Post livre #159


31/1/19 às 12h02

Toda semana, o Manual do Usuário publica o post livre, um post sem conteúdo, apenas para abrir os comentários e conversarmos sobre quaisquer assuntos. Ele fecha no sábado, na hora do almoço.

Assine o Manual do Usuário

Ao acessar este blog, você não é rastreado ou monitorado por empresas como Google, Facebook e outras de publicidade digital. A sua privacidade é preservada. O Manual do Usuário tenta viabilizar-se por métodos alternativos e éticos. O principal é o financiamento coletivo. Colabore — custa a partir de R$ 9 por mês:

Assine no Catarse

124 comentários

  1. Li que provavelmente o iOS 13 vai pular alguns iPhones, como 6S. Será que vão continuar a ser atualizados com correções de segurança? Tava animado com a troca da bateria, esperando mais uns 2 anos de vida útil..

  2. Galera, alguém já teve a experiência de vender pela Amazon? Os fretes pelo Mercado Livre estão impossíveis, então queria dar uma oportunidade pra Amazon…

  3. Aos usuários de iOS: vocês utilizam o app Atalhos (Shortcuts)? Se sim, que tal compartilharem seus atalhos mais úteis?

    1. Uso alguns para tocar playlists, baixar videos…O site sharecuts.app tem alguns bem legais.
      Tem um bem útil que vi num post aqui mesmo sobre Whatsapp, para conversar com alguém que não está na lista de contatos Chamar no Zap

  4. Pessoal, vamos compartilhar dicas para tentarmos diminuir o uso exagerado do smarttphone?
    Vou compartilhar o que tenho feito. Migrei todos os blogs que sigo do Feedly para o Inoreader. Passei a assinar o https://reabble.com e agora leio o conteúdo no Kindle. A interface é muito boa se levarmos em conta a simplicidade do navegador do dispositivo da Amazon. No Inoreader eu sigo alguns perfis do Twitter que mais gosto e transformei alguns perfis do Instagram em feed rss. Outra coisa que fiz foi criar filtros no Gmail para redirecionar as newsletter que assino diretamente pro Inoreader. Assim consegui reunir muito conteúdo em um só lugar e leio tudo no Kindle em momentos específicos do dia!

    1. eu uso o https://www.kill-the-newsletter.com para criar feed rss das newsletter, funciona, inclusive a uso para a do MdU e Ghedin.

      gostei desse reabble, mas leio as coisas no pc; eu vi que ele tem integração com o inoreader, então se eu ler no kindle ele marca o outro automaticamente no site/aplicativo do inoreader?

      como vc configura o gmail pro inoreader?

      eu desativei notificação de todas as redes sociais que uso (inclusive whatsapp), no meu antigo celular tinha led, então eu só deixava a de pessoas importantes;

      também desmarquei todos os contadores de redes socias;

      uso feed rss para acompanhar canais do youtube, assim não entro sempre no youtube e acabo perdido em vídeo de carrochos fazendo coisas engraçadas e pessoas caindo.

      1. Bem legal esse serviço (Kill The Newsletter). Vou dar uma olhada. Alguma newsletter legal para compartilhar? Acompanho a do Manual do Usuário, Meio, Nexo, El Pais, Mamilos, Pinguins Móveis e Rádio Ambulante.

        Isso. Rola essa sincronia entre o Inoreader e o Reabble.

        Eu assino o Inoreader Plus (primeira categoria paga) e ela me fornece um email para enviar os artigos para o sistema!

        Como você transforma os canais do Youtube em RSS? Youtube é um lugar que se eu não tomo cuidado acabo perdendo um tempão lá. Tanto que é um dos sites que está bloqueado pela extensão StayFocus (libero 10 minutos por dia para uma série de sites nos horários em que preciso ficar focado).

        1. newsletter que acompanho:
          ghedin
          manual do usuário
          lance espresso
          coxia de desconchavos
          alex castro
          jader pires (pena que acabou)
          literatura, queijo e fórmula 1
          o lugar
          eduardo amuri.
          pelo que lembre são essas(e apareceu no feedly, só, rs)

          legal isso do inoreader e reabble, vou testar.

          na verdade tem uma categoria mais barata do inoreader, e sobre ele, qual o nome dessa função (de assinar feed rss)? não achei no site.

          e sobre assinar canais do youtube, no feedly é só vc ir na busca interna e digitar o nome do canal, se não tiver no inoreader é só abrir o canal em questão (exemplo: https://www.youtube.com/user/joutjoutprazer) e colocar no inoreader.

          e uma coisa legal tb, é que consigo assistir os vídeos dentro do feedly, assim não aparece nenhuma sugestão do que assistir depois.

          aliás, quais as vantagens que vc vê pra assinar o inoreader?

