Post livre #169

Toda semana, o Manual do Usuário publica o post livre, um post sem conteúdo, apenas para abrir os comentários e conversarmos sobre quaisquer assuntos. Ele fecha no sábado, na hora do almoço.

O Manual do Usuário é um blog independente que confia na generosidade dos leitores que podem colaborar para manter-se no ar. Saiba mais →

Acompanhe

  • Telegram
  • Twitter
  • Newsletter
  • Feed RSS

119 comentários

    1. É, Guilherme pediu uma semana off. Estamos estudando tornar os dois podcasts quinzenais, alternando semana sim, semana não. O ritmo atual, nos formatos que escolhemos, está meio que pesando para todo mundo.

      1. Entendo, imagino o trabalho que vocês tem para produzir os programas. Espero dê tudo certo pra vocês. o/

  1. cara, podemos ter um possível Skynet chamada(o) Robô Sophia, que medo de essa robô é um possível caminho bem pior pq quando gente cria o criação se vira contra você, um dia vai ser o futuro de Skynet nos tomando e nos ferrado sem emoções humanas, criar robô inteligente é um bomba relógio, que vocês acham sobre isso, para mim ter esse robô que não tem nada de humano mas ele pode usar tudo de internet e usar logica e pronto nos acaba

      1. Bem o robô pode ler isso e aí complica né, mas uma coisa é certa, o robô jamais vai conseguir ler nossa mente por isso não tem como prever o futuro de ação do humano como nós, se não fazerem máquina de ler pensamentos e mentes.

  2. Infecção urinária é uma merda!
    Segunda feira pela manha comecei a passar frio no trabalho, de meio dia piorei e peguei o carro pra ir no hospital. Quase chegando eu sinto meu corpo formigar e meus dedos enrijecem.
    Estaciono, tranco o veiculo e deito no chão convulsionando.
    Eu estava apavorado.
    É a segunda vez que tenho infecção, mas nunca tinha passado por alto tão tenso!
    Depois de umas horas entre exames e diagnostico eu vou pra casa.
    Agora ainda dói um pouco, mas tenho mais uns três dias de tratamento pela frente.

  3. Uma coisa “fora do comum” que gosto de ver é os vídeos do “LockPickLawyer” no YouTube. É interessante o jeito que ele fala (entendo um pouco de inglês) e o tom de voz e o jeito que ele apresenta como funciona e como decodificar cadeados e chaves.

    A lista de canais que sigo no Youtube, a propósito, são:

    – Techmoan (um geek que apresenta de um jeito legal sobre o que ele conhece sobre audio, vídeo e câmeras. Tem bastante história sobre tecnologia também)
    – 8-Bit-Guy (também um geek, mas com foco mais em computadores 8-Bit e história da computação até os anos 80/90)
    – LGR (um aficionado por tecnologias antigas, peguei a indicação pelo Ghedin)
    – Aviões e Músicas (não sigo, mas acompanho eventualmente dado o estilo de apresentação dele, apesar de as vezes implicar com uma ou outra coisa – tenho alguma agonia de ver youtubers brasileiros…)
    – Ônibus Na Rodagem (um motorista de ônibus que grava eventualmente algumas viagens que ele faz e trás relatos e informações sobre o universo do transporte por ônibus.)
    – Barbixas (só por causa das esquetes “Frases” e “Cenas Improváveis”)
    – canais de “Lo-Fi House Music”
    – Linus Tech Tips (comecei a gostar do canal pois tem coisas que eles trazem que é bacana de ver).

    Entre outros

    Ah, tem o canal do Ghedin/Manual do Usuário também.

    1. “Fora do comum” mas bizarramente nem tanto, tenho visto vídeos de experiência de viagens em Primeiras Classes, principalmente as árabes. Vi vááários disso. Incrível para onde uma tarde de tédio pode nos levar.

    2. Também dou uma olhada no LGR de vez em quando.
      Se tu curte exploração espacial um bom canal é o Curious Droid.

    3. Bate aqui por 8-bit Guy e Linus Tech Tips. Vejo sempre que sai o 8-bit guy, provavelmente é, hoje, o único canal que eu ainda acompanho.

      Para quem tiver curiosidade sobre os canais que eu assino: https://imgur.com/Kz92PgO

      Eu tento manter eles sempre em um número baixo, os que eu tenho hoje já estão demais. Logo depois de escrever aqui vou limpar novamente o meu feed do Youtube.

        1. Uma época eu cheguei a ter uns ~100 canais assinados. Venci a preguiça e mandei o unsubscribe em uns 95 (sério!) e hoje tento manter esse número sempre ao redor de 10. Mesma coisa pra podcasts. Assino uns aqui e ali e logo depois limpo o feed.

          1. caraca, eu sou exatamente assim, fico com poucos, mas quando vejo já tenho vários, ai vou e limpo de novo

    4. poucos canais que sigo é Saberspark (que faz analise dos filmes e explica que houve com empresas dos filmes e explica porquê esse filme é estranho)
      Frithgar por causa dos tutorais sobre ark.
      Kurzgesagt – In a Nutshell faz os Vídeos que explica coisas com niilismo otimista.
      Top5Anime é sobre top 5 animes.
      Ingresso.com para ver os trailers assim como Trailers PRO MDZ
      enfim eu adoro ver o youtube mas apos de ver alguns videos do Saberspark sobre youtube, então eu percebi que o youtube está passando por momentos complicados né?
      eu gostaria de saber se tem canais de youtube que fazem analises sobre empresas dos games como saberspark tipo que houve com empresa e qual motivo de empresa estar falindo, e estou procurando algum canal bom sobre como aprender em jogar o ark para que eu possa jogar um servidor online privado do ark assim não vou atrapalhar ngm em modo solo.

  4. Confesso que eu não entendi muito bem o auê todo em cima da imagem do buraco negro (fora me lembrar um pouco do Black Hole Sun e Superunknown do Soundgarden)

    1. É porque foi usado um método científico para isso, e não uma simulação.

      É como se tivessem descoberto mais uma forma de fazer visível ao público comum.

      1. Na realidade, o que pegou mais no meio cientifico, é que a foto real bate com a foto simulada onde usaram as equações e previsões do Einstein.

