Post livre #53


25/3/16 às 9h18

Post livre em feriado rende? É o que descobriremos hoje. A programação segue normal — comentários abertos durante o fim de semana, até a noite de domingo. Ah, e feliz Páscoa para todo mundo!

Cadê os anúncios?

O Manual do Usuário é um projeto independente, que se propõe crítico e que respeita a sua privacidade — não há scripts de monitoramento ou publicidade programática neste site. Tudo isso sem fechar o conteúdo para pagantes. Essas características são vitais para o bom jornalismo que se tenta fazer aqui.

A viabilidade do negócio depende de algumas frentes de receita, todas calcadas na transparência e no respeito absoluto a você, leitor(a). A mais importante é a do financiamento coletivo, em que leitores interessados sustentam diretamente a operação. A assinatura custa a partir de R$ 5 por mês — ou R$ 9/mês para receber recompensas exclusivas:

Assine no Catarse

Newsletter

Toda sexta-feira, um resumo do noticiário de tecnologia, indicações de leitura e curiosidades direto no seu e-mail, grátis:


Nas redes sociais, notícias o dia todo:
Twitter // Telegram

351 comentários

  1. Meu pai tem um Moto G (2014). Eu testei ele no final de 2014 e gostei bastante (ainda vinha com Android 4.4 “KitKat”), mas essa unidade que ele usa, já na versão 6.0 “Marshmallow”, é tão insuportavelmente lenta que estamos considerando até ter algum problema de fabricação… O Facebook leva uma vida para abrir e, lá dentro, links por vezes retornam ao feed depois de congelar o aparelho por uns muitos segundos. Eles simplesmente não abrem. A experiência é bem ruim e isso me deixou surpreso; não lembro de ser assim.

    Alguém mais que use esse modelo sabe dizer se está inutilizável assim mesmo ou se é provavelmente um problema dessa unidade?

    1. Isso parece algum bug que tá fazendo algum serviço rodar em segundo plano e comer todo o recurso do aparelho. O serviço de localização anda sempre ativado?

    2. esse é o de primeira ou de segunda geração? o celular da minha esposa é um moto g de segunda geração e está com o ‘marshmallow 6.0’ funcionando bem (talvez apenas ligeiramente mais lento q o o meu q é de primeira geração e está com o ‘lollipop’ 5.1). espero q o meu não seja atualizado, pq está redondinho. vou trocar de celular nesse ano, mais pro fim, aí sim vou querer mais atualizado.

      e no meu tablet uso o 5.1 e estou esperando a cyanogenmod lançar a versão 6 pra ele. é um pouco lento atualmente, mas tendo 2 Gb de ram acho q ele vai aguentar a atualização e ficar só um pouco mais lento.

    3. Deve ser o software de fábrica, meu Moto G 2013 quando foi atualizado para o 5.0 ficou péssimo, lento, travando e desligando as vezes. Minha solução foi colocar Cyanogenmod. Talvez isso funcione para você, para mim o problema era esse(software de fábrica).

  2. Tenho a minha própria teoria (foi um insight, na verdade) sobre algo q notei agora, mas alguém sabe de alguma coisa do por que da imagem de fundo do primeiro iPhone apresentado pelo Steve Jobs ter sido especificamente a daqueles peixinhos no fundo do mar? Há uma história sobre isso?

        1. Fui dar uma pesquisada pra ver se achava algo a respeito…nada. Só achei curioso esse wallpaper não vir incluso no iPhone.

        2. Fui dar uma pesquisada pra ver se achava algo a respeito…nada. Só achei curioso esse wallpaper não vir incluso no iPhone.

    1. O primeiro iPhone não possuía fundo de tela (acho que isso só aconteceu no 3GS). Mas provavelmente eles escolheram essa imagem para o keynote para ressaltar fidelidade de cor e coisas do tipo.

    1. Internacional: Aurora, HAIM, Coeur de Pirate, Oh Wonder, Tigers Jaw, Estelle, Foxes, Lights, Lorde, Sara Bareilles, The Civil Wars

      Nacional: percebi que não ouço quase nada nacional, seja cantor/cantora/banda, mas recomendo Elza Soares, o cd que ela lançou esses tempos ai ta bem bom, uns temas shows e com o vozeirão dela vira uma ótima combinação.

    2. Internacional: Aurora, HAIM, Coeur de Pirate, Oh Wonder, Tigers Jaw, Estelle, Foxes, Lights, Lorde, Sara Bareilles, The Civil Wars

      Nacional: percebi que não ouço quase nada nacional, seja cantor/cantora/banda, mas recomendo Elza Soares, o cd que ela lançou esses tempos ai ta bem bom, uns temas shows e com o vozeirão dela vira uma ótima combinação.

    3. Nacionais: Tiê, Fernanda Takai, algumas d’Os Novos Baianos (Baby Consuelo).

      Internacionais: M.I.A., Ladyhawke, Thao & The Get Down Stay Down, She & Him, Leftover Cuties, todas essas mais contemporâneas. Se for das antigas, Janes Joplin, Nancy Sinatra, Etta James, Ella Fitzgerald, Billie Holiday.

    4. Internacional: Kali Uchis, Amy Winehouse, Sister Nancy, Marlena Shaw, Daughter e Victoria Spivey (+1)

      Nacional: Negra Li e Maria Gadú(que tu já colocou :))

  3. Caras, desculpem a palhaçada, pq já perguntei isso a vcs, mas tirando o Soundcloud, o q vcs recomendam mesmo pra podcast? Estou cogitando fazer um com algo q já comentei aqui, q é capturar sons pela cidade (o podcast seria isso basicamente) e queria algo não muito amador e q fosse fácil de publicar, pq a edição vai tomar um tempinho considerável…

    1. No Guia Prático usamos o Buzzsprout: https://www.buzzsprout.com/

      Eu recomendo, é extremamente simples de usar e super confiável. Faz uns três anos que estamos lá e nunca nos deixaram na mão. É pago* e em dólar, mas o serviço vale o que cobra.

      * Até tem um plano gratuito, mas não vale a pena (só 2h de “espaço” por mês, tem anúncio e os programas são indisponibilizados depois de 90 dias).

      1. tudo bem se for pago, mas não pode ser uma fortuna, claro. estou disposto a pagar pelo serviço se ele for bom e prático.

  4. Caras, desculpem a palhaçada, pq já perguntei isso a vcs, mas tirando o Soundcloud, o q vcs recomendam mesmo pra podcast? Estou cogitando fazer um com algo q já comentei aqui, q é capturar sons pela cidade (o podcast seria isso basicamente) e queria algo não muito amador e q fosse fácil de publicar, pq a edição vai tomar um tempinho considerável…

  5. Esse lance da inteligência artificial da microsoft “ter se tornado” racista em poucos instantes significa q a AI é frágil em seus estágios iniciais ou q não há uma AI ainda capaz de ser de fato inteligente? E o que poderíamos esperar de uma AI: o q um humano puro e virtuoso deveria ser? Esse assunto estará no clube de livros, mas, adiantando um pouco a coisa toda, eu anseio a possibilidade de conviver com a AI já desenvolvida antes de ficar totalmente gaga… Será q vai dar tempo? As previsões apontavam q já teríamos algo bem melhor q o q temos hj a essa altura, não?

    E q foto icônica é essa da moça no twitter? Aquele olhar vago numa foto meio fractal…

    1. O que eu achei mais bizarro dessa história toda foi o pedido de desculpas da Microsoft: “The logical place for us to engage with a massive group of users was Twitter. Unfortunately, in the first 24 hours of coming online, a coordinated attack by a subset of people exploited a vulnerability in Tay. Although we had prepared for many types of abuses of the system, we had made a critical oversight for this specific attack.”

      É como se a Microsoft estivesse preparada para muitos cenários e possibilidades, menos a de que seu robô social fosse interagir com… seres humanos.

    2. To com umas leituras agendadas que questionam o próprio conceito de AI. Seriam mesmo inteligencias?

      1. Pois é, cara… há muita fantasia e idealização nisso e acho q muito embuste vai ser vendido como AI sem o ser de fato… E qdo chagarem ao AI acho q vai cair nisso: não é bem uma inteligência, é outra coisa. Inteligência como conhecemos – e é esse o nosso referencial – deve ser algum produto biológico e apenas biológico. Soa determinista, mas acho pouco provável termos algo como se espera…

        1. são uns artigos da quanta e da aeon, acho
          mas tão salvos pelo facebook, é um parto achar

      2. qdo vc retomar isso dá um toque se algo valer a pena. o artigo q o @google-c1e8c4d9f770b920ebf66bcdfb1f7dec:disqus indicou parece ser muito bom.

    3. esse assunto é vastíssimo, prá começar você pode dar uma olhada na wikipedia (em inglês, of course): https://en.wikipedia.org/wiki/Artificial_intelligence

      versão tld;dr: não existe “inteligência artificial” como se vê nos filmes. e talvez não exista por muito tempo, talvez nunca; existem cientistas importantes que são céticos quanto a isso, acho que o mais conhecido é o Roger Penrose; isso não significa que a “inteligência artificial” não seja útil, mas sim que existe muita ilusão e muito marketing em cima disso

      ps eu não sou um cientista famoso :) mas também sou bastante cético quanto à criação de inteligência artificial “geral” ou “forte”; nem por isso deixo de apreciar as muitas histórias de ficção científicas ond elas aparecem

      1. com certeza e acho q faz sentido a indústria do cinema ir beber nisso e mesmo a indústria tecnológica fazer crer q algo assim será feito ou é feito pra termos algo como em “Her” (apesar de não achar aquilo muito improvável um dia, mas sem ser inteligência, apenas um reportório vastíssimo de respostas prontas q se encaixarão nos diálogos travados com as pessoas aí mais no estilo do q propôs aquele episódio do ‘Blackmirror’ em q nossos emails, redes sociais e toda vida digital serviria pra abastecer uma inteligência artificial etc). Há material programado no clube do livro sobre isso e acho q vou esperar até lá e se o clube continuar provavelmente haverá mais livros sobre o assunto. Mas, com certeza, AI, robótica e VR são ‘os’ assuntos importantes dos próximos anos. No q isso vai dar, eu não sei….

      2. ah, valeu pela dica do roger penrose. peguei uma amostra grátis do livro dele (“The Emperor’s New Mind: Concerning Computers, Minds, and the Laws of Physics”) pra dar uma espiada.