        2. Tenho um bode enorme desses intermediários de newsletters, como Kill The Newsletter e Stoop. A grande vantagem da newsletter é cortar intermediários. Eu tenho o seu e-mail, a gente conversa por ali e boa, sem mediação. Se um dia o a ferramenta que eu uso parar de funcionar, eu ainda terei o seu e-mail porque estabelecemos uma relação direta.

          O KTN e o Stoop interferem nisso. Quando alguém assina a newsletter por ali, o nosso contato se faz indiretamente. Se elas fecharem ou, sei lá, o Stoop reparar que tem muitos usuários assinando mais newsletters do que conseguem ler e resolver fazer um algoritmo que selecione as newsletters segundo critérios que ninguém conhece, estamos ferrados. Foi exatamente o que aconteceu com o Facebook.

          1. nunca tinha pensado assim,e até faz sentido, mas curto fazer pois deixa a caixa de entrada do email mais limpa.

            uma coisa legal é o mailchimp, que libera feed rss de algumas newsletter, eu consigo usar isso de algumas newsletter, mas nem todos liberam essa função, uma pena.

        3. não consegui responder no seu último comentário, então vai aqui, rs.

          era exatamente isso mesmo que queria saber, o nome da função.

      1. Poder ler os feeds no Kindle, pois o Reabble só funciona integrado com o Inoreader. Até então usava o Feedly e estava satisfeito com o serviço.

    2. O que fiz foi deletar TODAS as redes sociais que eu utilizava: Facebook, Instagram, Twitter e Linkedin. O screen time caiu de média 3,5 horas/dia para cerca 2 horas/dia, e os pickups foram de 90 para pouco mais de 40.

      Reduzir mais do que isso acho difícil pelo meu perfil de uso, pois vou e volto do trabalho de metrô e, nesse trajeto de ida e volta que somados tomam 1h20 do meu tempo diário, eu uso para ler e responder e-mails. Tanto que é que atualmente meu app mais utilizado é o Mail e o segundo é o Notes, ambos nativos do iOS.

    3. Interessante esse reabble. Usava instapaper para passar coisas pro kindle, mas esse parece legal também

    4. – Costumo sempre usar um antigo celular (até porque não tenho dinheiro para celular novo). Hoje estou com um Moto E1 (e espero conseguir um Moto G2 ou 3 em algum dia).
      – Redes sociais, apenas via navegador do celular e não no app próprio – exceto os que apenas funcionam em sistemas tais, como Whats. (Telegram e Signal não possuo porque não tenho ninguém conhecido pessoalmente que os usam).
      – Não tenho mais grupos no Whatsapp (nem compensa). E aviso a todos que piadas e vídeos não os vejo. Economiza espaço (precioso) no celular e tempo.
      – Conteúdo mesmo (como matérias no MdU) preferencialmente leio no computador. No celular vejo um ou outro quando estou sem nada pra fazer (entediado).
      – E-mails não recebo tantos (na verdade não tenho contatos por e-mail)

      (Na verdade, meio que não tenho uma vida social ativa…)

  5. Alguém usa algum serviço de e-mail que não seja das grandes empresas? Ando procurando por um que não me mande spam a cada loja que abro no navegador kk XD

    1. Esse problema de spam independe do provedor de e-mail. As lojas usam uma técnica chamada “cookie pool” em que, nos bastidores, compartilham endereços de e-mail — se você coloca em uma, todas têm acesso. Detalhei essa técnica em uma reportagem aqui no Manual.

      Agora, se você quer um provedor que não te vigie, como o do Google, a minha recomendação é o Fastmail. É pago, mas acho um valor justo/barato e o serviço é muito bom. Este link é o meu de indicação — ele dá um desconto para nós dois, caso você se torne assinante: https://www.fastmail.com/?STKI=17233576

        1. Que respeite a sua privacidade? ProtonMail e Tutanota oferecem opções gratuitas e são hospedados em países fora dos “Fourteen Eyes”.

        2. Em geral, alternativas que respeitam a privacidade do usuário são pagas. Faz sentido: as gratuitas assim são porque fazem dinheiro de outro modo, geralmente explorando os seus dados.

