Post livre #5

Desate a gravata, tire os sapatos e puxe uma cadeira: o post livre está no ar. E com novidades: agora ele fica aberto até domingo!

Para quem nunca viu: este post não tem nada, é só uma desculpa para abrir um espaço nos comentários para conversarmos. Comece um assunto qualquer, interaja nos comentários dos outros leitores e vamos que vamos.

124 comentários

  1. Você que usa iPhone, Ghedin. O que você mais gosta nele? O iOS é um sistema melhor que o Android? Pode sersincero, não sou fanboy. O Manual do Usuário é foda! Abs.

    1. Antes, deixa eu fazer a defesa do Android aqui (haha!) Gosto bastante do Android também e usaria um topo de linha com esse sistema numa boa. Mas…

      O legal do iPhone é que as coisas… funcionam. A dinâmica e as convenções do sistema são muito acertadas, e é difícil algo que irrite, ou encontrar algum ponto negativo muito negativo, sabe? Tudo é minimamente bom e, com frequência, você se depara com coisas muito boas.

      E além disso, tem os apps. Os que você encontra em outras plataformas tendem a ser melhores no iOS e, claro, tem um punhado de apps exclusivos para a plataforma.

      Basicamente, é isso.

      1. Falando em “sistema que funciona” e “não achar algo que o irrite”, seu modelo era o 5, do já longínquo 2012. Com iOS 8, não ficou lento? Aposto que deve dar uma surra no Moto G 2014 em matéria de fluidez, certo?

  2. Tenho 5 convites para o Cartão Nubank, quem quiser deixe o email abaixo.

  3. Alguém tem sugestões de livros que:

    a) comentem da sociedade contemporânea super conectada. o consumo de conteúdo digital etc. e como isso muda(ou) a rotina e os ambientes (espaços físicos);

    b) sejam de ficção científica sobre tecnologia digital. Não sei, algo “cyber” por assim dizer;

      1. Salvei pra ler teu texto depois da aula. Vou pesquisar sobre esse The Circle.

    1. Não tenho lido muito ultimamente. Mas se você se interessar por séries, recomendo Black Mirror. Cada episódio apresenta uma história diferente que tenta levar ao extremo as consequências das tecnologias que um dia poderemos inventar. Meu episódio favorito: https://www.youtube.com/watch?v=Sw3GIR70HAY

    2. Conecte-se ao que importa, do Pedro Burgos. Tem em ebook nas principais lojas (e impresso também, eu acho).

  4. Lembram dos jogos nas comunidades do Orkut? >:D
    Indique dois canais em que vc está inscrito no Youtube, um relacionado a tecnologia e outro não (não vale repetir).

    Tá, eu começo! “Nerdologia” & “Marques Brownlee”

  5. Com o que os fãs do MdU trabalham? É uma curiosidade. Geralmente se espera um monte de nerd que trabalha com TI, mas acho que vai bem além disso.

    1. Estudante de Arquitetura e Urbanismo aqui o
      Mas trabalho atualmente como revisor editorial na FAU

    1. Bah, essa é surpreendente. Eu achei legal essa pira do Meerkat, mas está muito hype. Igual foi com tantos outros apps que já vimos passar. Esse inclusive é um bom tópico, até quando essa modinha do live streaming vai durar? Ou não vai ser só uma modinha?

    1. É, a audiência não parecia estar das melhores, e os royalties devem ser caros, ainda mais com esse dólar. Mais um, já foi Jezebel, e Jalop (que felizmente se tornou FlatOut!)

    2. Acho que esse é um tópico muito interessante, sobre projetos americanos que vem parar em terras tupiniquins. BuzzFeed, BrasilPost, Gizmodo, quais outras dezenas que já existem?

      1. Acho que só estes mesmos. Até porque há a seguinte consideração: como falamos de mídias, elas falam com a cultura original ou com a cultura que pode conversar. Se há demanda e há pessoas dispostas a trazer uma representação, que o faça.

