o post livre, um post sem conteúdo, apenas para abrir os comentários e conversarmos sobre quaisquer assuntos. Ele fecha no domingo por volta das 16h.

O Manual do Usuário é um blog independente que confia na generosidade dos leitores que podem colaborar para manter-se no ar. Saiba mais →

Acompanhe

  • Telegram
  • Twitter
  • Newsletter
  • Feed RSS

127 comentários

  1. Primeiro dia com uma distro Linux, a Mint XFCE – recomendado por alguns aqui.

    – Consegui pegar a pasta de profile do Firefox que tava no Windows e jogar no Firefox do Linux. Sinceramente não sabia da possibilidade, isso é uma excelente notícia – espero que seja possível fazer o mesmo com o Chrome.

    – Estou com um HDD antigo de 160GB particionado – o Linux está na segunda partição, o Win 10 (argh!) na primeira. Lento pra carregar no começo, mas rápido para operar. Tou pegando o macete aos poucos. Entrando dinheiro, meto um SSD no bichinho. Além do HD, a config é um AMD E-350 1.6 Ghz + 4 GB RAM DDR 3 Ganhei o notebook fazendo um haikai. :3

    Sinto que a interface está bem intuitiva, não me perco tanto quanto pensei que ia me perder. Preciso é pegar o macete de atalhos de teclado, e começar a meter as caras no Bash. Provavelmente, agora com o fim do suporte do Win7, tou imaginando que uma hora o risco de eu ter que instalar mais Linux por aí será alto.

  2. Pessoal, alguém recomenda um dicionário para Android? De português, se tiver um de inglês, tb, seria bom.

    Ou o negócio é via web, mesmo?

    1. Web é mais prático. Mas sinceramente tou por fora, dado que só “jogo no google” e pego a tradução. Michaelis deve estar puto da vida.

      (O louco é como em alguns videos do Youtube pipoca uma propaganda do Gramally (ou algo assim), que é um assistente de escrita para inglês).

  3. Quem aí tem histórias sobre radioamadorismo?

    Eu não tenho nenhuma, mas acho muito bacana a área e admiro quem lida com isso (apesar da posição política de muitos – dado que 2018 o que vi de rádioamador falando de política e defendendo sal no rabo só me deu raiva).

  4. Pessoal, o Moto G6 da minha mulher quebrou. O que vocês me recomendam para substitui-lo? Requisitos dela:
    – Menos de R$ 1.500;
    – Pelo menos 64 GB; e
    – Pronta entrega e garantia no Brasil.
    Pensei num Moto One Vision igual ao meu… Tem algo melhor?

    1. Se o One Vision estiver nessa faixa é uma excelente opção, tem o LG G7 que já se acha por 1500 em promo e é top de linha.
      E se quiser gastar menos e ter uma experiência boa tem o Galaxy A30 que já se acha por menos de mil na Internet afora, e é excelente.

      1. Estou gostando bastante. Tinha um Moto G5S Plus, a Motorola me deu um desconto de R$ 300 e ainda pagou R$ 400 no meu telefone antigo, então saiu por R$ 1.299. Por esse preço não deve ter nada melhor que o One Vision. A tela é bem legal, a câmera é ótima e depois de um mês com ele a bateria está durando bem – mais do que quando era novo. É bem rápido também. O formato dele inicialmente é esquisito, mas depois você se acostuma e, como é mais estreito que os outros telefones com mais de 6 polegadas, a pegada é confortável e a tela pode ser alcançada com mais facilidade pelos dedos de uma mão.

    1. Eu só vejo basicamente o que vaza pro twitter (tipo o Mr Sandman).

    2. Comecei a usar ano passado depois de ler esse artigo. https://www.artsy.net/article/artsy-editorial-tiktok-wildly-popular-video-app-gen-rules

      Não conseguia entender a parada, mas depoisde usar por 30minutos tu pega. É uma parada bizarra, porque passa a sensação que tá simplesmente TODO MUNDO FAZENDO, e todo mundo sem ter vergonha de dançar, e ser abobado, no caso, é uma rede social de bobiça né, só tem bobiça lá.

      Isso é uma das paradas que mais curti, não tem NADA sério, reclamação, nada, é só bobiça, 24h de bobiça, e TODO MUNDO fazendo bobiça. Isso é importante, meu sentimento lá é que SÒ EU NÃO ESTOU FAZENDO NADA saca? E isso dá muita vontade de fazer.

      Quando tu pega um meme, e vai ver tipo sei la, 400, 500 pessoas repetindo a mesma frase, os mesmos angulos, a mesma dancinha, é bizarro!

      Acho que o fato de todo mundo estar ali se expondo, sem ter vergonha, te dá uma liberdade de também se expor, e também ser engraçado, e não ter vergonha. Acho isso muito massa.

      Apesar de ter espaço pra comentarios, fica muito escondido, ninguém tá nem ai, não faz diferença. Acredito que os comentários só estão lá pra quem está fazendo o tiktok receber apoio e tal.