        Uma prova a mais de que tanto a relatividade restrita como a global fazem sentido e estão certas (essas evidências indicam cada vez mais isso).

        1. mas me disseram q o einstein era um burro. fiquei confuso agora…
          tem um hospital com o nome dele aqui em sp, mas acho q deve ser um hospital veterinário, então.
          não estão dando muita moral pra esse cara não? afinal, física não serve pra nada.
          eu gosto mesmo é de ASTROLOGIA!

    2. Veja todas as descobertas que foram feitas ao longo da história. Diversas não tiveram uso imediato e levaram anos até outra pessoa conseguir uma aplicação.
      Quem sabe daqui 100 ou 500 anos nossos descendentes tenham ferramentas para exploração da galaxia graças aos dados coletados hoje.

    3. O que eu acho fascinante nessa história é que finalmente vimos como é um lugar que subverte a própria ideia de lugar, que distorce o espaço-tempo de uma maneira que difícil de imaginar. Em toda a vastidão do universo, existem esses lugares que sugam tudo e… e? Pois é, ninguém sabe o que acontece ali dentro. É bem maluco pensar que existem buracos negros e, agora, a gente sabe com o que ele realmente se parece.

      1. O que mais me impressiona nessa coisa de buraco negro é que, aparentemente, as Leis Universais da Física não se aplicam ali dentro! Fico sempre imaginando como se daria as dinâmicas com leis completamente diferentes das que conhecemos.

        1. Acho que você quis dizer que as leis da física newtoniana não se aplicam à física do buraco negro, porque o que mais chamou atenção na foto do buraco negro foi que as teorias postuladas por Einstein previram de maneira quase integral o comportamento e a forma do buraco negro. Sabemos o que sabemos sobre essas estruturas exatamente porque elas obedecem um certo arcabouço teórico.

          1. Exato. Física newtoniana. E sim, pensar que o que Eistein teorizou há 1 século (?) está se comprovando, é fantástico! Mas na boa, eu fiquei mais intrigado com a maneira com que as coisas ocorrem lá dentro, não obedecendo à física newtoniana.

  5. À época do massacre de Suzano, eu me vi pensando sobre 2011.

    Lá por volta de 2010–2013 parecia haver um clima progressista em torno das mobilizações virtuais que hoje percebemos ter sido bastante ingênuo. Occupy Wall Street, Primavera Árabe, 99%, em certo sentido mesmo as jornadas de junho. O OWS em particular era algo que me fascinava: uma das coisas que me fascinava inclusive era como parte do movimento se relacionava com o submundo da internet, no anonymous e — pasmem — na subcultura ligada ao 4chan.

    Hoje o 4chan está no poder tanto nos EUA quanto no Brasil, promovendo discurso de ódio e articulando massacres como o de Suzano.

    DEU TUDO ERRADO. FALHAMOS MISERAVELMENTE.

    falei sobre isso no tuíter: https://twitter.com/notasurbanas/status/1116376752656408576

    Hoje prenderam o Julian Assange. Sim: Assange é um escroto estuprador e precisa ser julgado pelos seus crimes, mas não foi esse o motivo da prisão. A prisão dele foi simbólica e é a pá de cal naquele clima progressista de uma década atrás. O suicídio de Aaron Swartz em 2013 acabou com aquela época, mas hoje foi o enterro definitivo.

    Passei o dia um pouco mal hoje. Como falhamos tão miseravelmente?

    1. Assange ser preso por crimes sexuais seria justiça (ainda que seja relativamente estranho que as acusações tenham saído quando o governo dos EUA estava atrás dele); o Assange ter sido preso por “conspiração” é apenas a face mais latente do capitalismo de controle dos EUA.

      A morte do Aaron Swartz é mais uma face desse capitalismo. A ação judicial do JSTOR contra ela beira o absurdo Kafkaniano e, mesmo assim, eles tem seus defensores. É incrível.

      A verdade é que o que estamos vendo atualmente é um recrudescimento das relações entre países por conta de uma estafa do modelo de produção capitalista. Aquele capitalismo de 1999 (profetizado pelo Matrix como o ápice da nossa civilização) acabou desaguando em crises sistêmicas (comuns ao capitalismo em si) e posteriormente na ascensão de regimes e governos de extrema-direita. A onda progressista precisava de muito capital para se manter – como dizem, a social democracia é a ante-sala do fascismo – e, por lógico, iria se extinguir assim que a solução para a crise viesse de cima pra baixo (do próprio capital).

      O que vemos hoje, pra mim, é um momento de transição do capitalismo social-democrata (a famosa terceira via) para um capitalismo mesclado com autoritarismo. Algo que flertamos há décadas (desde 1984, pelo menos) que vai, fatalmente, acabar em uma grande guerra (com nukes, deverá ser uma guerra de poucos dias e sobrando umas 100k pessoas no mundo todo).

      O pessimismo precisa ser regra daqui pra frente. Não dá mais para acreditar que o capitalismo, que já nos conduziu por 3 grandes crises mundiais (depressão, petrodólares e sub-prime) e dois regimes totalitários absurdos (nazismo e fascismo), vai nos trazer as respostas agora.

      1. TAVA lendo octacio ianni, sabe? e ele diz em 2004 (2004!):

        “(…) entra em curso um vasto e perversivo processo de controle de indivíduos e coletividades, a começar por indivíduos e coletividades da própria sociedade norte-americana; mas também nas sociedades europeias, com ramificações por outras sociedades nacionais asiáticas, africanas e latino-americanas. Está em curso um processo de direitização, com evidentes ingredientes nazi-fascistas. Reduzem-se ou eliminam-se direitos democráticos conquistados desde difíceis lutas cosicais e acentuam-se os controles jurídicos-políticos, militares e policiais sobre indivíduos e coletividades, organizações sociais e movimentos sociais; em geral compreendo intolerâncias étnicas, religiosas e outras, desde a xenofobia e o etnicismo ao racismo e fundamentalismo calvinista secularizado. Esse [é] o clima e, que florescem as atividades, organizações, movimentos e correntes nazi-fascistas”.

        o livro é o ‘capitalismo, violência e terrorismo’.

        a internet, ou melhor, as redes sociais deram uma amplitude q o octavio ianni não podia prever, eu acho, àquela época…

        1. Isso é que ter visão de futuro!
          Eu ingenuamente acreditava na ascensão e permanência das correntes progressistas, mas parece que o rebote veio muito maior e ameaça levar todas as conquistas do período (e com o aval da população sedenta – tem que controlar essa libertinagem aí!).

