Fundo azul, com uma chamada para um PlayStation 5 no centro. À esquerda, a frase “Ofertas de verdade, lojas seguras e os melhores preços da internet.” À direita, “Baixe o app do Promobit”.

Quem não tem Pi-Hole, vai com AdGuard ou NextDNS

O Pi-Hole, de que falei neste vídeo, é um sistema robusto, gratuito e completo para proteger seus dispositivos (celulares, computadores, tablets, TVs etc.) contra rastreadores e publicidade invasiva. O problema é que ele demanda um computador inteiro à parte, que precisa ficar ligado o tempo todo, para funcionar.

Se você não tem um ou não quer lidar com a complexidade do Pi-Hole, soluções como AdGuard e NextDNS são alternativas excelentes e mais fáceis de usar.

Ambos podem ser encarados como “Pi-Holes na nuvem” (apesar de não terem qualquer ligação com o Pi-Hole). Em vez de um computador na sua casa fazendo a filtragem dos rastreadores e anúncios invasivos, os servidores desses serviços fazem o trabalho.

É possível instalá-los de diversas formas. A mais fácil e tranquila é instalando seus respectivos aplicativos em cada dispositivo que você tiver — computadores, tablets, celulares. Existem outros métodos disponíveis, mais técnicos, como configurar os servidores DNS direto no sistema.

Muitas das opções que o Pi-Hole oferece estão disponíveis no AdGuard e NextDNS também. É possível excluir ou incluir domínios do bloqueio, monitorar estatísticas e, no caso do NextDNS, instalar listas extras.

Um fator que pode ajudar a decidir entre um e outro é o modelo de cobrança. O AdGuard cobra por dispositivos cobertos — até três na licença individual (~R$ 5/mês) e nove na familiar (~R$ 11/mês).

O NextDNS cobra por “queries”, ou requisições feitas pelo dispositivo à internet. Até 300 mil/mês, o uso é gratuito. Mesmo no plano gratuito, o serviço aceita dispositivos ilimitados.

A vantagem de bloqueadores como AdGuard, NextDNS e Pi-Hole é que eles alcança todo o sistema — as extensões de navegadores, como a uBlock Origin, atuam apenas no navegador em que estão instaladas.

Ao usar um desses três, seus dispositivos passam a bloquear rastreadores e anúncios invasivos em aplicativos e outros lugares além do navegador.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Dúvidas? Consulte a documentação dos comentários.

4 comentários

  1. Tô testando o MyDNS desde a recomendação do Manual do Usuário e é meio assustador ter acesso as estatísticas e saber quanto o nosso provedor de DNS sabe sobre nossas vidas. E pensar que usei o do Google por um tempão. Hahahaha

    Acho que tentarei a solução do Pi-Hole muito em breve para guardar essas coisas para mim mesmo.

  2. A vantagem de usar o pi-hole, é que tem como bloquear aparelhos que não da pra colocar dns manualmente, como uma lâmpada inteligente e consegue cercar todos os aparelhos, para impedir de conseguir burlar se usasse só dns, mas é mais difícil, por exemplo, de usar fora de casa.

Compre dos parceiros do Manual:

Manual do Usuário