        1. esse livro é meio antigo, e também não sei a qual público se destina, mas Penrose é um cientista de verdade, isto é, não sei se as ideias dele são faceis de serem entendidas pelo público leigo (nós, imagino), e principalmente, não sei até onde são relevantes numa discussão superficial
          https://en.wikipedia.org/wiki/The_Emperor's_New_Mind

          mas eu acho que nem é preciso ir muito longe para desconfiar que o marketing em cima da intelgência artificial é meio forçado: o que eu sempre digo é que não conseguimos nem mesmo escrever uma aplicação de folha de pagamento decente, quanto mais criar uma inteligência artificial

          1. vou dar uma espiada mesmo assim. até desencanei um pouco com o tempo em q as coisas foram escritas…. mesmo em se tratando de tecnologia.

            estou longe de entender o q esses caras falam, apesar de ficar fascinado. pesco algumas coisas, mas outras, evidentemente, passam ao largo, especialmente se a palestra for para físicos e matemáticos como parece ser o caso dessa.

            talvez estejamos uma inteligência artificial total, capaz de ser como nos somos, o q é, de fato, improvável e algo relegado ao terreno da ficção. mas se se pensar isoladamente e em casos específicos, talvez se consiga algo relevante.

            tem aquela história do brasileiro responsável pelo código do kinect, saca? ele ficou surpreso com a capacidade do código aprender e suprir algumas coisas não previstas. um jogador sem um dos braços teve o corpo mapeado pelo aparelho e na ausência do braço do jogador criou um virtual pra ele. segundo o brasileiro q fez o código, era uma situação não prevista…

      3. A polêmica em relação a máquinas inteligentes de fato é, guardadas proporções, muito similar a questão do debate sobre o aquecimento global: alguns passam a sensação de que está ocorrendo um grande debate sobre o tema, quando na prática, a grande maioria dos cientistas tem uma opinião clara sobre o problema. No caso do aquecimento global, que ele existe. No caso da IA, que ainda estamos em um estágio embrionário dessa ciência.

        Não conheço um cientista da área que realmente esteja preocupado com esse problema, só figurões que não trabalham com isso como Bill Gates, Elon Musk e Stephen Hawking. Não sou cientista renomado, não estou a par do estado da arte da IA (nem acho que tenho capacidade para tal), mas tenho mestrado na área e estou no time dos que acham um exagero desmedido ficar questionando isso como algo minimamente real no atual nível de desenvolvimento.

        O Andrew Ng colocou isso de forma simples: se preocupar com máquinas mais inteligentes com nós é como se preocupar com super-população em Marte agora.

        http://www.theregister.co.uk/2015/03/19/andrew_ng_baidu_ai/

        Acho que a sensação do pessoal que realmente trabalha com isso é similar ao do gênio da DeepMind: http://www.theguardian.com/technology/2016/feb/16/demis-hassabis-artificial-intelligence-deepmind-alphago

        “Elon is one of the smartest people out there, and amazing to talk to,” Hassabis responds, neutrally. “And I actually think it’s pretty cool people like him are getting so into AI because it just shows what a big deal it is.” He remains diplomatic, but it evidently irritates him that scientists from other areas feel at liberty to pronounce publicly on AI: you don’t hear him pontificating about particle physics, after all.”

        Acho que o questionamento filosófico é interessante como o @EPMnIvWTKTAD:disqus está comentando, mas em termos práticos…ainda estamos esperando o Einsten da IA para conseguir propor um modelo que rivalize ou emule o cérebro humano.

    4. Pra mim eles já sabiam disso e a experiência era isso mesmo. Tudo faz parte do teste, saca?

  6. Alguém tem algumas explicação com o que se passa com o Paraná? Tenho consumido muito conteúdo produzido no estado (o próprio “Manual”, diga-se). Sou de SP e a coisa sempre foi meio Rio-SP e dane-se o resto. Raramente algo chega até aqui e tal… Não sei se isso se dá graças a internet, mas devo observar q acabou de ouvir um podcast novo e me dou conta q ele é produzido no Paraná… Em âmbito acadêmico não ouço falar tanto q é produzido no estado, mas as academias são ainda mais fechadas e acho q isso explica um pouco. Enfim, algum palpite?

    1. O Paraná é meio esquisito, mesmo para nós paranaenses. Curitiba, por exemplo, vista daqui do interior tem uma cultura muito forte e fechada; até o sotaque é diferente. Isso se estende para a produção de conteúdo também, embora ache que não seja algo exclusivo nosso, mas de regiões fora do eixo Rio-São Paulo. Para ficar num exemplo, Porto Alegre tem uma galera muito bacana de publicidade e blogs de humor.

      No campo acadêmico, temos algunas estaduais renomadas (UEM, UEL, UEPG, UFPR), mas a produção de fato não chega com muita força no dia a dia. Mas aí não sei se é algo regional ou da academia brasileira; mesmo para quem está dentro da universidade é meio difícil saber o que está rolando ali dentro, nos outros cursos e na pós-graduação…

  7. Vocês notam que as empresas estão a cada dia se lixando menos para os consumidores, ainda mais aqui no Brasil?

    Essa semana foi a vez da Samsung. Ela anunciou o S6 ano passado e uma das novidades seria o suporte ao Samsung Pay.

    Mas, nessa semana anunciou que o S6 brasileiro não teria suporte (ao contrário de toda a propaganda do lançamento), pois o modelo vendido por aqui é inferior ao resto do mundo e nem ao menos vem com a tecnologia necessária (MST).

    1. E alguma vez qualquer empresa já se lixou para consumidores? Se há quem pague, elas farão de tudo para diminuir despesas.

      1. Esse era o “papo”. No resto do mundo inteiro o S6 e S6 Edge terão suporte ao Samsung Pay, exceto no Brasil…

        1. Pior q tinha achado interessante essa possibilidade e se um dia o S7 ficasse num preço viável cogitaria comprar um. Creio q isso não o afetará, mas já cria insegurança.

          1. Estava pensando que essa era uma boa hora para comprar o S6 (me agrada mais que o S7).

          2. Ah, mas tem a possibilidade de cartão de memória… eu não compro mais celular sem isso, pq é limitador demais. ainda mais com esses aparelhos sendo bons de foto.

          3. Isso não é uma limitação para mim, já não ter sequer IR é sem duvida um problema.

    2. Olha, não tenho experiências boas pra contar com as empresas, mas dependendo da empresa, até q é possível se conseguir o q se quer. É preciso paciência e não dá pra destratar os empregados, pq eles estão de má vontade… Mas, no geral, o atendimento é regular e é possível, sim, conseguir valer os direitos, agora essa do marketing dizer uma coisa e depois a empresa fazer outra é algo clássico, por isso q propagandas devem ser vistas todas elas com desconfiança e é preciso esperar um pouco pra ver como as coisas se assentam… Isso q vc falou da samsung é muito grave, pq pode ser mesmo q alguém esteja esperando esse recurso e agora não o tenha. Se não me engano, Louis, por coincidência ou não, recebi um email da samsung fazendo propaganda desse samsung pay… Que caras de pau!

    3. Olha, não tenho experiências boas pra contar com as empresas, mas dependendo da empresa, até q é possível se conseguir o q se quer. É preciso paciência e não dá pra destratar os empregados, pq eles estão de má vontade… Mas, no geral, o atendimento é regular e é possível, sim, conseguir valer os direitos, agora essa do marketing dizer uma coisa e depois a empresa fazer outra é algo clássico, por isso q propagandas devem ser vistas todas elas com desconfiança e é preciso esperar um pouco pra ver como as coisas se assentam… Isso q vc falou da samsung é muito grave, pq pode ser mesmo q alguém esteja esperando esse recurso e agora não o tenha. Se não me engano, Louis, por coincidência ou não, recebi um email da samsung fazendo propaganda desse samsung pay… Que caras de pau!

      1. É por isso o problema todo. Com o lançamento do S7 e a chegada oficial do Samsung Pay no Brasil, só agora a Samsung resolveu tocar nesse assunto.

  8. Não encarem como promessa, nem nada, mas o que lhes parece a ideia de um post livre eterno, sem dia para abrir e fechar, com espaço para tópicos em vez de comentários espalhados, como um fórum das antigas (só que, obviamente, com ferramentas mais modernas)?

    1. Já pensei nisso, mas, tem algo muito ruim. Se isso acontecesse, pela quantidade absurda de mensagens muitas coisa ficaria perdida e ignorada. Além disso, acho importante notar as evoluções relacionadas às noticias de cada semana.

      1. É um receio válido. Por outro lado, o fato de não ter prazo para expirar daria mais espaço para que mais assuntos florescessem… não?

        1. Acho que vai virar bagunça também.
          Nem sei como funciona, mas e os Channels do Disqus…?

        2. Fica mais fácil perder a conversa do que florescer o desenvolvimento dos assuntos.
          Por aqui as coisas não ficam bem separadas e de fácil acesso.
          E um final de semana já parece suficiente para perder as muitas coisas que são ditas, interagimos muito neste espaço.
          Se houvesse uma forma simples de taguear os tópicos poderia ficar melhor, mas se mesmo no smartphone é difícil taguear uma pessoa o que dará interagir de maneiraaos complexa com os comentários…
          Talvrs o que você queira é um espaço mais parecido com um fórum, mas está tentando simplificar muito, o que pode complicar e tornar ruim de usar…

    2. Ah lá Invision, vBulletin, phpBB, esse tipo de coisa?
      Ah se os grupos do facebook funcionanssem como as comunidades do orkut …

    3. Hum…sei lá.

      IMHO acho que a informalidade e o fato de acontecer somente aos finais de semana, são as maiores marcas do Post Livre.

      É um evento, mano. hahaha

  9. Alguem aqui tem um site? É facil fazer? Barato? Meu pai ta entrando numa de ser corretor de imóveis etc e queria uma site até que simplesinho pra ele utilizar e mostrar os imóveis la e infos, essas coisas, ai qual seria o meio mais facil, pagar alguém ou tentar fazer (mesmo sem saber necas de HMTL), me ajudem por favor.

    1. Hoje tem várias ferramentas que facilitam muito a criação. Nem precisa conhecer HTML. Wix, Squarespace, WordPress.com… escolha a sua :)

        1. É que 6 meses atrás estávamos buscando apartamento e todos os websites eram muito similares.

