A Wikipédia é confiável?

Recentemente IPs do Planalto foram flagrados nos registros da Wikipédia alterando os perfis dos jornalistas Míriam Leitão e Carlos Alberto Sardenberg. A mídia deu bastante ênfase ao caso e, na última segunda, Sardenberg questionou na CBN o modelo de funcionamento do site:

“(…) e acho que tem que ter uma outra forma de controle, porque esse da Wikipédia está fracassando. Você veja: se eu quiser entrar lá e escrever no meu perfil que eu sou o maior jornalista de todos os tempos, pode. (Risos) Se eu quiser entrar no verbete ‘Teoria da Relatividade’, mexer lá e dizer que Einstein estava errado, também pode. Pode até ser que eles troquem, mas por alguns dias fica lá, né? Então a governança da Wikipédia está errada, e está muito fraca, porque senão você vai ficar obrigado a todo dia ir lá verificar o seu perfil e tal. Então… acho que isso aí é um efeito secundário dessa história que é… ela fica um pouco desmoralizada, a Wikipédia… porque se mostrou que há uma vulnerabilidade muito grande. Ok, você vai atrás depois, mas já está feito, né?”

O modelo de funcionamento da Wikipédia sempre levanta sobrancelhas e suspeitas. Uma página consultada por milhões de pessoas todos os dias e que qualquer um pode editar? Tem quem questione sua credibilidade, a veracidade das informações e até a solidez do projeto.

Mas é preciso conhecê-la melhor antes de criticá-la tão duramente. O projeto, que existe desde 2001, já passou por outras turbulências do tipo e recorreu à sua grande força criativa, a colaboração de gente interessada, para identificar e neutralizar esses contratempos. Tudo fica registrado, tudo é verificável, qualquer alteração pode ser desfeita e geralmente as aberrações são revertidas muito rapidamente.

O ônus de tanta liberdade é pago com transparência e agilidade. Pesquisas científicas (PDF) e testes independentes mostraram rapidez na correção de erros crassos e a prevalência de pontos de vista neutros em verbetes polêmicos. A comunidade faz e decide na Wikipédia, e esse sistema funciona.

No LabMídia, Rafael Coimbra sintetizou essa ideia:

Portanto, não se trata de um território livre, onde que qualquer um escreve o que bem entende. Na Wikipédia existe um controle editorial coletivo. Isso garante certa credibilidade e faz com que a enciclopédia seja respeitada mundialmente.

Mas é preciso estar consciente de que ela não é 100% infalível. A “verdade” da Wikipédia não é absoluta.

E, claro, eventualmente alguém mal intencionado vai usá-la para escrever opiniões próprias. Por isso, por mais que seja útil e importante, deve ser vista sempre com um olhar crítico. O ideal é usá-la apenas como ponto de partida nas consultas. Quem quer informação precisa tem que pesquisar outras fontes. Quanto mais, melhor.

***

A Universidade de Harvard tem uma postura similar sobre a relação entre seus alunos e a Wikipédia. A instituição disponibiliza uma página dedicada à enciclopédia no seu Guia para Uso de Fontes, onde expõe suas ressalvas quanto ao uso dela na pesquisa acadêmica, mas lhe concede carta branca para fins introdutórios:

O fato da Wikipédia não ser uma fonte confiável para a pesquisa acadêmica não significa que seja errado usar materiais de referência básicos quando você está tentando se familiarizar com um tópico. (…) Essas fontes podem ser especialmente úteis quando você precisa de informações de base ou contexto de um tópico sobre o qual estiver escrevendo.

***

No primeiro semestre gravei, num projeto de extensão do curso de Comunicação da UEM, um programa de rádio cujo primeiro bloco se dedica a desmitificar a Wikipédia. Ouça aqui.