      Outra diferença que até uns meses atrás, NÃO TINHA ANUNCIOS, tu passava o tempo todo lá vendo bobiça, e não tinha nada pra te enxer o saco.

      Outra coisa, não tem fricção nenhuma, tu só fica ali, passando, rindo, vendo besteira.

      Pra todo mundo que eu tento explicar, abro o app e mostro, a pessoa “não entende”, por isso acho que precisa ficar ali, 30 minutos, usando, pra sacar, e acredito que se tu saca, ele te pega. É foda demais!

      1. Opa, um usuário!

        Aproveite e me tire uma dúvida: ali dentro, a noção de seguir e ser seguido, tão comum em todas as outras redes sociais, fica em segundo plano, certo?

        1. Cara, não sei dizer, não seria tanto tipo, eu sigo e tu me segue de volta. Tu deixou de me seguir então vou parar. Porque o feed me parece tudo meio aleatório, apesar de ter quem eu sigo, eu sinto que o feed dele é muito mais algoritmo do que quem eu sigo, ou seja, tu ve MUITO conteúdo de quem tu não segue, e tenho a sensação que aparece muita gente que acabou de começar mas que criou uma parada legal, e aparece ali.

          Muita gente coloca tags: #foryou #foryoupage etc, com o intuito de cair na inicial dos usuários, e serem descobertos. Não sei se isso contribui, mas indica que muita gente quer ser seguida, quer ser um sucesso, virar egirl etc. São power users, produzem muito conteúdo.

          Ao mesmo tempo, acho que diferente de um youtube, a permanência de uma pessoa como celeb ali é muito efêmera, sinto que é muito rápido, gente que eu via em janeiro, não aparece mais, nem lembro da existência etc. Talvez pela rapidez do conteúdo, precisa gerar muito conteúdo pra contnuar, não sei. Claro que tudo isso é só o que eu sinto, não exatamente pode indicar a realidade, etc.

          Uma coisa que senti é que ta vazando MUITO conteúdo pro twitter. Mas eu acho que vai ser tipo reddit antigo, as coisas coisas apareciam lá, e depois vazavam pra internet. Mesmo assim, ninguém ia lá e começava a usar por conta disso. Sei lá.

          Adendo: Se tu passar por tiktoks do tiozinho do onibus, ou de tiazinhas aleatórias tu fica de cara com a contaminação da rede social considerada teen.

  5. dia 19/08 fui assaltado e levaram meu celular, então acabei comprando um xiaomi redmi note 7 pelo custo x benefício e o sistema é bem bom, mas as permissões e principalmente a quantidade de aplicativos inúteis é gigantesca, antes eu tinha um samsung e ao menos conseguia desativar uns aplicativos (como o play filmes, play música) mas no xiaomi nem isso consigo.

    para contornar esse problema (e já pretendia, na verdade) estou no processo de desbloquear o bootloader, o que vai demorar 168 horas (um pouco menos agora) para efetuar e poder instalar uma ROM menos invasiva.

    1. Quando tive o Mi5s e o Note 4x instalei a Pixel Experience e a RR, justamente por esses apps inúteis que muitas vezes consomem bateria.

    2. Na real você nem precisa trocar de ROM. Tem uma ferramenta super simples que permite que você delete apps não críticos da MIUI.

      Não consigo te passar o link porque estou no trabalho, mas dá uma passada no Reddit, no Sub da Xiaomi e vê a Wiki deles.

      Se quiser uma custom ROM, mesmo, recomendo a Xiaomi.EU.

      1. opa, obrigado pela dica, só parei na parte do “Connect the device to your computer and load it in ADB mode. The device info should appear in the application.”

        pelo que entendi, tenho que entrar no modo adb, certo? mas como eu faço isso? é a msm coisa que o fasboot?

      2. e pq vc recomenda a da xiaomi? o que ela tem de diferente em relação a RR ou Lineage?

        1. A Xiaomi.EU é baseada na ROM stable da China. Ela tem muito mais recursos que a global, mas a EU é “debloated”, ou seja, limpa de todos os backdoors chineses e apps inúteis da ROM do fabricante.

          Sem falar do suporte a aparelhos mais antigos, muito menos bugs (já que é basicamente a ROM oficial) e updates frequentes.

      1. pro celular? uso sim, mas a primeira coisa que eles fizeram foi tirar o chip

      2. Acho que quando assalta, o mais importante é limpar os dados remotamente e inutilizar o celular. Quando o meu foi levado, deixei uns dois dias esperando ele ser ligado para pegar a localização pelo iCloud. Até deu certo, mas acho que a polícia não conseguiu recuperá-lo. Depois disso, mandei apagar remotamente (se voltasse a se conectar) e, em seguida, desabilitei o IMEI junto à operadora.