  10. Alguem aqui tem um site? É facil fazer? Barato? Meu pai ta entrando numa de ser corretor de imóveis etc e queria uma site até que simplesinho pra ele utilizar e mostrar os imóveis la e infos, essas coisas, ai qual seria o meio mais facil, pagar alguém ou tentar fazer (mesmo sem saber necas de HMTL), me ajudem por favor.

  11. Parece que batman x superman é um fiasco. Dito isso, pra galera que curte filme de super herois (não necessariamente hq ou ocidentais), quais foram seus favoritos?

    1. Watchmen é bem-feito, mas como filme é ruim. A maioria de filmes de super-herói acho, além mal produzidos, simplesmente ruins. Mesmo The Dark Knight acho super-estimado. Os filmes da Marvel são “nhé…”, quando muito. Vingadores pra mim é tão ruim quanto Transformers, mas o primeiro filme do capitão américa é divertido, pelo menos. Nunca gostei dos Homem de Ferro.

      As séries da DC na TV são também bem “nhé…”, mas as da Marvel/Netflix funcionam. Gostei bastante de Jessica Jones.

      Acho que o melhor filme de super-herói ainda é Corpo fechado, apesar do Shyamalan.

        1. Nunca entendi porque as pessoas odeiam tanto Watchmen, não gosto de umas partes, mas achei bom geral, em especial as cenas da morte e o enterro do Comediante.

          1. Não lembro ao certo qual cena é, mas aquela em que toca The Sound of Silence é muito bonita.

          2. O filme é bom se não for levado a sério. O problema é que o diretor faz questão de levá-lo a sério… (a cena do “Aleluia”, por exemplo, ficaria ótima se o filme não se levasse tão a sério).

          3. Batman é um bilionário que se veste de morcego para bater em gente que ele acha que é bandido. Se você levar isso a sério, simplesmente não funciona, por maior que seja o malabarismo.

            Não quer dizer que o único caminho seja o deboche — ainda que o resultado possa ser genial, como o camp da série dos anos 60. Mas aquela tara do Nolan por “realismo” mais prejudica que ajuda. No final, TDK é um filme que seria melhor sem o batman.

          4. Para mim é quando comparado a obra. Existem cenas boas – storyboards totalmente copiadas do quadrinho, como você citou – e viscerais que funcionam. Só que outras parecem um filme de adolescente, com cenas de ação (para mim um problema do Zack Snyder) que parecem que aqueles heróis(que se tornam super, quebrando ossos a rodo) que deveriam desconstruir a natureza fascista dos super-heróis americanos e do gênero em si não acontece. O que em BvS apenas me confirma algo, o Snyder apenas não sabe contar uma história

          5. Acho que aborda de certa forma, não tanto quanto a graphic novel, mas a parte de humanizar os super-heróis eu acho que foi bem mantida. Em relação ao exagero, realmente dá uma percepção diferente já que dá a entender que eles não são apenas pessoas fantasiadas, mas gostei do visual geral do filme.

            É aquela coisa também: para muita gente Watchmen é apenas mais um filme de ação de herói, assim como Matrix é de um cara que aprende a lutar kung-fu e ser muito rápido (não lembro quem disse isso). Acho que, para quem não vai preparado, os efeitos realmente podem esvaziar o filme.

          6. Tb achei o filme bom, cara… Vi no cinema, não conhecia a história, e fiquei impressionado. Mas precisaria rever. Faz muitos anos…

          1. Eu tenho birra do Big Hero 6. Parece a versão ficção científica de palestra de startupeiro que acha que o mundo pode ser salvo por código e empreendedorismo.

          2. Eu tenho birra do Big Hero 6. Parece a versão ficção científica de palestra de startupeiro que acha que o mundo pode ser salvo por código e empreendedorismo.

      1. Preguiça de filme de herói também. Vingadores é muito ruim, é o ápice de uma fórmula muito batida. Eu gosto dos Batman do Nolan, mas tive um insight um tempo atrás: os filmes seriam muito melhores se tivessem sido feito de algum jeito que cortasse o herói, caricato e com aquela fantasia, de cena. Gosto dos Homem de Ferro, mas mais pelo carisma do personagem/ator.

        Estava curioso com esse Batman vs. Superman, mas vou deixar passar.

      2. Preguiça de filme de herói também. Vingadores é muito ruim, é o ápice de uma fórmula muito batida. Eu gosto dos Batman do Nolan, mas tive um insight um tempo atrás: os filmes seriam muito melhores se tivessem sido feito de algum jeito que cortasse o herói, caricato e com aquela fantasia, de cena. Gosto dos Homem de Ferro, mas mais pelo carisma do personagem/ator.

        Estava curioso com esse Batman vs. Superman, mas vou deixar passar.

        1. Aliás, o ator do homem de ferro tem muita relação com o personagem. Ele tava todo zoado e aí foi “resgatado” com esse papel. O Robert Downey Jr. é um puta ator.

      3. Não tinha gostado de Jéssica Jones mas ao mesmo tempo fui até o final sem saber porque até que me deram o insight: é sobre ela em si, não um eterno dilema moral do que é ser herói, como foi o caso de Batman do Nolan ou de Demolidor.

        1. não assisti Jessica Jones ainda, mas o vilão la também é um personagem bem interessante e que te faz pensar numas questões delicadas sobre esse, acho que isso dai ajuda a caracterizar a série como “Boa” até, diferente desses Vingadores etc que na real nem tem profundidade ou algo do tipo, é só literalmente pra matar o tempo (e fazer grana, por parte dos estudios né).

      4. Idem pra quase tudo, só não gostei do Capitão América, eu curti o Demolidor, Zorro tem uns filmes legais.

      5. Que isso, cara. Pelo visto, ação não é com você. Até entendo reclamar das bobagens da Marvel no cinema, mas reclamar de TDK… E por falar na Marvel, Soldado Invernal é um filme de espionagem excelente.

        Corpo Fechado veio depois de Sexto Sentido, se bem me lembro. Shyamalan começou a derrapar depois. Sendo assim, ele foi um diretor que conseguiu entregar um excelente segundo filme, se mantendo à altura de seu hype.

        1. TDK é pretensioso demais (e a direção do Nolan só atrapalha — embora eu ache A origem e Interestelar MUITO piores). Além disso, não dá pra levar a sério um maluco bilionário que se veste de morcego para bater em bandidos com uma voz esquisita.

          Batman não funciona com esse nível de naturalismo/realismo que o Nolan quis imprimir. É fantasia, é gibi, é maluquice. É sobre um cara que fica se balançando entre prédios à noite vestido de morcego! O resultado foi a tentativa de uma tragédia com pretensões existenciais: justamente por causa disso parece que tudo no filme funcionaria melhor sem o Batman como disse o Ghedin abaixo. Os filmes do Tim Burton também não eram nenhuma maravilha, mas pelo menos eram menos pretensiosos. Acho até que o próprio Joel Schumacher entendeu isso, apesar do resultado.

          Enfim: o filme não é ruim, mas também está MUITO longe de chegar aos pés de gente como Kubrick, Felini, Bertolucci, Coppola, Wenders e outros. O problema todo foi que o Nolan QUIS tentar fazer isso.

          Mas eu gostaria mesmo é de ver o David Lynch dirigindo o Batman. Se tem alguém que entende de camp é ele.

          1. Mas Batman sempre foi “um maluco bilionário que se veste de morcego para bater em bandidos”. TDK foi baseado em…. TDK. Crise existencial foi um mote na época Frank Miller, então não é coisa do Nolan. Me parece que você também não gosta do diretor, principalmente depois de comparar com bastiões do cinema.

          2. Como disse acima: não tem problema nenhum nisso. Mas “pra levar a sério”, não adianta tentar dotar a coisa de “realismo”, é preciso incorporar a fantasia. Acho até que Batman Begins foi melhor nisso que TDK.

          3. Como disse acima: não tem problema nenhum nisso. Mas “pra levar a sério”, não adianta tentar dotar a coisa de “realismo”, é preciso incorporar a fantasia. Acho até que Batman Begins foi melhor nisso que TDK.

          4. Concordo, mas ainda assim acho que a trilogia Nolan varia entre bons e excelentes filmes. Parece que existe esse lado mais fantasioso no BvS, mas sem a bad de LSD dos Batmans anos 90.

          5. Me desculpa, mas você levantar isso “não dá pra levar a sério um maluco bilionário que se veste de morcego para bater em bandidos com uma voz esquisita” apenas confirma que você nãp gosta PONTO
            Porque o filme funciona muito bem até como gênero policial. Até a cinematografia de Chicago usada, a cena de abertura para apresentar o Coringa são primorosas.

            E sobre o Joel Schumacher entender, não, ele não entendeu, apenas foi contratado pela Warner para criar um filme para vender brinquedo. Algo que o segundo filme do Tim Burton não fez

          6. Aí que está: como eu disse, adoraria assistir a um Batman do David Lynch. Quando digo que não dá pra “levar a sério”, quero dizer que pra coisa funcionar, PRECISA de fantasia. Aquele realismo comportado e conservador do Nolan não funciona.

          7. Bem, vamos concordar em discordar hahaha Para mim existe um realismo sim, mas não me sinto inserido num universo crível no filme. Como você mesmo disse, ainda é um bilionário andando fantasiado.

          8. Esses filmes não precisariam, em tese, ter nada crível, né?

          9. Esses filmes não precisariam, em tese, ter nada crível, né?

        2. Ainda não me animei de ver os filmes do ‘Capitão América’… Vale a pena?

      6. A DC tenta na TV apresentar para um público mais jovem, são séries mais despretensiosas e com uma pegada mais adolescente. Podemos reclamar, mas tem feito muito sucesso.
        Fora que ela encontrou uma maneira muito interessante de unir o universo da TV. Sem nenhum interesse em colocá-lo com o cinema.
        Diferente da Marvel que está unindo-se tudo e criando um belo problema a longo prazo com a continuidade do universo. O mundo de Demolidor, Jessica Jones não combina com o mundo colorido e despretensioso dos Vingadores e Guardiões.
        Para mim, na TV a DC está melhor, mas no cinema está para a Marvel.

      7. Já assistiu “heróis muito loucos” do Ben Stiller? Retrata bem o que virou o cinema de super heróis.

    2. Nesse período recente eu curti (quase) todos. Destaque para Capitão América 2, TDK e Wolverine – Imortal.

      Só em Man Of Steel eu achei estranho o desenrolar do filme, parecia emendado.

      Se for falar em séries, Demolidor está excelente.

