Fundo azul, com uma chamada para um PlayStation 5 no centro. À esquerda, a frase “Ofertas de verdade, lojas seguras e os melhores preços da internet.” À direita, “Baixe o app do Promobit”.

Quando um computador se torna obsoleto?

Em junho de 2021, a Microsoft deu um banho de água fria em muita gente no anúncio do Windows 11: a nova versão só seria compatível com computadores que têm o Trusted Platform Module (TPM) 2.0, um módulo de segurança que só se popularizou em processadores e placas-mãe comerciais a partir de 2017. Um ano […]

Microsoft anuncia computador ARM e novidades no Windows 11 na Build 2022

Dois computadores Project Volterra empilhados, ligados a dois monitores grandes com um mouse e teclado à frente. Vista frontal do setup.
Foto: Microsoft/Divulgação.

A Microsoft aproveitou a abertura da Build nesta terça (24), sua conferência anual para desenvolvedores, para anunciar algumas novidades. O destaque foi o Project Volterra (foto acima), um computador desktop, parecido com o Mac Mini da Apple, movido por um processador ARM, um modelo não especificado da Qualcomm.

Junto ao Volterra — que ainda não tem data de lançamento nem preço —, a Microsoft anunciou versões nativas para a arquitetura ARM das suas principais ferramentas de desenvolvimento, como Visual Studio 2022, Windows Terminal e Windows Subsystem for Linux.

Para o Windows 11, o destaque foi a opção de restaurar todos os aplicativos a partir da Lojas do Windows. Outra boa novidade — para desenvolvedores, mas que será aproveitada por usuários finais — é o fim da lista de espera para publicar aplicativos Win32 (“clássicos”) na loja. E até o fim de 2022, desenvolvedores poderão publicar widgets atrelados a seus aplicativos.

Os aplicativos do OneNote serão unificados em uma nova versão modernizada.

O Edge, navegador baseado em Chromium da Microsoft, terá melhorias em desempenho e no suporte a aplicativos web (PWA). Via TechCrunch, Windows Central, Microsoft (2), OneNote (todos em inglês).

Explorador de Arquivos do Windows 11 ganhará abas e nova tela inicial

Print do novo Explorador de Arquivos, no modo escuro, mostrando duas abas e a nova tela inicial.
Imagem: Microsoft/Divulgação.

Em um evento para clientes corporativos, a Microsoft revelou o novo Explorador de Arquivos do Windows 11 — ou o bom e velho Windows Explorer, para os afeitos à tradição.

Ele traz abas, um recurso há muito esperado e que chegou a ser testado no Windows 10. Além disso, traz uma nova tela inicial, com acesso rápido a arquivos recentes e favoritados.

A Microsoft não informou quando o novo Explorador de Arquivos chegará à versão final do Windows 11. Via Microsoft (em inglês).

O Windows precisa de uma mudança de prioridades

O Windows precisa de uma mudança de prioridades (em inglês), no blog do Den Delimarsky:

Precisamos de falar sobre as prioridades do Windows enquanto produto. E digo isto como alguém que quer que o Windows seja bem sucedido — é um ótimo sistema operacional que, apesar do que dizem seus detratores, continua a ser um dos melhores quando se trata de retrocompatibilidade e riqueza de funcionalidades. Eu posso — literalmente — rodar um jogo escrito para o Windows 95 no Windows 11 sem grandes problemas […] Não posso fazer isso em computadores com macOS ou Linux de forma confiável; no Windows, essa tarefa é ok. Dito isso, estou decepcionado por ver a direção que o sistema operacional tomou nos últimos tempos, e me parece uma falha estranha de prioridades, especialmente considerados os avanços por que passam outros produtos da Microsoft.

A inconsistência nos menus de contexto da bandeja do sistema (primeiro tópico) e o fato de o Edge não permitir a definição de uma página em branco como inicial exceto por uma gambiarra são alguns dos piores problemas apontados no texto — e em outros lugares.

