Snapdragon 210 levará 4G LTE-A para smartphones de menos de US$ 100


11/9/14 às 8h33

Que tal um Moto E com suporte a dois chips sendo um deles 4G LTE, capaz de filmar e exibir vídeos em Full HD, com tela de alta definição e uma bateria que recarrega 75% mais rápido? O novo Snapdragon 210, anunciado em Hong Kong pela Qualcomm, promete levar tudo isso a smartphones que custem menos de US$ 100 sem contrato.

A parte de conectividade é particularmente impressionante: suporte a LTE-A para conexões de até 150 Mb/s com carrier aggregation e, pela primeira vez (até onde sei), 4G em um dispositivo dual SIM. Ele usa o chip RF360, que agrega 40 bandas diferentes usadas para 2G, 3G e 4G. Também vem com Bluetooth 4.1 + Low Energy e suporte a NFC

De resto, resolução até 720p e a tecnologia QuickCharge 2.0, que acelera bastante a recarga da bateria. O processador vai até um Cortex-A7 quad core de 1,1 GHz e a GPU é uma Adreno 304.

A Qualcomm espera que os primeiros dispositivos com o Snapdragon 210 cheguem ao mercado na primeira metade de 2015. Segundo o Engadget, Cristiano Amon, vice-presidente da Qualcomm, disse que chegar ao patamar abaixo dos US$ 100 dependerá de outras escolhas das fabricantes, mas que sua empresa dará uma força desenvolvendo modelos de referência para smartphones e tablets. Além desse, outro chip mais simples, apenas com 3G e que mantém várias das limitações do atual Snapdragon 200 também foi anunciado, o Snapdragon 208.

Cadê os anúncios?

O Manual do Usuário é um projeto independente, que se propõe crítico e que respeita a sua privacidade — não há scripts de monitoramento ou publicidade programática neste site. Tudo isso sem fechar o conteúdo para pagantes. Essas características são vitais para o bom jornalismo que se tenta fazer aqui.

A viabilidade do negócio depende de algumas frentes de receita, todas calcadas na transparência e no respeito absoluto a você, leitor(a). A mais importante é a do financiamento coletivo, em que leitores interessados sustentam diretamente a operação. A assinatura custa a partir de R$ 5 por mês — ou R$ 9/mês para receber recompensas exclusivas:

Assine no Catarse

Newsletter

Toda sexta-feira, um resumo do noticiário de tecnologia, indicações de leitura e curiosidades direto no seu e-mail, grátis:


Nas redes sociais, notícias o dia todo:
Twitter // Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7 comentários

  1. Olha. gostei bastante do trabalho que a Qualcomm anda fazendo. Até o final do ano que vem deve sair toda a geração de smartphones low-end com 4G, Androids e Windows (phones). Essa tecnologia Quick-charge também é um grande avanço! Salva naqueles momentos que estamos com pressa e precisamos de um mínimo de bateria. Só espero que essas melhorias cheguem nos mid-ends também, nos processadores sucessores dos SnapDragon 400 e 600.
    E os concorrentes da Qualcomm, estão preparando produtos à altura? Já li várias reclamações do chips MediaTek, que povoam os low ends no mercado.

  2. no começo apresenta uma proposta de um Moto E q filma e exibe em Full HD. depois, diz que o 210 aguenta 720p.

    tá certo?

      1. sim, eu entendi essa parte. o que não entendi, na verdade, é a questão dos dispositivos. quando você fala em 720p, fala especificamente do (proposto) Moto E ou que esses novos processadores suportarão apenas telas em HD?

        1. Do hipotético novo Moto E. Não existe ainda, não foi anunciado, nenhuma palavra sobre. Se a Motorola vier a fazer uma versão atualizada, acho que seriam grandes as chances dela usar esse chip (ou, boo!, o 208).

          Lembrando: o Moto E usa um Snapdragon 200 e tem tela com resolução qHD (960×540).

          1. ok. a minha confusão era somente a respeito do hipotético e do que o chip era capaz de fazer.

            obrigado.

  3. Aí sim fomos surpreendidos novamente. Nesse passo o 4G vai se popularizar finalmente e tão impressionante quanto são esses sistemas de recarga rápida que estão aparecendo, como o do novo Moto X.