      1. Boa lembrança: os filmes ‘X-men’ ‘First class’ e principalmente esse último, o ‘Days of future past’ foram até bem bons. Pelo menos achei a história mais complexa e com boas atuações, especialmente o do Fassbender como Magneto.

        1. Sim! ambos estão no grupo dos filmes que valeram a pena. O próximo, do Apocalypse, tá com pinta de que vai ser muito bom também.

          1. Vi trailer agora e fiquei um pouco preocupado. Será q vai sobrar espaço pra história com tantas batalhas e efeitos?

          2. Espero que ele mantenha a essência dos dois primeiros filmes e não se transforme num Vingadores.

          3. Pois é… eu tô ligado q boa parte da audiência vai pelos efeitos e tal, mas se ainda for possível encaixar uma boa história com boas atuações, vale a pena. Starwars, por exemplo, não tem uma boa história e tem péssimas atuações (esse último foi um pouco melhor) e é um pouco difícil entender como é q se pode apreciar algo assim tão desprovido de sustentação, pq nesse sentido é bem melhor jogar videogame do q ver um filme ruim…

          4. Talvez seja por isso que nunca me empolguei com SW.

            Sei que é um campo minado falar dessa franquia mas dia desses eu revi os episódios 5 e 6 (os antigos). Nota-se claramente que o sucesso da mesma se deu por conta dos efeitos especiais, grandiosos para a época. A história é de um filme de aventura qualquer, nada que te prenda. Por mais que a franquia tenha feito um estrondoso sucesso em várias frentes, continuo passando.

          5. Exatamente, pra época todo mundo ficou maluco com aquilo e a história passou batida. Na infância eu achei demais, mas qdo vi novamente já adulto, q decepção… Os efeitos continuam bons, mas a história e a interpretação, são muito ruins, mas muito ruins mesmo. Mas ruins pela pobreza e pelos subterfúgios q usa por não ter uma história boa. Há bons personagens, claro, e as referências q o George Lucas foi buscar em outros filmes foi uma boa, todas desconhecidas por mim mesmo na época em q já vi adulto (aos 20 e poucos)…

    3. Vou assistir e tenho quase certeza de que vou gostar porque, afinal, eu devo ser uma das 5 pessoas que gostam do Snyder, além de ser DC desde criancinha hahah.

      Enfim, imagino que tenha dado problema com roteiro, sim, como estão dizendo por aí, e acho que é porque esse filme não nasceu para ser um filme da Liga da Justiça, só depois de um tempo de produção já iniciada que mudaram o escopo.

    4. Não estou esperando muita coisa dessa nova investida da DC nos cinemas, muito por causa do Man of Steel que foi bem fraco. Exceção a Esquadrão Suicida, que creio ter potencial.

      Meus favoritos, pensando rapidamente, acho que seriam TDK, Iron Man e Guardiões da Galáxia. Em relação aos filmes da Marvel, apesar de alguns filmes não serem nada demais, estou gostando do universo que estão construindo, incluindo aí as séries.

    5. Não estou esperando muita coisa dessa nova investida da DC nos cinemas, muito por causa do Man of Steel que foi bem fraco. Exceção a Esquadrão Suicida, que creio ter potencial.

      Meus favoritos, pensando rapidamente, acho que seriam TDK, Iron Man e Guardiões da Galáxia. Em relação aos filmes da Marvel, apesar de alguns filmes não serem nada demais, estou gostando do universo que estão construindo, incluindo aí as séries.

      1. Li um texto do MDM ontem que chorei de rir, que foi sobre a possibilidade do Demolidor aparecer nos cinemas. Daí o moleque de 12 anos que foi ver Vingadores no cinema vai procurar a série no Netflix e fica traumatizado para o resto da vida pekepoaKpoea

        1. É que nem o Batman: ele NÃO mata de jeito nenhum. Só quebra ossos, costelas e deixa os criminosos potencialmente paraplégicos e com sequelas de saúde para o resto da vida.

          Mas não mata.

          Também age dentro da lei. Mas com uma torturinha nos bandidos de vez em quando…

          1. HAHAHAH. Ele, no seu código de conduta, não busca a morte , mas não quer dizer que ele nunca matou. De fato, eu fico meio puto com essa conduta dele, já que só depois de muito tempo que ele mata o Coringa, depois que esse já matou centenas.

          2. Tinha q ser como o ‘Capitão Planeta’, fala ae? Direitos humanos e sustentabilidade puros ali.

    6. Bem marromeno mesmo….

      Fui assistir na noite de sexta e a platéia ficou quieta o filme inteiro, exceto na parte “Sou amigo do seu filho.
      Eu sei, percebi pela capa.”

    7. Watchmen me pareceu bom, mas vi há tanto anos q já não estou muito lembrado o q me fez pensar isso. Estou com dificuldades de lembrar de algum filme de super herói q tenha sido, de fato, bom, pq por mais q o filme tenha sido ruim em termos de efeitos, um q tenha tido uma boa história, boa atuação e bons personagens… eu não me lembro de nenhum. Batman The Dark Knight teve o melhor Coringa, né? Se o vilão é o melhor num filme de super-herói, há algo de errado no gênero.

      1. Bom, a trilha de Watchmen é sancional. No mínimo já é destaque por isso.

        E bom, a tônica do herói se dá pela adversidade né?

      2. Bom, a trilha de Watchmen é sancional. No mínimo já é destaque por isso.

        E bom, a tônica do herói se dá pela adversidade né?

        1. Nem tanto pela adversidade q pode ser qualquer uma, tipo o homem formiga (eu não vi), mas presumo q por ser diminuto enfrente coisas banais na sua jornada, mas o principal do herói, ou pelo menos na jornada do herói, é a transformação pela qual ele passa ao longo da história. Se o herói é fodão desde o princípio, quer dizer, ele não tem dilemas e já está 100% resolvido ele não é um herói, ele é um deus… E a audiência quer se identificar com o herói e se ele não tiver nenhum percalço de desenvolvimento, as pessoas não vão se identificar, eu acho…

    8. Fiasco? O público tem elogiado muito.
      A crítica? Não leve em consideração.

        1. Sem problemas. Se você disse que nem se interessou pelos filmes do cap América então não é muito seu estilo.
          Eu curto pelo entretenimento mesmo. Tranformers foi ruim? O enredo foi… Mas manda mais. O que me interessa é a pancadaria entre robôs heheheh

        2. Sem problemas. Se você disse que nem se interessou pelos filmes do cap América então não é muito seu estilo.
          Eu curto pelo entretenimento mesmo. Tranformers foi ruim? O enredo foi… Mas manda mais. O que me interessa é a pancadaria entre robôs heheheh

          1. Não achei ‘Transformers’ ruim (fugi do trabalho e corri pro cinema ver tamanha a empolgação), é apenas pobre e mais do mesmo em termos de história. O Shia Labeouf é um ótimo ator q depois fez o ‘Eagle eye” e o ‘Wall Street’ q não foram filmes ruins de modo algum. Eu não tenho problema com o gênero propriamente, mas mais com o q estão a fazer com ele. Mas, sinceramente, precisaria me debruçar sobre isso, ver os filmes com mais atenção e interesse, pra poder dar alguma opinião melhor. O primeiro ‘Homem de ferro” foi muito bom. O ‘Fabuloso homem aranha’ eu nem vi, pq, sei lá, perdeu a graça, acabou de terminar um e já vamos contar toda a história outra vez? Aí não… mas estou bem empolgado pra ver o ‘Deadpoll’, q tem as tiradas e boa ação (com muita matança glamourizada e estetizada q faz o pessoal q produz os vídeo do ISIS corar, diga-se). Talvez me canse um pouco as sequências dos filmes. Tá certo q é ficção-científica, um outro gênero, mas a sequência de filmes ‘Start Trek’, por exemplo, são bem melhores resolvidas. Ou seja, repertório e capacidade pra fazer coisa boa há, mas pq fazem tanto roteiro porcaria eu não sei… Pô, é uma das melhores escolas de roteiro do mundo e como é q pode ter tanta tranqueira assim!?

          2. O que menos interessa em um filme é o roteiro. O problema é outro: enquanto experiência audiovisual Transformers é simplesmente… ruim.

            Nem divertido acho que ele é.

          3. Como assim? É o q mais interessa… Assim como a atuação! Os efeitos é o q menos interessam… Bom, pelo menos é q deveria interessar menos. Agora se vc se refere ao filmes de ação… Até pode ser q sejam muito relevantes, mas veja “Mad Max”! É um excelente filme e com excelentes efeitos. Mas sobreviveria sem os efeitos, eu acho, diferentemente de um “Transformer”…

          4. Que demais isso do Mad Max (e baita perigoso).

            E esse video do “Why CG Sucks” é ótimo, ja tinha visto ele e concordo com tudo que o cara fala.

          5. É bem por aí! Fiz questão de ver ‘Mad Max’ no cinema por ser um filme feito pra ser visto no cinema.

          6. Eu me refiro àquilo que é específico do cinema: a imagem, principalmente, e o som. Um bom filme pode ter um péssimo roteiro, mas uma excelente fotografia, enquadramento, cor. etc.

            Exemplo clássico: O iluminado. O roteiro é péssimo (literatura barata de Stephen King). Mas a direção do Kubrick transformou o filme em uma obra prima.

      1. O parece foi baseado nas pessoas que sigo, fãs de super heróis e quadrinhos (e gente com birra gratuita do Ben Affleck e do Snyder).

    9. Esses Vingadores e coisas do tipo são bons pra passar o tempo, ver uns efeitos especiais muito bons, e umas pancadarias legais, fora isso, nada demais, mas a unica coisa que me irrita nos filmes desse gênero são: o hype gigante e o fato de vazarem TUDO do filme antes de estreiar. Todo dia tem foto nova de fulano em tal lugar, trailer novo, revelações da trama, é chato e cansativo, ai chega o filme nos cinemas e você simplesmente nem tem mais vontade de ver, sinto que isso é uma cultura bem forte dos filmes de super heróis (novamente, por causa do hype), e isso é péssimo.

    1. não precisa de gravadora e sim uma distribuidora, tem algumas por ai: fullscreen, cdbaby e a que eu mais ouço falar bem é a OneRPM, feito isso ta tudo beleza.

  12. Desde a última atualização do OS X, o Facebook tem se comportado de maneira muito esquisita no Safari. Às vezes fica insuportavelmente lento. Aconteceu com mais alguém?