          1. a turma da nova era não está para brincadeira. o desmonte de várias conquistas segue acelerado. se eles conseguirem ficar os quatro anos (só quatro anos, se releição ou elegendo um filho bozo, por exemplo), vamos precisar de uns 40 pra recuperar.

      2. Paulo, não caia nessa de 3a guerra mundial… Não vai acontecer.
        A globalização em si impede isso.
        Nunca vivemos numa era tão pacífica.
        Até pequenos conflitos conseguem abalar o mercado financeiro, imagine um dos grandes.
        Não haverá apoio econômico para uma guerra entre países com grandes mercados.

        1. É o que penso também. Se fosse para haver uma guerra de grandes proporções, já o haveria na verdade, dado o ódio que destilamos online todos os dias (na verdade esta também é uma forma de guerra).

          No entanto, guerras de violência física – com uso de armas e pessoas – em tempos de pessoas ao menos minimamente instruídas sobre a história do mundo (mesmo que falho), é mais difícil e depende de uma mente que aceite entrar nesta guerra.

          As guerras e conflitos já existentes (como as do Oriente Médio, dos conflitos de área da China, Japão, Índia e outros) ficam restritos a contextos culturais que se fecham em si mesmos e evitam respingar em outras culturas.

          Mesmo a “ISIS” se provou fraca com isso também, só conquistando um ou outro “lunático” em busca de se sentir confortável em uma guerra. Assim como alguns outros conflitos (como a Rússia e Ucrânia, onde até tinha um lunático brasileiro por lá).

        2. Não temos, ainda, como prever isso. A guerra é mais um desejo meu do que uma previsão séria =)

          Mas, analisando friamente, basta termos “proxy war” como as que se avizinham cada vez mais no oriente média, península da Coréia e Venezuela para termos um abalo da ordem geral e uma nova guerra-fria, dessa vez com 3 players no tabuleiro (EUA, Rússia e China).

          Ainda acho, contudo, que basta a ideia de um conflito d larga escala ser mais rentável do que o atual modelo semi-pacifico que vamos ter guerra. O mercado exige esses sacrifícios de tempos em tempos.

    2. Em compensação, Assange deixou de apertar o botão de homem-morto e agora tem bastante dado aberto do WikiLeaks solto, mas ainda sem análise.

    3. A não ser que eu esteja viajando, sempre impliquei com ativismo digital.

      Sei que experiências pessoais são apenas parte de uma bolha e não representam o mundo como um todo, mas o que passei notei que replicou como padrão. Fiz parte por pouco tempo de uma turma de ativismo político, mas acho que me sentia um pouco perdido na época. Me fazia bem era aprender a lidar com informática (ajudei a fazer o site de um jornal na época).

      O problema que noto também é que no final todo ativismo tem pessoas por trás, estas que tem seus próprios interesses e agendas. Mesmo que seja “para ‘todos'”, a pessoa faz algo para si mesmo também.

      Anonymous mesmo, ao meu ver, foi a pior coisa que aconteceu nestes tempos. Além de forçar a barra e ajudar a acabar com os conceitos de privacidade, gerou também um efeito rebote acabando com si mesmo.

  6. Aos que cozinham, vocês se consideram bons cozinheiros em quais pratos?

      1. Sabe que eu peguei um “bode” de tudo que se relaciona com cozinha (cervejas, o ato de cozinhar e toda a onda gourmet) desde que tudo isso virou essa moda grotesca?

        Hoje em dia eu entro na cozinha pra lavar a louça e fazer panqueca.

        1. Semana que vem talvez role um

          “Vocês que fazem questão de serem os zeladores da própria residência, qual ato gostam mais de fazer?”

          1. Procura o twitter do Leandro Beguoci, que ele relata como é entrar em vida de condomínio. É bacana.

    1. Omelete.

      Quando eu era criança/pré adolescente, me lembro que ajudava minha mãe na cozinha a fazer várias coisas, apesar de emburrar e brigar com ela algumas vezes (tinha e tenho medo de fazer feijão).

      Lembro de fazer bolo, pão, etc…

      Hoje tou preguiçoso demais, mal acostumado. Eventualmente faço uma omelete ou panqueca. Fora isso, mais nada.

    2. Bem, fora sobremesas, que eu não tenho paciência para fazer (e nem para comer), faço qualquer coisa. Cozinhar em casa sempre fica por minha conta. Meu caderno de receitas no Evernote tem mais de 200 pratos diferentes e já fiz praticamente todos. fora os que não preciso de receita para fazer. Desde o básico do dia a dia até as minhas próprias criações.

    3. Macarrão com salsicha

      faço muito pouca coisa, mas pelo menos não passo fome. hahaha

  7. Caros, estou a procura de um novo smartphone, quais vocês indicam na faixa dos 1.200 (talvez 1.500) que tenha uma camera decente?

    1. Se valer importado, indico o Mi A2. Se for nacional, com garantia e etc, indico pagar um pouco mais e esperar um pouco mais também, para assim pegar um S8 em alguma promoção. Se não puder esperar, o Galaxy A8+ já foi visto de 1600 pra menos

  8. Ok, este post livre está morno, então vou jogar gasolina nele: qual a sua opinião sobre a condenação do Danilo Gentilli a seis meses de prisão no semi-aberto em processo movido pela deputada Maria do Rosário?

    * Notícia na Folha.
    * Íntegra da sentença (deveria ser crime usar essa fonte ilegível em documento oficial.

    1. o q ele fez foi grava. nada a ver com piada ou mesmo liberdade de expressão. rasgar a mensagem destinada a eles, esfregar nas partes e mandar de volta pra deputada é abjeto. é mais uma violência contra a mulher (não importa se a mulher é de um partido q vc não gosta). me pareceu uma conduta criminosa e a justiça entendeu assim. ele pode recorrer. só não acho q cadeia ajuda em algo nisso… a lei poderia estar ajustada a converter esse tipo de atitude em algo mais útil: ele poderia ter q doar uma baita grana pra uma instituição q cuida de mulher vítimas de violência, por exemplo.

      mas, fora isso, é triste demais (deplorável, até) ver gente séria defendendo essa atitude do cara como uma ato de liberdade de expressão. fora os boçais de sempre, marcelo tas, q tenho em alta conta, foi um dos defensores. lastimável.

