Post livre #150

Toda semana, o Manual do Usuário publica o post livre, um post sem conteúdo, apenas para abrir os comentários e conversarmos sobre quaisquer assuntos.

Acompanhe

Newsletter (toda sexta, grátis):

  • Mastodon
  • Telegram
  • Twitter
  • Feed RSS

153 comentários

  1. Uma coisa engraçada: sábado passado, fazendo check-out no hotel, a sala da administração logo atrás da recepção estava com a porta aberta e tinha um cartaz gigantesco à mostra com a senha deles no booking.com

    ¯_(ツ)_/¯

    gestão profissional de redes sociais

    1. faz uns anos que a prefeitura daqui instalou um sistema de bikes compartilhadas. ai fui fazer o meu cadastro…, durante o procedimento um funcionário passa verbalmente o usuario e senha de administração do sistema….
      chego em casa, faço login e dou uma fuçada….

  2. Segunda temporada de “Making a Murder” assistida e, caras, o sitema legal americano, q todos pagamos um pau aqui (vide Sérgio Moro), é podre.

  3. Alguém comhece algum teclado de celular q seja apenas local como o Hacker’s Keaboard?

  4. sex tape do doria tem toda pinta de ser falsa – e com muita gente ‘séria’ dizendo q só pode ser verdadeira. tem até uma teoria já rolando de q o doria é um político pornográfico. a questão é: parece falsa (e provavelmente é e tb me pareceria mais crível se a putaria fosse com homens e não com mulheres, q não parece ser algo de interesse do doria). enfim, a coisa está assim mesmo: a depender de quem for o acusado é verdadeira ou falsa, não importa os indícios. eu sou totalmente contra o dória, acho ele abjeto, mas, porra, um pouco de coerência não faria mal a todos nós.

          1. não sei, não vejo tv, mas acho q não, pq o pessoal se assustou mesmo com essa. creio q não esperavam por isso. eu não sei se o cara tem algo a esconder e por isso qualquer coisa ele já fica meio bamba. parece q abalou geral, mas, caramba, tá na cara q é algo BEM suspeito. a reação foi mais interessante q o vídeo, na verdade.

          2. não sei que horas o vídeo vazou, mas lá pelas 14hrs do dia já tinha visto montagens (em vídeo mesmo) de campanha difamando ele. Também não sei se eram montagens da oposição formal ou informal, daí fiquei curioso

          3. parece q foi simultâneo: vídeo de putaria + vídeo de condenação moral. quem faz essas coisas não pensa direito.

    1. Achei interessante que já surgiram laudos periciais de “especialistas” analisando o vídeo com opiniões contrárias. Mas concordo com vc, tem tudo pra ser falso.

      1. esses laudos e tb da perícia oficial (altamente corrupta) podem ser comprados – ainda mais se tratando de um milionário como cliente. a primeira perita falou coisas sem muito sentido. a folha de sp contratou um perito uma vez, q não entendia muito do q fazia, pra analisar áudio do presidente com o cara da jbs. uma vergonha de apuração… acho q falta gente sensata nas redações e no mundão de um modo geral.

        1. teve uma reportagem que li que falava que o laudo apontou que havia movimentos não naturais dos lábios de uma situação como aquela (???)

          1. É o mesmo que vi. Mas ele trazia vários outros apontamentos, como desfocagem da face quando alguma mão ou braço passava em frente à face, e outros pontos.

  5. aqui tive a sensação de que o cabify reduziu a quantidade de promoções (chegava a receber umas três por semana até o ano passado) e o uber aumentou (de zero passou a algumas…)

    1. Aqui em BSB a cada 15 dias em média rola uma promo para 3 corridas, 3 dias, ou algo assim

    2. Você usa com muita frequência? Quando eu usava o uber diariamente, nunca me chegou um desconto sequer. Depois que comprei o carro e parei de usar, recebo descontos todo santo dia.
      Acho que eles entendem que, quando você usa muito o serviço, já tá fidelizado. Os descontos são mais pra atrair novos clientes ou incentivar quem não é hard user a gastar mais.

      1. Sempre procurei usar mais cabify por causa dos descontos, mas semana passada usei uber todos os dias, pelo menos duas vezes. Aí vieram umas duas promoções.

