Anúncio NordVPN, a VPN mais rápida do mercado, com 68% de desconto

Google tem acesso às conversas dos usuários no WhatsApp?

Na ação antitruste dos dez estados contra o Google, um trecho faz referência ao WhatsApp. Lê-se nele: “O Google também violou a privacidade dos usuários de outras maneiras flagrantes quando era conveniente ao Google. Por exemplo, logo após o Facebook adquirir o WhatsApp, em 2015, o Facebook assinou um acordo exclusivo com o Google, garantindo ao Google acesso a milhões de mensagens de WhatsApp criptografadas, fotos, vídeos e áudios de norte-americanos.”

O parágrafo contém várias partes omitidas, o que dificulta entender os detalhes. Uma hipótese é que esse acordo se refira ao backup de mensagens do WhatsApp em celulares Android, feito no Google Drive e que, ao contrário das mensagens que ficam nos aparelhos, não é criptografado de ponta a ponta. (O mesmo problema ocorre no iOS/iCloud.) Se o Google realmente estiver bisbilhotando backups do WhatsApp para extrair informações de consumo dos usuários Android, temos um grande escândalo aqui.

A ação pode ser lida neste link (em inglês).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

11 comentários

  1. Eu não acho que o Google vai extrair para “analisar consumo” – soa-me disfarce.

    Tá mais para investigar “personas non gratas” mesmo.

  2. os backups locais tem criptografia?

    pq uso um ferramenta pra fazer backup pro dropbox,não passando pelo google.

    1. Salvo engano não. Ou melhor, posso estar errado, mas se tiver criptografia, a chave é um arquivo anexo ao whats.

    2. Faz tempo que não uso WhatsApp, mas se não me falha a memória, os backups terminam com .crypt12, que é o sistema de criptografia propietária deles.

      1. é isso msm Gabriel.

        aliás, é muito mais fácil (aparentemente) copiar o arquivo direto pro gdrive, mas o facebook se empenhou pra descriptar oa rquivo pra poder copiar pra nuvem do google, muito estranho msm

        1. Basta não usar. É que hoje muitos usam por comodidade – e também porque de fato “é de graça” – ignorando o fato que tem que pagar ao menos para ter o número do celular.

          As vezes penso em fazer isso também, mas de fato como em família o Whats ajuda, então não tem outro jeito.

          1. O segundo parágrafo do seu comentário contradiz o primeiro. “Basta não usar”, em muitos casos, não é uma opção.

            @ Gustavo

            Um bom primeiro passo é priorizar outros aplicativos. Ter o Telegram e/ou o Signal instalado e usá-los sempre que possível. Pouca gente os usam, mas é assim, aos poucos, que essa maré irá virar.

          2. @Ligeiro,

            Essa parte do “basta não usar” é a mais difícil, já que até centrais de atendimento de empresas (da minha faculdade, por exemplo) só querem atender por esse método… as pessoas deixam de ligar e resolver problemas se não tiverem o maldito *****app instalado.

            @Ghedin,

            Acho que aqui no site tem uma quantidade de níveis de resposta né? Não consigo te responder diretamente no seu comentário.

            Nenhum dos meus contatos migraria para o Signal, mas alguns tem o Telegram (uns 2 ou 3…). Queria usar o iMessage, mas esse aí é ainda mais flopado que o Signal 😂

          3. @ Gustavo

            Isso, tem quatro níveis. Uma coisa que fez eu incorporar o Signal à minha rotina foi convencer familiares próximos a instalarem ele. São pessoas com quem falo com frequência, então mesmo que ninguém mais use o Signal, por causa de uns poucos “convertidos” eu consigo usá-lo diariamente.

            Acho uma boa estratégia, meio “corrente do bem”. Se cada um convencer uma ou duas pessoas a usarem o Signal, a base crescerá bem.

  3. Esse parágrafo pode ter sido escrito tanto por uma equipe de profissionais da área que entende do assunto e fizeram uma análise bastante pragmática dos sistemas de backup do Google quanto por um político absolutamente ignorante a respeito da tecnologia… É bem difícil tirar alguma conclusão agora, mas precisamos ficar de olho no desenrolar dessa ação!

O site recebe uma comissão quando você clica nos links abaixo antes de fazer suas compras. Você não paga nada a mais por isso.

Nossas indicações literárias »

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!