O conteúdo da mochila do Vagner "Ligeiro" Abreu.

O que tem na mochila de Vagner “Ligeiro” Abreu


29/3/19 às 8h20

Foto do Vagner Abreu. Vagner Alexandre “Ligeiro” Abreu é um prático em informática que vive se questionando se está na área certa e se não está cobrando barato demais. Lida com PCs desde os 16 anos (e enche o saco na internet desde os 18), mas “profissionalmente” está desde os 25 na área de “troubleshooting”. Apesar de não gostar de São Paulo, curte a facilidade de poder pegar o trem ou ônibus e ir a qualquer lugar. Pergunte nos comentários as redes sociais em que ele está.


  1. Mochila Case Logic VNB-217-BLACK. Comprei em um brechó por um preço baratinho porque tava com problema na alça (e ainda continua com isso). Faz mais de três anos que o uso e já penso em trocá-la, dado os sinais de cansaço.
  2. Saraiva LEV com luz (1ª geração). Quem vê lá eu dando pitacos no post livre, viu que contei um pouco de como vivo com ele. Comprei em uma ponta de estoque. Por enquanto vai ficar na mochila, já que planejo uma hora tomar coragem e jogar alguns guias e manuais para me auxiliar no trabalho.
  3. Fones de ouvido Lyco LC Pro 110. Adquiri recentemente e até que é um fone de ouvido ok. O ruim é que, como qualquer fone de ouvido simples e barato, o fio é sensível a dobras nas pontas. Preciso refazer a ponta do plug.
  4. DVDs. Instaladores para ocasiões. (Se bem que devem estar riscados os mesmos de tanto ficarem sacudindo livremente na mochila.)
  5. Monopé. O popular “pau de selfie”. Comprei em uma ponta de estoque no bairro do Brás, em São Paulo. Sinceramente, tenho ele na mochila pois parece uma tonfa e não vou negar que já usei ele para assustar um ou outro. E não, não sou a favor do porte de armas, mas infelizmente dado os lugares que passo, é uma forma de me proteger, por assim dizer. (Mas dá para tirar foto com eles, como qualquer monopé. E às vezes o uso com uma câmera que tenho ou o celular.)
  6. Bolsa de apoio com ferramentas. Teste de fonte, placa-mãe, “linha viva”, chaves, alicates, tesouras, pasta térmica, pincel… sim, conserto computadores. Sou “consertador”, sim senhor! A bolsinha comprei também em brechó. As ferramentas fui comprando aos poucos.
  7. Óculos de Sol. Um primo meu que me deu e uso de vez em quando. Comecei há um tempinho a usá-lo, dado que parece que a cada dia que passa, a sensibilidade dos olhos fica maior.
  8. Bolsa D-Link. Comprei também em brechó, provavelmente oriundo de um kit para roteador portátil. Virou minha bolsa para armazenamento portátil.
  9. HD Portátil (em case) e pen drives. Programas de diagnóstico simples e instaladores para situações necessárias.
  10. Teste de cabo de rede e USB e alicate de crimpagem. Também faço reparos (simples) em redes.
  11. Carregador portátil. Sendo cara de pau, é um carregador “10 mil mAh” “Pineng” (cof cof) que comprei na 25 de Março (cof cof) por uns R$ 20–30. Até que ajuda. E tem uma lanterninha. Os cabos USB compro sempre à parte, procurando comprar em promoções ou brechó (por incrível que pareça, alguns doam cabos para brechós em bom estado e aí dá para comprar um cabo de carregador de boa qualidade por um precinho camarada). Cabos da 25 de Março (ou “Galeria Pagé”)… bem, tenho meus altos e baixos com isso. Já comprei cabos de R$ 5 que não duraram nada e cabos de R$ 2 que duraram um pouco.
  12. Moto E (1ª geração). Peguei no começo do ano. Ter 4 GB de memória com 2 GB livre é um perrengue, a ponto de eu ter que recorrer a firmwares alternativos que sejam mais leves para poder aproveitar o espaço e instalar apps. Está com o bootloader desbloqueado e um firmware que apenas teve apps retirados.
  13. LG Nexus 4. Comprei no dia que bati esta foto em uma loja que trabalha com produtos recuperados de lojas. Vai substituir o Moto E. Só agora caiu a ficha que a desvantagem dele é que não tem entrada para cartão microSD, mas tem 16 GB de memória, o que já alivia um pouco em relação ao Moto E.
O conteúdo da mochila do Vagner "Ligeiro" Abreu.
Clique para ampliar.

Nota do editor: "Na mochila" é uma seção semanal do Manual do Usuário que apresenta o interior das bolsas e mochilas de leitores, profissionais e amigos. Veja as outras mochilas já publicadas e mande a sua — a continuidade da seção depende de você.

Este post contém links comissionados de lojas parceiras do Manual do Usuário. Caso faça uma compra a partir de um deles, o blog receberá uma pequena comissão — que não afeta o valor final pago por você.

Assine o Manual do Usuário

Ao acessar este blog, você não é rastreado ou monitorado por empresas como Google, Facebook e outras de publicidade digital. A sua privacidade é preservada. O Manual do Usuário tenta viabilizar-se por métodos alternativos e éticos. O principal é o financiamento coletivo. Colabore — custa a partir de R$ 9 por mês:

Assine no Catarse