      1. Crimes com penas brandas costumam ser convertidas em alternativas. É bem provável que seja o caso aí.

        Também não entendi muita gente em quem confio no posicionamento, como o pessoal do The Intercept, confundindo as bolas e classificando o ato desse cara como “liberdade de expressão” ou “direito de opinião”.

        1. Complementando (estou lendo a sentença): a juíza negou a substituição da pena alegando que “a valoração em grau elevado da culpabilidade, da conduta social, da personalidade do condenado, dos motivos e das circunstâncias do crime, indica que tal substituição é insuficiente para reprovação e prevenção do crime”.

          Acho que aí ela pesou demais a mão…

          1. Nem tanto.

            Gentili é uma persona pública.
            Os atos dele reverberam facilmente.
            É segunda instância que ele está (?)
            Ele já tem um histórico de recorrência.

            Alguém sabe se ele pagou a enfermeira que foi xingada por ele?

          1. Fragmentada. Perdida. Fragilizada. Delirante. Errada.

            A esquerda partidária brasileira ainda não entende o que aconteceu com ela em 2016 e 2018. Isso passa pela manutenção de figura execráveis como Gleisi na direção do PT (maior partido de centro-esquerda da AL e um dos maiores do mundo) e chega no ataque à Tabata Amaral depois dela ter sabatinado o ex-ministro da educação.

            O que fizeram com a Tabata exemplificada todo o problema do pensamento da MAV e da esquerda político partidária. Por sorte, figura como o Freixo e a Melchiona saíram em defesa da deputada e repudiaram as manifestações online dos militantes de PSOL e PT, principalmente.

        2. O que eu vi é que as pessoas de esquerda (como o Intercept e o @mizanzuk) falaram foi que eles temiam que essa sentença abra precedente jurídico para calar a esquerda.

          Inclusive, hoje o Gregório Duvivier teve uma condenação parecida com a do Gentili (inclusive, recomendo o programa dele na HBO) e isso pode ser apenas o começo.

          Contudo, como disse o BlueHand (do Nerdcast) nunca foi preciso nenhum tipo de desculpa para que o Estado e judiciário perseguissem a esquerda.

          Por isso mesmo, o que eu mais quero na vida é ver o Gentili ser preso. Nem que seja por 1 dia apenas.

          1. “Contudo, como disse o BlueHand (do Nerdcast) nunca foi preciso nenhum tipo de desculpa para que o Estado e judiciário perseguissem a esquerda.”

            pois é, é disso que não podemos esquecer

          2. Não entendo o porque do PSOL se desvincular de vez da pecha de “puxadinho do PT”.

            Boulos, ao que vi, sabe argumentar e atacar bem os problemas. Falta obviamente uma figura tipo “Plínio Arruda”, que sabia como falar, o tom e onde falar.

            O Twitter da galera da esquerda é meio esquisito…

          3. é complicado, pq juízes são pessoas comuns. a gente tende a crer q juízes são intelectuais e tal, mas não é o caso da maioria esmagadora. a maioria faz graduação em direito, passa no concurso (q não é difícil) e só. se o juiz não for uma pessoas esperta, interessada e minimamente curiosa, ele será um profissional medíocre e, consequentemente, tomará decisões sem respaldo legal por ignorância ou má fé mesmo.

            (ser juiz tb é perigoso dependendo dos casos q pega ou da região de tabalho: juízes são mortos e atacados de modo covarde tb.)

            me parece meio paranoico achar q o judiciário, todo ele tramando, está atrás da esquerda (como se fosse necessário já q a esquerda vem cavando a própria cova há tempos). não está, me parece. o judiciário é pró empresas e empresário e isso é fato, basta ver o histórico de decisões ou parceria q o judiciário fez aqui em sp com o governo e com o legislativo. a justiça é seletiva e persegue os pobres (independente de ser for de esquerda ou direita) e isso é outro fato inconteste. e isso tem a ver com o fato do juiz ser uma pessoa comum e cheia de preconceitos como qualquer outra pessoa normal – desinteressada pelos estudos sérios – poderia ser e geralmente o é.

            o gentille é um imbecil nato, mas desses q são minimamente espertos e sabem como lucrar com a imbecilidade alheia. vem surfando na onda conservadora (ele não era assim há dez anos e eu ria das piadas dele), mas um dia isso acaba. ele talvez seja vítima do puntivismo q ele tanto deseja para os bandidos (no caso dele, a esquerda, o pt etc). não deixa de ser irônico o vitimismo dele agora. bom, ele pode dar azar de cair com um juiz q não gosta dele, ou q não gostou do q ele fez com a deputada (se eu fosse o juiz ele tava ferrado)… ou pode dar a sorte do juiz ser fã dele (como já aconteceu, por exemplo, no caso do biógrafo do roberto carlos, q teve seu livro recolhido com respaldo legal e, isso sim, um ato de censura: o juiz era fã declardo do robertão). ele tb pode se deparar com um juiz q vende sentenças pelo zapzap. tinha um aí q cobrava 150 mil… uma ninharia pra um cara rico como ele.

            teve um dia q, nas modorrentas filas dos correios (sempre os correios…), me deparei com um cartaz da telesena (do judeu colaboracionista silvio santos). era o gentilli a estrela! recém contratado pela emissora…. eu pensei ‘o q isso tem a ver com humor’?

          4. Intercept de esquerda é um pouco forçado. No máximo um progressismo limpinho.

      2. Amei sua resposta, mas na hora de chegar em casa ponho minhas ponderações.

        1. O PSOL tem bons quadros, o problema não é o partido é a militância (MAV) que eles tem nas universidades e na internet. São os famosos cirandeiros que estão em busca de uma experiência de esquerda pura e de total ruptura com o que temos hoje em termos de organização sócio-econômica. Normalmente essas pessoas são ricas e sustentadas pelos pais, diga-se.

          O PT tem outros problemas, a começar pela direção geral do partido na mão de uma sociopata. Mas o PT não é esquerda desde a “Carta ao Povo Brasileiro” e o expurgo de 1992.