        Gizmodo chegou no Brasil pois muitos blogs no Brasil se alimentavam dele, e pelo visto, quem teve a ideia de trazer aproveitou bem a chance. E ainda meio que começou a dar uma organizada nas mídias de sites brasileiros.

        Aí em seguida veio o BrasilPost (com a demanda de pessoas que queriam fazer conteúdo brasileiro) e o BuzzFeed (que chegou mandando ver nas 10 coisas que ele podia fazer :p )

        No final, mesmo com a vinda destes a uma representação nacional, há uma certa audiência nos sites originais de brasileiros, uma vez que muitos preferem ver na fonte. E ainda há muitos blogs que temem em manter um conteúdo copiado dos sites originais.

      2. Há vários outros, mas até agora só o Gizmodo conseguiu conquistar território. Tem o IGN, o pessoal da Vice, o da Pure… a maioria tem dificuldade de produzir conteúdo tupiniquim devido a custos e opta por se manter nas traduções que nem sempre funcionam aqui.

        Para ter um ideia o PapelPop está anos luz do BuzzFeed no Brasil e o BrasilPost perde para o Brasil247 e DCM mesmo tendo o canhão da Abril por trás.

        O Giz teve um pouco de sorte por misturar conteúdo de toda a Gawker (Lifehacker, Jezebel…) e por Superinteressante e Galileu não largarem o osso das assinaturas.

        1. Tinha esquecido da Vice, e a IGN (que chegou agora).

          O Gizmodo não teve sorte, mas sim planejamento e uma boa equipe inicial com vontade de fazer conteúdo. Ganhou espaço pois fez muita coisa que quase nenhum blog de tecnologia fazia aqui, que é fazer um conteúdo sério, investigando fonte, sem muito viés (apesar das acusações pro-Apple :p) e conversando com o leitor. Não sei como está hoje (larguei mão depois de ver a seção de comentários lá literalmente rechear de “chatomentaristas” e não ver atitude dos novos editores).

          Sinceramente até torci que o Ghedin virasse um dos editores lá do Gizmodo, mas bem, só ele e os bastidores sabem o que deu por trás de tudo.

          Quanto a disputa de audiência, há alguns fatores extras: a “rede” de pessoas inicial que alavancou a audiência do começo, questões culturais (como você falou, o BrasilPost tem a Abril por trás, e muita gente tem uma certa implicância com ela devido a mitos contados, fora a questão de conteúdo, se atende o que as pessoas querem ver; muitas vezes preferindo o sensacionalismo mentiroso e de digestão fácil do que opiniões mais sinceras e bem embasadas.

    3. É triste ver que o Kotaku não conseguiu criar a renda necessária. O GizBR perdeu muito da sua essência com a saída de Burgos, mesmo com as controvérsias em seu entorno. O site está mais com cara de variedades a lá SuperInteressante que um site tech. Sinto falta do podcast de:Pedro Falcão, Marcus Oliveira, Fernando Mucioli, Renato Bueno.

      1. Mas não tem uma dessa galera que foi pro Max Reebo/Navio pirata? Sei desse Pedro Falcão, pelo menos.

      2. Mas eles estão melhorando. Viu a matéria do Ventura sobre a farsa das disciplinas que tinham sido abolidas no ensino na Irlanda? É brasileira, não?

      1. AFF… vc só pode ser BELIEBER! Nesse momento devemos nos unir #belieberssuportsonedirectioners para enfrentar essa dor.
        .
        .
        Pq que dão tanta importância aos trend topics se eles são tão facilmente manipulados e não representam o povo, mas sim os mesmos grupinhos de quase sempre gritando e girando ao redor do mesmo grupinho de quase sempre.

        Meu sonho é aceitar o Twitter e parar dizer mentalmente “pois enfie esse tuite no c*” sempre que leio algo sobre. #confesso #secret #digestão #tenhoquevoltarparaotrabalhomaisaindanaoarrotei

          1. Desculpe. Síndrome de Deus. As vezes me dou o direito de decidir quais produtos devem viver e quais devem morrer. Não gosto do Twitter e também não fui com a cara do Meerkat. Alias, este último parece que já está indo.