          1. Posso estar errado mas nunca tive problemas com o Protonmail ou vi eles tendo, efetivamente, problemas com venda de dados.

            Inclusive, alguns meses atrás, teve um hacker falando que tinha os dados de todos os usuários (pagos e free) da plataforma mas nada foi comprovado (https://www.bleepingcomputer.com/news/security/hacker-say-they-compromised-protonmail-protonmail-says-its-bs/).

            Não boto minha mão no fogo por ninguém, ainda mais por empresas que visam lucro acima de tudo, mas não me parece que o email free deles seja problemático (ainda).

            A melhor solução ainda é ter seu próprio servidor de email. Um RPi deve dar conta do recado (com baixo curso de energia e manutenção quase inexistente).

      1. deram uma atualizada no app e eu não gostei… tá com uns bugs bobos. funcionava redondinho antes. pra quê mexer no q tá bom?

  6. Acho que já comentei em outros “posts livres” que tava querendo um PS4.
    Finalmente chegou o momento! Rs.
    Sábado to indo pra São Paulo pegar um, na loja TAG Games, na Santa Efigênia.
    Só estou na dúvida ainda se será: PS4 500gb, PS4 1tb, ou PS4 1tb + 3 jogos.
    Verei na hora lá, negociarei e tals.
    Minhas perguntas, alguém aí comprou ultimamente o PS4? Qual jogo foi o primeiro? Compensa pagar a PSN (não tenho costume/não ligo para jogar online)? Alguém já comprou nessa loja que falei? Deu tudo certo?

    1. Não compra o de 500gb, vai de pelo menos 1tb, a não ser que a diferença de preço seja muito grande e valha mais a pena comprar um HD e instalar depois.

      vale muito a pena assinar a PSN, até mesmo pelos descontos dos jogos e pelos jogos gratuitos do mês.

      1. Então, pelo que vi, a diferença entre o PS4 500gb e o PS4 1tb, nessa loja, é de R$ 100,00. Acho que compensa então partir logo pro de 1tb né?!

        Sobre os jogos, vi por exemplo, que um dos jogos do mês de setembro é For Honor, parece legal.

        1. compensa muito, o meu é de 500gb e estou pra trocar o HD.

          sim, vira e mexe aparece jogo bom, fevereiro será hitman.

          fora que tem as promoções, comprei 6 dúzia de jogos por 300 reais no fim do ano passado.

          1. Opa! Bom saber.
            Vou no de 1tb então, resolvido. Obrigado.
            Sobre esses 6 jogos por 300, quais foram?

        2. Você vai se arrepender se pegar For Honor. Eu ignorei os reviews e os avisos dos amigos, comprei o jogo usado e vendi no dia seguinte.

          Recomendo fortemente:

          • Horizon Zero Dawn
          • Resident Evil 2 Remake
          • Doom
          • God of War

          Se assim como eu JRPGs for o seu gênero favorito, comece com Dragon Quest XI. Melhor jogo do ano sem dúvida alguma.

          1. Então, mas pelo que vi, parece que o For Honor é um dos 2 jogos “grátis” da PSN de fevereiro.
            Aí pensei em baixar pra ver como é.

            E sobre suas dicas, o God of War é um dos jogos que eu mais to esperando. Possivelmente será o primeiro. Joguei no PS2 e curti demais!

        3. vou responder aqui pq não consegui responder no seu último, seguem os jogos e os preços:

          GTA V: 98,93
          God of War: 78,92
          Rainbow Six: 44,99
          The Last of Us: 23,97
          Watch Dogs 2: 59,70
          Mortal Kombat XL: 35,99
          The Sims 4: 63,59

          tinha tb FIFA 19 por uns 40 reais acho, mas tenho o 18 e só jogo off-line, aí não vi pq comprar o novo (mesmo estando barato).

          1. Opa.
            Entendi. Ótimos preços né?!

            Amanhã é o grande dia! To ansioso já. Hahaha

  7. Ghedin, a notificação de resposta por email está ruim? de todas as respostas que recebi, só recebi email de uma e foi agora a pouco.

    1. Em tese, não deveria. Note que, por padrão, você só recebe notificações de respostas aos seus comentários. É preciso trocar o seletor de “Apenas respostas a meus comentários” para “Todos os comentários” para receber notificações de todos eles.

      1. fica automático resposta só nas minhas mensagens, recebi o primeiro email sobre investimento, nenhuma resposta sobre meu comentário do ActionDash foi enviado.

        mas aparentemente voltou ao normal, estou recebendo de todas as respostas agora, rs.