      3. A ponderação.

        Esse é o dilema: como punir algo que possa servir de precedente futuro para alguma acusação similar?

        Entendo a preocupação como posta pelo Gabriel, pelo Demori no Intercept e muitos outros, pois sim, de fato pode se criar um precedente. Por bem menos a Mônica Iozzi foi obrigada a pagar multa por causa do Gilmar Mendes.

        No entanto, existe uma coisa ignorada: Gentili tem reincidência. Não sei exatamente se os processos que ele tomou (sei que ele tem um de uma técnica de enfermagem que ele ofendeu em um show ou no twitter, o do Gilberto Dimenstein, da própria Maria do Rosário, e provavelmente alguns outros relativos a boca aberta dele), mas se em todos ele “pagou pra ver” (só ver que ele até fez show “rasgando o processo com motosserra”), a prisão aparentemente é o que lhe resta.

        Como não precisar prender?

        Eis algo que fiquei pensando hoje: o que será que faria a condenação ser justa a ponto de ele de uma forma ou de outra mudar a postura?

        Oras, geralmente processos cíveis tem penas alternativas de prestação de serviço público.

        Então pensei: por quê não por o próprio para ser condenado a ser jornalista (acho que ele tem DRT por causa do CQC, mas divago) na Câmara dos Deputados? Ele será obrigado a pausar ou reincidir o contrato com o SBT e ficaria na NBR/TV Brasil relatando o dia a dia da comissão de direitos humanos da Câmara.

        Ah, se eu fosse juíz….

        1. as decisões dos juízes precisam de amparo legal, sem exceção. se o juiz inventa moda, a outra instância tem o dever de corrigir. mas sabemos como são as coisas por aqui.
          sim, gentilli é reincidente. já fez ‘piada’ com várias pessoas e foi processado. mas é do jogo, vc corre o risco de ser processado se alguém se sentir ofendido. vc tem o direito a defesa e, até ontem, só seria preso qdo tivesse ocorrido o trânsito em julgado… agora, na era dos punitivistas, não tem sido mais assim e na segunda instância vc já pode dançar. nessa daí eu acho q muito gente q é punitivista vai dançar, pq, cara, nunca se sabe qdo vc vai ser acusado de algo (com sentido ou não). essas foi uma das piores decisões q a sociedade brasileira tomou: admitir a prisão em segunda instância – sem falar em relaxar os limites da legítima defesa como o moro quer.

          gentilli não merece nada menos q o propaga por aí. ele tem recursos pra se defender, então q se defenda. pode chorar o q quiser nas redes sociais. tem juiz q tá cagando pra elas… se ele cair num juiz assim, ele vai dançar.

          1. Sim, só pus a ideia como provocação e também uma forma de raciocinar uma possibilidade de punição, dado que é previsto em lei as punições com prestação de serviço publico.

    2. Com o perdão da palavra, mas o Gentilli tem mais é que se fuder mesmo, não tenho pena de sujeito escroto como ele. No entanto, acho que a condenação ideal seria ele pagar uma multa milionária e ser obrigado a fazer um pedido de desculpas pública. Essa história de prisão tá fazendo sendo ótima pra ele, se vendendo como coitadinho e perseguido pelo “”””politicamente correto”””.

      No meio disso, o presidente da República correu pro twitter pra prestar solidariedade pra esse pseudo-humorista, mas até agora não disse nada sobre o pai de família fuzilado covardemente por 80 tiros do exercito.

      Na Idiocracia brasileira isso é só mais um dia comum.

      1. Batendo palmas aqui em casa.

        O que o Gentili quer é exatamente a gente discutindo esse tipo de ação – prisão – enquanto ele se coloca como grande mártir perseguido. O cara é uma nulidade em termos de comédia e só faz sucesso porque se coloca na alt-right com essas opiniões políticas, e faz isso exatamente para angarias votos e aplausos dos incels da vida.

        Ele seria o segundo habitante da minha gulag canavieira, logo depois do Hang.

      2. Ele tem acho que umas três ou quatro condenações já em primeira instância, relativas a ofensas e com a necessidade de pagamento de multa.

      3. presidente, diga-se, q disse q maria do rosario não merecia ser estuprada. ele perdeu essa tb e tá aí o ressentimento dele. mas o chefe do executivo desbaratar o judiciário e ver o silêncio do chefe do judiciário ante a essa situação demonstra a situação como um todo. é período atípico esse e q, talvez, melhore um dia. não é pra já, muita gente vai morrer até lá… com 80, 70, 200 ou um tiro só. elegemos adoradores da morte e, por ora, é o q temos.

    3. 1. Prefiro não falar sobre Gentili, hoje não tenho estômago pra isso. Só posso expressar meu apoio e solidariedade à Maria do Rosário.

      2. Essa sentença não vem de um judiciário que dá ponto sem nó. As chances de muita gente de esquerda ser processada criminalmente por injúria quando chamar, COM RAZÃO, os membros famiglia real de milicianos aumenta enormemente.

      Ainda: não sou advogado, jurista, bacharel de direito, nada disso. Mas sou muito simpático à pauta do abolicionismo penal. E quando vejo um sujeito escroto esfregando no saco uma decisão judicial relacionada a uma agressão anterior que ele havia feito contra uma mulher eu realmente não sei o que pensar. Sério, de um lado eu queria ver esse sujeito se fudendo na merda. De outro, eu sinceramente não sei.

      1. desejar a cadeia pra ele é tentador, pq, talvez, ele realmente mereça ser tirado de circulação, mas não é por aí. cadeia é pra gente violenta e q, de fato, representa um perigo aos demais. pra caras como ele uma multa milionária seria lindo. ia doer de verdade no q ele mais presa. o pedido de desculpas tb seria humilhante pra ele.

        outro dia pegaram um agressor de cachorros e a pena dele foi limpar bosta de cachorro no canil da polícia. não sei se foi uma boa, pq ele pode ter ficado com mais ódio ainda de cachorros, mas foi melhor q cadeia.

        a nossa sociedade precisa de terapeutas e educadores pra gente não ter q pensar sempre em cana como solução.