    3. Aqui faz tempo que a Cabify pisou no freio de promoções. Quando os chineses compraram a 99, o serviço ficou ridiculamente barato. A Uber ter voltado a dar desconto, acho eu, é uma resposta a essa investida.

      No fim, deve sobrar um ou dois desses serviços. No ritmo em que elas operam, é um negócio insustentável no longo prazo.

      1. Tbm acho, onde utilizei o Cabify com muitos descontos foi em Porto Alegre e isso foi no ano passado, aqui em Curitiba a 99 sempre tem descontos, Uber faz tempo que eu não abro o app

      2. A tendência certamente será de monopólio, com precarização cada vez maior dos motoristas. A dúvida é: até que ponto eles vão aguentar?

        1. Acho difícil, ele tem mais da metade dos votos. Ou seja, é necessário reverter votos, o que eu acho difícil com ataques e etc.
          Mas a eleição é uma surpresa, o 1º turno já surpreendeu. Pode haver uma virada ou ele pode ganhar com uma diferença gigantesca, só descobriremos domingo a noite

    1. se ocorrer virada todo o eleitorado do Bolsonaro vai alegar fraude eleitoral, principalmente pela urna eletrônica.

      1. se isso acontecer pode ter golpe mesmo. Ou um governo bem instável…

        1. eu nem me surpreendo muito pelo fato dele eleger-se….
          fico abismado mesmo com as pessoas que o idolatram. eles sabem como foi prejudicial idolatrar Che ou Stalin…, mas no fim fazem a mesma coisa. Hipocrisia ao quadrado.

  6. Aparentemente a última polêmica (fora da política) é que a Anatel está retendo algumas encomendas de eletrônicos importados para “homologação”, e aplicando uma taxa básica de 200 reais: https://mobizoo.com.br/noticias/anatel-homologacao-eletronicos-importados/

    O que causa estranheza é: 1. Não foi avisado a ninguém que isso ocorreria e 2. Ao que parece, eles estão focando só em Box TVs (de acordo com relatos), o que poderia ser uma ofensiva contra produtos que facilitem a pirataria de TV a cabo.

    Ainda não vi nada sobre isso em portais maiores, gostaria de ver no que isso vai dar.

    1. Anatel? Que eu saiba é só a alfândega (ou a receita federal, não lembro) que pode taxar produtos, não?
      Se isso realmente estiver acontecendo, é processo e causa ganha facinho.

      1. Depende. A Receita Federal “taxa” o imposto de importação, que não é pago pelo remetente, aí a receita cobra de ofício.
        Nada impede a anatel de cobrar também alguma multa ou algo do tipo sobre o produto, desde que previsto em lei, claro.

    2. Estamos tentando apurar isso, apesar de a Anatel ser meio difícil. Recebemos uma resposta padrão, em que a agência diz que “sendo seguro e compatível, o produto pode ser homologado, dentro de 10 dias, pelo responsável da importação direta, que recebe tal informação via Correios.”

      O pessoal que reclama está ciente que aparelhos que emitem ondas eletromagnéticas precisam ser homologados pela Anatel para serem vendidos/importados aqui, certo?

      1. Bom, eu não sou nenhum especialista na área, mas sempre pensei que essa homologação fosse cobrada das empresas, e não dos consumidores. Até porque nem faz sentido que os consumidores sejam responsáveis pela homologação dos produtos.

  7. Vocês conhecem um aplicativo chamado Slowly? Instalei esses dias. Você pode mandar “cartas” para pessoas de diversos lugares, o próprio aplicativo te sugere pessoas pelos seus interesses (essa parte parece ser bem simples, mas não testei o suficiente). E as cartas demoram pra chegar, não são mensagens instantâneas. Mandei mensagem para um indiano e demorou uns 2 dias pra chegar.

      1. Vou usar para escrever em outros idiomas (principalmente inglês), parece uma boa. Tem que escrever mensagens longas se for pra longe, o que é legal pra treinar outras línguas, já que te obriga a pensar, escrever, puxar assunto…

    1. Estou usando desde o último mês! É bastante interessante, já recebi cartas dos Países Baixos, EUA, Polônia, íNdia e também do Brasil.