  8. Ontem fiz minha conta no Easynvest e hoje transferi a primeira parcela para poder investir. Mas confesso que estou tão perdido em que aplicar que só olho para o dinheiro lá esperando que ele tome as decisões sozinho.

    1. na dúvida vai de tesouro selic (já que é o melhor substituto da poupança: não vai render quase nada mas esse quase nada é suficiente para render mais que a poupança e o dinheiro não fica parado enquanto você estuda outras alternativas)

      1. É. por hora vou fazer isso mesmo até ter uma disposição extra de estudar o assunto. Melhor que perder dinheiro na poupança.

        1. Poupança rende pouco, mas você não perde dinheiro deixando lá. Talvez deixe de ganhar, porém a diferença é condizente com a complexidade e o risco do investimento feito.

          Em 2018, a poupança rendeu 4,68% — ou 6,16% se você tem dinheiro investido antes de 2012. Já o IPCA acumulado foi de 3,74%.

          1. Eu achava que era o único que ainda tem dinheiro da poupança de antes de maio de 2012. Nos últimos anos passei a diversificar os meus investimentos em renda fixa, um pouco em alto risco e estou gostando, ganhei até com bitcoins.
            Ghedin, na minha opinião dinheiro na poupança perde sim dinheiro, melhor deixar em um tesouro selic e não é difícil aplicar no tesouro como muitos imaginam.

          2. @ Reinaldo,

            Essa não é uma questão de opinião; é uma objetiva, matemática.

            “Perder dinheiro” é você aplicar R$ 100 hoje e, amanhã, ter R$ 99. Tipo alguém que comprou papel da Vale na quinta-feira véspera do crime ambiental em Brumadinho e, na segunda, viu 20% do valor investido evaporar. Esse cara efetivamente perdeu dinheiro.

            Se considerarmos a inflação (no Brasil, o IPCA é o índice oficial), “perder dinheiro” ganha uma camada extra de significado e, aí, trata-se de o seu rendimento ser menor que o do índice inflacionário, ou seja, você perde poder aquisitivo mesmo que o seu valor nominal aumente. O que, no caso da poupança, como demonstrei no outro comentário, não tem ocorrido. Mesmo com a SELIC puxando o rendimento da poupança para o mínimo possível, a inflação também está baixíssima, o que faz com que o rendimento da poupança a supere.

            Como disse, na poupança você pode “deixar de ganhar” porque existem aplicações tão simples e seguras quanto ela e que rendem mais. Mas se você, por qualquer motivo, deixar seu dinheiro na poupança, nas circunstâncias atuais não estará perdendo dinheiro.

        2. Há a opção de aplicativos que fazem carteiras de investimento automáticas também, baseada nas suas necessidades, perfil e valor como Warren e Vérios.

          Eu mesmo usei a Vérios por cerca de 3 anos, rendeu bem e com liquidez de semanas, pode ser um caminho…mas de qualquer reforma recomendo pelo menos entender os tipos de investimento para entender como sua carteira está sendo montada.

          1. Anedota sobre a Warren (a empresa é aqui de Porto Alegre, tocada por um ex-aluno da UFRGS inclusive): fui fazer entrevista na sede deles para escritor técnico (alguém que vai arrumar a documentação e escrever tudo de forma clara e concisa para que pessoas possam ler o que os programadores acham que está claro) e fiquei esperando durante 2h sentado num puff até alguém me atender (não tem recepção na empresa, são muito modernos pra isso) porque o CEO deles estava numa reunião e ninguém mais sabia o que fazer.

            Depois da entrevista (que durou 8 minutos e não foi me perguntado nada de muito coerente) eu esperei por 2 semanas um retorno (que me fora prometido) e nada. Mandei email e o CEO, honestamente, me disse que tinha se esquecido de mim porque tinha fechado a vaga com uma indicação interna.

            Depois disso, nunca mais indiquei a empresa e o robô deles pra ninguém hahaha

    2. uso a monetus e eles meio que veem seu perfil e investem sozinho, se não quer dor de cabeça, faça isso.

      se não use uma corretora padrao, mas aí vc que cuida de tudo, rs

      1. Estava de olho na Warren também que faz os investimentos sozinho, talvez tente mais para a frente.

        1. Esses robôs são fundos de investimento, mas em vez de ter o administrador em uma pessoa física, é um algoritmo que toma as decisões. A questão é que mesmo em um nível agressivo de risco, a maior fatia do investimento é em renda fixa, geralmente Tesouro Direto. Isso você mesmo pode fazer — e sem pagar a taxa de administração, só a da B3 a cada seis meses.

