Post livre #68


13/1/17 às 9h18

Estamos de volta, primeiro post livre de 2017! As regras continuam iguais: faça seus comentários, sugira assuntos, traga dúvidas, e participe dos debates propostos pelos outros. O espaço fecha, como sempre, domingo à noite.

Assine o Manual do Usuário

Ao acessar este blog, você não é rastreado ou monitorado por empresas como Google, Facebook e outras de publicidade digital. A sua privacidade é preservada. O Manual do Usuário tenta viabilizar-se por métodos alternativos e éticos. O principal é o financiamento coletivo. Colabore — custa a partir de R$ 9 por mês:

Assine no Catarse

183 comentários

  1. Alguem acompanhando os filmes que sairam nessas listas de “melhores de 2016” que tão chegando no Brasil agora (e a maioria deve até concorrer ao Oscar)? No cinema daqui alguns ótimos em cartaz esses mês são: Moana, Manchester By the Sea, Eu, Daniel Blake, La La Land, o Homem que Caiu do Céu (documentario do Bowie), pretendo ver a maioria desses (se o dinheiro permitir rs), e to esperando muito “Moonlight”, muito elogiado em todas as listas que vi.

    1. Tb estou ansioso pra ver esses filmes q repercutiram bem. Mas estou com uma lista bem grande filmes parados por conta das séries q tomaram todo o meu tempo. Estou dando um tempo com elas pra justamente poder ver filmes no ritmo q eu via. Tb achei a influência do netflix negativa nesse sentido… Acabei vendo muito do q eles tinham pra oferecer (bastante coisa boa até), mas deixando de ir ativamente atrás de filmes q dificilmente integrarão o catálogo deles. Sem falar nos filmes nacionais, tentei dar especial atenção a eles ano passado e vi bastante coisa boa. E como vc falou em grana, acho q o cinema ficou muito caro. Se vc não puder pagar meia, rapaz, é uma bolada q morre no guichê pra ver o filme numa sala suja, com gente meio sem noção do lado e com a possibilidade de vc nem curtir muito o filme…

      1. Eu tambem via algumas séries, e acaba ocupando muito tempo mesmo, mas apesar de enxurgar bastante e ver “poucas” até, eu até desanimei um pouco e to vendo mais filmes agora. Tenho que dar mais atenção a filmes nacionais, não devo ter visto nem 2 dos que “bombaram” nos ultimos 3 anos, preciso de uma maratona maneira.
        Quanto ao preço do cinema: de fato, MUITO caro, quem tem familia tipo com filho etc, é muito coragem leva-los ao cinema, muito pesado, eu por exemplo ainda pago meia por conta da faculdade etc, me facilita muito, e ainda tem o cinema da UFF aqui em Niterói que é bem barato e ainda passa uns filmes bem undergrounds pra contrapor cinemarks etc, isso ainda aliando-se ao fato que abriu um cinema ao lado da UFF que tem promoção para estudantes de la, então ta bem acessivel pra mim até, ainda bem.

  2. Já que acabou surgindo um papo aqui no post livre sobre lutas, artes marciais etc, alguém já fez/faz alguma? Recomenda? Tenho cogitado fazer alguma, mas não pesquisei direito nada ainda

    1. fiz karate por muitos anos. recomendo, apesar de não estar na moda. mas existem tantas e com propostas variadas, q é mais fácil ver qual se encaixa melhor no seu perfil. só acho q ao mente tempo em q há mais opções, há muitos picaretas no ramo. eu ficaria atento aos picaretas q vão de orientar ao combate e não para a paz, autoconhecimento e defesa.

  3. Já que acabou surgindo um papo aqui no post livre sobre lutas, artes marciais etc, alguém já fez/faz alguma? Recomenda? Tenho cogitado fazer alguma, mas não pesquisei direito nada ainda

  4. @ghedin:disqus , depois daquele textão sobre o ‘Metropolis’, acho q vc deve tá ouvindo muito Sepultura…

  5. @ghedin:disqus , depois daquele textão sobre o ‘Metropolis’, acho q vc deve tá ouvindo muito Sepultura…

  6. O q vcs acharam do governo Obama vendo agora em retrospecto. Vivemos num mundo melhor agora?

      1. ou como socialista.
        tinha gente que falava que o Bernie era socialista! poxa, essa gente ainda vive nos anos 70?!?