            Não gostava do Kotaku tbm… te cuida Android Pit tua lolipop tá assando!

          2. Joao, não entendi nada do que vc falou. Mas seus comentários foram incríveis. Keep up the good work.

          1. Bem melhor que Casseta, na minha opinião, com um humor bem mais incisivo e direto. Tenta pegar a esquete do “Jardim Urgente” (uma paródia em cima dos programas policiais, só que com um apresentador que odeia criança malcriada =3) http://globotv.globo.com/rede-globo/ta-no-ar-a-tv-na-tv/t/jardim-urgente/v/jardim-urgente-menino-de-5-anos-destroi-castelinho-de-areia/3274650/

            Ou algumas das músicas que eles tem (como esta que fala sobre o carnaval brasileiro sem hipocrisias =) ) http://globotv.globo.com/rede-globo/ta-no-ar-a-tv-na-tv/t/programa/v/aprenda-a-letra-do-samba-enredo-da-amarelo-e-cinza/3963237/

            Ou algum absurdo (como esta, do ano passado, sobre debates eleitorais e meio que previu o clima das eleições =) ).http://globotv.globo.com/rede-globo/ta-no-ar-a-tv-na-tv/t/zapeadas/v/debate-eleitoral3-atitudes-infantis/3289394/

            PS: procure por Pesca Fatal =p

            PS: o interessante é ver como a Globo deixou um personagem destes na própria Globo, zoando a própria Globo =)

          2. Se considerar a fase decadente do Casseta & Planeta, é melhor sim. Mas no começo (e depois, piorado) o que eles faziam era a mesma coisa: zoar a programação da própria Globo misturando com esquetes próprios (e tinha coisas bem divertidas, como o Massaranduba e aquela dupla de policiais que zoava séries americanas).

          3. Tem razão =) E a dupla é a famosa “F*cker e S*cker, uma dupla de dois tiras” =p

            E quanto a zoar a própria Globo, até a TV Pirata o fez. Só digo que o Militante é bem extremo e consegue zoar também os zoeiras e a própria Globo. Detalhe que até já entrevistou o Pedro Bial =)

            Mas lembro que Casseta era bem mais autoral também (devido a sua origem fora da Globo), tanto é que tinha não só o Massaranduba como também o Seu Creysson e sua famosa Grupo Capivara, ou melhor, tinha as “Organizações Tabajara” (que virou sinônimo de produto ruim =) ).

  6. O post sobre o abandono do app oficial do Instagram para o Windows Phone praticamente coincidiu com minha desistência pessoal dessa plataforma. Há poucos dias saí de um Lumia 925 e fui para um Moto G 2014 (o mais simples, sem TV nem 4G, e só com 8 GB de armazenamento interno).

    O motivo da migração é até óbvio: o velho problema dos aplicativos. Eu pude conviver com isso por muitos meses, em troca de ter uma câmera muito boa (apesar de lenta no foco) e um aparelho bonitão, mas não dá mais para mim: no dia a dia, os apps são o que mais importa.

    Desabafos à parte, estou gostando bastante do aparelho, só lamento o meu exemplar ainda não ter recebido o Android 5.0, mas isso deve ocorrer nas próximas semanas. A adaptação ao novo aparelho foi “natural”, quase instantânea. =D

        1. Cada vez menos, não sei se win10 vai dar o gás porém pra mim é a ultima chance.

    1. Eu as vezes acho que eles vão pular do barco, se o W10 não vingar. Movem tudo pra serviços web e passam a comercializar um Android disfarçado, sei lá. (isso soa meio estúpido, desculpe)

      1. O Windows 10 é a última chance de emplacar alguma coisa, eu também acho. Não sei se eles abandonam, mas com certeza o foco não será mais smartphones. Meu palpite é que tende a dar certo.

