A nova versão do Yo está ainda melhor (Ou: agora ele faz mais coisas além de mandar “yo”)

Novas telas do Yo.

O Yo pegou a todos de surpresa: um app que só serve para mandar um “yo,” na forma de notificação, para um contato por vez. Genial! E com um investimento inicial de US$ 1 milhão!? É o futuro!!!! Hoje saiu a versão 2.0 do Yo, com novos recursos que o deixam ainda mais útil. Estamos vendo o nascimento do próximo Facebook, só falta saber quando será o IPO. Ou seria um… IPYO?

O Yo 2.0 teve a interface toda redesenhada. Não é muito diferente da do antigo; a principal mudança é que ela usa gestos para expandir as funcionalidades do app.

Ao entrar, você tem a lista principal de contatos. Arrastando a tela da direita para a esquerda, a mesma lista aparece com a câmera aberta ao fundo — é o jeito de mandar fotos pelo Yo. Do outro lado, sua localização surge num mapa — assim, você pode mandá-la com um toque. As configurações ficam numa tela acima.

Agora, o Yo tem uma caixa de notificações em vez de exibir todas no topo da tela, como fazia antes. Ela vem bem a calhar para quem assina alguns canais — o Manual do Usuário tem um, com 66 assinantes, o que deve ser toda a base de usuários do Yo no Brasil. Ah, e cada usuário agora tem um “Yo Score,” que aponta os mais ativos da plataforma. Da minha lista, acho que só eu tenho pontos. (Toque e segure o dedo em cima de um para ver o perfil do contato.)

E, o mais legal: agora o Yo tem grupos! Ri muito da descrição do app:

Yo Groups: um grupo de conversa, mas sem texto.

Imagine um grupo do WhatsApp, como o da família ou do trabalho, mas sem os “bom dia” e textões/piadas, só de imagens engraçadas da net? Quem não quer isso? (Não responda.)

E se seus amigos ainda não têm o Yo instalado, o app agora permite mandar um “yo” para esses hereges. Eles serão notificados, e poderão até responder o “yo,” tudo isso sem precisar instalá-lo.

Yo, melhor app. Tem para iPhone, Android, Windows Phone e Chrome.

O Manual do Usuário é um blog independente que confia na generosidade dos leitores que podem colaborar para manter-se no ar. Saiba mais →

Acompanhe

  • Telegram
  • Twitter
  • Newsletter
  • Feed RSS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 comentários

  1. Lembro que o Saramago xingou muito no twiter, digo, comentou negativamente que acabaríamos grunindo, depois de saber sobre o “serviço de microblog” – um tal de Twitter

    O velho português deve ter dado um duplo twist carpado na tumba depois do Yo!

    Ainda vou instalar isso para mandar Yo´s para provavelmente eu mesmo! hahahahaah

      1. poxa, entendo que o eco seja uma sumidade, mas essa declaração dele foi bem babaca. talvez o comentário dele tb devesse ficar circunscrito a uma conversa de bar… já q é um queixume e não uma observação sagaz sobre, sei lá, a semiótica da imbecilidade, por ex. bom, medalhões como ele devem ficar bem chateados em não receber mais tanta atenção. e o saramago, @thiagones80:disqus era rabugento e falava com as plantas (“janela da alma”), tinha vários cachorros numa ilha… bom, parecia ser um cara legal.

    1. Não tem muito segredo: é um app que manda notificações, como mandar um “ping” pra um servidor, só que com pessoas. O contexto são as partes que fazem, e pode ser qualquer coisa.

      As últimas versões acrescentaram coisas mais tangíveis, como hashtags, links e, agora, fotos e geolocalização.

    2. Coisas do tipo “quando você sair de casa manda um yo” ou “quando você estiver pronto manda um yo”, e agora dá pra mandar fotos, localização e links também, é mais útil. Acho que a vibe é essa.

        1. Acho que o apelo do app é a “simplicidade”, “objetividade”. Mas concordo contigo, por isto nunca nem me interessei em instalá-lo para testar.

          1. Exatamente o que eu pensei. O problema (para o Yo!) é que as pessoas já fazem isso tudo comumente pelo WhatsApp (ou outro mensageiro qualquer). É uma solução para um problema que não existe…

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!