    1. Também to nessa e por enquanto a melhor opção tem sido os Xiaomi. O resto ta capado e caro.

  7. Alguém aí mudou de país e decidiu largar tudo para começar uma vida nova?

    Tenho pensado há alguns anos em mudar para o Canadá (pode ser qualquer país que não seja tão violento e onde o que escolhe trabalhar acima de outras possibilidades não seja tão julgado por isso – e claro, recompensado).

    Bom é só isso, quem puder falar um pouco sobre suas experiências nesse sentido, agradeço de verdade.

    1. Canadá? Sonho tbm…
      Mas é chatíssimo conseguir morar lá. Tem tantos requisitos pra conseguir um visto.Vc já deve saber né? Mas não é impossível…
      Estou estudando fortemente as possibilidades na Austrália,é “menos” difícil,mas tbm não é fácil.Fora as possibilidades de trabalho que são muito boas e os salários excelentes.

    2. Canadá? Sonho tbm…
      Mas é chatíssimo conseguir morar lá. Tem tantos requisitos pra conseguir um visto.Vc já deve saber né? Mas não é impossível…
      Estou estudando fortemente as possibilidades na Austrália,é “menos” difícil,mas tbm não é fácil.Fora as possibilidades de trabalho que são muito boas e os salários excelentes.

      1. Pior que o Brasil não deve ser. Aqui nem precisa trabalhar, é só ser “amigo” das pessoas certas.

        1. Vc trabalha em alguma área de TI ou algo assim? Na Austrália,é uma área muito boa pra empregos.Vc já deu uma olhada ou só visa o Canadá msm? Tenho um amigo que já está há 3 anos lá. Ele foi no início de 2013. Ele é programador.

          1. Obrigado pela dica. Já fiz uma análise superficial em relação a Austrália e vou verificar novamente.

          2. Uma coisa que a Austrália tem, é muitos escritórios de empresas do Vale do Silício, para uma melhor localização, além uma cultura mais ocidental e maior facilidade de locomoção nos mercados asiáticos, para área de TI, é um ótimo lugar para se trabalhar.

      2. Sobre imigrar, depende se você é o tipo de pessoa que eles querem que vá para lá, diploma de terceiro grau, fluência em inglês são praticamente requisitos, esse último é de fato. O que é de se esperar, mão de obra barata ninguém quer, E aqui, a faculdade que tu faz tem um peso muito maior que no Brasil, aonde qualquer faculdade é válida desde que tenha o selo do MEC, aqui uma USP é valorizada, se o curso for bom, o que nem sempre é o caso no Brasil. ter uma universidade de nome é um plus mas não um must, aqui é o contrário.

        1. Já havia visitado aqui por duas antes, de pensar em me mudar, ambas as vezes a trabalho. Então sempre tive uma boa impressão daqui, desde 2012, minha infelicidade com o Brasil está num nível em que não tinha mais uma qualidade de vida, era apenas descontentamentos, o acabou tornando extremamente difícil viver no Brasil, ai em dezembro de 2014, com 1 tentativa de assalto a minha família e eu no carro, e chegar e descobrir que minha casa havia sido assaltada, foi o ápice do que eu poderia suportar, e no mesmo dia, eu e minha esposa decidimos que precisávamos sair daquele lugar, mudar de cidade não adiantaria muito, e de estado era inviável recomeçar em outro estado, tendo que largar mão de tudo, dada a situação do país na época, e optamos por mudar totalmente de vida. Tinha obrigações contratuais com clientes meus, então necessitava ficar mais alguns meses no Brasil.

          Após procurar um pouco, as únicas língua em comum entre os três aqui em casa, são o português e o inglês, o que acabou limitando bastante o número de país que tenham as linguas nativas.

          E acabamos por escolher o Canadá por ter agradado a todos, e ser no geral, um ótimo lugar para se morar, é duro a neve, mas são tão breve os encontros com a mesma que tem sido bem tranquilo.
          Mas é uma questão de gosto, acho que os EUA, é tudo muito superlativo para mim, muita loucura concentrada. Austrália também é uma outra opção, Reino Unido, com a libra desvalorizada é uma opção interessante hoje, é mais uma questão de você encaixar na cultura, ou a cultura se alinhar contigo.

          1. Muito obrigado pelo seu relato.
            Pelas experiências que tive, essa questão cultural é muito importante de fato.

          2. Existem várias coisas que nós como brasileiros fazemos, e/ou esperamos, que são condenáveis em diversas culturas, e acabamos por nem perceber.

  8. Alguém assistiu Sons of Anarchy completo? Vi duas temporadas nessas últimas semanas e gostei. Todavia li como a história se desenvolveria e não sei se gostei e valeria meu investimento de tempo.