    2. É muito curioso o perfil de uso de cada um. Eu fiz justamente o contrário, saindo de um Android para o Lumia 925. Na questão de adaptação também: eu usei Android por muito tempo, mas sempre sentia que faltava alguma coisa, então ficava instalando launchers e widgets aos montes, mas sempre com essa sensação. No Windows Phone foi diferente, me adaptei logo de cara, e a linguagem visual, design, experiência de uso etc. sempre me agradaram. A impressão que eu tenho é que a Microsoft conversou comigo sobre o que eu queria em um SO Mobile… Enfim, só para comentar uma experiência diferente, e ainda bem que há opções para todos os gostos.

      1. Quando eu fui para o Lumia 925, eu tinha justamente saído de um Android (Xperia P), e agora resolvi voltar.

        Launchers e widgets nunca me interessaram muito, então esse “atrativo” que o Android oferece não me importa. É mais a questão dos apps mesmo. Sim, isso serviria para o iOS também, e o único motivo para eu não considerá-lo é o preço proibitivo (para mim) dos iPhones.

    3. A restrição talvez seja ao moto g 2014 mais simples de 8gb. Na versão dtv colors já chegou o lollipop

      1. Ironicamente, o Lollipop foi liberado para o meu aparelho na madrugada de ontem para hoje… Hahaha

    4. Eu estou no lumia 925 ainda. E gosto muito do sistema. Sei que o wp não agrada todo lindo. Por causa da falta de apps, por conta do visual totalmente flat… Mas a simplicidade e a objetividade do sistema me interessam mais. Sou suspeito para falar porque gosto muito. Mas várias coisas que acho simples fazer no Windows acho muito mais complicado no robozinho verde e pior ainda no ios.
      Veja que não sou um fanboy. Apenas admiro o sistema. E acredito (e espero) que a Microsoft faça um bom trabalho no w10. No desktop já estou achando sensacional.

      1. A propósito. Alguém usando o technical preview do Windows 10 no PC? Estou gostando muito do que estou vendo a cada nova build

    5. Estou em dúvida entre Moto G, Zenfone 5 e Lumia 730, porém o que desanima dos Androids é que após eu receber o lollipop eu não tenho mais garantia de update, ao contrário do Windows Phone, onde todos os aparelhos que foram lançados com o WP8 vão estar recebendo o Windows 10.
      As apps do Android são bem superiores, porém no meu caso as app do WP funcionam bem pra mim. Whatsapp, Messenger, Twitter e Facebook funcionam bem no WP e são as apps que eu mais uso, então no meu caso o WP atende bem. Eu prefiro um sistema com perspectiva de melhora do que um sistema com mais apps sem perspectiva de melhora, é claro que cada caso é um caso e tem gente que precisa de determinados aplicativos que não existem pro WP.

      1. É uma ótima análise, saber exatamente o que você quer de um aparelho, para ver se te atende.

        Esses 4 apps sociais que você mencionou funcionam bem no WP, é verdade, mas são inferiores às suas versões para Android e iOS. O WhatsApp ainda não tem ligações de voz no WP. O Facebook eu nem sei por onde começo, mas é mais simples que nos outros sistemas (menos recursos), além de ser feito pela Microsoft. Twitter eu não uso, então não sei como está. Se seu uso desses apps for básico, talvez você não sinta falta de nada.

        Mas é complicado não ter app dos seus bancos (o Santander não tem, e a Caixa só lançou há poucos dias), do seu cartão de crédito (Nubank), da sua nuvem (Google Drive), do seu app de anotações preferido (Simplenote)… Ou quando tem, os apps frequentemente são inferiores (Spotify, Dropbox, Pushbullet).

        Quanto à sua dúvida pelos aparelhos, eu já ouvi muita reclamação da câmera do Zenfone, então acho que a escolha deveria focar entre o Moto G (2014, por favor!) e o Lumia 730. O Lumia provavelmente te entregará uma câmera bem melhor, e o Moto G um ecossistema de apps bem mais maduro. É um trade-off.

        1. E o Moto G ainda entrega mais: demora para responder aos comandos, abrir apps, reinicia os que estejam minimizados e gasta muita bateria. Palavra de quem tem o modelo XT1069, com Lollipop 5.0.2 já resetado 6 vezes em pouco mais de três meses de uso.