Melhore um bocado o “copiar e colar” do seu computador

Antes da dica, uma breve explicação: “área de transferência” (ou “clipboard”, no inglês) é um espaço na memória do computador ou celular que armazena temporariamente algo copiado ou recortado. Por padrão, a maioria dos sistemas operacionais só lida com um item por vez na área de transferência. Você provavelmente está acostumado(a) a essa limitação. Só […]

Microsoft testa anúncios no Explorer do Windows 11

Dois prints parciais do Explorer do Windows 11 mostrando anúncios em texto do OneDrive e do Microsoft Editor.
Imagens: @teroalhonen/Twitter e @flobo09/Twitter.

Usuários do Windows 11 que testam novas versões preliminares do sistema depararam-se com anúncios no Windows Explorer (vide imagens acima). A descoberta causou reações fortes entre outros usuários, temerosos de que o Explorer se torne outra superfície para anúncios no sistema operacional da Microsoft.

Em nota ao site BleepingComputer, porém, Brandon LeBlanc, gerente de produtos da Microsoft, afirmou que “isto era um banner experimental que não foi feito para ser publicado externamente e já foi desligado”, uma declaração que suscita questionamentos: se não foi feito para ser “publicado externamente”, foi feito para quê? Via @teroalhonen/Twitter, @flobo09/Twitter, BleepingComputer (todos em inglês).

Windows 11 ganha grande atualização e Microsoft já prepara a próxima

A Microsoft liberou a primeira grande atualização do Windows 11. O destaque, suporte a aplicativos Android, chega como uma prévia e restrito a usuários norte-americanos. Outras novidades incluem a restauração de recursos mundanos que existiam até o Windows 10, como o relógio da barra de tarefas presente em múltiplos monitores, previsão do tempo na mesma barra e um controle universal do microfone, e as novas versões do Bloco de notas e do Windows Media Player.

Uma estranheza é que a atualização não recebeu um nome ou apelido. É só… uma atualização do Windows 11. Difícil referenciá-la, pois.

Um dia depois, a Microsoft liberou as novidades da próxima grande atualização do Windows 11, com mais um caminhão de recursos que já existiam no próprio Windows ou em plataformas rivais, como pastas de aplicativos no menu Iniciar, gestos para manipular a área de trabalho e a função “Não perturbe”. O aplicativo renovado da vez é o Gerenciador de tarefas, agora com modo escuro e uma barra de comandos.

Esta atualização do Windows 11 está disponível em caráter de testes. Ainda não há previsão de quando a versão final será disponibilizada. Os links ao lado mostram as novidades das duas atualizações em fotos e vídeos. Via Microsoft (2) (em inglês).

Para 2022, Google promete integrar o Android a outros sistemas e dispositivos — até o Windows

Em 2022, o Google focará suas energias em integrar o Android a outros sistemas e dispositivos conectados, algo parecido com a integração vertical que a Apple oferece em seu ecossistema há anos. Além de avançar as integrações entre Android e Chrome/ChromeOS e outros sistemas próprios, pela primeira vez o Google estenderá isso a plataformas rivais. A empresa fechou parcerias com Intel, Acer e HP para expandir tais integrações ao Windows. É uma enxurrada de promessas. Veja todas, com GIFs animados exemplificativos, no link ao lado. Via Google (em inglês).

Do arquivo do Manual: Mergulhado no ecossistema Apple: As vantagens de se usar iPhone e Mac juntos (mar/2016).

Bloco de notas ganha nova versão no Windows 11

Print do novo Bloco de notas do Windows 11 em modo escuro, exibindo um texto sobre química em inglês.
Imagem: Microsoft/Divulgação.

A Microsoft reformulou o Bloco de notas no Windows 11. Visual moderno, modo escuro, “localizar e substituir” refeito e desfazer multi-nível — sem quebrar a compatibilidade com outros sistemas e fluxos de trabalho, embora ainda existam alguns problemas conhecidos. É a primeira vez desde… será que é a primeira vez que o Bloco de notas ganha uma nova versão? Por ora, apenas para testadores do Windows 11 e ainda sem previsão de chegar à versão final. Via Microsoft (em inglês).

Compre dos parceiros do Manual:

Manual do Usuário