        1. Só eu acho meio que uma falha de segurança ser possível desligar o telefone com ele bloqueado? =/

          1. No Android tem um app de rastreamento chamado Cerberus e nele tem uma opção que não deixa desligar o aparelho se o mesmo estiver bloqueado. Isso dá um tempo para rastrear o aparelho enquanto tiver bateria ou enquanto o ladrão não quebrar o smartphone por não conseguir desligar.
            O meu smartphone comprei há pouco tempo e foi roubado semana passada, por azar meu não instalei o Cerberus antes do roubo.

          2. A Samsung está com isso agora (acho que a partir do Android 8), não deixa desligar se a tela estiver bloqueado.

        2. Já falei em Post Livre passado que já tive casos de recuperação (consegui recuperar um tablet com o localizador do Android).

      3. Eu usava o Cerberus, mas depois refleti sobre a efetividade desses sistemas…

        Beleza, te roubaram e tals e seu celular tá no meio da favela ou cracolândia. Você iria lá buscar? Em alguns casos, nem a polícia tem coragem de ir!

        1. Minha irmã já fez algo parecido. Só que ela tem coragem de peitar (fora que ela sabe o linguajar – ela já morou em bairro “barra pesada”).

          Sou o covardão da família :3

  6. Qual o melhor aplicativo de câmera para android? como não manjo nada, só quero “clicar” e ela sair o melhor possível, e gostaria de saber pois estou com um celular novo e vou instalar uma rom alternativa, então o aplicativo de câmera não deve tirar o melhor proveito das lentes.

    1. Open Câmera mesmo. Não conheço outra – tenho receio de experimentar.

          1. Não não, me refiro ao port da câmera do Google Pixel.
            Nem todos os aparelhos possuem suporte, depende do processador e idade, mas há alguns ports “generalizados”, que possuem o HDR+ e é isso.
            E há os que são específicos e apresentam todas as funções que o Pixel tem. Meu S8+ é snapdragon e tenho a GCam dele, com modo noturno, modo retrato, foto em movimento, slow motion e etc. Já no meu Xperia XZ eu precisaria fazer root para liberar o Câmera 2api e usar o port geral apenas com o HDR+
            Segue o link do site, mais informações existem rios de vídeos no YouTube ensinando a usar, e super recomendo a instalação, muda da água pro vinho

            https://www.celsoazevedo.com/files/android/google-camera/dev-arnova8G2/#apk282

          2. Ah, valeu pela gentileza, Bruisma :)

            O meu é 5.0, vou averiguar a compatibilidade :)

  7. Vou ser linchado virtualmente aqui pelo conteúdo do comentário, mas, pela primeira vez na vida, senti na pele o efeito de uma cagada de governo. E dói, viu…

    Trabalho numa empresa do agronegócio – não vou dizer qual porque ela usa monitoramento na web por palavras-chave – , e as notícias dos embargos do couro (e em breve da carne) brasileiro chegaram como uma voadora no peito em nós.

    Se o Bolsonaro não calar a boca e não mostrar o mínimo de responsabilidade no governo e com a questão da Amazônia, o futuro vai ser muito sombrio pra mim e mais centenas de milhares de funcionários sérios do ramo.

    DISCLAIMER: Eu não votei em NINGUÉM nas últimas eleições, tanto que meu título foi cancelado e tô me lascando pra tirar passaporte por causa disso. Então não me venha encher a disgrama do saco com comentários do tipo “Hurr Durr, vai lá gado votar no Bozo, bem feito Hurr Durr”.

    1. – Disclaimer de Ironia – Hurr Durr vai lá dar uma de “isentão” e não participar politicamente da vida no seu entorno bem feito Hurr Durr – Disclaimer de Ironia –

      Uma coisa que tenho aprendido é que TUDO, T U D O, T-U-D-O mesmo é política. Um comentário qualquer que eu faça aqui, a relação familiar que tenho, a relação de serviço… TUDO É POLÍTICA.

      Política é a relação das pessoas em sociedade – não sou fã da terminologia de que “política é algo científico ou específico feito por “políticos””, esta última falha em ignorar que qualquer necessidade de decidir em comunidade É um ato político.

      Pessoas todos os dias sofrem por causa de leis inúteis que segregam e não foram revogadas, decisões governamentais que tiraram recursos (acho que tem dois ou três conhecidos do MdU – não citarei nomes – que sofreram na pele com isso), etc…

      Eu tinha um pensamento “isentão” – “não voto, não tenho que dar pitaco político”. Mas erro tanto no termo “isentão” quanto na atitude.

      Do “Nada Novo No Front”: Isenção: imparcialidade, neutralidade, não sacrificar a sua opinião à própria conveniência, nem para satisfazer terceiros.
      Covardia: Comportamento que expressa falta de coragem; gesto caracterizado pelo medo ou temor; que não é ousado: pusilâmine.

      ISENÇÃO não é COVARDIA

      Isenção é independência de opinião. Covardia é a recusa da opinião.
      Não tenha medo de opinar com honestidade. Isso não fará de você uma pessoa menos isenta.