    1. Fiz o mesmo. Assisti as duas primeiras, mas parei na metade da terceira temporada, ficou morosa.

    2. Eu vi tudo. Recomendo. Os personagens vão se desenvolvendo bem, cada um com sua história pessoal. Tem cenas marcantes. É uma série longa, mas com coisas pra mostrar, não aquela palhaçada que virou supernatural depois da acho que 4ª temporada. Se resolver assistir depois conta aí o que achou.

      1. Mas pelo que li o enredo toma uma situações absurdas lá pra sexta e sétima temporadas, estou receioso. Terminarei a terceira porque já comecei.

        E gosto dos personagens do Jax e Piney pela maneira como observam as situações.

      2. Mas pelo que li o enredo toma uma situações absurdas lá pra sexta e sétima temporadas, estou receioso. Terminarei a terceira porque já comecei.

        E gosto dos personagens do Jax e Piney pela maneira como observam as situações.

    3. Vi O Comeco E AchEi Fraca. Estou Mais Nos Animes E FilMes Agora

  9. Alguém assistiu Sons of Anarchy completo? Vi duas temporadas nessas últimas semanas e gostei. Todavia li como a história se desenvolveria e não sei se gostei e valeria meu investimento de tempo.

    1. O que precisa para mandar uma mochila?

      ps: Já vi o que precisa. Tirando a própria foto, posso mandar.

      1. SFT e os inúteis da câmara?Se formos depender deles estamos ferrados…
        Tomara que o pessoal comece a pressionar com força esses bandidos pra isso não passar. Só assim pra eles “agirem”.

        1. Só isso pra unir a imbecilidade de “coxinha” e “mortadelas”.

          A manifestação será maior que junho de 2013.

          A internet é o circo do Brasil assim como os Gladiadores era para Roma.

          Mexer neste vespeiro vai ser a pá de cal da democracia como conhecemos, anotem, vão se lembrar desta previsão.

        2. Só isso pra unir a imbecilidade de “coxinha” e “mortadelas”.

          A manifestação será maior que junho de 2013.

          A internet é o circo do Brasil assim como os Gladiadores era para Roma.

          Mexer neste vespeiro vai ser a pá de cal da democracia como conhecemos, anotem, vão se lembrar desta previsão.

      2. Era a mesma situação com o limite para dados em telefonia celular. Tentaram, foi barrado, espernearam, conseguiram, virou rotina. Há justificativas válidas de ambos os lados. Quem trabalha com telecom sabe o lado das empresas, consumidor/cidadão nunca gosta de mudanças. O ganha-ganha seria algo como reduzir o valor de planos com limite de dados e oferecer planos sem limite.

    1. A questão é pressão popular.

      E os YouTubers chamarem a galera “teen” para chamar a atenção nas redes sociais.

  10. Colegas de manual, eis que surjo como novato pra saber a opinião e, em especial, dicas de vocês a respeito de um assunto nem tão techno assim: carros automáticos.
    Sei que muitos nem fazem questão de carros, e que automáticos não são uma opção da maioria, mas enfim..
    Em pesquisa rápida, na faixa de zero a uns setenta, há uma opção mais custo/benefício que o Uno 1.3, que está na faixa de 50~52k e supre as necessidades de alguém do interior paulista (suporta asfalto ruim, possui concessionárias a menos de 100km e tem um razoável conforto pra piloto e dois ou três passageiros).

    1. Sugiro que verifique o Etios. Apesar do visual controverso, tem uma ótima dirigibilidade, além da vantagem em ser Toyota no quesito assistência e durabilidade.

    2. você faz questão de um carro 0km?
      trabalho numa auto eletrica faz uns meses, vou te dar umas dicas no mínimo que consigo…
      carro 0km dificilmente dá problema. meu pai pegou uma saveiro em 2012 e de lá pra cá só teve que trocar lampadas e bateria.
      há boas opções em carros usados, mas recomendo muito experimenta-lo, principalmente cambio e embreagem. veja com o antigo dono se ele fez as revisões de acordo com o manual. experimente mais de um que seja identico, pra notar as diferenças de volante, embreagem e freio.
      só recomendo fortemente que fuja dos Peugeot e Citroen, principalmente dos Peugeot.. não importa se 0k ou usado. Costumam dar muito problema em suspensão, maquinas de vidro e BSI. (uma central BSI usada custa entre 250 e 600 reais).
      Segundo um colega meu as melhores marcas são Honda e Toyota….
      procurando um carro automático, já cogitou algum dessas?