      1. Legal! Baixei há 6 dias, recebi uma carta e enviei 2 (e obtive uma resposta). Tá indo kk

    2. É uma “carta” digital, no próprio app? Seria ainda mais legal se fosse de papel — embora tenha toda a questão da privacidade e custos.

      A descrição me lembrou um app que não existe mais, de ~2012, chamado Rando. Você tirava uma foto e ela era enviada para alguém aleatório em qualquer lugar do mundo. Só essa pessoa via a foto e não sabia quem a tinha enviado. Ao mandar uma, você ganhava o direito de receber uma igualmente exclusiva. Era bem legal! Uma pena que não durou muito…

      1. Sim, a carta é uma mensagem normal praticamente. Só que demoram pra chegar e há os selos. Sim, mas aí a carta de papel complica também, como você falou. Aí você gasta dinheiro pra mandar uma mensagem genérica pra um desconhecido… :p
        Pensei em uma opção de escrever manualmente e digitalizar, seria uma maneira de simular melhor uma carta sem gastar. Mas aí não sei se as pessoas fazem tanta questão disso.

        Parece que tem uma opção de enviar foto, mas os dois usuários devem fazer alguma coisa pra usar isso. Não vi todas as funcionalidades do aplicativo. Ah, e não há fotos, só bonequinhos no avatar.

        Não conhecia esse aí. Curioso isso…
        Vou usar o slowly e depois posto aqui o andamento se acontecer algo interessante

        1. Não entendi. Absurdo investigar as universidades, ou absurdo usá-las para fazer campanha?

          1. Com as informações que tenho, é absurdo (no mínimo) policiais / soldados entrarem armados em universidade para suspender uma aula

            Ta ali no link acima pra você entender melhor

          2. Não entendo isso, sério. Policiais podem andar armados no país inteiro, menos em uma universidade.

            No mais, concordo com a justiça. Se um eleitor é proibido de tirar dinheiro do próprio bolso para alugar um outdoor, não faz sentido os candidatos usarem as universidades públicas para tal. Aliás, não é permitido usar nenhum bem público para fazer campanha. Isso é um abuso por parte dos candidatos.

          3. isso é herança da ditadura.
            elas deveriam ser o ultimo refúgio para aqueles que defendem a democracia e a liberdade de expressão.
            agora nem isso mais….

          1. Autoritarismo de juiz é algo que infelizmente sempre existiu por aqui

          2. Na ascensão de Hitler, os juízes daquela época na Alemanha se antecipararam as leis q ele viria a criar e passaram a adorar medidas eliminacionistas de judeus. Li num livro chamado “Carrascos voluntários de Hitler”. Faz sentido, viu? E eram juízes da democrática República de Weimar fazendo isso… ou seja, basta o fascismo estar no ar pra dar merda.

  8. Alguma dica de um bom fone sem fio, não muito caro e boa autonomia, no momento o que vi foi o da JBL T110BT conhecem algum nessa faixa?

      1. Não conhecia esse, eu estou pensando em modelos in ear mais discretos. Mas esse mudando um pouco o conceito parece uma boa opção, uma pesquisa rápida, 36h de bateria é uma super autonomia, para o meu perfil que não é de muito tempo de uso diário

  9. Estou doido por um playstation 4.
    Venho acompanhando os preços de 3 versões (PS4 500Gb, PS4 1Tb e PS4 PRO) há umas 3 semanas.
    Porém estou achando caro demais!
    Olhando o histórico de preços, temos o seguinte panorama:
    _ PS4 500Gb – menor preço hoje = R$ 1.561,00 / menor preço em 1 ano = R$ 1.073,00 (20/02/18).
    _ PS4 1Tb – menor preço hoje = R$ 1.698,00 / menor preço em 1 ano = R$ 1.049,00 (03/10/18).
    _ PS4 Pro – menor preço hoje = R$ 2.399,00 / menor preço em 1 ano = R$ 1.499,00 (22/07/2018).

    To esperando para ver se o dólar baixa mais ainda e também pela Black Friday.
    O que acham? Tem mais alguém aí na mesma situação? Alguém comprou e se arrependeu?

    1. Você já cogitou usado na sua cidade?

      Também quero um, mas ultimamente estou sem grana para jogos então provavelmente vou pegar usado com jogos inclusos, mas não agora

      1. Já pesquisei também. Mas além de ter poucos anúncios, os preços são quase iguais às lojas. Aí prefiro esperar uma promoção boa, ou a black friday. Pelo menos posso parcelar e tem garantia.