  7. Voltando ao Post Livre #!, vou deixar aqui meu pedido por avaliação:

    nuvensgerais.com

    A um tempo atrás pedi uma dica e acabou q qnd vim responder, o post ja tinha fechado..
    acho q dessa vez eu consigo! =D

    1. Cara, é concorrente do MdU aparentemente, não me parece mt correto vir falar dele aqui :/

      1. entao.. eu ja tinha pedido uma dica pro Ghedin a um tempo atras..
        ele disse q analisaria msm sabendo disso.. kkkkk

        1. O nome não é legal. É muito ruim para um blog, mas bom para vender um produto. Já o conteúdo é mais do mesmo e não faz sentido ter o trabalho de entrar num site menor para ler atrasado o que é atualizado em quase tempo real pelos grandões da NoZebra, Globo e UOL, por exemplo.
          Ou foque em conteúdo proprio ou foque num nicho não tão bem coberto pelos gigantes.

          1. sobre o nome, eh discutivel mas foi o q encontramos no inicio.. talvez com um novo brainstorm isso possa melhorar..

            respondi outras partes aqui em cima no comentario do Ghedin..
            obrigado pelas criticas! =D

        2. Pode divulgar, de boa.

          Entrei naquele post “Mil ideias” e fiquei meio confuso com a relação redatores-posts. Vocês são em cinco e, ainda assim, têm menos conteúdo que o Manual. (E, como o João aí embaixo comentou, boa parte hard news).

          1. nos não vivemos do blog, então, acho q é normal não ter mais posts q o MdU.. são postados coisas quando podemos ou quando nos sobram tempo.. mas obrigado pelas criticas! =D
            valeu mesmo terem tirado um tempo pra isso..

            sobre as ideias e conteudo proprio, em abril vamos fazer 1 video por dia..
            nossa ideia eh levar em videos rapidos, alguma discussao relevante sobre o assunto do video.. pode funcionar ou nao.. vamos tentar! =D

            novamente, obrigado pelas criticas!
            =D

    1. Minha mesa do trabalho não tem nada de bacana fora os dois monitores, é uma mesa em L, estação de trabalho típica, com uma caixa cheia de papeis de um lado e instrumentos profissionais de gestão de documentos do outro (grampeador, furador, durex, régua, canetas, extrator de grampo…)

      1. A minha tá uma bagunça. Além do Luigi e do Mario chafurdando nela.

    2. A do trabalho não tem nada de interessante. O típico L igual já falaram. A minha de casa eu fiz (eu mesmo) sob medida. Comprei algumas mãos francesas bem grandonas e uma prancha de madeira de pinho e fui fui trabalhando ao longo de algumas semanas. Quase que uma terapia numa época em que estive de licença saúde por um mês. Vou ver se acho uma foto dela quando chegar em casa e posto.

  8. Meu motoG já era. Entrou num bootloop safado, e fica exibindo o logo da motorola, com a tela em máximo brilho. Tentei entrar no recovery, mas o celular não desliga nunca, logo não posso apertar volume down + power de modo a abrir o menu.

    Alguém tem alguma sugestão?
    Pensei em abrir ele e desconectar e conectar novamente a bateria, pra que ele desligue, mas não acho qual chave que abre ele. Acho que se ele estiver desligado dá pra entrar no recovery.

    Como na autorizada iam me cobrar uns 200 reais no mínimo pra consertar, comprei um xperia e1 na promoção do shoptime (com link do manual do usuário! yay!).

    Tá foda ter android. Se a grana não estivesse curta, ia pegar um iphone 5c, mas né? 300 reais << 1500 reais =(((

      1. Aliás, como ficou aquela história da ANATEL bloquear celulares comprados fora do país, a lei colou?

    1. Que pena cara, eu tô curtindo muito essa nova Motorola. Tenho o Moto X de primeira geração, e apesar do aperto dos 16GB, o resto vai muito bem. Seu Moto G era da primeira ou segunda geração?

      1. Primeira geração. Acabou a garantia não tem nem um mês direito =//

        Mas ele já estava beeem zoado. Depois do lolipop o desempenho caiu demais, e era comum travar e reiniciar em algumas situações.