        1. Mas aí é que tá: comunicação violenta não é também algo que deveria ser punido com prisão?

          1. só se houver tipificação como crime a comunicação violenta. uma injúria (verbal), por exemplo, é. pode até tirar o caráter violento da injúria, pq o q vai pegar mesmo é o dano à pessoa (levando em conta os direitos q ela tem, a dignidade humana etc). qdo digo ‘gente violenta’ me refiro a estupradores, assassinos, agressores físicos (um cara q espanca uma mulher, por exemplo), abusadores de vulneráveis. mas cadeia sem tortura, sem mais violência. a privação da liberdade já é a pena. além disso é vingança, barbárie etc. pior q o q temos é justamente o contrário. basta pensar no presídio de pedrinhas, por exemplo…

          1. taí algo pra ser levado em conta. se houver algum dispositivo legal q possa agravar o caso dele levando isso em conta, seria ótimo q assim o fizessem.

        2. A questão é que ele é um cara que sabe que ele está fazendo coisas erradas, ele sabe e lucra com isso. Ele não fazia essas cenas alguns anos atrás, como você mesmo pontuou, ele começou com isso quando partiu pra carreira solo ainda na Band e estourou no SBT, exatamente pelo alinhamento político do SBT, e hoje lucra horrores com esse personagem conservador que ele tem. Ele tem plena consciência de avaliar que o que ele faz é completamente errado e prejudicial para a sociedade. Acho que ele merece cadeia porque ele tem plena capacidade avaliativa do caso e mesmo assim o faz em busca de lucro.

          1. pior q o q ele fez tem pena de prisão… e, como se sabe, ninguém q comete crimes pensa na pena caso seja pego e condenado. é o casa dele. pra mim aquilo foi um descontrole da parte dele, por justamente achar q ele personagem no qual ele mergulhou (seja ele mesmo ou não) justificaria tudo como ‘liberdade de expressão’. o q ele fez foi o roteiro de uma pessoa q ameça e humilha alguém. difícil um juiz ver algo diferente ali, mas há margem para os fãs, as compras de decisões e a mediocridade e ignorância do juiz. e, certamente, ele tem grana pra bons advogados…

        3. Botando mais um ponto sobre.

          Lá pelo começo desta década tinha meio que ido ao auge estes comediantes. Rafael Bastos tomou umas duas ou três condenações, e então saiu de fino e foi para o USA. (Além de fazer umas pontas por aqui de vez em nunca). Mas ao que noto, o Rafinha é altamente mais ponderado que Gentili.

          Boa parte dos humoristas deste início de década tinham quase ido para a mesma linha, e se não fossem os processinhos, a sensação que tenho é que poderia ficar pior do que é.

    4. Como a questão da condenação já foi discutida a torto e a direito aqui, vou entrar na questão da sentença…

      Velho, esse documento parece um trabalho de escola dos anos 2000! PQP, como que numa área tão cricri e burrocrática como o judiciário não tem um padrão de fontes?

      Superfaturem alguma consultoria de ABNT pra essa gente, pelo amor de Goku!

    5. Muita gente esqueceu de um ponto. A dona Maria é uma tremenda de uma hipócrita.
      Processou o cara porque ele a desrespeitou (uma pessoa que não respeita ninguém que a contrarie) e pediu sua prisão, sendo que ela própria critica o encarceramento desenfreado.
      Acredito que, para manter coerência de suas convicções, ela deveria ter criticado atitude dele, mas não pedido sua prisão. Mas pelo jeito, suas convicções pouco importam, seus eleitores não ligam para suas hipocrisias.

      É a imagem da esquerda brasileira atualmente, contradição e hipocrisia. Dizem uma coisa, e fazem outra.
      Inclusive ontem o Haddad passou a chamar de “bolsa migalha” o que antes era bolsa família e orgulho de seu partido, que teria retirado milhões de pessoas da miséria com sua criação. Tudo isso porque o presidente criou o 13º do bolsa família.

      1. De onde você tirou que ela pediu a prisão? Até onde vi, ela o processou pelo cometimento de um crime, bem documentado e, segundo a sentença, que realmente ocorreu. Inclusive no vídeo que ela publicou depois da sentença ela diz que não lhe cabe falar da pena definida. E é isso, não cabe à vítima determinar a pena, essa é uma atribuição da Justiça. As partes, acusado e vítima, podem discordar e recorrer, como imagino que o Gentilli fará, mas daí é outra história.

        Aliás, não vejo hipocrisia em recorrer à Justiça em casos de crimes contra a honra. Pelo contrário: é muito mais digno fazer isso do que atiçar uma legião de “fãs” em redes sociais para hostilizar desafetos, isso sim uma cretinice sem tamanho.

        1. Acredito que você não tenha conhecimento sobre a área jurídica.
          O juiz nada mais faz do que julgar os pedidos feitos pela parte. Se ele o condenou à pena de prisão foi porque a prisão foi pedida. Simples. Se ele condenou sem haver pedido sua decisão é nula.
          É hipocrisia sim, na medida que ela própria comete crimes contra a honra e se vale da “imunidade parlamentar” para não ser punida e concomitantemente critica a política do encarceramento desenfreado e pede a punição do indivíduo com prisão.

          1. Você tem razão. Pensei na dosimetria da pena e abarquei o pedido. O que falhei em dizer no meu comentário anterior é que a vítima não poderia prever que a juíza negaria a substituição de pena, algo que é bastante comum em crimes do tipo e que surpreendeu muitos juristas — e isso, apenas isso, achei um exagero, um precedente perigoso. O que, de qualquer forma, não anula a necessidade e importância de se processar alguém que faça o que o Gentilli fez. O Estado é mediador de conflitos e como tal deve ser acionado quando alguém se sente prejudicado. No caso da Maria do Rosário, injuriada. Abdicar dele para resolver por outros meios nos aproxima de volta à barbárie, o que muitas vezes me parece ser o intuito de gente da laia do Gentilli.

            Dito isso, não há hipocrisia aí, cara. A crítica que se faz ao encarceramento em massa diz respeito a jogar na cadeia pessoas pobres e desassistidas e que, muitas vezes, cometem pequenos delitos. Danilo Gentilli é a antítese disso tudo, alguém que pode se defender, que sabe o que está fazendo e que faz essas coisas para inflamar seu público, que já é truculento e ignorante por natureza. É muito diferente de uma divergência de ideias. O que ele faz é literalmente criminoso: ninguém chama uma deputada de “puta”, esfrega uma comunicação oficial do Congresso na genitália e manda de volta achando que é uma piada. É grotesco e um desrespeito à mulher — cometido reiteradamente, diga-se — e às instituições.

