Achados e perdidos #17

Todo sábado, pego uns links que acumulei ao longo da semana e que, embora curiosos e/ou interessantes, não renderam nem notinhas, e os publico num compilado que chamo de “achados e perdidos”. É um conteúdo mais leve, curto, quase lúdico — a cara do fim de semana.

***

— Como seria um macOS da Microsoft? O estudante de Medicina e youtuber nas horas vagas Kamer Kaan Avdan botou a mão na massa e criou este conceito. Fora as piadinhas maldosas do vídeo, achei… até bonito!?

— A Ford registrou a patente de uma tecnologia que identifica anúncios em outdoors na estrada e os joga para o painel do carro (em inglês). O que poderia dar errado?

— A Sharp anunciou um celular que tem uma câmera com sensor enorme, de 1 polegada. O Aquos R6 (em inglês) sai em junho no Japão, ainda sem preço definido.

— O ciclo se fechou: na Letônia, um coletivo de arte urbana vai lançar uma exposição de NFTs físicos (em inglês). Ou, posto de outra forma, uma exposição de arte urbana convencional.

— Por falar em NFT, o artista francês Yves Klein meio que inventou o conceito muito antes (nos anos 1960) dos criptobros de 2021 (em inglês).

— Esta é para quem viu O gambito da rainha: 10 posições no xadrez compreensíveis para humanos e difíceis para robôs (em inglês). (Acho que seria mais preciso dizer “compreensíveis para alguns humanos”.)

— Uma startup chamada Flawless está usando deepfakes na dublagem de filmes. Com a tecnologia, a sincronia entre as bocas dos atores e a dublagem fica mais natural — mas, ao contrário do que o nome da empresa sugere, ainda não é livre de falhas.

— Um hobbista está criando tours guiados do planeta inteiro dentro do jogo/simulador Flight Simuator (em inglês), da Microsoft. Já são +8 mil pontos de interesse catalogados. É preciso ter o jogo para usufruir.

— Jamais faça uma ressonância magnética da barriga de uma grávida. Os bebês saem na foto parecendo pequenos demônios.

— O Google tirou a poeira de umas TVs 3D que estavam no almoxarifado, jogou algoritmos em cima delas e apresentou o Project Starline, um sistema de videoconferência ultrarrealista (mas que ainda está longe de virar produto comercial).

— Dica de segurança: instale um idioma russo ou de algum país das redondezas no Windows para evitar que várias cepas de vírus ataquem seu computador (em inglês).

— Um e-book curtinho e direto ao ponto com 50 dicas para melhorar interfaces de usuário (em inglês, PDF).

— Um novo serviço de blog simples & minimalista.

Um buscador que só retorna sites amadores, feitos na mão, como aqueles da web dos anos 1990.

— Um app gratuito que extrai textos de imagens (OCR). Para macOS.

— Um compilado de vídeo cassetadas de pessoas usando óculos de realidade virtual.

— Costumo comentar o vídeo da semana do Manual na newsletter de quinta, mas como esqueci de citá-lo na última, vai aqui mesmo: prós, contras e usos legais para o Telegram.

— Debates legais que estão rolando no post livre desta semana:
– Quantos serviços por assinatura você assina?
– Mais sugestões de novos animes/mangás.
– Sugestões de e-mails alternativos ao Gmail.
– E quando o autor de uma obra em andamento falece?

— No Guia Prático desta semana (ouça!), eu indiquei a série animada Love, Death & Robots [Netflix], e a Jacque, o livro de quadrinhos Ninguém vira adulto de verdade [Amazon, Americanas, Magalu, editora]1, da Sarah Andersen. Confira a nossa lista de indicações de livros.

  1. Ao comprar por estes links, o Manual do Usuário recebe uma pequena comissão das lojas. O preço final para você não muda.

Este post saiu primeiro na newsletter do site. Cadastre-se gratuitamente para receber os próximos direto no seu e-mail.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 comentários

  1. Gostei do OCR. Simples e direto. E pra facilitar mais ainda, depois de instalado como sugerido (em /usr/local/bin), abra o Editor de Scripts, e crie a linha:

    do shell script “/usr/local/bin/ocr”

    Depois salve como um aplicativo. Depois basta dois cliques (ou um, se adicionar ao Dock) para invocar o comando e já ter o cursor transformado em cruzinha para capturar o pedaço da imagem.

  2. Cara… me junto ao coro do que gostaram do PDF das 50 dicas para interfacede usuário. Muito bom! Haviam muitas coisas ali que são óbvias, mas outras nunca havia me atentado. Valeu!

    1. Engraçado que vi o vídeo e a cara final do negócio me lembrou do Deepin.

      Quanto à cara do Finder, já viu o ícone com o macOS atribui a um host SMB genérico? Basicamente um monitor CRT bege com a imagem da tela azul da morte!

  3. Meu site (ciência completa) já está neste buscador. Acho que o manual do usuário também poderia estar, não é difícil submeter o site para que eles o incorporem. O termo que já vi é que ele é voltado na verdade para sites no estilo clássico.

  4. “se a microsoft tivesse projetado o OSX…” errr…

    perae, acho que já temos algo assim. Era o Windows 3.1, não?

O site recebe uma comissão quando você clica nos links abaixo antes de fazer suas compras. Você não paga nada a mais por isso.

Nossas indicações literárias »

Manual do Usuário