      Qual seria sua intenção com concessionária no raio de 100Km?

      1. Mas não é a Citroen que é famosa internacionalmente pela suspensão? Minha esposa está no segundo C3 (porém de câmbio manual) e o carro é muito bom, funciona com regularidade e o único contra são os valores de revisão que poderiam ser um pouco mais baixos… esse mais novo, inclusive, é econômico demais, consumo excelente. Não o sugeri pois o foco era carro automático e não me recordo quanto está um do tipo, se está dentro da faixa de valor pretendida.

        1. já peguei vários C3 e são muito bons, poucos eram ruins de dirigir, mas como falei, varia de acordo com os cuidados que o dono teve.
          Os Citroen compartilham a mesma central BSI dos Peugeot, mas acho que os Peugeot costumam dar problema por que ela fica muito exposta a sujeira e umidade.

          o pior carro que já usei foi um Fox. era uma carroça, parecia ter motor de batedeira, a dona é muito relaxada.
          acho que o melhor carro que usei foi uma Suzuki Vitara (daquelas antigas iguais a tracker). um veiculo delicioso, tanto em conforto quanto dirigibilidade.

      2. Então, a ideia é o zero km mesmo, justamente por ter a intenção de ficar muito tempo com o carro – foi assim com o último, de 2007 até o ano passado. É realmente muito tranquilo, só vou trocar por estar de olho em um com câmbio automático.
        O Honda Fit entrou na lista, junto com o Corolla – embora prefira um carro pequeno, exclusivo pra cidade, mas não é uma escolha fechada.

        Quanto ao raio de 100km, foi meio que um chute, mas por morar em Assis – SP (oeste paulista) preciso ir pra fora da cidade em qualquer concessionária que não as quatro grandes e a Honda/Toyota (que tem representantes, mas não é exatamente uma concessionária).
        E isso de concessionárias fora da cidade sempre te deixa numa situação de ter que levar carro pra outra cidade, perder um dia (normalmente sábado) pra uma simples revisão.

        1. Um Prisma automático pode ser uma boa então, do ponto de vista da tua acessibilidade. Já tive Prisma e é um carro barato de consertar, o meu deu muito pouco problema… tá abaixo dos já citados no acabamento, mas pode vir a calhar no teu caso.

        2. assim, eu penso que a revisão na concessionária só vale a pena no primeiro ano da garantia.
          meu pai mesmo parou de ir pois eles só trocavam o óleo.
          aí você pode fazer a revisão numa mecânica de confiança, basta seguir as recomendações do manual para cada item a ser revisado..
          aqui na nossa auto elétrica chega muita coisa que a Peugeot não consegue resolver. Faz mas semanas que chegou um Focus com problema e consertamos. A aceleração variava pois ele nao conseguia identificar a mistura de combustível. Nem a propria Ford aqui de Passo Fundo conseguiu resolver.
          Algumas mecânicas possuem profissionais melhores do que as concessionárias, então o trabalho é terceirizado mesmo.

        3. alias, esqueci de te falar, se você tiver o dinheiro pode ir tranquilo num carro 0Km.
          4 meses que estou aqui e só apareceram 2 honda Fit, um por problema no alternador e outro pra trocar lampada.

      3. Sou a favor do zero carro. Vc aluga qdo precisa de um e deixa os impostos pra locadora.

        1. pra mim tambem. até pretendo ter um carro, mas só daqui uns anos e algo bem simples, tipo monza, uno ou gol quadrado. hahaha

          1. Pega um ômega e coloca aquele som. Rebaixa. Pinta de roxo metálico. Roda cromada. Vixiiii

          2. botar um xenon trevoso, led em todos os lugares e depois reclamar do governo quando a policia guinchar o carro. hahaha.
            mas hoje vi uma coisa horrivel: uma Honda CG com farol roxo! pqp! deu vontade de abrir o vidro e xingar o cara.
            to vendo que isso vai virar moda por aqui….

          3. lindo demais!

            ah, nada contra farol roxo. contanto q não circule em áreas públicas. na rua, por exemplo.

  11. Muitos de vcs devem ter feitos resoluções de ano novo, e para quem já fez, começaram? Eu disse que queria ler mais esse ano, 12 livros especificamente, pois ano passado li só 5 de 12 também, e até agora já conclui 2, espero continuar nessa pegada.

      1. Eu to mais parado que o Togashi em relação a animes / mangás, hahah, eu tinha lido tudo até a última pausa dele…desde final de 2014 só tenho lido One Piece.