            Se você não acha que a conduta dele é condenável e, mais ainda, se recusa a enxergar a diferença entre uma política de encarceramento desenfreado e o caso do Gentilli, preferindo esse caminho simplista (e equivocado) de que “a esquerda é contra prisões”, fica difícil…

      2. Ela processou e o juiz concedeu ganho de causa para ela. O Gentili primeiramente rasgou e cagou na intimação e posteriormente atiçou a horda desenfreada de fãs anormais dele nas redes sociais para atacar a deputada. O processo correu a revelia (ato comum do Gentili, porque gera mais dinheiro e audiência ele não se defender e depois jogar pros porcos alguma ação marketeira) e ele foi condenado em primeira instância pelo ato inicial (injúria), pelo ato posterior (cagar na intimação) e pela reincidência dos atos “violentos”. Ele pode recorrer e o processo irá pra segunda instância, se mesmo assim ele for condenado, daí sim ele pode ser preso (tal qual o Lula) e a possibilidade de fiança e/ou soltura via habeas corpus se dará na sentença do juiz. Mesmo assim, ele poderá recorrer e responder em liberdade (provavelmente). Como dito abaixo, não é a vítima que tipifica do crime ou que pede uma sentença, essa é dada em função do entendimento do juiz, da tipificação dada com base no código penal/civil e a sentença é dada levando-se em conta esses fatores. A acusação apenas ajuíza causa com argumentação.

        O Haddad falou que o 13º do BF é uma migalha porque sequer é um BF inteira e não abarca todo mundo (o projeto ainda está em vias de ser implementado, mas, a priori ele seria um aditivo especial para algumas pessoas apenas).

        1. Já respondi o Ghedin acima.
          Esse tipo de processo é chamado de ação penal privada, onde quem processa o autor do crime é a própria vítima.
          Assim, cabe à vítima sim tipificar o delito e fazer os pedidos de condenação. Nesse caso, ela deve ter pedido para ele ser condenado à pena cominada ao delito de injúria, que no caso é de detenção de um a seis meses.
          Com isso, a juíza entendeu que o gentili praticou o delito e condenou à pena, conforme pedido.
          Novamente, pra mim é hipocrisia, na medida que ela critica o encarceramento. Se ela não concorda com isso e a lei previa essa pena, ela nem devia ter processado criminalmente o gentili, mas somente civilmente e pedido indenização.
          É o retrato da esquerda brasileira.

          1. Não sou formado em direito, mas, sempre estudei e fui pesquisador na área de ambiental atuando como assistente, vou falar sobre o que eu sei. Na questão da Maria do Rosário vs. Gentili temos uma questão de foro intimo (ele atacou-a de forma assimétrica). Nesse caso, sempre é uma ação penal privada (quando se trata de foro íntimo). Eu não sei se a ação dela é exclusiva, personalíssima ou subsidiária, então não vou opinar em relação a isso. Contudo, no máximo ela poderia não ter ajuizado causa nenhuma, o que eu vejo como um erro, afinal o Gentili precisa ser punido com a severidade que temos na lei, inclusive é o que el prega; mas uma vez ajuizada ela deve seguir o que está tipificado em lei.

            ~~

            Agora, por favor, me explique porque ela é hipócrita por fazer valer a lei – algo que a direita quer que seja cumprida sem exceção sempre – e porque o retrato da esquerda brasileira é a ação de uma deputada de um partido de centro-esquerda (forçando muito) conciliadora de classes e social democrata?

            Já ouviu falar de PCO? PCB? Seriam exemplos melhores de esquerda partidária.

            Ademais, esquerda “de verdade” (detesto este termo) não está na política partidária por considerar que essa é uma instituição burguesa, assim como as eleições e a própria propriedade privada dos meios de produção. Não faz sentido falar de esquerda tendo o PT como ator principal (ou mesmo o PSOL).

            E eu quero que a Maria do Rosário se ferre absurdamente, a ação parlamentar dela é comparável com a do imbecil do Bolsonaro de tão nula que é.

          2. Maria do Rosário pediu a condenação e não que ele fosse preso, cara… A juíza foi quem determinou a prisão, sendo q poderia ser prisão ou multa. Houve uma justificativa de 42 páginas para a sentença… Especialistas já disseram q a decisão está correta e bem embasada. O resto, como diz o próprio Danilo, é mimimi (q ironia ele se vitimizar desse jeito…). Não há hipocrisia em buscar reparação (especialmente pra algo tão grave qto o q ele fez). Vc tá indo na onda de q a Maria do Rosário ‘defende bandido’, não, cara, ela defende os direitos humanos. Defender o bem estar de prisioneiros é um dever de quem se preocupa com direitos humanos, por exemplo, mas não faz sentido defender q ninguém seja preso (um estuprador, por exemplo, coisa q a Maria do Rosário não faz). O q pega é: a justiça é seletiva e, às vezes, há juízes q não são. Foi o caso, apesar do cara ser branco, homem, rico, famoso… foi condenado por um crime previsto em lei. Se as pessoas acham a lei injusta, é preciso mudá-la. (Vc pode escrever pro deputado Eduardo Bolsonaro, por exemplo, e pedir pra ele fazer um projeto pra mudar essa lei aí.) Mas fica tranquilo, a chance do próximo juiz ser fã dele é grande. Vai dizer q ele é o exemplo maior de homem neste planeta (na galáxia, talvez), q enfrenta o vil politicamente correto, o marxismo cultural, a esquerda, o pt, o lula etc.

    6. Eu queria atacar um outro ponto. Será que a galera vê pessoas do tipo do Gentili como criminosas? Em especial, quando vomitam coisas como “bandido bom é bandido morto?”. E agora, José? Merece ele todo o peso do direito penal do inimigo?