    1. Comi tá assim já há meses, mas sem OSX ou Safari. Windows 7 e Chrome mesmo.

      1. O Chrome sob OS X parece não apresentar esse problema. Mas ainda assim o facebook fica mais pesado que os outros sites.

    2. Por acaso vocês usam internet da NET? Eu noto que na empresa o facebook é bem lento, principalmente no Smartphone

    3. Por acaso vocês usam internet da NET? Eu noto que na empresa o facebook é bem lento, principalmente no Smartphone

      1. A lentidão a que o @gafernandes:disqus se refere, se for igual a que acontece aqui, não é gargalo da rede/Internet, é em desempenho mesmo, do tipo que deixa o navegador e o sistema lento.

      2. Aqui uso Vivo (antigo Speedy). Mas não sei se tem cara de traffic shaping, como o Ghedin disse. É a resposta que fica lenta. (sem falar que no iphone/ipad, o problema simplesmente não acontece).

    4. Aqui também, mas antes mesmo da última atualização. Abrir o chat pelo site do Facebook é uma ação dolorosamente lenta (quase sempre prefiro abrir o messenger.com para conversar com alguém).

  13. Alguém conhece alguma loja que venda notebooks usados? Se for de São Paulo melhor ainda, se tiver e-commercer muito muito melhor.

    Estou buscando algum lugar que venda um modelo de notebook em especial, mas tá difícl encontrar nos sites mais comuns como, OLX e Mercado Livre.

        1. Tipo assim, na particao de ‘dados’ tenho 3 pastas para arquivos: músicas, documentos, downloads. Dentro de cada tem a respectiva hierarquia de pastas e arquivos. A pasta downloads é pra tudo que for temporário, como filmes ou músicas recém baixadas.
          As fotos não ficam no HD, pois as mando para o Google photos assim que possível.
          Na pasta do usuário (uso gnome) também ficam coisas temporárias, mas todas descartáveis.
          Aí entra em cartão de memória que uso…. Nele eu deixo documentos e músicas que estou utilizando no momento.
          O Google drive eu quase não uso no dia a dia, mas tem um bocado de coisa lá devidamente organizadas.

    1. Na grande maioria delas, sim. Como arquivos, pastas, emails, músicas, fotos, aplicativos…

    2. Não consigo, sempre que tento, começo é uma maravilha depois vira uma bagunça.

    3. Na medida do possivel sim, só to tentando otimizar a menor quantidade de sites possiveis que uso para organização, exemplo: usar só o Google Keep, Agenda do Google, Evernote, fora mais um ou outro site/app, isso pra produtividade né.
      De resto, quanto musicas, filmes, séries, fotos e pasta pessoal, é tudo super organizado, cada um em sua pasta nomeadinho bonitinho etc, boto tudo no HD externo e a maioria das coisas é “backupada” no google drive.

    4. Sim. Tenho uma certa compulsão por organização. Eu fico meio maluco quando o Google Photos deixa tudo bagunçad.

  14. Notei que o messenger possui uma qualidade muito superior nas ligações voip. Deixa whatsapp no chinelo. Fica a dica.

    1. Verdade! Na necessidade que descobri isso ai. O do whatsapp fica “reconectando” em locais c internet ruim.

    2. Fato. Parece que a pessoa está do seu lado. O voip do WA é horrível.

  15. Estou precisando comprar um projetor para dar aula. Ele tem q ser leve, uma boa qntd de lumens, e queria saber se tem como ele ter entrada pra pen drive(power point) e pro apontador(passar os slides). O que vcs me recomendam?

    1. É uma boa pergunta. Tb queria um projetor e fiquei animado com aqueles mini, saca? Tem um da Dell q me pareceu bom, mas eles são muito caros e tb não sei se são potentes o bastante. E se tivessem bataria tanto melhor. Acho q vi um, não me recordo a marca, e não era ruim… Mas era caro. Acho q próximo dos 2 mil. Bom, pra mim é caro, mas a possibilidade de carregá-lo por aí era excelente.

  16. Já teve bons comentários na postagem do iPhone SE, mas trazendo agora para o Post Livre. Eu gostei muito do SE, o preço americano tá bacana e se o dólar contribuísse daria para trazer por uma amiga que vai pra NY em Julho. O problema é que a frequência do 4G americano não funciona no Brasil :(
    Tô no aguardo dos reviews. O único problema para mim é a bateria, já que todo mundo que tem iPhone reclama dela.

      1. Esse tá falando do 6S, mas achei um do SE e fala que ele é melhor mesmo. Se a bateria durasse igual o meu Z3 Compact, eu ficaria bem feliz.

    1. tão falando que a bateria desse iphone dura de 10 a 13 horas o que é uma marca impressionante se comparado a qualquer outro iphone lançado anteriormente se não chegar com um preço ridiculamente alto ao brasil eu vou comprar um desses pra substituir meu gran prime velho de guerra

      1. Li uns reviews curtos e tão falando bem da bateria, vamos ver os mais longos, com mais tempo de uso.
        No Brasil vai o de 16GB vai vir mais de 2500 reais. Se meu chute for certo, se for importar pelos caras que vendem no fórum do Mac Magazine, o de 64GB vai ficar uns 2300. Aí vai compensar.

    2. Seria uma boa se ele viesse por menos de 2k pra cá. Infelizmente acho improvável.

  17. Já teve bons comentários na postagem do iPhone SE, mas trazendo agora para o Post Livre. Eu gostei muito do SE, o preço americano tá bacana e se o dólar contribuísse daria para trazer por uma amiga que vai pra NY em Julho. O problema é que a frequência do 4G americano não funciona no Brasil :(
    Tô no aguardo dos reviews. O único problema para mim é a bateria, já que todo mundo que tem iPhone reclama dela.

  18. Que bela forma de começar o dia. Atualizei meu iTunes ontem, que então pediu para eu reinicializar o computador, mas como estava ocupado no momento deixei para fazer isso hoje cedo. Ok, computador reiniciado, abro o iTunes, cadê minha biblioteca? Tudo zerado! Adeus playlists, contagem de reproduções, classificações e músicas favoritas, tudo!
    Dei uma investigada aqui e acredito que a causa disso foi que, por alguma motivo, o caminho da pasta iTunes Media foi alterada para a padrão, sendo que a minha fica de fato na unidade secundária. Alguém tem alguma ideia de como eu posso pelo menos recuperar as playlists e, principalmente, evitar que isso aconteça no futuro?

    1. Uma coisa parecida aconteceu quando atualizei meu PC pro Windows 10. Praticamente todas as minhas músicas baixadas por torrent (numa era pré-Spotify) sumiram. Só sobraram algumas. Voltei pro W7 para ver se resolvia e nada. Perdi milhares de músicas, unreleaseds, lives e etc.
      Agora sobre o iTunes. As vezes eu atualizava e ele perdia playlists, classificações e tal. Então, antes de atualizar, eu fazia um backup e caso desse problema, pelo backup dava para voltar o conteúdo. Mas faz muito tempo que não uso o iTunes, então nem sei onde fica essa parte mais.

    2. Eu sempre mantenho um backup de tudo. Já perdi todos os documentos umas 2x. Senti muita falta de fotos de ensino médio e começo da faculdade.

    3. Raramente tenho playlists no iTunes, e musicas favoritas eu acabo “favoritando” pelo lastfm mesmo, BEM melhor, porem dica: eu salvo minhas musicas em pastas no HD Externo (serve se for no seu HD normal mesmo), dai tudo de novo que eu baixo, eu jogo na pasta e copio pro iTunes, pois se der qualquer merda nele eu não perco uma musica se quer, pois o local de destino original delas é no HD Externo.

      1. As minhas músicas também fica numa pasta que não é controlada pelo iTunes, eu não deixo ele organizar os arquivos, então não cheguei a perder elas. Mas playlists é algo que eu uso bastante =/

    4. Veja se ajuda:

      1.Mantenha a tecla Shift pressionada e inicie o iTunes
      2.Na tela que aparece, selecione escolher biblioteca e indique a pasta na unidade secundária.

      1. Não deu certo, veio zerada novamente. Acho que o jeito vai ser começar tudo novamente mesmo.

      2. Não deu certo, veio zerada novamente. Acho que o jeito vai ser começar tudo novamente mesmo.

  19. Expectativas erradas do produto: já compraram um produto e foram surpreendidos por esperar menos ou mais do produto? Passei por dois casos recentes, um positivo e outro negativo.

    Um caso muito positivo foi o Alcatel Idol 3. Eu quebrei meu Moto X 2014 e estava usando um antigo Razr i, mas a bateria dele está nas últimas e o desempenho sofrível também. Apareceu esse Alcatel Idol 3 por R$599,00 aqui no site e comprei como um smartphone “tampão”, até eu conseguir algo melhor do nível do Moto X. Não é que o smartphone, que comprei para quebrar um galho, foi um upgrade em aspectos importantes?

    Nunca gostei da reprodução de som do Moto X, tanto pelos alto-falantes como pela saída P2, o Alcatel é muito melhor nesse aspecto. Em casa, eu ouvia música pelo iPad nos fones de ouvido ao invés de usar o smartphone. Até meses atrás não usava alto-falantes para nada, mas passei a treinar usando o app Results nos últimos meses e deixo meus podcasts nos alto-falantes durante o treino, incomparável o som, muito mais alto e claro que o Moto X. Os fones JBL que acompanham são muito bons também, cabos bem reforçados flat e som equilibrado, ótimo para usar na rua.

    A tela me agradou mais que a do Moto X, apesar da resolução melhor, a tela do Moto Xera muito amarelada e saturada em comparação aos concorrentes mais modernos. Nada muito grave, mas desde o Lollipop que o Android passou a usar muito branco na interface passou a me incomodar. mais..o Alcatel usa LCD mesmo que não tem esse problema de branco apesar de ser menos chamativa.

    O design eu também gostei, na mão ele certamente parece um produto inferior ao Moto X, mas achei bem bonito o aparelho e a pegada muito melhor pelo tamanho da tela e espessura do aparelho. Eu tinha um Moto X de bambu, era bem escorregadio e a frente branca era bem feia devido aos úteis sensores de aproximação.

    Por fim, a bateria parece melhor na prática apesar da menor amperagem, o Moto X era bem variável nesse aspecto…dependendo do uso a bateria ia muito rápido. Não experimentei muito o aparelho ainda, mas pelos reviews e os poucos dias de uso, parece superior nesse aspecto.

