NET demite atendente que assediou cliente e cria canal de denúncias


29/5/15 às 17h08

Complementando a nota de esclarecimento publicada anteontem, a NET divulgou uma outra informando que o atendente que assediou via WhatsApp a jornalista Ana Prado foi desligado da empresa e que uma ação criminal foi instaurada.

A empresa também anunciou, na nota publicada no Facebook, a criação de um “canal exclusivo para comunicação de eventuais desvios de conduta dos nossos colaboradores,” pelo email conduta.net@net.com.br.

O caso serviu para outras pessoas, também assediadas por atendentes da NET e de outras operadoras de telefonia e TV por assinatura, se manifestarem. A BBC ouviu e contou as histórias de uma dezena delas, e deu dicas sobre como proceder em casos do tipo. Resumidamente: preservar as provas, bloquear o contato, denunciar à empresa responsável e lavrar um boletim de ocorrência. Para mais detalhes, leia a reportagem na íntegra.

Assine o Manual do Usuário

Ao acessar este blog, você não é rastreado ou monitorado por empresas como Google, Facebook e outras de publicidade digital. A sua privacidade é preservada. O Manual do Usuário tenta viabilizar-se por métodos alternativos e éticos. O principal é o financiamento coletivo. Colabore — custa a partir de R$ 9 por mês:

Assine no Catarse

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 comentários

  1. A produção de conteúdo deste site continua sendo feita só por uma pessoa ou há utilização de mão de obra escrava ou do meu cachorro neste recinto?

    Conteúdo quase que em real time, inteligente e bem mastigado. Dá até peso na consciência não assinar :/

    *e nem a vó.

    1. Ainda sou só eu, haha! A universidade está em greve, então estou com mais tempo para dedicar ao site :) Estou fazendo algumas mudanças na linha editorial e que, se tudo der certo, refletirão no visual do site neste fim de semana. Quando estiver tudo certinho, explicarei melhor num post. AGUARDE.