      Esse é o ponto: não importa se votou ou não votou, em quem votou. Importa é mais o quão ciente você ficou no ato, e o quão você sabe o quanto teu ato repercute contra ou a favor de ti.

      Claro que não existe apenas motivos que sejam culpáveis apenas a ti, todo e qualquer ato do entorno atinge-o. Não votar não é que o faz culpado do seu ato, mas aí provoco-lhe de forma filosófica: e se você tivesse votado (sido mais um) ou ajudado na eleição do concorrente? Será que estaria na mesma situação?

      Justo sua reclamação, e é válido saber sua posição e opinião – torço que com isso quem sabe você seja mais uma voz futura em uma eleição futura ou até mesmo alguma ato político futuro que auxilie a mudar os caminhos sociais. Não tou falando de ativismo, mas sim de participar da política de alguma forma mínima. ;)

    2. A questão do Bolsonaro contra o meio-ambiente era notória desde a campanha e desde a época dele como deputado. A própria nomeação de um político do NOVO (absurdamente ligado às mineradoras do pior modo possível) inidicava que a ideia era cagar pro meio ambiente.

      As queimadas na amazônia são o ápice dessa política que tirou renomados técnicos dos órgãos de governo e colocou militares sem conhecimento. O genocídio que ele está fazendo contra os índios também é algo que só deve ter sido visto no país na era colonial.

      Idependente de quem você votou, o contrato social o mantém responsável pela eleição do Bolsonaro tanto quanto eu ou qualquer pessoal que não tenha votado nele ou mesmo, como você, não tenha votado em ninguém (aliás, a não-política é, de certa forma, uma posição política).

      Vai piorar, só digo isso.

      1. Concordo que sou responsável, afinal, o presidente representa 100% da nação, mesmo que não tenha sido escolhido por todos.

        O disclaimer foi mais pela polarização que a gente vive hoje, onde em vez de quem é contra buscar solução pro problema, prefere apontar o dedo igual o Nelson, dos Simpsons, com argumentos vazios e gratuitos. Fica difícil manter um debate saudável quando os 2 lados, esquerda e direita, preferem bancar o pombo jogando xadrez.

        Na real, meu medo de linchamento era menos pela política e mais por trabalhar com agropecuária, hehe. Esperava algo do tipo “É você que financia essa merda, tá reclamando do que?” e derivados.

        1. Sim, o problema maior é a polarização. O ruim é que em partes, o jogo político nos faz cair nela, infelizmente.

          E até eu, não nego, acabo no apontar de dedos também.

          Ter a polidez do Ghedin é difícil, mas é uma busca. :)

    3. Sinto muito e me solidarizo com você e seus colegas de trabalho.

      Todos os dias é muito difícil trabalhar sabendo que a qualquer momento aquele bandido miliciano que atualmente ocupa a cadeira de presidente pode destruir a economia nacional por conta do monte de merda que sai da boca e da caneta dele.

      Ou derrubamos bolsonaro ou Bozo derruba o país.

      1. (Eu bem que desconfiei – e provavelmente o Pierre também – que nós três iamos comentar aqui…)

        1. Na verdade só tinha esperado o Gabriel e o Paulo, por eles frequentemente terem opiniões mais inflamadas sobre o governo, mas sua opinião sempre é bem vinda, Ligeiro ;D

  8. Sem o ignorado histórias da Santa Ifigênia hoje, trago na verdade um causo de um amigo sobre placas clonadas. Obviamente por questões de segurança e respeito não vou citar o nome deste.

    Sexta passada ele me liga desesperado falando que descobriu que o veículo dele tinha dado queixa de roubo sendo que o veículo estava na casa dele. Nisso lembramos que no começo do ano vieram duas notificações de multa em um estado, sendo que o veículo roda em outro. Até aí, ok. Ele deu entrada nos recursos e não se falou mais nada do assunto até agora. Ignorou que o carro poderia ser um dublê e provavelmente esqueceu de dar entrada no processo sobre veículos dublês. Aí bateu o desespero.

    Falei com amigos policiais para saber qual o caminho das pedras agora. A resposta: procurar o departamento de fraudes do Detran para se informar e dar entrada no processo administrativo para investigar e achar o causador da queixa.

    Enquanto isso, meu amigo deu entrada em um Boletim de Ocorrência (isso já na segunda feira) para relatar a ocorrência. O mesmo resolveu investigar por conta própria o caso, e valendo-se do Google, foi procurar qualquer informação baseada no veículo dele.

    Achou uma história em outro estado (não vou revelar por segurança) relatando que dois veículos com adulterações foram encontrados durante uma perseguição a traficantes. Os policiais verificaram que o veículo que estava com as identificações similares ao do veículo do meu amigo estava totalmente adulterado – inclusive com número do chassi adulterado (indicando clonagem). A história – uma matéria jornalística – foi publicada em Abril, o mesmo mês das notificações de multas.