      2. Eu to mais parado que o Togashi em relação a animes / mangás, hahah, eu tinha lido tudo até a última pausa dele…desde final de 2014 só tenho lido One Piece.

          1. Vcs acompanham SNK? O anime finalmente voltará em abril. Tô ansioso.Saiu um teaser esses dias no YT(EXCLUSIVO para América do Norte, só com VPN pra conseguir ver).

          2. Vcs acompanham SNK? O anime finalmente voltará em abril. Tô ansioso.Saiu um teaser esses dias no YT(EXCLUSIVO para América do Norte, só com VPN pra conseguir ver).

          3. Eu vi a primeira temporada e li uns 10 capítulos seguinte da história no mangá, mas parei, vou assistir quando lançar, aparentemente está muito massa!

      3. Comecei ano passado e parei pela falta de tempo, nessas férias da faculdade eu pretendo ver mais um pouco. O problema é que quero assistir mil coisas, mas acabo não conseguindo assistir nada no fim das contas.

      4. Comecei ano passado e parei pela falta de tempo, nessas férias da faculdade eu pretendo ver mais um pouco. O problema é que quero assistir mil coisas, mas acabo não conseguindo assistir nada no fim das contas.

      5. coragem viu, preferi ficar só no anime mesmo que ja acabei faz tempo em menos de 1 mês

    1. Eu me prometia academia hahah descobri que o que eu precisava não era levantar barras no supino, mas fazer alguma luta pra melhorar concentração e reflexo, e não obter massa. Tem me entretido mais que os começos de academia dos anos anteriores hahah
      Séries que sempre quis assistir e aprender uma linguagem de programação estão caminhando bem, vamos ver até quando

        1. meu problema com séries era o tédio de ficar parado em frente a uma tela, sem que necessariamente isso vá trazer algo pra minha vida.
          Crossfit tem isso do preço mesmo (aqui na região fica entre $150 a $200) mas pense em uma luta qualquer (judo, muay thai, karate, qualquer coisa) que fica entre 70 a 100, e eu acredito que traga mais retorno (o condicionamento físico do cross + o aprendizado em geral da luta, como a filosofia em si, defesa pessoal, reflexos, etc etc)

        2. meu problema com séries era o tédio de ficar parado em frente a uma tela, sem que necessariamente isso vá trazer algo pra minha vida.
          Crossfit tem isso do preço mesmo (aqui na região fica entre $150 a $200) mas pense em uma luta qualquer (judo, muay thai, karate, qualquer coisa) que fica entre 70 a 100, e eu acredito que traga mais retorno (o condicionamento físico do cross + o aprendizado em geral da luta, como a filosofia em si, defesa pessoal, reflexos, etc etc)

          1. A série tem isso msm, mas é um passatempo, algo para vc relaxar depois de um dia cansativo, e dependendo da série, faz vc pensar na vida…

            Sim, tenho vontade de fazer uma luta, quero krav magá, mas é caro tb :/

          2. Tédio? Essas séries que você estava vendo eram ruins, né? :)

            Uma das coisas mais legais do audiovisual ficcional é o escapismo e a imersão que ele consegue proporcional. Uma boa série ou um bom filme são capazes de suspender a realidade. Por uma ou duas horas, você transfere a consciência para outro universo e isso pode ser bastante rico — não só como entretenimento, mas para ajudar a nos entendermos e entendermos ao mundo.

            Talvez colocar entre as resoluções de ano novo umas sessões de meditação ajude.

          3. Então, sou fã de algumas séries, adoro documentários, alguns filmes, mas acho que o que mais me incomoda é o fato de eu estar “parado sem fazer nada” na frente de uma tela – por mais que, em alguma boa série ou documentário, esteja “em movimento”, ainda que não físico. Faz ao menos dois anos que tou entre a primeira e segunda temporada de uma série que gosto muito, Breaking Bad (!!!).

            Meditação é algo que nunca pensei no assunto – não estou desprezando hahah só nunca cogitei mesmo! Coloquei essa responsabilidade de desligar do mundo usando a luta, ao menos naquela hora dentro da academia eu estaria focado ali, e não em algo externo – até tenho facilidade com isso de desligar do mundo, mas precisa uma ação onde esteja focado em uma única coisa (o ato físico e o saco de pancada) pra então expandir e enfim organizar com calma, sei lá, o que tenha sido minha semana ou minhas ações em relação a algo.

