VW Fox 2016 tem Apple CarPlay e Android Auto como opcionais no Brasil

Achava que demoraria mais para ver Android Auto e Apple Car no mercado brasileiro, e que quando eles chegassem, seriam restritos inicialmente ao segmento de luxo e só depois chegariam nos (ditos) populares. Afinal, o primeiro carro com suporte ao Android Auto nos EUA, o Hyundai Sonata, saiu há poucos dias. Mas, não, e graças à Volkswagen.

A central (opcional) do recém-anunciado Fox 2016 suporta três sistemas — além dos do Google e Apple, também o MirrorLink, um padrão criado para o uso de smartphones na central de infoentretenimento dos carros. O Android Auto, sabe-se lá por que, só passará a funcionar aqui no segundo semestre.

Só que a brincadeira não será barata. O Fox 1.0 de entrada custa R$ 42.890, com ar condicionado de série, mas sem a central multimídia que conversa com smartphones. Ela é vendida à parte:

As centrais são oferecidas como opcionais a partir da versão Trendline. A opção sem navegação e comandos de voz sai por R$ 2.150, e com navegação, R$ 2,9 mil. Os modelos estarão nas lojas na próxima semana.

Em resumo, você precisa de no mínimo R$ 45 mil para usar o sistema do seu celular num carro. Um carro 1.0, mas com ar condicionado. A título (mais ou menos) comparativo, o Sonata, que vem com Android Auto, começa em US$ 21.150 nos EUA.

Apple Car, Android Auto ou MirrorLink, você escolhe.

Apple Car no Fox 2016.

MirrorLink no Fox 2016.

Acompanhe

  • Telegram
  • Twitter
  • Newsletter
  • Feed RSS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 comentários

  1. Existem as centrais multimídias com o AppRadio da Pionner que fazem algo *parecido* ao mirror link, e estão por menos de 1500….

    Mas ainda assim é uma boa atitude! Algo que sempre comento em sites de carros: As fabricantes não manjam nada de interfaces! Deixem isso com Google e Apple que eles entendem melhor disso.

      1. Não manjam nada, é muito comum ver carros de luxo com uma central mixuruca, ou algo parecido com um tablet multilaser. Li uma matéria mostrando as centrais nos carros de luxo, pena que não lembro onde foi.

        1. Cara, troquei de carro a coisa de hum mês, e o sistema de bordo é bem prático, não é nada de outro mundo mas funciona sem nenhum problema até agora.

  2. Com o smartphone fazendo praticamente todo o serviço, além dos pacotes de dados risíveis que nós temos, se a central não tiver pelo menos o gps integrado, vai ser sofrível usar isso no Brasil.

      1. Um dos editores lá do 9to5 Mac/Google fez um review e ele disse que o smartphone parecia que ia derreter de tanto recurso que estava sendo utilizado e mesmo conectado ao carro, o carregamento não dava conta do gasto do aparelho.
        Como qualquer recentemente lançada, precisa e vai melhorar.

      2. Um dos editores lá do 9to5 Mac/Google fez um review e ele disse que o smartphone parecia que ia derreter de tanto recurso que estava sendo utilizado e mesmo conectado ao carro, o carregamento não dava conta do gasto do aparelho.
        Como qualquer recentemente lançada, precisa e vai melhorar.

        1. Ai é questão da porta USB, se fosse uma 3.1 daria conta do carregamento, se o celular tivesse suporte.

  3. É difícil justificar esse preço, do carro em si, com ele sendo produzido em terras tupiniquins. Querem cobrar muito por nada, ele está muito mais caro que a concorrência e esse “adicional” não vale o investimento. O mesmo vale para o Gol ninguém consegue explicar o preço tão elevado e como ainda é tão vendido.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!