O Manual do Usuário é um blog independente que confia na generosidade dos leitores que podem colaborar para manter-se no ar. Saiba mais →

Acompanhe

  • Telegram
  • Twitter
  • Newsletter
  • Feed RSS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 comentários

  1. A Wikipédia não é confiável e é mentirosa quanto à maneira que ela funciona. Eles fazem o diabo com os computadores, são hackers, mas não têm cultura nenhuma. Na questão da Wikipédia ninguém está acima de qualquer suspeita. Ela mente que qualquer indivíduo pode publicar, contudo eu já tentei várias vezes criar a pagina da médica espírita Dra. Anete Guimarães e sempre a Wikipédia elimina ou deleta. Mas o software eu faço direitinho, pois já pesquisei em vários códigos-fonte. Mas não posso ficar o resto da vida grudada no computador feito mosca de padaria. Sou uma simples colaboradora. Eles dizem que a médica não é notória, mas já encontrei mais de quarenta sites na internet falando sobre as palestras dela. E continuo procurando mais. A própria Wikipédia assumiu que é machista na página sobre viés de gênero: https://pt.wikipedia.org/wiki/Viés_de_gênero_na_Wikipédia. A Dra. Anete Guimarães é importante por ter inventado o Neuroespiritismo. Sobre ela a colunista Laine Valgas, do jornal Hora de Santa Catarina, disse: “Ela é hoje uma das mais requisitadas e respeitadas palestrantes espíritas do Brasil…” (2015). Ela nos permite ver que Neurociência e Espiritismo interagem para concluírem que um período prolongado de reencarnações é que nos torna bons. A soma Neurociência e Espiritismo, Neuroespiritismo, muito notável, é poderosa porque consegue analisar e explicar sem aceitar os comportamentos de jovens de classe média, que agrediram selvagemente uma doméstica na parada de ônibus, porque pensaram que fosse prostituta. A teoria dela é baseada na teoria da empatia do psicólogo judeu Simon Baron-Cohen. Palestrante, é jogada em um campo intersubjetivo onde o público tem papel essencial: “Por que prostituta pode?”, pergunta ela. Ela tem mais de cem vídeos no youtube. Vocês podem começar com o vídeo: A ciência do mal, no qual ela cita Simon Baron-Cohen.

  2. Considero a Wikipedia boa não pelo seu conteúdo mas especialmente por apontar a necessidade do lançamento dos chamados livros introdutórios, que existem em pequena quantidade no mundo acadêmico e teriam mais confiabilidade dentro do próprio meio. Há uma certa arrogância na Universidade, uma certa resistência em explicar conceitos básicos. No Brasil, isso toma proporções dramáticas. É possível presenciar com tristeza que os titulares de certas cadeiras os desconhecem porque eles próprios não foram ensinados, virando o ensino uma verdadeira enrolação. Delegar isso a Wikipedia acaba produzindo uma espécie de erro de princípio, a partir do qual outros erros ocorrerão.

  3. Estão bem errados ao defender a Wikipédia. Há uma matéria em Portugal que está completamente errada na Wikipédia, sobre o apito dourado. Esta assim há anos. Pk? Pk a maioria das pessoas naquele caso não compreendeu o que leu, e são as pessoas que escrevem la. Então naquele caso tudo contém informação falsa.

    1. Não é uma matéria, é um verbete. E, pela natureza da Wikipédia, é algo que está aberto a correções. Há anos você, que sabe e, presumo, tem as fontes que embasam esse posicionamento, poderia ter corrigido o verbete. Por que não o faz?

      1. Porque não me dou ao trabalho por um motivo Muito simples. Metade da população não compreende o que lê, outros apenas fazem que não compreendem por ódio ao clube em questão. Então se eu mudar, alguém que ache que as coisas não foram assim ( por manifesta falta de informação / compreensão) iria muda lo de novo

        1. Verdade. Vira e mexe alteram uma página que eu ajudei e corrigi. Quase de 15 em 15 dias alguém entra e altera alguma coisa. Perdi a paciência.

  4. Acredito que a toda a discussão sobre a Wikipedia é mais ideológica do que pragmática. Por ser um símbolo do lado positivo da internet, há muito defensores ferrenhos enquanto outras pessoas criticam simplesmente por estarem muito presos a conceitos antigos pré-internet.

    Quando os acadêmicos dizem que não é uma fonte confiável para trabalhos acadêmicos, não há motivos para discussão. Não se pode citar um jornal como o New York Times também, porque seu conteúdo também não passa pelo crivo das publicações científicas, assim como a Wikipedia.