        1. Recomendo ficar de olho então no gatry, hardmob, adrenaline, promobit e outras coisas de promoções

    2. pq um ps4 especificamente? se não for pelos exclusivos vá de xbox, pq tem a EA pass, game pass e live, enquanto no ps4 tem só a psn (eu tenho um ps4, mas só pq meu padastro comprou, pq se fosse eu, seria xbox)

      1. Então amigo, é justamente pelos exclusivos do PS4.
        Tive o PS1, PS2, Xbox 360 e agora quero voltar para a Sony. Hehe.
        Obrigado pela contribuição.

    3. Eu passei os últimos anos meio desconfiado dessa geração atual (tanto que comprei um switch em vez de ps4/xbox). Mas confesso que, sinceramente, esse joguinho novo do homem aranha está me fazendo mudar de ideia.

      1. Eu to doido para jogar o último God of War, Assassins Creed Odyssey, Red Dead Redemption 2, Far Cry Primal e Far Cry 5, entre outros.

      1. O problema é que será no mínimo em 2020, e provavelmente chegará por mais de 4 (talvez até 5) mil reais por aqui.
        Quero me divertir até lá. Hahaha. Valeu valeu mesmo assim amigo.

        1. Concordo com vc, não tem o que esperar. Já estudou a possibilidade de ser um xbox?

        2. eu comprei um três pra me divertir com os jogos antigos q não tinha jogado (e até coisas do ps2 relançadas). pra games eu prefiro esperar – bastante – pra não ter q pagar os tubos q eles cobram no lançamento de tudo.

        1. os donos pagaram 130 milhões (acho que de reais), para os donos da livraria cultura assumirem as operações.

          1. dá a entender que eles assumiram a fnac sem saber do buraco
            isso é mto má gestão mesmo

            inb4: frederico dizendo pros caras que tem uma puta rede de livraria que eles são mal gestores

          2. achei que a cultura que tinha desembolsado essa grana pra ter a fnac
            que doideira, minha burrice não me entender como uma coisa dessa é possível

    1. Karma por não terem pago a indenização ao rapaz assassinado na loja aqiui de sp.

    2. Eles dizem q é por causa da crise e do setor, mas me parece um caso clássico de má gestão.

        1. tem q gente q quebra por outros motivos, quero crer. pq se for tudo má gestão, porra, essas escolas de adm são um fiasco total.

      1. Deve ser pq quando não tem crise a má gestão fica camuflada, no final dava tudo certo

    3. Vi umas críticas contundentes no Tecnoblog à gestão da Livraria Cultura… Infelizmente os caras não acompanharam a era digital. A Saraiva por sua vez tá se mantendo justamente por ter um concorrente acessível do Kindle.

      1. O site da cultura é bem ruim

        Vez ou outra levantam a hipótese do porque a cultura não ser meramente uma vitrine prum site bom. Lojas menores, espalhas, sem estoques, poucos funcionários. Você folheia o livro lá, mas o pedido vem pela internet mesmo.Acharia interessante

        1. Não era a pegada deles, q sempre tiveram bons vendedores pra vc descobrir livros. Mas eles foram talvez primeiro grande catálogo online. Pesquisava muito ali os livros q gostaria de ter… deviam ter investido nisso e não em expansão.

          1. po, eles tinham aquela lojinhas de artes e de editoras específicas no conjunto nacional, ali era uma oportunidade para explorar

          2. Isso não foi uma boa jogada. A lojona grande foi, mas aí vieram os delirios de grandeza. Mano, Brasil não tem leitores suficiente pra ter um mercado de livros grande. Se não fosse o governo fazendo compras de livros, muita editora já tinha fechado.

        2. Esse é mais ou menos o modelo da Saraiva. Acho que por isso que eles tem conseguido se manter…
          Essa discussão me lembrou uma entrevista que vi de um secretário do Trump, acho que pra CNN, na qual ele criticava fortemente a Amazon por estar “destruindo o pequeno varejo americano” e “causando queda brutal de salários”, dois cenários que parecem fazer parte do contexto da Livraria Cultura, da Fnac e de outras lojas. Essa nossa overdose de eficiência tecnológica automatizada tem seu custo em uma conta que não fecha.

