Globoplay cresce 68%, bate recorde e pode faturar R$ 1 bilhão no ano

A Globo não divulga o número absoluto de assinantes nem do faturamento do Globoplay, mas alguns dados financeiros relativos sinalizam uma operação robusta. Segundo o colunista Guilherme Ravache, do Uol, um relatório financeiro divulgado a investidores da Globo informou que o serviço de streaming da casa cresceu sua base de assinantes em 42% no segundo trimestre, bateu recorde de faturamento no período e — aqui é conjectura/matemática do Guilherme — pode se tornar um negócio de R$ 1 bilhão anual já em 2021.

Nem tudo são flores, porém. A ausência do Big Brother Brasil no segundo semestre pode desacelerar as novas assinaturas e aumentar o churning. Além disso, a aquisição dos direitos de produções é cara, mas uma necessidade para fazer frente à concorrência, que, por sua vez, está maior e mais acirrada. Nos últimos meses, dois pesos-pesados chegaram ao Brasil: Star+ (da Disney) e HBO Max. Via Uol Splash.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 comentários

  1. O Star+ ainda precisa resolver muitos problemas consigo mesmo pra começar a assustar a concorrência. Lançado como um produto cobaia na América Latina tem todos os tons de abandono que um produto criado pra esse mercado sempre teve: Dispositivos deixados de fora, irritando antigos clientes roubando a programação que era do WatchESPN…

    A boa notícia pra eles é que não são tão ruins quanto Paramount+ hahaha

    1. Eu assinei a HBO Max por um tempo e também tive a impressão que eles não estão nem aí para a América Latina.

O site recebe uma comissão quando você clica nos links abaixo antes de fazer suas compras. Você não paga nada a mais por isso.

Nossas indicações literárias »

Manual do Usuário