    Isso não a torna inútil, como o guia de Harvard explica. É ótimo para entender conceitos, principalmente de exatas que raramente lidam com esse problema que está ocorrendo em artigos sobre política. Acredito que os professores, principalmente do ensino médio, não explicam direito o porquê dessa falta de confiabilidade para entender que isso não significa que o conteúdo de lá é necessariamente ruim. Longe disso aliás.

    É uma mão na roda utiliza-la no dia-a-dia, quando o Jimmy Wales aparece com a cara de pidão não penso meia vez em contribuir. Ela estará sujeita aos problemas de confiabilidade devido as suas características, assim como a ciência também falha. Da mesma forma que a jornalista cita má fé nas alterações da Wikipedia, o mesmo ocorre em ciência com pesquisadores falseando resultados para conseguir publicações. Entretanto, a ciência tem mais controles justamente pare reduzir esse problema.

    Obviamente, isso ocorre com menos frequência na ciência, mas na média a Wikipedia é extremamente útil apesar de menos confiável. O jornalismo também não é tão confiável quanto a ciência, nem por isso devemos desconsidera-lo.

    A necessidade de aumentar ou reduzir esse problema gera toda essa discussão, ela não é confiável mas nada é em alguma instância. Utilizando com critérios, a Wikipedia é uma ferramenta extraordinária.

  5. A importância dela é medida no episódio. Fracassando, nem teria chamado atenção. (alias fantástico esse projeto de monitoramento dos ip’s governamentais – sejam eles qual forem – )

    Cabe a nota: A imprensa é especialista em conturbar ou manipular alguns fatos. Por linhas gerais se um editor chefe acredita que feijão tem que ir embaixo do arroz, qualquer texto pode (e provavelmente vai) ter essa conotação. Veja as Cartas de nossa Época hoje e provavelmente temos ótimos estudos de caso.

  6. minha namorada tambem criticou a Wikipedia e ai eu expliquei (tentei) que ela é um enciclopédia diferente justamente com o objetivo de criação comunitária. Se não gosta então que compre ou funde outra, mas não critique o que não conhece.

  7. Achei bem exagerada a reação do Sadenberg, pois ela mostra que ele não conhece nada da wiki.
    Para muitas pessoas a falta de um nome a quem culpa por um erro ou um acerto é um motivo para descreditar uma iniciativa, vide os protesto do ano passado que ficaram procurando e criando os motivadores, não entendem como a nova geração se movimenta e isso é assustador pois se partir do principio deles sempre teremos que ter uma tutela para tudo que quisermos fazer seja ela do estado ou de qualquer orgão isso sempre reduziu a nossa liberdade.
    Sobre a wiki ser confiável ou não, sempre temos que relativizar os problemas de qualquer um ir lá e escrever e ficar com um texto errado até alguém ir lá e alterar, isso também ocorria nas enciclopédias de papel a diferença é que confiávamos inteiramente naquilo que nos era dado e hoje com essa queda da credibilidade da Wikipédia passamos a olhar melhor as fonte e desconfiar da informação que nos é dada, talvez assim comecemos a ser um pouco céticos.

    1. Exato. Sem contar que com isto Sardenberg atinge a fonte errada: ele deveria focar no fato das alterações terem partido da rede do Planalto, não no fato da Wikipedia poder ser alterada por qualquer um (este não é um defeito, é o que fez a Wikipedia ser o que é).

      1. Aí eu já não sei…eu trabalho em um empresa publica como terceirizado e uso a rede daqui, isso não quer dizer que se eu alterar algo na Wikipédia foi o meu chefe que mandou ou o governador, se for assim o Ghedin pode falar que o governo do estado está falando com ele e se eu escrever merda ele vai processar o estado?

        1. Eu concordo contigo: a rede do Planalto ter sido utilizada não significa que alguém mandou um servidor atualizar os verbetes, ele pode ter feito por vontade própria. Mas é algo que deve ser investigado sim, exatamente para saber se foi uma ordem que partiu do governo ou alguém que fez por vontade própria. O que eu acho que não pode é passar em branco, sem que isto seja esclarecido.

          1. PS.: agora que percebi que usar “servidor” num site de tecnologia dá outra conotação hehe

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!