          Se você já tem uma reserva de emergência, estude um pouco renda fixa, aprenda a diferença entre os títulos pré-fixado, IPCA+ e Selic do Tesouro Direto e coloca uns trocados lá para sentir como é. (Adianto que é fácil, não tem muito mistério.)

          1. justamente, já estou lendo como funcionam os investimentos de renda fixa e os de tesouro direto. Só tenho que ter boa vontade mesmo, já deve ser a quinta vez que começo esse processo e para por preguiça

  9. Meus amigos, fiz um grande investimento na vida: troquei de colchão. Hoje sinto que sou uma nova pessoa. Até cochilo da tarde parece que está mais revigorante.

      1. Peguei um tal de Extra Firme da Ortobom. Não sou dos colchões moles, vez ou outra minha lombar acordava ruim.

        1. Cara! Mandou bem demais! Ortobom tem um custo benefício ótimo.
          Eu tenho 2 colchões de casal da marca, há uns 4 anos e estão firmes até hoje.
          Uma dica, sempre que trocar a roupa de cama, inverta os lados do colchão! Assim ele nunca deformará só de um lado.

          1. Inverter você diz cabeça com o pé ou girar entre as faces externas?

          2. Em todos os sentidos, cada vez gire de uma forma, de maneira que ele seja “usado” em todos os lados.

  10. Queria dizer que sonho com um “crossover” entre Manual do Usuário e The Intercept Brasil fazendo uma reportagem investigativa sobre o uso da tecnologia no Brasil para fins controversos.
    Algo como uma investigação sobre o uso de bots nas eleições, disseminação de fake news, coleta de dados através do CPF etc.

    1. Hahahaha, vai que…?

      Uma grande dificuldade que tenho enfrentado é tempo. O site é Slow Web, mas tem muita coisa para fazer nos bastidores. A tendência é que, pegando melhor o jeito e refinando alguns processos, eu ganhe mais tempo para me dedicar à apuração de pautas mais espinhosas.

      1. o que seria esses bastidores? confesso que não sei nada, aí acabo tendo bastante curiosidade.

        1. No editorial, tem coisas como planejamento; redes sociais; agendamento de entrevistas (e as entrevistas em si); produção, gravação e edição do podcast; e leituras diversas. Ah, e escrever. Isso é importante!

          Nas questões extra-editoriais, o James tira um peso das minhas costas que é o lance do servidor. Além disso, tem a parte comercial, que ainda é leve, mas deve se intensificar a partir de março; relacionamento com leitores (vocês!); algumas burocracias de banco/empresa; conversar com potenciais fornecedores, colaboradores e parceiros; e os pequenos incêndios que aparecem aqui e ali.

          É como, ou melhor, é literalmente uma micro empresa individual, então tem mais coisas além de sentar e escrever posts. Claro, poderia ser só sentar e escrever posts, mas aí a coisa não se sustentaria por muito tempo. Nem com todo esse cuidado há garantia de que ela vá se sustentar, mas as chances aumentam bastante.

    2. O Rodrigo Toledo (rodrigotoledo.com) acabou de publicar um vídeo de como ele organiza a mochila com itens do trabalho dele na área de TI, seria uma boa fazer um “crossover” dele com o Manual do Usuário que tem o artigo de mochilas.

      1. noooosssa… há muito tempo eu acessava e lia as coisas do rodrigo toledo e ele sumiu totalmente do meu radar. q coisa… grato pela lembrança.

  11. gente, com todo respeito ao tecnoblog, mas o fandom lá tá passando dos limites do racismo, classismo e elitismo

    os comentários na postagem sobre o programa de estágio da google brasileira para jovens negros estão atingindo níveis altíssimos e doentios de racismo

      1. Os do Gizmodo pelo menos tentam ser engraçadinhos (apesar da total falta de graça)

        esses do tecnoblog chegam a ser violentos

          1. A galera que comenta no Giz é mais assídua, mesmo sendo pra comentar bobagem. Já no TB eu tenho a impressão que muitos são visitantes esporádicos (principalmente em posts polêmicos), ou que são leitores que comentam pouco.

          2. O problema do Giz é que o comportamento lá só tem piorado e a trollagem lá não deixa de ter também o mesmo ódio que vão nos comentários do TB.