    1. Netflix, Amazon Prime, Cinema, Locadora do Paulo e muito raramente Google Play

      Assisto na sala…

        1. achei que elas teriam um pouco de sobrevida com blu-ray, mas me enganei

          1. poxa, eu adorava a locadora – as de bairro mais q a blockbuster, q tb gostava. é nostalgia… ia com meu pai qdo crianças e depois passei a frequentar muito pra ver os clássicos, especialmente na extinta 2001 aqui em sp.

    2. Netflix anda tão mas tão ruim que tenho assistido Chaves e Chapolin nas noites de descanso. Pois é…

    3. Netflix e iTunes. Ah, e Prime Video — aproveitando aquela promoção da Vivo, mas não decidi ainda se manterei depois que acabar o período gratuito.

        1. O app da TV (Samsung) é até ok. Tem um lance chato de que para mudar idioma e legenda tem que sair do vídeo e as duas opções ficam em telas separadas, mas, fora isso, sem maiores transtornos.

          O acervo é pequeno, mas tem muito filme antigo (prefiro). O lado negativo é que há vários filmes sem o idioma original, só dublados. Não explorei muito os originais; não teve nada que me chamou a atenção de cara.

          Enfim, apesar de tudo, acho que vale o teste.

          1. Se o app for igual do WebOS, você consegue mudar a legenda e audio sem sair do vídeo, com o pause, seta pra baixo ou algo assim.

            O ruim pra mim é inconsistência das coisas: tem série que tem todos exceto 1 (um mesmo) episódio da temporada, ou exibe que há a temporada mas não é possível assistir (?????). Nem tudo tem legenda também, uma bagunça

          2. Só se eu perdi algo, porque lembro de ter fuçado a interface inteira do player de vídeo para trocar a legenda, sem sucesso. Vou tentar novamente no fim de semana.

          3. Sem legenda é tenso, parei para assistir Fear the walking dead e quando chega na ultima temporada, não tem legenda

    4. Cinema, Netflix, Amazon Prime e tv a cabo para ver e rever os repetidos filmes e series

          1. assistimos ontem o Teen Titans Go. Aí logo no começo um personagem fala “E se baixarmos, fica mais fácil de assistir”.

            apesar da aparência infantil é um filme excelente, quase ao nível de Deadpool.

    5. alugo com Paulo coelho locadora universal, netflix, cinema (grátis ou sesc) e tô me animando em comprar uns dvds antigos.

        1. Em sp tem uma na Augusta, sentido centro, saindo uns dois ou três quarteirões da Av. Paulista. Tem muita coisa ali, mas tem muita coisa usada no meio… Tem a Versátil q vende classicos. E tem a amazon.com q vende de tudo, mas q provavelmente será sem legenda em pt. Tava ensaiando comprar o BD do Blade Runner 2049 pela amazon e a soundtrack de alguns filmes. Vale a pena importar.

  10. Ultimamente eu venho usando bastante o “modo escuro” nos meus dispositivos. Ativei no Windows, no Firefox e no Chrome instalei temas escuros e a extensão “Dark Reader” para escurecer os sites com fundo branco. No Android também instalei um tema escuro e uso o “modo noturno” no navegador da Samsung.
    Durante o dia até que deixo essas opções desativadas, mas a noite é cada vez mais difícil não usar, minha vista dói e fica cansada com esses fundos claros. Mesmo não tendo nenhum problema de vista e sem nunca precisar ter usado óculos, sinto que se não tomasse essas medidas poderia ter problemas no futuro.
    Acho que os sites e desenvolvedores deveriam começar a disponibilizarem mais a opção de um modo escuro, principalmente agora que as telas Oled/Amoled tão se tornando padrão nos smartphones.

    O que vocês acham?

    1. Não gosto do modo noturno das coisas, eu fico vendo tipo “moscas volantes” quando o fundo está preto. Pra mim, o que funciona melhor são fundos cinza, que nem o botão de publicar post do disqus.