    7. acrescento o seguinte à questão:

      se alguém fizesse isso q o danilo com um familiar desses animados representantes da NOVA ERA a reação seria:

      1. para os mais tranquilos: porrada
      2. para os esquentadinhos: descarrega a arma
      3. para os muito esquentadinhos: descarrega a arma e recarrega pra pegar quem defende ‘liberdade de expressão’

      fora isso, noto um comportamento corporativista na defesa do cara. e, reparem bem, muitos homens saíram em defesa dele.

      quem quiser ver o quão patética é a situação, o danilo esteve no ‘pânico’ (famoso por explorar e humilhar mulheres) para se defender. os comentários ajudam a entender o clima geral da violência contra a mulher sendo respaldada por dita gente séria.

        1. A dita gente séria são os baluartes progressistas (e alguns à direita) defendendo a liberdade de expressão nas redes sociais. No pânico eles levam a sério a exploração da miséria alheia, a humilhação das mulheres, o barraco etc. Uma vez, há muitos anos, escrevi pro líder dessa cambada, reclamando q ele punha pra ler notícias uma faxineira semi-abalfabeta da radio enqto todos riam da dificuldade dela. Ele respondeu (era era pré redes sociais) perguntando se eu era um desocupado por ter tanto tempo de sobra pra escrever reclamando disso (na época não tinha o consagrado termo mi-mi-mi pra ele usar). Pânico é lixo do lixo do lixo…

  9. Dicas para aprender inglês? podcast, apps, links, qualquer coisa.

    atualmente estou fazendo no CNA e usando o duolingo.

    1. Uma dica de algo que me ajudou a melhorar quando estava fazendo aulas é assistir séries que já tenha assistido ou sejam repetitivas em termos de diálogos (tipo Friends) com legendas em inglês ou sem legenda (depende do nível, se já consegue acompanhar totalmente ou não, etc).

      Estou fazendo francês pelo Babbel (Paguei R$ 80 para acessar por um ano) e gostei mais que o Duolingo, mas não conheço o curso de inglês deles e não sei se vale a pena pagar considerando que já está investindo em um curso…

      1. todo mundo tem falado do babbel, acho que vou assinar, mas no momento a anuidade está mais de 200 reais pra mim, ficando inviável, vou esperar aparecer algum desconto.

    2. will, se vc está no cna e usando um app e ainda assim precisa de dicas… eu acho q o cna e o duolingo podem ser eliminados da equação. um intercâmbio ou vc sentar quieto numa cadeira pegando um bom livro de gramática e desligando o wifi podem ser mais úteis.

      1. no caso é para me imergir ainda mais no inglês, CNA vou somente duas vezes por semana, duolingo é bom, mas quero dar uma variada.

        intercâmbio ainda não tenho dinheiro, então está fora do meu alcance por um tempo.

        1. Escreva em inglês.

          Para você adquirir fluência mínima em uma língua estrangeira depois do 4 anos de idade você precisa dominar 3 eixos: escrita, fala, escuta (são os 3 eixos avaliados no TOEFL, por exemplo).

          Se você consegue entender um texto e entender um podcast ou jornal, você tem um domínio mínimo dos dois primeiros eixos, lhe falta apenas o mais casca grossa de todos.

          Pegue um assunto que você goste e escreva um texto em inglês; Eu tive que fazer uns 50 ensaios na faculdade de Letras para me formar tradutor, foi depois desses ensaios e de umas 100 traduções que eu percebi que eu entendia uns 80% de tudo o que era falado na TV mesmo sem olhar as legendas. Aos poucos – e graças a uma namorada americana – eu percebi que eu também falava sem dificuldades (“sotaque” todo mundo vai ter, desencane com isso, brasileiro tem uma ideia errada de que ter sotaque é ruim).

          Intercâmbio é ótimo, mas não é nem de longe obrigatório, até porque ele normalmente te colocará em contato com uma variante de uma comunidade de fala do inglês (ou de qualquer língua). Você consegue fluência apenas estudando no Brasil, escrevendo em inglês e praticando quando puder.

          Uma dica que eu te dou é tentar algum trabalho voluntário pra interprete. Eu fui 3x interprete no FISL, por exemplo. Isso sim te aguça os sentidos para a L2.

          1. Boa dica também, eu tenho maior preguiça de escrever, mas invariavelmente é o que força mais o cérebro a trabalhar.

    3. Dica de quem tá tentando aprender francês: escute muita coisa em inglês. Muita mesmo, todo dia, e vai acompanhando com a parte escrita. Ajuda muito a treinar o cérebro.
      Tente associar o inglês com algo que gosta: séries, desenhos, quadrinhos, notícias. Eu estou tentando ler tudo que gosto em francês. É um saco, demora, mas você vai sentir o progresso.
      Fora isso, use apps como duolingo e memrise principalmente para o vocabulário.

    4. Acho que o grande problema não é o material que você vai pegar para estudar e sim somente uma coisa, DISCIPLINA, dominou isso o céu é o limite rsrs.

      Até porque se você procurar vai encontrar muitos métodos bons, porém boa parte diz para estudar todo dia pelo menos uns 15, 30 minutos.

      O Babbel basta você criar uma conta no site/app e esperar que vem por e-mail bons desconto como o preço que a Julia pagou no comentário abaixo.

      Quando você se tornar uma pessoa bem disciplinada me ensina por favor hehe.

      Bons estudos!

  10. Alguém tá assistindo o OUR PLANET no Netflix? Vi 3 episódios, e a vibe é “bem diferente” dos documentários de natureza que é só imagem bonita.

    Ele tem me deixado BEM pra baixo, porque é muito uma vibe: “olha só esses animais que existiam antes de todos serem extintos por conta de vocês seus lixos”.

    1. estou vendo. é o típico discurso da wwf, pouco confiável a meu ver. repara q eles estão super preocupados com a preservação da espécie humana etc. nós estamos caminhando para o abismo por conta própria e levando os animais (e todas as outras espécies) junto. recomendo fortemente um documentário q vi ontem: ‘safári’. tem q alugar no youtube ou gooogle play films. ali vc vê q o discurso da wwf é insuficiente por várias questões.

      as imagens são ótimas, mas o discurso é ordinário. lembra os documentários q eu via na tv cultura qdo era criança… e q, pelo visto, só eu assisti.

      1. Interessante as respostas com dicas #tech

        Vou experimentar algumas

Os comentários deste post foram fechados.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!