            Spoiler extra: parece-me que no Gizmodo há uma regulação nos comentários e de alguma forma evita personagens aleatórios (não é permitido usar um “disposable mail”), enquanto que no Tecnoblog permite tal ação.

            Ao Diogo – sim, os comentários mais ativos são em posts polêmicos, geralmente os que lidam com políticas públicas de tecnologia e telecomunicação.

    1. Os comentários do TecMundo, Meio Bit, Gizmodo, entre outros sobre tecnologia, não são muito diferentes.
      O Tecnoblog não tinha muito disso antes, mas como ele cresceu bastante popularidade nos últimos tempos, acho que foi inevitável atrair esse tipo de comentarista tóxico.

      O campo de comentários em sites brasileiros é, no geral, um ambiente altamente tóxico, mas também falta responsabilidade, ou vontade, dos sites em filtrar comentários ofensivos disfarçados de “opinião”.

      1. Isso me deixou curioso: será que Ghedin passa o pente fino aqui nos comentários ou o Manual tem a galera da área de tecnologia mais supimpa da internet?

          1. Não exatamente.

            O ponto é que o Ghedin sempre pontuou seu padrão de filtragem desde os primeiros trabalhos. Quem acompanha o mesmo, tem ideias similares (como já comentado aqui )

            Então ao menos quem aparece nos comentários ou redes sociais onde há espaço de conversa entre leitores do MdU (este último não é meu caso), nota-se que tem pontos em comum.

            Obviamente, sempre parecerá melhor para quem julga subjetivamente assim.

        1. Os comentários aqui são tranquilos. Neste ano, só excluí quatro, todos eles naquele post do notch/entalhe com ofensas gratuitas a mim.

        2. A minha ideia é o que MdU atrai muito menos o pessoal de TI “hard” que só trabalha com isso e acredita na salvação do mundo pela tecnocracia liberal e muito mais um pessoal que tem a TI interseccionada na sua vida. Tem um monte de gente de humanas por aqui.

    2. Cara, sempre foi assim e isso é incentivado pelo Mobilon e outros. Já ouviu alguma vez o podcast deles? É de lascar a quantidade de abobrinhas liberais que eles falam como se fosse ciência.

      Existe também o fator meio-bit, o TB comprou a operação deles e anunciou isso faz pouco tempo. Certamente aquela hora de imbecis migrou do MB pro TB. Juntando-se a isso o fato de que a audiência deles sempre foi classe bem segmentada para a A/B, branca e “liberal” (com desvios aqui e ali) não é de se espantar que isso role. Eu bloqueio os comentários deles faz um tempo, vez ou outra eu desbloqueio e discuto por lá, mas, é como debater um bando de asnos.

      1. Pelo que noto, no universo dos comentarsistas, sempre era um grupo que ia migrando conforme os espaços que conquistavam nos comentários dos sites. Tenho até uma teoria boba que no final seja um grupo coeso que atua em quase todos os sites brasileiros, apenas para disseminar ódio (sei que na verdade já existe um grupo assim, e uma das “lideranças” foi presa tempos atrás).

      2. Faz tempo que parei de acompanhar o dito-cujo e o site. É muita groselha que só faz sentido na cabeça de bobo alegre.

  12. Vamos falar sério aqui: o Manual do Usuário precisa de mochilas! Amanhã vai ao ar a última do nosso estoque e, se não receber novas na semana que vem, não teremos post na próxima sexta-feira ☹️

    Aproveite o fim de semana para mandar a sua. É bem fácil, basta seguir estes passos.

    Valeu!

    1. Estou atrás de uma nova mochila para aí sim enviar a minha. Mas tá difícil esse mercado de mochilas brasileiro

    2. Eu envio a minha essa semana. Real que eu tava com preguiça de tirar a foto, mas fiz isso ontem :P

    3. Quero enviar a minha, porém meus aparelhos principais estão em outra cidade :/

    4. Aproveitando o gancho das mochilas, uma coisa interessante que percebi…
      Semana passada acordei atrasado e esqueci de botar a mochila no carro antes de sair pra trabalhar. Só percebi a burrada quando cheguei na empresa.

      O engraçado foi que, mesmo estando sem mochila, isso não interferiu em NADA do meu dia-a dia: Meus óculos de sol estavam no porta-luvas, o notebook fica sempre na mesa, tinha um par de sapatos e uma troca de roupa pra dormir na casa da minha namorada, e deixei o celular carregando na entrada 12V. Só dei falta das cápsulas de café.