            Com o plus de, por morar no interior, ser extremamente facil ir pra algum sítio/fazenda (menos de 5 km da minha casa, pra qualquer direção, posso ir de bicicleta mesmo) e passar uma hora lá. Não é a meditação propriamente, mas acho que já desliga um pouco, servindo bem como um reboot. Desde já agradeço a dica, nunca pensei em algo tão óbvio!

          4. Então, sou fã de algumas séries, adoro documentários, alguns filmes, mas acho que o que mais me incomoda é o fato de eu estar “parado sem fazer nada” na frente de uma tela – por mais que, em alguma boa série ou documentário, esteja “em movimento”, ainda que não físico. Faz ao menos dois anos que tou entre a primeira e segunda temporada de uma série que gosto muito, Breaking Bad (!!!).

            Meditação é algo que nunca pensei no assunto – não estou desprezando hahah só nunca cogitei mesmo! Coloquei essa responsabilidade de desligar do mundo usando a luta, ao menos naquela hora dentro da academia eu estaria focado ali, e não em algo externo – até tenho facilidade com isso de desligar do mundo, mas precisa uma ação onde esteja focado em uma única coisa (o ato físico e o saco de pancada) pra então expandir e enfim organizar com calma, sei lá, o que tenha sido minha semana ou minhas ações em relação a algo.

            Com o plus de, por morar no interior, ser extremamente facil ir pra algum sítio/fazenda (menos de 5 km da minha casa, pra qualquer direção, posso ir de bicicleta mesmo) e passar uma hora lá. Não é a meditação propriamente, mas acho que já desliga um pouco, servindo bem como um reboot. Desde já agradeço a dica, nunca pensei em algo tão óbvio!

      1. Comecei jiu-jitsu há uns 7 meses, to gostando pra caramba.
        Mas também continuo a academia, que comecei a levar a sério em 2010, e de lá pra cá ganhei quase 20 kg (pensa num cara que era extremamente magrelo. De frente parecia que tava de lado e de lado parecia que tinha ido embora).

      2. Interessante.

        Fiquei 3 anos na academia, mas, hoje não suporto. Estou parado e engordando. Não consegui me adaptar ou encontrar um atividade que de fato me fizesse continuar.

      3. Interessante.

        Fiquei 3 anos na academia, mas, hoje não suporto. Estou parado e engordando. Não consegui me adaptar ou encontrar um atividade que de fato me fizesse continuar.

          1. É se vc quiser se vestir como Nadal e ter as mesmas raquetes q ele… E claro, vc vai precisar de bolas.

      4. sempre quis fazer uma luta também, acho que iria gostar mais do que fazer uma academia

    2. Final do ano passado coloquei em prática fazer treinamentos online, comprei alguns cursos no Udemy e ultimamente está difícil conseguir tempo livre para estudar.

    3. Final do ano passado coloquei em prática fazer treinamentos online, comprei alguns cursos no Udemy e ultimamente está difícil conseguir tempo livre para estudar.

      1. To na msm vibe, vou fazer ENEM esse ano, mas só tenho como estudar sábado, pois durante a semana trabalho e a noite faço técnico, o único meio viável é não dormir.

        1. Eu briguei com o sono para arrumar um tempo livre e literalmente paguei por isso.
          Comprei há meses Witcher 3 na Steam e raramente jogava, até que semana passada eu enrolei 30 minutos para ir dormir e, assim, jogar um pouco.
          No dia seguinte o despertador tocou 3 vezes e mesmo assim perdi o horário do fretado para ir trabalhar, tive que pedir um Uber.

    4. A minha é bem simples: usar o celular com a mão esquerda (sou destro). Essa semana fui a um ortopedista e já tenho sinais de tendinite. Ainda está em estágio inicial, não afetou a estrutura óssea, mas farei fisioterapia e tentarei mudar alguns hábitos. Começando pela mão que usa o celular.

      1. Sou destro e também sou músico, por isso uso o mouse com a esquerda há muitos anos para dar a compensada de carga que a direita recebe ao longo do cotidiano. Fiz isso logo ao sentir os primeiros sinais – e uma reincidência posterior – de tendinite no pulso direito. Por conta disso muita gente acha que sou canhoto, mas sempre achei o mouse muito fácil de usar com a esquerda. O importante é que deu resultado!