    De desvantagem, o desempenho é inferior, apresar de estar bem fluído ainda é visível a diferença na hora de alternar entre apps e abri-los. A câmera parece ser pior, mas não muito, já que o Moto X devia bastante nesse aspecto. O armazenamento é pouco, não me incomoda, mas principalmente considerando que é um smartphone de música…16GB sem MicroSD é complicado. A tela não tem Gorila Glass, achei preventivo colocar a película que vem na caixa…mas não gosto muito de usa-las pelas bolhas que sempre deixo haha. Por fim, o software, ele é pouco modificado mas o excesso de aplicativos de terceiros é meio chato assim como mudar os ícones dos apps comuns. E, claro, não está atualizado para o Android M.

    Em resumo, por R$599,00 eu fiz um upgrade de smartphone que só me preocupa em relação ao desempenho futuramente…mas recomendo se aparecer por esse valor por ai.

    De surpresa negativa, acho que os Xiaomi Mi PIston 2. A qualidade do som é boa, mas a construção ficou devendo pela forma como é exaltado no site, o cabo que segura os earbuds são muito finos e o peso deles atrapalha um pouco o uso. Considerando o preço e os JBL que “ganhei”, fiquei um pouco chateado com essa compra.

    1. Esperava menos da SmarTV, mas tá entregando uma experiência bem boa tanto de software quanto de qualidade da imagem, mesmo não sendo FHD.

      1. Eu tenho esse fone da Xiaomi e acho ele maravilhoso. Estou muito satisfeito!! Fechei a compra porque o controle remoto dele é 100% compatível com Windows Phone/Windows 10 Mobile.

      2. Você gostaria de saber algo em específico?

        O fone é muito bom, dentre os in-ear que eu tive, é o que tem melhor agudos com certeza já que a maioria se foca nos graves. Minha decepção foi apenas esperar um produto mais premium nos cabos e não ser assim, mas ele vem em uma embalagem muito bonita também, inclusive com um porta-fone que pode ser utilizado para carrega-lo (não tenho paciência para usar-lo, mas é interessante). Acho que os earbuds de metal são um pouco pesados também, ficando meio fácil de cair dos ouvidos.

        Acho que vale a pena no geral, mas não sei dizer se há outros com melhor custo/benefício no Brasil.

      3. Também tenho esse fone de ouvido, estou usando ele agora nesse momento. E com certeza é um dos melhores que existe nessa faixa de preço. Ouço somente música eletrônica e os graves são satisfatórios. Realmente muito bom, paguei cerca de 12 dólares, e ainda tive a sorte de não ser taxado.

    2. Realmente, o Moto X 2014 deve muito, nos quesitos som e câmera. Quanto ao desempenho, é ótimo, desde que você faça HR periódico, um problema clássico do Android.

      A necessidade de fazer isso sempre para manter a boa performance do aparelho, é uma coisa chata pra mim, já que eu perco configurações bancárias e refazer isso é um saco. Como eu não tenho feito, ele está apresentando lentidão até na abertura de apps básicos como o Whatsapp. A tela já está cheia de burn-in.

      Estou há 1 ano e 6 meses com ele. Acho difícil eu ficar os 3 anos planejados.

      Quanto aos fones, eu também tenho um par de fones da Xiaomi, só que é modelo Piston 3. Tem um som mediano, a construção é muito boa mas tem uma coisa que incomoda bastante: pelo fato do cabo ser trançado em nylon, qualquer contato que ele tenha com outra superfície, gera um ruído bem alto que ecoa lá nos ouvidos. Praticamente um estetoscópio.

      Eu estava pensando em comprar esse modelo Hybrid. Li alguns reviews falando bem do fone. Por R$80,00 (no Ali Express) acho que dá pra arriscar.

      1. Em relação ao desempenho do Moto X, não tenho nada a reclamar, usava desde a época do lançamento e nunca percebi nenhuma degradação nesse aspecto.

  20. Expectativas erradas do produto: já compraram um produto e foram surpreendidos por esperar menos ou mais do produto? Passei por dois casos recentes, um positivo e outro negativo.

    Um caso muito positivo foi o Alcatel Idol 3. Eu quebrei meu Moto X 2014 e estava usando um antigo Razr i, mas a bateria dele está nas últimas e o desempenho sofrível também. Apareceu esse Alcatel Idol 3 por R$599,00 aqui no site e comprei como um smartphone “tampão”, até eu conseguir algo melhor do nível do Moto X. Não é que o smartphone, que comprei para quebrar um galho, foi um upgrade em aspectos importantes?

    Nunca gostei da reprodução de som do Moto X, tanto pelos alto-falantes como pela saída P2, o Alcatel é muito melhor nesse aspecto. Em casa, eu ouvia música pelo iPad nos fones de ouvido ao invés de usar o smartphone. Até meses atrás não usava alto-falantes para nada, mas passei a treinar usando o app Results nos últimos meses e deixo meus podcasts nos alto-falantes durante o treino, incomparável o som, muito mais alto e claro que o Moto X. Os fones JBL que acompanham são muito bons também, cabos bem reforçados flat e som equilibrado, ótimo para usar na rua.

    A tela me agradou mais que a do Moto X, apesar da resolução melhor, a tela do Moto Xera muito amarelada e saturada em comparação aos concorrentes mais modernos. Nada muito grave, mas desde o Lollipop que o Android passou a usar muito branco na interface passou a me incomodar. mais..o Alcatel usa LCD mesmo que não tem esse problema de branco apesar de ser menos chamativa.

    O design eu também gostei, na mão ele certamente parece um produto inferior ao Moto X, mas achei bem bonito o aparelho e a pegada muito melhor pelo tamanho da tela e espessura do aparelho. Eu tinha um Moto X de bambu, era bem escorregadio e a frente branca era bem feia devido aos úteis sensores de aproximação.

    Por fim, a bateria parece melhor na prática apesar da menor amperagem, o Moto X era bem variável nesse aspecto…dependendo do uso a bateria ia muito rápido. Não experimentei muito o aparelho ainda, mas pelos reviews e os poucos dias de uso, parece superior nesse aspecto.

    De desvantagem, o desempenho é inferior, apresar de estar bem fluído ainda é visível a diferença na hora de alternar entre apps e abri-los. A câmera parece ser pior, mas não muito, já que o Moto X devia bastante nesse aspecto. O armazenamento é pouco, não me incomoda, mas principalmente considerando que é um smartphone de música…16GB sem MicroSD é complicado. A tela não tem Gorila Glass, achei preventivo colocar a película que vem na caixa…mas não gosto muito de usa-las pelas bolhas que sempre deixo haha. Por fim, o software, ele é pouco modificado mas o excesso de aplicativos de terceiros é meio chato assim como mudar os ícones dos apps comuns. E, claro, não está atualizado para o Android M.

    Em resumo, por R$599,00 eu fiz um upgrade de smartphone que só me preocupa em relação ao desempenho futuramente…mas recomendo se aparecer por esse valor por ai.

    De surpresa negativa, acho que os Xiaomi Mi PIston 2. A qualidade do som é boa, mas a construção ficou devendo pela forma como é exaltado no site, o cabo que segura os earbuds são muito finos e o peso deles atrapalha um pouco o uso. Considerando o preço e os JBL que “ganhei”, fiquei um pouco chateado com essa compra.

  21. E ai, estou precisando de um celular até uns R$ 1200, alguem sabe me dizer qual compensa mais? Moto x 2014? Moto X PLay? Samsung Alpha? Samsung A5?

    1. Moto X Play está difícil aparecer nessa faixa. O Moto X (2014), quando aparece (principalmente na Saraiva), é um pouco abaixo de R$ 1.000. Galaxy A, no caso, seria o A5 ou A7 do ano passado — os novos ainda estão num patamar de preço acima. Fora esses, também tem o Lenovo Vibe.

      São todos bons aparelhos, então vai do que você prioriza. Câmera e bateria? Moto X Play. Design e desempenho? Moto X (2014). Ainda mais design? Galaxy A. Custo-benefício e sensor biométrico? Lenovo Vibe.

      1. Então, o alpha q to falando é essa pérola aqui http://bit.ly/1pLLyNI , vi o vibe 7010 nas suas promoções, parece bacana só tenho um pouco de medo em relação a lenovo esquecer dele daqui um tempo, com relação ao a5 chegou a usar? ele é muito fraco? Ps.: tenho um moto x 1 hoje.

        1. Acho esse Galaxy Alpha meio caro. Já saiu de linha, provavelmente não é mais atualizado e, mesmo na época em que foi lançado já não era topo de linha.

          Não usei nenhum Galaxy A, mas parecem bem decentes pelo que li por aí.

        2. Não compre o Alpha. Cheio de problemas, inclusive peças caindo. Fora que a Samsung tem o pior gerenciamento de RAM entre as grandes fabricantes.

  22. E essa onda de videos curtos de culinária que tá atacando o facebook?

      1. Não sei, não sigo nada de culinária no facebook e de repente minha timeline estava cheia. E com o autoplay dos videos, não deu outra se não seguir o Tasty.

        1. só vejo uns do Buzzfeed na timeline de vez em quando, aproveito e salvo (para nunca fazer, óbvio), porem sempre são coisas bem simples e gostosas, bate uma baita larica…

    1. ainda bem q não vejo, mas essa parada de programas com dicas de receita já deu no saco, cara…

    2. estou amando! são videos bem resumidos q podem ser vistos sem som no meio da aula. da aquela motivada pra ir pra cozinha fazer algo diferente :)

      1. Antes eu achava essa parada de sem som uma ideia horrivel, mas também to adorando.

  23. Nessa páscoa vocês terão ovos? Ganhei um ovo mas confesso que eu preferia ter ganhado dinheiro :x

    1. Esse ano não guardei grana. Vou deixar pras promos depois da pascoa hahahahahaha

  24. Estou querendo adquirir esse headphone da Xiaomi: http://www.mi.com/en/miheadphones/. Possuo outros produtos da marca e a qualidade me agrada bastante. Quero saber com qual headphone ele se equipara e se ele é realmente bom como aparenta.

    1. Não conhecia! Parece bacana (como toda apresentação de produto da própria fabricante). Seria legal procurar uns reviews independentes para saber se a promessa da Xiaomi se concretiza na prática.