    Meu amigo então resolveu investigar a fundo e puxar mais informações. Conseguiu contato com a polícia local e os mesmos se desculparam com ele entre ontem e hoje, dizendo que houve falha na investigação sobre a origem dos veículos da ocorrência, assim colocando o veículo clonado na Base Nacional de veículos roubados como “veículo recuperado de roubo”, assim quando pesquisado em um sistema simples como o Sinesp, alega-se como veículo roubado.

    Tudo dando certo, semana que vem o veículo do meu amigo sai da lista.

    Disclaimer – errei e postei como resposta em algum lugar. Peço desculpas pela incoveniência

    1. eu gostei do causo, mas não vi necessidade de comentar, e como não dá pra dar joinha, só li, conte mais coisas, rs

      e que doideira a história do seu amigo hein? ainda bem que não aconteceu nada grave como ser parado pela polícia e tal.

      1. Foi bom ter tocado nisso. Meu amigo ficou andando então desde Abril nesta condição de “Veículo ‘Roubado'” – não sei exatamente como apareceria em um sistema da polícia, mas acho que apareceria mais detalhado, como “Veículo Localizado”.

        Soube por ele também que ao menos no estado onde está, o sistema de detecção eletrônica de placas funciona, mas não pode ser acionado de forma direta pois dado o volume de veículos e a impossibilidade de atender diversas ocorrências dado o alto número de veículos com problemas documentais, então “deixa-se passar” ao invés de o policial parar após a pessoa passar pelas câmeras de detecção.

        A única situação no caso que ele teria problemas era em blitz ou identificação / parada direta. Mesmo assim, o carro dele é o original, então com isso a dor de cabeça seria administrativa, não legal.

  9. O designer do MdU mudou, não? Uma coisa que achei que “quebrou” a harmonia no tema foi os “links” em Azul e o Roxo uma vez que você acessa.

    1. Reparei nisso agora, que algo mudou. Mas como acesso pouco por aqui (em geral, só por RSS), não sei dizer bem o que mudou. Além do campo de “site” ter sumido aqui na hora de comentar.

      Sobre os links azul/roxo, acho nostálgico.

      E foi o design que mudou. Designer é o profissional do design.

    2. Achei que ninguém repararia! 😬

      Mudou sim, mas as mudanças mais profundas são invisíveis. Troquei a base do layout, que era a mesma havia quase três anos, por uma nova, refeita do zero com base no tema Underscores. Isso significa que o código está mais enxuto, sem a montanha de gambiarras e recursos abandonados que estava acumulada no layout anterior.

      A principal mudança está na capa, que agora lista o conteúdo parcial dos posts — ficou com cara de blog, afinal. Além disso e dos links azuis, dei uma suavizada na fonte dos textos (ainda é a boa e velha Georgia), aumentei os espaços para respiro e usei melhor uma fonte sem serifa (a padrão do seu sistema) em títulos e menus.

      Sou suspeito a falar, mas acho que ficou mais agradável para ler.

      Caso encontrem algo quebrado ou fora do lugar, me avisem, por favor.

      1. Eu gostei. Sempre fui fã de leiautes espartanos e rápidos. Gostava muito do antigo site do Slackware Linux exatamente por isso: zero firulas visuais.

        Gostei bastante de não ter mais os botões e apenas um link, parece uma coisa mais limpa mesmo.

        Eu aprovo.

      2. De início eu fiquei meio assustado com a mudança. Achei que tinha dado pau ao carregar o CSS da página, hahahaha

        Mas realmente, ficou bem agradável de ler. Agora só falta aquele modo escuro supimpa, hehe

      3. Eu achei que ficou bom (realmente aprovado), e não sei se é apenas impressão, mas parece que o site está mais leve e rápido.

        1. É bem provável que ele tenha ficado mais rápido, pois agora carrega menos código e tem menos dependências, só não sei se seria algo perceptível porque o layout anterior já era bastante rápido. De qualquer forma, que bom que a impressão é de que ficou mais rápido. Valeu!

  10. Alguém aqui opera na bolsa com regularidade ou tem ações que geram bons dividendos?

    1. Nunca mexi na bolsa, mas tenho interesse. Até agora o máximo que eu faço é ter um dinheiro na poupança, e um pouco na nuconta. Sempre que eu consigo adiantar o valor da parcela do cartão, mando pra lá pra ficar rendendo e ganhar uns trocados.

      Eu queria uma recomendação de corretora pra começar. Já me falaram da Modalmais, e da Clear (vi umas reclamações do sistema dela cair às vezes) pra começar com ações. Tem alguma melhor pro iniciante?

      1. Eu nao invisto em ações ainda mas usei já no passado a easyinvest para tesouro direto.

        Prática, simples e grátis para TD. Para ações cobra uma taxa

        1. Vou pesquisar sobre ela, já que a ideia é começar de base mesmo, sem riscos. O TD já tá de bom tamanho, mesmo com a queda da Selic. Valeu, Tiago!