    5. Também to nessa.
      Ganhei um Kindle de aniversário/natal no fim do ano.
      Peguei It (Stephen King) pra ler. To em 87% já. Isso que a versão física é um calhamaço de 1100 páginas.
      E já tem mais 50 livros no Kindle. Hehe

    6. Também to nessa.
      Ganhei um Kindle de aniversário/natal no fim do ano.
      Peguei It (Stephen King) pra ler. To em 87% já. Isso que a versão física é um calhamaço de 1100 páginas.
      E já tem mais 50 livros no Kindle. Hehe

      1. Comprei um Kindle na Black Friday. Tenho lido livros, mas a maioria do meu tempo de leitura tem sido ocupado com artigos do Instapaper :v

      2. Comprei um Kindle na Black Friday. Tenho lido livros, mas a maioria do meu tempo de leitura tem sido ocupado com artigos do Instapaper :v

    7. A minha grande meta de 2017 é seguir a própria meta, ou seja, ter foco. Abdicar das coisas que não me ajudam nos objetivos que quero atingir (o famoso “não”).

      1. A ninha meta é dobrar as metas q não cumpro, assim fico com delírios de grandesa garantidos pro ano todo.

    8. Ah, to querendo ler mais autores da América Latina (e talvez da Península Ibérica também).

      Vargas Llosa
      Garcia Marquez
      Isabel Allende
      Clarice Lispector
      São os primeiros nomes que me vêem a cabeça.

        1. Boa, esqueci de Borges. E bom que você falou sobre contos, porque acho que gosto mais de contos a romances longos.

    9. Como, em um futuro não distante, pretendo me tornar um Jornalista estou na mesma caminhada.
      Estou lendo no momento “Moneyball” O Homem Que Mudou o Jogo de Michael Lewis. É simplesmente fantástico! Tanto quanto o filme

    10. Como, em um futuro não distante, pretendo me tornar um Jornalista estou na mesma caminhada.
      Estou lendo no momento “Moneyball” O Homem Que Mudou o Jogo de Michael Lewis. É simplesmente fantástico! Tanto quanto o filme

    11. pra mim coisas simples: usar menos o celular, comprar menos coisas supérfluas, viajar com minha mulher.

      1. Eu tenho feito isso de usar menos o celular, tenho trocado o hábito de mexer no celular pela leitura, e não como nada mexendo no celular, nem ver algum filme que queira eu fico mexendo mais, acho isso muito benéfico, ah, e quando converso com amigos, também não fico pegando o celular para ver notificações, conversas, etc.

        1. eu removi as notificações do facebook e whatsapp. só vejo se tem algo durante algum intervalo.

    12. Uma dica interessante que vi: procure mudar hábitos e não colocar metas necessariamente. Por exemplo, fazer uma rotina de leituras de livros: 30 minutos por dia. Dessa forma, a recompensa é mais imediata e vocẽ não chega a uma meta e se desmotiva (já li 12 livros, agora não vou ler mais).

      Ano passado eu li poucos livros, mas encarei Anna Karenina e David Copperfield, se fosse com metas daria desânimo enfrentrar esses livros de 1000 páginas.

      1. Sim, eu leio todo dia no ônibus, mas a meta de 12 livros é uma inicial, desejo aumentá-la, isso é mais para me estimular.

        E o interessante é que essa foi a única meta que pus no ano, além de pagar as dívidas, pois nos demais setores da minha vida, estão todos ok o/

    13. Eu preciso voltar a minha rotina de estudos, já bloqueie o Facebook e voltei a usar Pomodoros para manter a produtividade. 1 hora por dia, já que agora estou trabalhando longe e me sobra pouco tempo em casa.

    14. Fiz a resolução q seria o valentão da rua esse ano. Comecei a malhar forte pra isso.

    15. Fiz a resolução q seria o valentão da rua esse ano. Comecei a malhar forte pra isso.

  12. Muitos de vcs devem ter feitos resoluções de ano novo, e para quem já fez, começaram? Eu disse que queria ler mais esse ano, 12 livros especificamente, pois ano passado li só 5 de 12 também, e até agora já conclui 2, espero continuar nessa pegada.

    1. Não pegarei o Switch no lançamento, mas quero muito um.

    2. Acho que será um flop.O que é uma pena, pois adoro a Nintendo. Continuemos acompanhando…

    3. Logo de cara eu sei que não vai dar, mas assim que puder pegar um por um preço não tão discrepante dos $300 é certo.

    4. Embarquei ano passado e desembarquei ontem, depois da apresentação.

      US$ 300 por um console com tela HD, 32 gb de armazenamento e acessórios com preço acima da concorrência é arriscado e pior, poder trazer o mesmo loop problemático do Wii U.

      E exatamente por ter até hoje um Wii U, sei bem os problemas da Nintendo.