        Enfim, em coma para talvez não voltar mais.

        1. Foi mesmo né? Um amigo comprou um Moto G 2014 e também alegou sentir essas quedas de desempenho com o 5.0. Mas aí ele deu um reset geral, apagando tudo e disse que resolveu grande parte desses problemas.

        2. Cara, acho que tu só teve um problema com a atualização do sistema.
          Dois amigos meus tiveram problemas depois do update e só um factory reset resolveu.

          Enfim, chegou a tentar um reset quando esses problemas começaram?

    2. Já que acabou a garantia, faça isso que pensou: desmonte e desconecte a bateria. Salvo engano, chave para abrir celular é a mini-tork ou mini allen

      Na dúvida, uma pesquisa no Google também ajuda a procurar achar soluções. Pode ser que você pode comprar também um “kit FVC” com a chave para abrir a capa e a bateria.

      Complemento: Hard Reset: http://www.userlib.com/motorola-moto-g-hard-reset/

  9. Estou começando a aprender a desenvolver pra Android(pra facul) e to achando muito hard.
    Estou gostando muito, mas pra mim que não tenho muita prática o aprendizado tá difícil (a ultima experiencia aprendendo fragments não foi nada legal).
    Quem desenvolve/trabalha/está acostumado com desenvolvimento pra smartphones tem dicas pra contribuir?

    1. Eu mexi bem pouquinho, acho difícil te ajudar, mas uma dúvida: você já sabe programar ou está começando pelo Android mesmo?

      1. Iniciando, estou no 4o período de ciência da computação

  10. Estou bem contente com as respostas da pesquisa com leitores. Vocês parecem satisfeitos com o site e estão dando ótimas respostas nas três últimas perguntas :)

        1. Aliás, sensacional esse sistema de formulário heim? Bonito, rápido, gostei

          1. Sim, curti um bocado. Só de não ter que, depois, abrir o Excel e extrair as médias e porcentagens com fórmulas, que é como eu fazia com o Google Forms, já é um adianto. E o front-end para os leitores é bem mais agradável também. Grande achado.

        2. Destas 3 últimas, respondi só a 1ª e a 2ª. Ficaria meio incoerente eu responder a 3ª :P

    1. Eu já palpito sempre que tenho vontade, então acabei não falando nada nas últimas haha

  11. Quero um Google Cardboard. Consegui um futuro empréstimo de um Beenoculus (uma startup nacional, aliás).

    EU não boto a menor fé em VR headsets, mas quero experimentar.

    1. Poh, eu queria testar esse negócio, mas não é compatível com o Nexus 4 né?

      1. Pedi, não responderam. Ia comprar, mas um amigo tem um aqui e vai me emprestar acho que semana que vem. Mas eu t pensando mesmo em fazer um cardgoard. Só tenho que ver as lentes.

    2. Eu comprei no Ebay. No estado atual das compras do exterior, acho que nunca vou receber. No Mercado Livre pessoal vende a 200-300 reais, é absurdo o valor por um monte de papelão.

  12. Qual o limite do humor?

    Não, pera, o post é livre mas também não precisa fugir ao tema haha. Na falta de assunto, quero dizer que agora tenho dois monitores no trabalho que teoricamente eram pra agilizar minhas tarefas e atualmente servem um pra coisas pessoais e outra pro trabalho, quem mais faz isso?

    1. eu tentei fazer de segundo monitor, a minha tv que fica aqui na mesa, mas não achei o jeito certo ainda. Ou me distraio demais com uma tela, ou com a outra. Principalmente pela tv ser bem maior que o monitor de 13″ aqui.

      1. Mas você coloca o computador nas duas com coisas estáticas ou tenta colocar vídeo numa enquanto trabalha noutra?

        1. Tento deixar o trabalho todo na grande, por exemplo com Excel e dois PDFs por lá, e Twitter e Música rolando no pequeno.

          Acredito o layout não tá me ajudando, tenho que virar a cabeça uns 30º para ficar de frente pra TV.

