Pessoa de sexo não identificado, com cabelo roxo e pele azul, segurando uma xícara de café com vários ícones em alusão ao Manual do Usuário na fumaça e um celular na outra mão. Embaixo, o texto: “Apoie o Manual pelo preço de um cafezinho”.

Qual o problema em comprar na Amazon?

Um leitor perguntou porque o Manual do Usuário dissuade seus leitores de comprarem na Amazon. Ótima pergunta para este Prime Day, a “Black Friday” exclusiva da Amazon.

Em resumo, é porque a Amazon é uma empresa monopolista que usa de táticas questionáveis e desleais para vender mais barato. Há algum tempo atrás, a Editora Elefante publicou um relato ilustrativo do poder de destruição da empresa de Jeff Bezos.

Nos Estados Unidos, seu país de origem, a Amazon está sendo investigada por monopólio em Washington D.C. Segundo o procurador-geral responsável pela denúncia, Karl Racine, a Amazon abusa do seu poder para elevar os preços em todo o mercado, impedindo fornecedores e rivais de cobrarem menos, e instrumentaliza o Prime para parecer que é (e ser!) mais barata que outras varejistas online. “O Prime, em outras palavras, é basicamente um esquema de lavagem de dinheiro”, diz Matt Stoller em sua didática explicação do caso.

Por fim, mas não menos importante, a Amazon fez a pessoa mais rica do planeta. Neste momento, segundo a revista Forbes, a fortuna de Jeff Bezos é avaliada em US$ 200,5 bilhões, ou pouco mais de R$ 1 trilhão. Não há justificativa no universo para tamanha concentração de riqueza e sobram motivos para contestar esse desvirtuamento e os efeitos nefastos que ele causa ao restante da humanidade.

Regra geral, sou contra bilionários e seus negócios. Nem sempre dá para escapar do que eles oferecem, como os descontos do Prime Day. Tudo bem se quiser aproveitá-los — não se culpe por isso, estamos em crise, o dinheiro está curto e há problemas mais imediatos que boicotar uma big tech. Por outro lado, sempre que for possível, dê preferência a negócios locais, pequenos e independentes. É isso o que defendemos aqui.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Dúvidas? Consulte a documentação dos comentários.

18 comentários

  1. “Amazon é uma empresa monopolista que usa de táticas questionáveis e desleais para vender mais barato. ” – sim, verdade, assim como muitos dos concorrentes. os que não são são assim, muitas vezes é por falta de competência e não por falta de vontade

    “– Produtos com frete grátis pareciam ter um valor mais inchado que nos outros e-commerce.” na boa, depende do produto, basta pesquisar. fora q o frete já tá embutido.

    “– Comprava muito mais. O gatilho de oportunidade sempre soava pra mim e quando via algo que queria, acabava comprando por impulso, pelo frete grátis.” – bom, isso é culpa sua e não da empresa

    “– Catálogo do Prime Video é bem inferior ao das outras plataformas, pelo meu gosto. Era difícil encontrar algo que me interessasse (exceção de algumas sitcoms antigas e de Downton Abbey).” – verdade, mas pelo preço do prime, pra mim compensa e sai quase de graça

    abs

    1. sim, verdade, assim como muitos dos concorrentes. os que não são são assim, muitas vezes é por falta de competência e não por falta de vontade

      Por definição não é possível que “outros concorrentes” ajam da mesma forma e obtenham os mesmos resultados de uma empresa monopolista. Se sim, formariam um oligopólio — que existe em outras frentes em que a Amazon atua, mas não no varejo online. Um setor monopolizado tampouco significa que não existam outras empresas, mas sim que elas não conseguem competir/desafiar a maior delas. É exatamente o que acontece com a Amazon.

      na boa, depende do produto, basta pesquisar. fora q o frete já tá embutido.

      Sugiro que leia o texto linkado no post. Você pode pesquisar, mas a Amazon controla o menor preço possível. Talvez isso ainda não aconteça no Brasil; se for o caso, não é por falta de interesse da Amazon.

      bom, isso é culpa sua e não da empresa

      As empresas têm mais poder que os consumidores e pode abusar desse poder. É por isso que existem leis de defesa do consumidor. Jogar o fardo de lidar com empresas que jogam sujo exclusivamente em cima do consumidor é injusto.

      1. obrigado pela explicação , meus conhecimento de economia ainda são ridículos

        acredito que todos os problemas que vc relata sobre a Amazon são reais.
        por outro lado, a amazon é eficiente demais em gerar lucro e forte demais para ser derrubada.

        se algo a derrubasse, outro se levantaria e a copiaria tal modelo no dia seguinte.

        assim como o tráfico de pessoas, o tráfico de drogas e outras mazelas históricas, creio q o modelo dela veio pra ficar

          1. não quero dizer que se deva desistir, é uma decisão pessoal , sabe?

            por outro lado, leis foram feitas para não serem cumpridas pelos poderosos

            como sou fraco, cumpro o máximo de leis possíveis; mas duvido muito do conceito de “igualdade perante a lei”, e olha que sou da área jurídica

  2. Onda há concentração de renda, há alguém sendo explorado. E a amazon faz disso um gigantesco negócio, estão monopolizando as vendas.

    Onde trabalho usavam a AWS, mas devido a RGPD estão alterando para on perm ou outros datacenters.

    Informação vale mais que petroleo

  3. Eu fui assinante do Prime por alguns meses muito pela oferta de vídeos por streaming do Prime Video e também pelo frete grátis.

    O que percebi:
    – Produtos com frete grátis pareciam ter um valor mais inchado que nos outros e-commerce. Tinha a sensação, quase sempre, de que o valor do frete tava embutido no preço do produto.
    – Comprava muito mais. O gatilho de oportunidade sempre soava pra mim e quando via algo que queria, acabava comprando por impulso, pelo frete grátis.
    – Catálogo do Prime Video é bem inferior ao das outras plataformas, pelo meu gosto. Era difícil encontrar algo que me interessasse (exceção de algumas sitcoms antigas e de Downton Abbey).

    Cancelei sem dó e não sinto falta. Hoje pesquiso com calma e faço menos compras por impulso.

    1. Toda plataforma de e-comemrce, seja Mercado Livre, Amazon, B2W, etc; eles realmente fazem esta de embutir o valor quando se põe “frete grátis”. Isso é bem notório também nos asiáticos como Ali Express e Shopee.

      1. mesmo assim, ainda consigo comprar certos itens com um preço menor que no comércio do meu bairro

        a análise tem q ser caso a caso

        ainda existem itens q vc só encontra pela internet e dificilmente eu teria segurança de comprar um item que custa milhares de reais de fornecedor pouco conhecido se não fosse a segurança oferecida pelo ML

  4. Boa argumentação. Pegando o embalo, o Manual seria um ótimo lugar pra ler um artigo sobre o fim do espírito de rede na internet, por conta da ação das big techs tipo Amazon, Google, Facebook e colegas. Fica a sugestão.

    1. Tenho nostalgia da Internet de 2003-2005, quando as pessoas tinham seus blogs e se frequentavam. Comentar nos blogs era uma forma de se apresentar e formar minicomunidades de apoio mútuo. Isso se perdeu completamente. Eu tento continuar em 2003.

      1. Eu ia responder ao amigo que comentou (obrigado pelo link), mas não está aqui, embora eu tenha recebido por e-mail. Com essa, I rest my case.

Compre dos parceiros do Manual:

Manual do Usuário