      1. Li por cima alguns reviews e ninguém falou mal. Elogiaram a construção, a qualidade e também a possibilidade de trocar a “espuminha”, que transforma o fone em um circoauricular

  25. Olá, bom dia. Percebi que pelo fato de não saber inglês, estou perdendo muito conteúdo nessa língua, seja ele sobre tecnologia, ciência e livros no geral. Queria algumas dicas de quem domina a leitura em inglês, porque no momento é mais prioritário ler do que falar, uma coisa de cada vez.

    Abraços a todos.

    1. Eu peguei o que aprendi na escola (até que foi bastante coisa, a parte da gramática quase toda) e me forcei a ler no inicio, usando um tradutor lado a lado. Claro que muita coisa passava ou n~~ao fazia sentido, mas tentava entender pelo contexto.Agora já está natural.

      1. Já estou no fim do 2º ano do ensino médio (colégio federal que entrou em greve, e agora está repondo as aulas atrasadas) e possuo somente uma aula de 45 minutos por semana, que infelizmente rende pouquíssima coisa. Quero entrar na faculdade já tendo uma boa base e pretendo aprender pela internet, principalmente. Mas não sei por onde começo

          1. Tentei o Duolingo, mas acabei desistindo por falta de motivação mesmo, não me dei bem com o método dele. Eu entro em alguns sites de tecnologia e até entendo a introdução de uma matéria, dou uma passada rápida pelo post e consigo captar boa parte do que se trata, mas o problema fica nos detalhes. Não sei se devo ir atrás de uma lista com palavras mais usadas na língua e decorar todas elas, ou ir traduzindo mesmo…

          2. minha sugestão é a seguinte: faça o básico (intensivo) numa escola de inglês acessível caso vc queira, além de ler, conseguir conversar (muito útil se pretende viajar pelo mundo). depois vc consegue ir se virando sozinho com material de estudo individual. ou vc pode procurar cursos de proficiência. se vc estiver em sp o mosteiro são bento tem e a usp tb. ambos são bem acessíveis.

          3. Boa dica, dependendo da cidade tem cursos de idiomas nas universidades públicas que costumam ser bem baratos (25% do valor convencional) e com muito mais opções de horários.

          4. Até faria um curso, mas tenho um problema com o tempo: Saio de casa as 6:00 da manhã e só chego 19:00. O colégio em que estudo é integral e em outra cidade. É se segunda a sexta nesse ritmo, e as vezes no sábado. Terei que me virar nas noites em casa mesmo.

          5. e como o @fredmmtt:disqus lembrou, se vc for na universidade pública da sua cidade, sempre tem professores (alunos, geralmente, em busca de renda extra) dispostos a ensinar. numa dessas vc combina pro domingo ou sábado à tarde.

      2. Sabe aquele cara que o pessoal competia pra fazer trabalhos de inglês? Era eu.
        Ao menos isso eu era bom hahaha
        Hoje também leio muitos sites gringos.

    2. Tem muito material no Youtube e em fóruns de forma gratuita e bem didática.
      Arranja uns dicionários EN-PT e EN-EN de papel mesmo que vai ajudar bastante. . Depois tenta achar algum blog em inglês de algum tema que você goste e se força a lê-lo com o dicionário do lado. Rapidinho você vai dominar o básico da gramática e o vocabulário virá com o tempo.

      1. Valeu pela dica. Mas me pergunto de o Google Translator já não daria conta, porque ao passar a palavra do inglês para o português, eu saberia o significado.

        1. Tradutores online nem sempre funcionam bem, pois eles censuram algumas palavras e esquecem de traduzir outras :|

          1. Jogue um “get”, sinta-se afogado em significados. Outro exemplo: “school”. Ainda não vi tradutor que devolva o significa disso como coletivo de peixes.

        2. Eu acho que nesse caso ajudaria sim, além disso já pode procurar por expressões inteiras que as vezes o Translator acerta, e claro o Google search também ajuda muito, as vezes até o Image ja te da a resposta.

        3. Traduzir é interessante para saber o que o você está falando. Mas não se apegue muito a isso. Se vire em inglês mesmo rsrsrs

        4. Traduzir é interessante para saber o que o você está falando. Mas não se apegue muito a isso. Se vire em inglês mesmo rsrsrs

    3. O pessoal deu boas dicas aí embaixo (meu caminho foi escola de inglês mesmo; fiz seis anos, bem mais que o necessário para ler e falar).

      Para contribuir, um app em que tropecei ontem e ainda não testei, mas parece interessante: http://www.easyten.ru/pt Todo dia ele ensina dez palavras no idioma desejado, o que deve ser bem legal para ampliar e fixar o vocabulário.

    4. Cara, você pode começar por algo simples se quiser.

      Jogos, filmes e seriados, coloque sempre com áudio/legenda/menu em inglês.
      Vai apanhar no começo, mas com o tempo você vai entendendo. E não tente traduzir o tempo todo, apenas leia, pense e fale em inglês que facilita muito.

    5. Bom, se ler é a prioridade, acredito que deve ir de cara nesse sentido. Eu melhorei minha leitura indo atrás de conteúdo em inglês que fosse do meu interesse e traduzindo as palavras desconhecidas. Pode ser blogs, livros e até podcasts podem ajudar nisso. Existe um chamado English as a Second Language bem didático nesse sentido.

      Mudar para inglês tudo que você usa diariamente (celular, computador, jogos e etc) acredito que ajudará bastante também.

    6. Bom, se ler é a prioridade, acredito que deve ir de cara nesse sentido. Eu melhorei minha leitura indo atrás de conteúdo em inglês que fosse do meu interesse e traduzindo as palavras desconhecidas. Pode ser blogs, livros e até podcasts podem ajudar nisso. Existe um chamado English as a Second Language bem didático nesse sentido.

      Mudar para inglês tudo que você usa diariamente (celular, computador, jogos e etc) acredito que ajudará bastante também.

    7. Eu entrei cedo na escola de inglẽs, mas o que me fez querer aprender foram os jogos, principalmente Final Fantasy, jogava com um dicionário físico do lado, minha dica seria essa: Tenha um método mais ortodoxo de estudo, tipo curso online ou presencial, e pratique com alguma coisa que você gosta muito, joguinhos, livros e até filmes você pode colocar com legendas em inglês ir pausando para procurar o significado da frase.

    8. 1) tem que saber a gramática básica do inglês, não tem como escapar disso, aí provavelmente só com aula presencial mesmo, inclusive pelo fator disciplina

      2) depois tem os verbos irregulares, é questão de decorar, tem que saber, se não souber pode desistir

      3) depois tem as expressões idiomáticas, que também é questão de decorar…tem um livro em português (2 volumes) chamado Dicionário de Locuções e Expressões Idiomáticas (M.A. Chimidt, H. F. Hainfelder), que é simplesmente uma lista de expressões e sua tradução do lado, mas é bastante abrangente, é o melhor recurso que vi até hoje…problema é que é meio antigo (1992), talvez tenha que procurar em sebos

      para ler sobre ciência e tecnologia os itens 1 e 2 são essenciais, o item 3 nem tanto

      4) para entender o inglês falado o meio mais fácil é assistir séries com legenda em inglês…essas legendas são fáceis de encontrar no site addic7ed.com

      independentemente de tudo isso, também é uma questão de hábito: para apender a ler em inglês tem que ler bastante em inglês, mesmo que inicialmente seja desconfortável e não se aproveite muito…idem no caso de entender o inglês falado, tem que assistir bastante as séries faladas em inglês (se usar legendas, tem que ser legendas em inglês)

    9. Gosto muito do Duolingo, mas tenho minhas dúvidas se é bom para iniciantes.

  26. Só de boas aguardando o @fabio montarroios trazer o guia de importação garantida até 100 dólares :D (para não precisar aguentar as cobranças indevidas).

    1. hahaha! preciso testar ainda. mas tenho novidades: a resposta da receita federal. virei uma espécie de ameaça nacional. calma aí. deixa eu fazer umas paradas do trampo q eu já volto.

    2. hahaha! preciso testar ainda. mas tenho novidades: a resposta da receita federal. virei uma espécie de ameaça nacional. calma aí. deixa eu fazer umas paradas do trampo q eu já volto.

    3. Um juiz federal me deu ganho de causa nessa ação e a esposa foi muito precisa no q pediu e na interpretação q fez, por isso deu certo!

      Daí que, CLARO, a receita federal recorreu e o olha o q me escrevem. Demos muitas risadas aqui.

      “Com tal sentença, o autor adquiriu verdadeiro “salvo-conduto” para importar o que bem entender (desde que limitado a cem dólares) quantas vezes quiser e até, diariamente, se tornando verdadeira “ponte” para quem mais quiser utilizá-lo para importar mercadorias.

      É uma verdadeira distorção dos objetivos da norma que é o de permitir a não tributação de “presentes” ou “lembrancinhas” que uma pessoa física residente no estrangeiro possa enviar a uma pessoa física residente no Brasil.

      Interpretar de outra forma, é deixar a economia nacional desprotegida da invasão de mercadorias estrangeiras advindas até de países que utilizam mão-de-obra quase que escrava e, assim, conseguem fornecer produtos de baixíssimo custo.”

      Ou seja, sou uma verdadeira ameça à economia nacional, porque posso, diariamente, gastar cem dólares e virei tipo uma “ponte da amizade”, fazendo com que todos os parças possam receber algo mais que “presentes” e “lembrancinhas” do exterior. Vou comprar exclusivamente de mão de obra escrava e arruinar a querida FIESP que é articuladora de uma indústria muito produtiva e de altíssima tecnologia… Nem o Lula conseguiu esse salvo-conduto que eu consegui! Sou muito foda e muito perigoso…

      Patético.

    4. Um juiz federal me deu ganho de causa nessa ação e a esposa foi muito precisa no q pediu e na interpretação q fez, por isso deu certo!

      Daí que, CLARO, a receita federal recorreu e o olha o q me escrevem. Demos muitas risadas aqui.

      “Com tal sentença, o autor adquiriu verdadeiro “salvo-conduto” para importar o que bem entender (desde que limitado a cem dólares) quantas vezes quiser e até, diariamente, se tornando verdadeira “ponte” para quem mais quiser utilizá-lo para importar mercadorias.

      É uma verdadeira distorção dos objetivos da norma que é o de permitir a não tributação de “presentes” ou “lembrancinhas” que uma pessoa física residente no estrangeiro possa enviar a uma pessoa física residente no Brasil.