      1. Também sou adepto desse meio termo. Uso o máximo que posso. Só no trabalho que não rolou muito, com o processo eletrônico. Ambiente meio engessado, sei lá. Até no email corporativo, assim como no pessoal (ambos do Gmail), uso o temo Fim de tarde, justamente com essa finalidade.. Antigamente eu não ligava..Acho que tô ficando velho…

    2. Uso em tudo que posso. No celular com tema escuro, no navegador da samsung, no Windows, no navegador desktop…
      O que tenho percebido é uma acelerada na adoção dessa funcionalidade e isso é uma ótima notícia para quem não aguenta terminar o dia de trabalho com a vista cansada e olhos vermelhos.

    3. Adoro o tema escuro e realmente acho que ele cansa menos, infelizmente ainda não consegui adotar em todos os programas e serviços que uso no desktop; para amenizar, uso o f.lux que tem a função de diminuir a luz azul das telas, já ajuda bastante e senti uma grande melhora no final do dia.

  11. Boa notícia os fabricantes serem obrigados a fornecer atualizações para o Android. Que seja o começo.. Torcer para diminuir essa distancia em relação ao iPhone…

    1. Sei lá se vai. Viu os detalhes dos termos no contrato que as fabricantes assinam com a Google? Pelo menos quatro atualizações no primeiro ano. No segundo não há especificação de quantas atualizações, ou seja, na prática o fabricante pode fornecer uma só.

      1. Marketing pra atenuar os processos. Se eles pararem de actualizar um Android one recém adquirido aqui, vou processar assim como fiz com a samsung, no caso do S6.

    2. Apps e sistemas ainda são relevantes? Com todos esses web apps de boa qualidade que surgiram recentemente e que estão ficando cada vez melhores e mais completos, acho que até um Passport com BB10 faz sentido hoje, bastando ter um bom navegador compatível com os padrões atuais e um bom gerenciador de emails para servir de central de notificações. Claro que haveriam desvantagens, como não poder responder as notificações diretamente pelas respectivas centrais de cada sistema, mas pra um usuário básico que oscila entre uma conta no Twitter e uma consulta rápida no Google Maps, web apps podem bastar.

      1. Não sei dizer porque acho curioso, mas não diria que é bizarrice*

        Teve uma época que todas era rigorosamente iguais, só mudava a cor e marca da empresa. Deduzi com meu sherlockhomismo que era uma única fabricante. Mas agora há modelos diversos, inclusive essa ái que você mostrou com um design quse dieter rams.

        *Exceto duas da cielo: a gigantona (que apesar dos pesares, é bonita, bem feita) e aquela que é tipo um motosnap

        1. É que antes esse era um mercado super fechado, né? Basicamente Rede e Cielo. Quando abriu, até pelo modelo de negócio — venda, em vez de aluguel, e visando o pequeno comerciante e MEI —, as empresas entrantes tiveram que baratear custos. Vide a Moderninha da PagSeguro.

          Essas grandonas da Cielo são mais do que máquina de cartão. Elas veem com apps para fazer todo o controle de vendas da loja. (A da iZettle também tem algo assim, mas se comunica por Bluetooth com um smartphone.) Ainda há espaço para esse mercado crescer, em tecnologia e em outras lacunas. A Stone, por exemplo — que abriu capital hoje na Nasdaq —, tem como grande diferencial o contato mais próximo com os clientes via uma rede de representantes e ofertas adaptadas a cada tipo de varejo que atende.

          1. Sim, vi o vídeo de apresentação da Cielo para tentar entender porque são tão trambolhos.

            Mas é curioso que ao longo dos anos esses produtos estão melhores acabados: iluminação nos botões, botões macios, robustez, o softwar emais rápido, a interface mais bonita, até a impressão no papel tá mais organizada.

    1. Antes era tudo tão igual. Vi uma azul da Cielo parecida com essa maior da Stone do link, comentei com o comerciante sobre o formata da maquina, ele me mostrou era um android, ele abriu o youtube na maquina para me mostrar, era um celular gigante com uma impressora rsrsrs

      Nos EUA tbm vi umas com design tipo tablet por causa das assinaturas com a caneta, mas o fato curioso foi em uma loja, quando coloquei o cartão e maquina reconheceu que era um cartão brasileiro e alterou para o idioma português, a funcionaria no caixa levou um susto, nunca tinha visto, achou que a maquina estava estragando.

Os comentários deste post foram fechados.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!