          1. A maioria das corretoras e até os bancões deixaram de cobrar corretagem de Tesouro Direto. Se o seu banco não cobra, invista por lá mesmo — menos dor de cabeça para transferir valores e depois de investir você pode acompanhar pelo sistema oficial, independentemente da corretora usada.

            Eu só pensaria melhor em Tesouro Selic. A tendência é que caia ainda mais e mesmo com a inflação controlada, sei lá, o ganho é irrisório e periga empatar com a poupança. Se for investimento de longuíssimo prazo, ou seja, se a sua intenção é carregar até o vencimento, talvez seja mais negócio aplicar em IPCA+.

    2. Por que a dúvida? Tenho uma carteira de ações que montei para segurar por bastante tempo (“buy and hold”), mas nunca fiz nada ousada do tipo day ou swing trading.

      1. estava curioso justamente com quem faz operações regulares na bolsa

        minha maior curiosidade é saber se alguém opera vendido com regularidade (dado o alto risco de contrair dívidas potencialmente impagáveis em casos absurdos)

      2. Oi Rodrigo, pode comentar mais sobre sua carteira? Trabalha com ações que pagam dividendos?

    3. Tenho uns trocados nuns fundos de investimento aí, mas operar diretamente na Bolsa ainda não tive coragem.

  11. Passei anos brigando com a memória interna dos meus smartphones, e cheguei a um ponto onde tenho um telefone com 128 Gb + 64 Gb de cartão de memória, e não deixo nada instalado além do super necessário. Isso é patológico? Alguém mais faz isso?

    1. Há quatro anos uso celulares com 64 GB de memória. Para mim, tem sido suficiente — nunca cheguei perto de enchê-la.

      Uma coisa que ajuda muito é esse lance que serviços como iCloud e OneDrive têm de “misturar” memória local com a da nuvem, de modo que fotos e arquivos que raramente acesso ficam salvas só na nuvem, liberando mais memória local, mas acessíveis com um toque quando preciso deles. Isso é ainda mais útil no notebook, que tem só 128 GB.

      1. O meu Air tem só 128 Gb, achei que fosse ser pouco mas rodo até W10 nele (via Parallels) e até agora, quase um ano de uso, memória não me fez falta. E cometo até algumas extravagâncias, como ter o Office 365 instalado, completinho, tanto no W10 como no Mojave. Também uso uma combinação de iCloud e OneDrive. O ponto é que no celular agora me sobra memória e eu ainda continuo deletando e desinstalando tudo.

    2. Quando comprei meu telefone atual tive a opção de 64GB ou 128GB de armazenamento. Como a diferença no preço era de uns R$50,00 optei pelo de 128GB. Tenho coisa pra caramba instalada (admito que não uso a maioria com muita frequência), carrego mais de 30GB de música (não gosto de streaming) e acabo usando o telefone pra carregar arquivos já que o espaço é abundante.

      Dia desses peguei uma promoção e encomendei um cartão de 128GB. O preço estava bom e… por que não?

      Ando pensando em usar o espaço extra para carregar ROMs para emuladores.

      1. Se for rodar emulares no smartphone, faça backups dos save games na nuvem. Sábado tive a infelicidade do meu smartphone ser roubado, perdi o save do Crash Bandicoot 3 do PS1 já no finalzinho do game.

    3. Sábado passado fui roubado à mão armada, foi levado um Motorola One Vision e não fosse por salvar a maioria dos meus arquivos do smartphone na nuvem, nada adiantaria ter 128 gb no aparelho, mesmo assim, algumas fotos que tirei no dia não pude recuperar pois não foi sincronizado com a nuvem. :-(

      1. sei como é, também fui assaltado há duas semanas (dia 19/08), e como foi numa segunda, tudo que tirei foto no fds estava na nuvem e as fotos que não tinham estavam no backup do whatsapp, tirando o celular, não perdi nenhum dado

    4. Feliz demais com meus 32 GB no telefone. Depois da chegada do Google Photos, espaço nunca mais foi um problema pra mim. =)

    5. Ocupei os 64GB do meu celular só uma vez, mas foi porque entulhei ele com todas as ROMs de todos os consoles imagináveis. Mas depois que limpei, fico entre 25 e 30GB.

      Eu penso que a necessidade de mais memória é o famoso “pecar por excesso”. Se comprar um aparelho com mais memória, é um gargalo a menos que vai te fazer trocar por um novo a médio/longo prazo.

  12. Resolvi usar um Lumia em 2019. Achei barato, comprei pra usar no trabalho, e até então serve perfeitamente para o que uso: whats, fotos, onenote, Onedrive, mapas e telegram. Para qualquer coisa além disso, como usar o Edge para alguma coisa, querer uma rede social para perder tempo, olhar algum vídeo no YouTube ou Netflix, ele é 1000% dispensável.
    Recomendo para quem não quer ser trackeado pelo Google nem por ninguém, já que o sistema não tem nada mesmo.