      Conclusão: Meu carro é minha mochila. Vale mandar foto dele pra série? Hahahah

      Mentira. Só não mandei ainda porque não consigo tirar uma foto aceitável minha pra aparecer no post. :P

      1. acho totalmente válido, hahah, se tivesse carro deixaria tudo nele.

        eu tento deixar tudo no trabalho: carregador, fone de ouvido, guarda-chuva, casaso, tudo para andar com menos coisas no dia-a-dia.

      2. Tenho um óculos escuro e papel higiênico no carro…., vai que eu precise de algum….
        Na moto eu carrego sempre a capa de chuva e alguns elasticos.

        1. Descobri que elásticos são a ferramenta universal depois que um motoqueiro arrebentou o retrovisor e o para-choque do meu carro. Prendi alguns nos dois e consegui segurar até chegar em casa. Também descobri que eles são um excelente suporte pra GPS e celular.

          Desde esse dia, guardo uns 10 elásticos no porta-luva, no mínimo.

      3. Eu tenho um kit com MUITA coisa no carro.
        Tem de tudo um pouco, roupas, necessaire com um pouco de tudo, chinelo, fone de ouvido, multitool, silver tape, enforca-gato, papel higiênico, lápis, caneta, papel, água, spray para encher e vedar pneu furado, e mais trocentas coisas.
        Já usei muitas delas, algumas vezes uso próprio, outras para ajudar pessoas.
        Engraçado que falam que sou exagerado, mas quando precisam, vêm à mim. Kkkkkkk

        1. se eu tivesse carro seria exatamente assim

          fora que carro não incomoda de estar levando bastante coisa, não pesa, diferente de mochila.

    5. Será que minha mochila é interessante o suficiente? Sempre fico pensando nisso…

      1. penso nisso também.

        só tenho um kindle e um gamepad de aparatos tecnológicos.

        1. Toda mochila é interessante! E gadgets não são pré-requisitos. Se fossem, a minha não apareceria — a única coisa que tinha na minha quando mostrei ela aqui era o notebook.

          Mandem! :)

  13. vcs também estão usando o ActionDash? (https://manualdousuario.net/bem-estar-digital-qualquer-android/)

    a versão paga dá pra configurar para aparecer nas estatísticas o tempo que vc fica na configuração e também no launcher, achei legal, mas deixei desativado.

    eu já sabia que ficava bastante tempo no facebook, mas não tanto assim, e olha que configurei aquele aviso de uma hora no aplicativo.

    a minha desculpa é que era para assistir jogos da champions, mas agora que meu padrasto assinou uma IPTV, não tem porque eu manter o aplicativo, vou ver se desinstalo ao longo da semana e ficarei somente na versão web.

    1. Tenho acompanhado meu uso pelo iOS 12 desde o lançamento, no iPad e iPhone. Ajuda mesmo saber os poços em que despejamos nosso tempo acordado. Para ficar perfeito, só se integrassem o macOS nas estatísticas — desde que voltei ao home office, é onde passo a maior parte do dia.

      1. uma vez vi um aplicativo, não lembro qual, que vc instalava no computador e no celular e ele media o consumo de tudo, mas já não lembro quanto a privacidade do mesmo…

      2. Também uso o Screen Time do iOS 12 e o que ele me mostrou foi o que já sabia, felizmente: eu tenho celular só pra dizer que tenho.

        Minha média diária é de duas horas, das quais 60% são gastas no Apple Books, 15% no Reddit, 10% no iMessage, 10% no Basecamp e 5% no Apple Mail.

        Integração do Screen Time com o macOS seria muito bom.

        1. meu sonho é ser igual a você, hahahah

          como consegue? usa tudo no computador? e as redes sociais, não tem?

          1. Cara, acho que é por eu ser uma pessoa desligada de tudo mesmo. E como ambos os meus empregos envolvem um computador, eu passo o dia todo na frente dele.

            Eu tenho Instagram, mas apenas para o meu estúdio de fotografia, e não passo muito tempo por lá — boca a boca e o nosso site é o que trás clientes.

            Não tenho Facebook não pela questão privacidade, mas porque não tenho muito interesse em compartilhar a minha vida além do que faço com fotografia, e não tenho interesse em assistir a vida de outras pessoas.

            Não tenho WhatsApp, Telegram, Signal e afins. Uso apenas o iMessage, SMS e email, dessa forma o fluxo de informações e notificações que recebo diariamente caem drasticamente — você só entra em contato comigo se for algo importante, porque entrar em contato comigo é chato e inconveniente.