          1. Ah sim, é bom que eles fiquem literalmente lado a lado :/

          2. Tem como explicar como organiza esses favoritos (se é que são os favoritos) no navegador?

          3. Algumas vezes uso assim, foco na acima e na abaixo apoio. Curtindo Python?

          4. Eu estou usando Python para fazer as tarefas do mestrado que consiste, basicamente, em rodar classificadores com o scikit (http://scikit-learn.org/stable/index.html), realizar tarefas de processamento de textos com o NLTK (http://www.nltk.org) e algumas outras tarefas menores.

            Para esse tipo de tarefa, ele é ótimo: sintaxe simples, prático de utilizar e com ótimas ferramentas para PLN e IA em geral. Entretanto, nunca desenvolvi um sistema, então não sei como ele se sairia se comparado ao Java que tem várias ferramentas como Hibernate, Eclipse, Faces, etc…

    2. Eu deixou o notebook ligado no monitor, mas como a tela do notebook é muito menor (11 polegadas), eu acabo deixando apenas para coisas secundárias eventualmente: acompanhar LOGs de algo que estou rodando, deixar um PDF aberto que estou usando de referência para codificar, o Spotify…

      Em geral, ele fica esquecido mesmo, minha dinâmica com dois monitores nunca funcionou muito bem…talvez com dois iguais fosse melhor.

      1. Ah, mas a ideia de ter uma tela realmente secundária é interessante. Depende muito do uso, eu mantenho Tweetdeck/Gmail numa e na outra trabalho mesmo, planilhas, e-mails corporativos e tal, funciona bem.

    3. Atualmente eu uso dois monitores, mas infelizmente dois pequenos por falta de espaço físico para um grande. O principal é um 16:9 de 17″. Para ajudar a aliviar o aperto, acabei colocando um ainda mais velho, 4:3 de 15″ ao lado. No dia em que puder ter mais espaço físico, gostaria de pegar um de pelo menos 24″ e talvez manter esse de 17″ na vertical. Por mais que a tela não seja lá essas coisas, para visualizar um documento do word ou PDF, resolve bem. Isso considerando que meu Mac mini de 2009 dê conta de usar os dois sem engasgar.

      Outra possibilidade que me veio a cabeça dia desses foi usar um daqueles ultra wide da LG (tinha um de 25″ em promoção por um preço até legal). Como eles aceitam ser divididos ao meio e mostrar imagem de duas fontes distintas, seria interessante manter as duas áreas de trabalho num dispositivo só.

      Alguém já usou um monitor desses? Se já, recomendam?

    4. Primeira pergunta: o limite de humor depende. Se a pessoa considera que “o humor é livre”, então pode se fazer o que quiser considerar como humor. Só depois arque com as consequências da reação ao humor. Se a pessoa considera que existe um respeito perante a moral, então o humor segue tal limitação.

      Lembrando que humor (ou melhor, a comédia), em grande parte, nada mais é um ataque a um alvo (nisso, admito que Danilo Gentili tinha razão) usando uma mensagem, e com isso gerando uma reação.

      Eu sinceramente hoje vejo que existe a questão da “violência verbal”. Logo, dependendo de como é feito o humor, noto que tal humor também pode ser uma violência. Logo, violência gera violência.

      Quem não dá valor para as palavras, não vê este valor.
      ————
      Segunda pergunta: eu pensei em fazer isso, mas não tenho espaço onde estou para tal

    5. Na época em que eu usava dos monitores era para edição de vídeo. E mesmo dois monitores em 1920×1080 px cada um, ob espaço era pequeno para o after effects. Talvez dois ultra wides como os que a lg tem lançado resolvam o problema

    6. Eu tenho 2 mas ainda é um armengue, já que são de tamanhos diferentes. Mesmo assim, já ajuda muito. Quero igualar os tamanhos para ficar sussa.

Os comentários deste post foram fechados.

O site recebe uma comissão quando você clica nos links abaixo antes de fazer suas compras. Você não paga nada a mais por isso.

Nossas indicações literárias »

Manual do Usuário