      Interpretar de outra forma, é deixar a economia nacional desprotegida da invasão de mercadorias estrangeiras advindas até de países que utilizam mão-de-obra quase que escrava e, assim, conseguem fornecer produtos de baixíssimo custo.”

      Ou seja, sou uma verdadeira ameça à economia nacional, porque posso, diariamente, gastar cem dólares e virei tipo uma “ponte da amizade”, fazendo com que todos os parças possam receber algo mais que “presentes” e “lembrancinhas” do exterior. Vou comprar exclusivamente de mão de obra escrava e arruinar a querida FIESP que é articuladora de uma indústria muito produtiva e de altíssima tecnologia… Nem o Lula conseguiu esse salvo-conduto que eu consegui! Sou muito foda e muito perigoso…

      Patético.

        1. “objetivos da norma que é o de permitir a não tributação de “presentes” ou “lembrancinhas””.

          o Procurador da Fazenda Nacional, autor dessa peça brilhante, ganha um MEGA salário (além de vários auxílios) pra escrever coisas desse naipe… já q é assim, me coloquem lá, por favor, q posso ser ainda mais imaginativo.

          1. Provavelmente ele ficou com o ego ferido ao ver a tese que eles defendem a tanto tempo ser derrotada… Daí só sobra o choro mesmo

          2. vamos ver se a justiça federal mantém a decisão… nunca se sabe. a justiça é sempre uma surpresa. a lei diz uma coisa, às vezes de modo límpido, mas cada juiz vê o q quer, saca? aliás, isto está muito em voga e está sendo celebrado. eu não ficaria muito animado com isso, mas cada um sabe o q faz.

      1. Boa! Hahaha
        Me diz, de pessoa física pra física é bem mais fácil?
        Peço isso pois um colega meu foi a Chicago nessa última segunda. Vai passar 1 ano pelo ciência sem fronteiras.
        Aí já tenho uma lista de coisas pra ele me trazer. É tranquilo ele me enviar isso?

        1. se vc cair naquela seleção mágica da receita… não importa. eles taxam e o valor vem sei lá de onde. eles não podem taxar vc nem de pessoa física e nem de jurídica até 100 mangos. o problema q a receita acha q tá todo mundo dando golpe, então podem taxar vc mesmo assim. hoje a coisa funciona na base da sorte.

          1. De onde eu sei até os 100 dólares é apenas com origem de pessoa física. O blog do JC fala muito disso.
            Onde você viu que se pessoa jurídica também vale?

          2. é… todo mundo está na onda da receita e, pelo visto, o primeiro juiz entendeu os argumentos q a esposa usou como válidos. vamos ver se eles mantém a decisão. a receita federal anda de brincadeira com isso…

      2. huasuhashuahuashusauhauhsa
        Esperava alguma resposta da receita, mas essa foi de matar.

        edit:
        Depois da juíza federal tem o STJ e o STF certo ?

        1. só pode “lembrancinha” e “presentes”!? e esse pessoal é bem pago pra escrever isso, né?

          então, dentro do próprio juizado especial federal tem uma turma recursal segundo a esposa. a receita pode continuar recorrendo, mas ela disse q acha difícil eles fazerem isso e, provavelmente, vou inaugurar uma nova era tecnológica no país (além de arruinar a indústria nacional) podendo trazer maquinários pesados, robôs e satélites – contanto q tudo isso não passe de 100 dólares, claro.

          1. Escrevem esse monte de baboseira pq não tem oq escrever. É assim mesmo rs

          2. Se fossem honestos a justiça brasileira não estaria tão apinhada, mas a culpa é dos advogados q recorrem, né?

          3. Em parte sim. Não confunda o recurso com desonestidade.
            No seu caso, a fazenda tenta evitar um precedente que, em grande escala, pode ser danoso aos cofres públicos, buscando uma interpretação da lei talvez (não conheço os termos do processo).
            Você, sozinho, não ameaça a economia. E a fazenda vai fazer o possível para evitar o precedente.
            O grande problema da morosidade é culpa do poder executivo mesmo, por dois motivos.
            Primeiro, falta gente pra cuidar de tanto processo e o poder executivo não libera verba pra contratação. Há um déficit humano.
            Segundo, porque quem mais ocupa a justiça é o poder executivo. Veja a justiça federal (e juizados), veja as varas da fazenda pública. Eu digo como réu mesmo. O INSS é um bom exemplo. Aqui em SP há as varas previdenciárias só por INSS, fora os juizados para causas de até 60 salários mínimos.
            Por fim, a grande maioria do executivo não quita os precatórios que deve.

          4. bom, não vou generalizar, q seria um erro da minha parte, mas os recursos q eu vejo do estado para algumas questões q acompanho, especialmente da perseguição do estado aos negros e pobres da cidade, os recursos do estado são desonestos, pq mentem (dizem q uma pessoa estava armada qdo não há arma alguma entre outras coisas) e ignoram as leis.

            e, com certeza, todos esses processos q o estado, em todas as esferas, recorre pra não pagar é de lascar… em casos do inss com pessoas dependendo disso pra viverem uma vida razoável é indecoroso e abjeto pra dizer o mínimo.

            mas eu me referi a uma crítica do judiciário q ganha força e eco na sociedade, dizendo q os advogados recorrem demais e isso tem paralisado a justiça. falta gente na justiça e recursos, diga-se, pq pelo menos aqui em sp, a justiça estadual está capenga, enqto a federal tem uma estrutura mil vezes melhor, mas não é culpa dos advogados a lentidão da justiça…

          5. Pede para mandar em vários pacotes! Todos com frete grátis e valor inferior a USD$100! hahahahahahahhaha

        2. Nesse caso, por ser juizado tem a turma recursal, turma nacional de uniformização, stj e stf. Isso não significa q o processo irá percorrer td esse caminho. Há requisitos para os recursos.

        1. Essas fronteiras fechadas no beneficiam pra cacete, né? Essa mentalidade nacionalista/protecionista/despropositada ainda vai jogar a todos no buraco…

          1. Bom, acho que agora embolou. Eu estava me referindo ao texto da Receita, não sei se foi seu entendimento também.

            E concordo. O protecionismo nunca fez bem ao desenvolvimento nacional. Ele só deixa os produtos nacionais cadas vez mais retrógrados e vagabundos.

          2. cara, entendi sim! estava sendo irônico em relação ao último parágrafo da citação mesmo. acho q me expressei mal! desculpa aí.

            os caras do jurídico fazem umas piruetas incríveis pra se desviar do q a lei diz, em alguns casos, de maneira límpida até para um leigo como eu.

            ambos estamos de acordo q o q eles escrevem é fora da realidade.

      3. Caro senhor dono da ponte da amizade, preciso importar algumas coisas do exterior, de um país com mão de obra quase totalmente escravizada, mas para começo de coversa, apenas artigos de menos de USD$100,00 (favor providenciar o aumento do mesmo). Poderia me fornecer seu e-mail, para combinarmos valores e produtos?
        Atenção PF, é apenas brincadeira! hahahahah

      4. Caro senhor dono da ponte da amizade, preciso importar algumas coisas do exterior, de um país com mão de obra quase totalmente escravizada, mas para começo de coversa, apenas artigos de menos de USD$100,00 (favor providenciar o aumento do mesmo). Poderia me fornecer seu e-mail, para combinarmos valores e produtos?
        Atenção PF, é apenas brincadeira! hahahahah

          1. Vídeo do facebook é dose hein….
            Só funciona se tiver o flash player no PC/browser e olhe lá.

          2. Já foi bem pior. Está melhorando, como tudo em que o Facebook foca. Ah, e ele não depende de Flash, não… Aqui nem tenho como instalar (Safari) e eles rodam de boa.

          3. HUE !
            Firefox aqui não roda nem com reza brava, já ativei aquele reprodutor de H264 que vem nos complementos e nada de funcionar, só ativando o flash mesmo (argh).

    1. Quando moleque tentei aprender flauta, mas não deu certo. Acho que por ser dentuço eu não sabia soprar direito, sei lá.

    2. Guitar Hero conta? Quando era mais novo fiz umas aulas de violão e até tocava alguma coisa, mas tinha bastante timidez para cantar e isso acabou me empacando no violão também. Ainda lembro alguma coisa, mas é o básico do básico.

      1. Eu tbm era muito tímido e não criei coragem pra cantar. Hoje me arrependo disso. :(

    3. Tenho um violão deve fazer uns 10 anos, nunca aprendi a tocar, mas por falta de empenho também.

    4. Guitarra como o principal. Violão e baixo em seguida. Ainda quero aprender bateria ou teclado.
      Mas não sou “foda”.
      To meio enrolado com 3 bandas. Depende-se muito de disciplina dos outros membros.
      No momento estou tirando umas 8 músicas do Raul Seixas para um show tributo. Ta 100%…, vamos ver como os outros se saem hehehe

    5. Comecei aula de violão e parei. Agora ele ta encostado aqui, tenho q começar de novo.

    6. Aqui no sul chamamos de gaita, acho que vocês devem conhecer por sanfona hahahah
      Fora isso, também tenho uma boa noção de violão, mas não diria que toco violão na plenitude da palavra kkkk

    7. Estudando violão. Mas tô meio empacado na evolução pq estudo pouco
      Dá pra enganar umas pessoas rs

    8. Estudando violão. Mas tô meio empacado na evolução pq estudo pouco
      Dá pra enganar umas pessoas rs

    9. sempre quis muito tocar varios instrumentos (e ainda quero), porem sou preguiçoso e falta disciplina. Um amigo me deu um violão e ele ta aqui parado há tempos, mesma coisa com uma gaita que e ganhei, não consigo não desistir no inicio, mas quem sabe um dia…

    10. Toco guitarra e violão há 9 anos, mas nunca estudei com muito afinco. Penso que foi uma péssima ideia começar a me interessar em aprender um instrumento quando entrei na faculdade…. Quero aprender a tocar piano; tem até um teclado aqui em casa que brinquei durante um tempo, mas vou precisar de um professor pra aprender a tocar direito.

    1. Bom dia! Qual vai ser a boa do feriadão? Alguem já tem alguma coisa em mente, ou vai deixar rola.

      Boa pascoa a todos.

      1. Ler a biografia do Led zeppelin. Só tenho internet hoje por que estou na minha sogra. O resto vai ser ‘isolado’ na casa dos meus pais (aka roça)

Os comentários estão fechados.