            Pra conversar com as poucas amizades que mantenho, geralmente com as modelos que minha esposa e eu fotografamos, o iMessage funciona muito bem, e como ele se integra com o macOS, eu acabo usando ele só no computador mesmo.

            Qualquer coisa relacionada a minha empresa de hospedagem é gerenciada no Basecamp, inclusive a parte de conversa, e eu tenho ele configurado pra não me enviar notificações fora do site. As poucas reuniões acontecem via FaceTime, e pra isso eu uso o macOS também.

            Acho que essa foi a melhor forma que encontrei de conciliar duas empresas tão diferentes, me manter calmo, feliz e me preocupar menos com coisas que não trazem nada de bom pra minha vida.

            Eu adoro o meu celular mas quando eu finalmente consigo sair da frente de uma tela, não quero colocar a cara em outra.

        2. não apareceu pra responder no outro então vai aqui (@ghedin, tem algum limite de resposta? pq o comentário dele mais abaixo não é possível responder).

          achei seu cotidiano muito legal, celular é bem útil mas é bom ficar longe tb.

          o que é “problemático” pra mim é que moro a quase 2 horas do trabalho, aí acabo gastando esse tempo no celular.

    2. Estou usando sim e WhatsApp e Facebook é o que eu mais uso. Muito!

        1. Uso demais o WhatsApp.. Não fosse ele, usaria bem menos meu smartphone…

    3. Estou acompanhando e ligeiramente assustado com o resultado!!
      Deveria ter algo do gênero para acompanhar o meu uso no desktop também, daí teria real noção do desperdício do meu tempo

    4. Não uso tanto o meu telefone para monitorar o seu uso, o que faço é monitorar meu uso do firefox com uma extensão chamada “mind the time” e compartilho as estatísticas na parte de internet do meu site. Twitter pega 1/4 do tempo que passo online. xD

      1. Vi a parte em que você compartilha o consumo de álcool e fiquei imaginando que jamais isso daria certo comigo. Depois do segundo chope, já começo a perder as contas — não que eu vá muito mais longe que isso, hahaha, enfim.

      1. vc mexe pouco no celular né? pq um aplicativo de previsão do tempo estar no topo, não consigo imaginar o pq, rs

        1. Tá uma onda de calor em Porto Alegre anormal. 35~39 graus durante a tarde e eu me mudei faz pouco tempo e estou sem ar condicionado em casa. Toda a hora eu vejo ser vai chover hahahaha

          Mas sim, uso pouco o telefone. E o uso dessa semana é totalmente anormal porque eu fiquei na sala do apartamento, local mais fresco, e longe do PC. Foi a primeira vez que o meu telefone bateu em 10% de bateria, por exemplo.

          1. Velho, essa onda de calor que está rolando aqui no sul está insuportável. Eu saí do Espírito Santo e voltei pra Curitiba recentemente, e sem exagero, estava MUITO mais fresco no Espírito Santo.

            Nunca pensei que ia precisar de ar condicionado em Curitiba, mas ultimamente eu vivo dentro do quarto dos servidores — que tem ar condicionado por motivos óbvios —, porque o calor não me deixa trabalhar de jeito nenhum.

          2. Como não tem como responder o comentário do James, vou responder aqui =D

            Sim, essa onda de calor foi terrível. Ao menos amanhã é o último dia e hoje vai dar pra dormir de maneira mais confortável (agora tá 25 graus em POA, normalmente essa hora no verão está uns 18/19 graus, mas já tá melhor do que ir dormir com 30 graus e 35 de sensação).

            Essa semana foi a que eu mais me senti desconfortável em POA na vida. De longe.

          3. Moro em Belo Horizonte e por aqui a coisa tá terrível também! Mas fiquei surpreso em ver que as temperaturas aqui (essa semana oscilaram entre 30 e 34 graus) estão mais baixas que aí!

            A sala em que eu trabalho não tem ar condicionado. Só três ventiladores de teto que não estão lá essas coisas e um ventilador de chão que tá ligado atrás da minha cadeira. Ainda assim, durante as tardes a sala está inabitável, mesmo não batendo sol diretamente em nenhuma hora do dia.

          4. Aqui no interior de SP também tá bravo! Se pelo menos chovesse, amenizaria bastante.. Mas tá chovendo muito pouco.. Li que há previsão de mais chuvas pra fevereiro.. Torcendo!

Os comentários estão fechados.