    1. Eu estava pensando em usar um Blackberry. Queria um smartphone de qualidade e básico pra mp3 e ligações.

      1. Usei um Z30 não faz um ano, e meu celular do ladrão atual é um Nexus 4 com o touch meio estragado.
        Pra uso básico, tipo música e etc, esses aparelhos ultrapassados servem, mas pra rotina cotidiana, pelo menos a minha, eles são fracos e via de regra possuem tudo a desejar exceto tela. Z30 tem som estéreo. Nexus 4 tem carregamento sem fio e é bem bom de usar. Lumia 950 tem tela e câmeras excelentes, e só.

        1. Eu estava pensando em pegar um balckberry 9620…., algo pra não me preocupar com distrações ou carga da bateria.
          Hoje só uso o celular de noite pra whatsapp…

        2. Sem o ignorado histórias da Santa Ifigênia hoje, trago na verdade um causo de um amigo sobre placas clonadas. Obviamente por questões de segurança e respeito não vou citar o nome deste.

          Sexta passada ele me liga desesperado falando que descobriu que o veículo dele tinha dado queixa de roubo sendo que o veículo estava na casa dele. Nisso lembramos que no começo do ano vieram duas notificações de multa em um estado, sendo que o veículo roda em outro. Até aí, ok. Ele deu entrada nos recursos e não se falou mais nada do assunto até agora. Ignorou que o carro poderia ser um dublê e provavelmente esqueceu de dar entrada no processo sobre veículos dublês. Aí bateu o desespero.

          Falei com amigos policiais para saber qual o caminho das pedras agora. A resposta: procurar o departamento de fraudes do Detran para se informar e dar entrada no processo administrativo para investigar e achar o causador da queixa.

          Enquanto isso, meu amigo deu entrada em um Boletim de Ocorrência (isso já na segunda feira) para relatar a ocorrência. O mesmo resolveu investigar por conta própria o caso, e valendo-se do Google, foi procurar qualquer informação baseada no veículo dele.

          Achou uma história em outro estado (não vou revelar por segurança) relatando que dois veículos com adulterações foram encontrados durante uma perseguição a traficantes. Os policiais verificaram que o veículo que estava com as identificações similares ao do veículo do meu amigo estava totalmente adulterado – inclusive com número do chassi adulterado (indicando clonagem). A história – uma matéria jornalística – foi publicada em Abril, o mesmo mês das notificações de multas.

          Meu amigo então resolveu investigar a fundo e puxar mais informações. Conseguiu contato com a polícia local e os mesmos se desculparam com ele entre ontem e hoje, dizendo que houve falha na investigação sobre a origem dos veículos da ocorrência, assim colocando o veículo clonado na Base Nacional de veículos roubados como “veículo recuperado de roubo”, assim quando pesquisado em um sistema simples como o Sinesp, alega-se como veículo roubado.

          Tudo dando certo, semana que vem o veículo do meu amigo sai da lista.

          1. Ghedin, errei aqui, mil perdões ;). Vou colocar na linha do tempo normal. :)

        3. Tive um Z30 e foi um ótimo smartphone. Inclusive na época (3 anos atrás, talvez) tinha um lance de você conseguir instalar aplicativos do android via APK. Fora que a usabilidade dele era bem boa e uniforme.

          1. Ainda tem, ainda dá pra instalar, só que tem que testar pq a versão do sistema é antiga. Mas nada te impede de ter uma versão desatualizada do whats.

    2. Como feliz ou infelizmente estou na camada popular do tech, a falta do whats me impede de ter um Lumia.

        1. Não ia acabar o suporte este ano? Uia!

          Se eu soubesse, eu ia pegar meu sonho de consumo – o 1020. Vi um por 300 contos uma vez.

          1. O suporte foi prometido até 31 de dezembro de 2019, mas o app pode sumir da loja a qualquer momento. De qualquer forma, é bem provável que ele continuará funcionando após o prazo final, pelo menos até fizerem alguma modificação que quebre a compatibilidade com a última versão para Windows Phone.

          2. Grato pela resposta, Ghedin.

            Essa é a minha maior preocupação, geralmente fica um tempo e depois na atualização “geral”, se perde de vez o suporte. Tou sem grana agora, mas na hora que aparecer uma pechincha, vou ver se aposto e compro um Lumia (Se bem que tou curtindo, apesar da bateria durar umas 10 horas, o Nexus 4)

            As vezes penso que o whats poderia ser ignorado, mas dependo como forma de contato com clientes. Pouco usam Telegram, e apenas um (dos contatos) usa o Signal.

          3. Eu tive o 1020 e a experiência recente foi péssima.
            Mas esse 950 não pude deixar passar, tá certo que era só o aparelho, carregador original e meia caixa, mas por 140 pilinhas se virar peso de papel depois tudo bem. A câmera dele é excelente e melhor que do 1020,principalmente por causa do hardware.