    5. Até me interessaria se a Nintendo desse o mínimo de atenção para o nosso mercado.

        1. sim, por isso a Sony e Microsoft investem tão pouco no nosso mercado.
          (ironia)

          1. Você tem dados para comprovar que Sony e Microsoft investem tanto no nosso mercado e que vale a pena esse investimento? Só curiosidade mesmo, achismo se tem um monte, por isso procurei mostrar o comentário da diretor da Nintendo na América Latina justificando a saída.

          2. Você tem dados para comprovar que Sony e Microsoft investem tanto no nosso mercado e que vale a pena esse investimento? Só curiosidade mesmo, achismo se tem um monte, por isso procurei mostrar o comentário da diretor da Nintendo na América Latina justificando a saída.

          3. Cara a MS investe bastante por aqui.Agora não sei pq eles ainda não trouxeram o XBS ainda pra cá, visto que eles dão atenção ao Brasil.

    6. A portabilidade do console me parece o gimmick que faltou no Wii U para decolar. E esse Super Mario Odyssey parece sensacional! Mundo aberto fora do Reino dos Cogumelos? Vejo muitas possibilidades pro futuro…

    7. Com o preço dele aqui, mais caro que o PS4 e o XBox1S fica difícil, ainda mais com a experiência que ele vende, algo mais casual, mais social, já tenho pouquíssimo tempo para jogar, ainda mais conciliar agenda de amigos para fazer tal feito.

  13. A essa altura, vocês já viram mais ou menos como funcionará o Manual em 2017. Se não sacou o padrão, é assim:

    – Segunda: mochila ou mesa (quando tiver).
    – Terça: especialzão da semana, um texto bem trabalhado e tal (esse do Metropolis me tomou umas 10 horas de trabalho).
    – Quarta: notas, de quatro a seis notícias importantes, sendo a mais destacada no título e com mais texto no corpo.
    – Quinta: provavelmente nada, ou avisos do site.
    – Sexta: outra rodada de notas e post livre.
    – Sábado: promoções da semana e podcast.

    Não é uma agenda engessada, ela pode mudar excepcionalmente, mas em situações normais é nesse ritmo que o site será conduzido. Achei importante dar essa consistência e previsibilidade — facilita o meu lado e você sabe, de antemão, o que esperar daqui a semana toda.

    O que acham disso?

      1. O duro é que tradução dá trabalho e são escassas. Estou colocando as que já temos autorização de fazer como especiais de terça. A primeira deve sair em fevereiro.

    1. A parte legal é a previsibilidade, que dá certo com youtubers e TV hahah
      Eu sei que à meia noite vou assistir o jornal com o apresentador X e na quinta feira o canal de youtube Y posta um vídeo novo. Então eu já sei que vou visitar esse canal na quinta e ligar a TV à meia noite.
      O único porém seria o conteúdo. Na época que contribuí com blogs, nos que tinha data certa, as vezes me via em uma certa pressão de “preciso criar conteúdo pra amanhã mas não há uma novidade ou tema a lançar”.
      Como vc disse, o manual não é engessado, então acho que será tranquilo.

      1. O que dá muito trabalho são os especiais de terça, por isso fiz um bom planejamento no começo de janeiro. Tenho pautas para dois meses e o texto da semana que vem já está pronto. Todo o resto depende de acontecimentos recentes, então não tem como fazer a mesma coisa. E, como eu e você lembramos, a pauta não é engessada. Se tiver que mudar, a gente muda :)

        1. Sei lá, aquele texto de Metropolis não é o tipo de texto que me atrai, sei que dá o maior trabalho para você, mas eu nem cliquei no mesmo, nem abri. Nada. Zero

          Já gosto mais das opiniões nas noticias e aparelhos, como a noticia do Nokia 6

      1. Eu busco assuntos que não sejam muito óbvios, que não tenham conclusões fáceis e/ou que possam ser abordados de uma maneira única. Obviamente, são pautas que dão mais trabalho que a média… tenho estimado, no mínimo, 10 horas de trabalho para cada texto — o da semana que vem, em fase de finalização, consumiu mais que isso. São os textos que, espero, darão a cara do Manual, serão as referências do site.

    2. Muita coisa. Espero me adaptar.

      ps: Tenho que escrever uma coisa importante. O-D-E-I-O as traduções que você posta.

      1. Vc odeia as traduções ou especificamente as de posts do Benedict?Muita gente não gosta dele mesmo.Eu incluso. Até hje só gostei de UM post dele q o Guedin postou. Nem lembro qual foi…

    3. Com uma agenda, acaba colocando um fogo em ti para produzir conteúdo.

Os comentários estão fechados.