    3. O whatsapp não ia deixar de funcionar nos Windows Phone nesse ano?

      1. Eu não sabia que ia, mas ainda sim acredito que ele ainda funcionará, apenas sairá da loja, e ainda teremos o appx disponível. Instalei a Lumia Câmera antiga assim, pq acho o pós processamento da câmera do Windows meio agressivo.

    4. Primeira vez que deixo um comentário na plataforma padrão, básica.

      Deixei o Windows Phone no início do ano para subir no bonde lotado e usar Android, não somente pela falta de aplicativos (ainda mais que uma agenda digital se tornou necessária), mas também pelo encerramento abrupto do navegador em algumas páginas da internet, além de encarar um Twitter super limitado, que não subia imagens nem reproduzia vídeos. Acredito que o problema era a pouca memória RAM, 512MB que sofrem para qualquer coisa nos dias atuais.

      No final, fui forçado a criar uma conta do Google (Sem Play, é o mesmo que utilizar um celular comum)

      1. Não sei te dizer se o problema era a RAM, mas acontece o mesmo no meu 950, aí mudei de navegador. Um sistema com muita possibilidade jogado às traças.

  13. Voltei pro Android depois de quase um ano sofrendo com iPhone. Não me adaptei, peguei um Zenfone 5.

    Dito isso, quais são as customizações legais que o Android está possibilitando e vocês recomendam?

    Dicas de apps topzeira, gratuitos ou pagos, são muito bem-vindas.

        1. calma bixo. parece que me flagrou usando drogas na frente de crianças. hahaha
          Ao menos eles pagam, enquanto têm muita gente que faz de ‘graça’.
          No dia a dia eu quase não uso celular ou redes sociais…., Eu já tomo muito cuidado pra não sair propagando coisas na internets, mas não sou tão paranoico a ponto de tentar viver sem rastreamento.

          1. Estou calmo :) É que vejo muita gente recomendar o Opinion Rewards sem fazer essa ressalva, como se o Google estivesse fazendo isso apenas por benevolência.

    1. Renotify

      Cria uma notificação permanente (não pode ser dispensada com o deslizar).

      Tem opção paga com mais recursos, mas a básica me atende bem como um post it digital no meu celular.

    2. Blokada, bloqueador de anúncios que funciona no sistema todo. (exceto no YouTube, aparentemente).

      Tem que baixar do site (Blokada .org), o da Play Store não sei se funciona.

      1. YouTube Vanced, além de não ter anúncios durante os vídeos, tem reprodução em segundo plano/tela bloqueada/ou só áudio ou até em PiP (sobreposição em outros apps).

        https://vanced.app/

        Para usar sua conta google (inscrições, comentários, etc.) precisa instalar também o addon Micro G

        1. To ligado, uso faz um tempo já! Na verdade, descobri ele quando vi que o Blokada não funcionava no YT.

    1. A moeda do Zuck sim, já a do Telegram precisa ser lançada em outubro senão terão que devolver o dinheiro dos investidores.

    2. O que tá quente é essa penca de banco digital surgindo. Tão surgindo mais do que celulares da Samsung.

      Mas eu vejo que para massificar algo tão “distante” da maioria das pessoas, como são cripto moedas, só mesmo uma empreitada de uma gigante como o Facebook pra alavancar e difundir o negócio.

        1. Ganhar dinheiro? Ter mais poder, controle?
          Não comentei que precisamos da massificação delas, mas que para quem quiser (empresas, no caso) fazer isso, se é uma gigante com tanta presença como o Facebook, para ela é mais fácil (ou não…)

        2. E outra: imagina um Facebook com esse tipo de poder nas mãos? Marquinhos ia virar o Grande Irmão, certeza.

        3. Eu sinceramente não vejo utilidade de criptomoeda (a criptomoeda, blockchain é outra história) ao todo. Até agora, só serviu pra especulação.

          Ainda mais com essa fragmentação toda que rola. Não vejo diferença entre uma cripto que só serve pra determinado serviço e aquelas gemas que você compra nos jogos pra acelerar seu progresso.

      1. Bancos digitais estão iguais as paletas mexicanas de anos atrás, mas que irão enfrentar os grandes bancos acredito que serão poucas a se consolidar, no passar do tempo serão 4 ou 5 bancos digitais completos para concorrer com os bancos tradicionais. E por menor que seja esse numero praticamente ira dobrar a quantidade de grandes bancos de varejo no Brasil

        1. Haha, verdade, é uma explosão de bancos sem taxa, “competindo” com os “bancões”. E eu torço que tua previsão esteja certa, SE os bancos digitais forem completos e manterem as taxas 0 (ou próximo disso). Hoje há tantas opções que não tenho a menor vontade de experimentar, muito menos sair mandando dados sensíveis pra tudo o que é plataforma nova.

          Só espero que o Nubank não quebre: https://tecnoblog.net/304912/nubank-aumenta-base-clientes-dobra-prejuizo-1-semestre-2019/

Os comentários deste post foram fechados.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!