Post livre

Post livre #117

Às sextas, abrimos o post livre para ter uma conversa aberta e sobre quaisquer assuntos com a comunidade do Manual do Usuário. Puxe um banquinho e participe!

A melhor maneira de acompanhar o site é a newsletter gratuita (toda quinta-feira, cancele quando quiser):

Acompanhe também nas redes sociais:

  • Mastodon
  • Telegram
  • Twitter
  • Feed RSS

91 comentários

  1. Já falamos sobre Altered Carbon?!?
    Que série magnífica! Excelente para quem curte o clima de Blade Runner.

    1. Esteticamente ela é excelente mesmo. Mas achei o roteiro fraco pro potencial da série. Muitas cenas de violência e sexo longas demais, enquanto outras questões políticas-filosóficas que poderiam ser melhor exploradas, ficaram em segundo plano ou nem foram citadas.

      Alguns episódios foram arrastados demais, criando “barriga”, enquanto que o final foi muito apressado. Sem falar de algumas interpretações e plots “dignos de novela da Globo”.

      Enfim, a série tem um universo com muito potencial pra ser explorado, mas precisa de um melhor cuidado no roteiro porque com exceção do “clima de Blade Runner”, todo resto parece como qualquer outra série barata e genérica de investigação.

    2. parei no primeiro episódio… achei fraca.
      talvez seja necessário insistir um pouco mais.

  2. Alguém aqui curte marcenaria?

    Vi este vídeo do Ryoya Takashima, onde ele montou a própria prateleira longa da cozinha usando ripas e mais uma série de apetrechos. De fato, além de belo, funcional e que cabe no espaço, fazer a própria mesa pode sair mais barado (já repararam como móveis são caros?)

    https://www.youtube.com/watch?v=9V9J0y3r6hQ&list=PLJj06SbMAVqNIlV_Umi_3Pd23r7KvTVB5&index=2

    Alguém consegue dar uma luz de canais/conteúdos para se estudar sobre essas coisas de DIY de móveis?

    Bom domingo!

    1. Me indicaram uma vez o Marcenaria na Varanda ou algo assim, que era um cara que fazia trabalhos na varanda do próprio apto.

      Gosto muito de marcenaria, pretendo fazer um curso técnico para aprender mais. Desenhar móveis é divertido demais.

      1. Top! Darei uma procurada!

        Eu acho demais! Até porque é bem difícil encontrar alguns móveis em um determinado estilo, e a maioria que vende em lojas de móveis são feitos de madeira ruim e superfaturados. Um balcão como esse do vídeo deve durar umas boas décadas, se tratados com carinho.

        Queria manjar sobre como desenhar de modo a não fazer besteira, bem como qualidade dos materiais, técnicas pra juntar as peças, etc. Mas não vi nada em lugar algum =(

        1. Na sua cidade não tem escola técnica de marcenaria? Normalmente é baratíssimo e com várias opções de horários. Na pior das hipóteses você pode descobrir quem são os alunos ou professores e ir trocando ideias.

          Uma dica também é comprar o material direto dos fornecedores, se você pretende criar peças que tenham apenas angulos retos. Nas próprias fábricas eles já cortam a madeira ou o compensado para você. Madeira de demolição também é interessante, mas acho que dá um pouco mais de trabalho.

        2. Acho que tudo é de boa pra fazer se estudar um pouquinho, só acho complicado ter as ferramentas mesmo, pra compra-las e fazer uma coisinha acaba nem valendo né, é mais facil comprar o móvel pronto mesmo

  3. o que é um “péssimo dia” para vocês? que tipo de situação faz vocês chegarem no fim da noite e pensar “hoje foi uma b0shta”?

    1. – querer ajudar (animais e tb pessoas) e, no desenrolar da coisa, ir parar na delegacia.

    2. Acho que é quando não sei lidar com estresse e acabo descontando como grosseria nas pessoas ou em comida. Porque aí significa que perdi o controle, é nada é mais bosta que isso pra mim

    3. Quando sou caçado por meio mundo no trabalho pra resolver os problemas deles, e, no fim do dia, resolvi os de todos, menos os meus.

  4. Entrei numa quasi-quaresma. 40 dias sem comer doces, pizzas e alcool. Pizza está sendo o mais tranquilo. E o estimulo financeiro é bom, porque o ifood cada vez mais subia de preço. Alcool também mais fácil que eu imaginava. Hoje porém senti muita vontade de tomar vinho, aproveitar o almoço que fiz e o clima chuvoso. Tento resistir.

    Doces, porém, é outra história. Umas quatro vezes por dia penso em doces. No começo, eram mais aqueles doces industrializados, biscoitos (bolacha é a ), chocolates… agora passou para doces de cafeterias e padarias, principalmente bolos e tortas. Aí tá difícil. Ainda tenho 2 semanas e meia para resistir.

    Já fizeram algo parecido?

    1. Sinto a mesma coisa por doces. As vezes eu compro até mesmo um refrigerante só pra saciar o desejo.
      É tipo uma droga. Basta começar a comer pra me sentir melhor.

      1. mas acho que demora um tempo hein

        refri consegui parar de boas, mas doces tá sendo beeeeeem difícil
        e eu já não era de adoçar as coisas, mas acho que aquele açúcar industrial que tem em tudo que é produto fode tudo

    2. N]ao consigo ficar sem doce, principalmente chocolate.

      Já fiquei sem carne e sem carboidrato mas jamais sem doce. O que deve explicar a minha forma …

      1. po, sem carbs é dureza… até consigo tirar 75% dos mais comuns, mas aí ou sobra o pão, ou sobra o arroz, ou sobra o pure ou aquela batata cozida delix

        1. Pão, pra mim, é o mais complicado no low-carb (sem carboidrato foi exagero, não tem como ficar sem, eu acho) porque eu como muito pão.

          Mas chocolate. Não tem como. É vício mesmo. Já tentei largar e já tive até de abstinência. Seja chocolate em barra, bombom, bolacha recheada.

    3. o açúcar é viciante mesmo. nosso cérebro pede mais e mais…
      por isso eu compro frutas e evito comprar porcarias. e tb compro chocolate amargo q é doce, mas te impede de ficar comedo toda hora. por sorte tem um supermercado aqui em sp, o DIA, e ele vende chocolate amargo importado por preço imbatível.
      mas antes de ser vegano era doce o tempo inteiro: de de manhã até o antes de dormir… ontem, por exemplo, só fui comer doce à noite qdo cheguei em casa. a sua alimentação tb meio q ‘te força’ a comer mais doces, pq antes eu sentia MUITA necessidade de comer doces, agora isso diminuiu drasticamente. não à toa 20 quilos desapareceram de mim…

      1. nos momentos de stress que eu tava com faculdade, tb era esse role de doces o dia todo
        e era uma merda, pq deixava de ser gostoso e eu sabia disso e continuava gastando dinheiro

        hj acabei furando minha meta num aniversário. Era um bolo vermelho mto bonito para dizer não, e uma cocada (coisa que não como há uns 10 anos) com sorvete que salivei. Mas a cocada tava uma bomba de açucar, arreguei para água depois

        perdeu uns 3-4 recém nascidos

    4. e, vale dizer, tem muito doce vegano… e tem lugares q fazem doces ótimos. então, mesmo numa alimentação vegana, se vacilar, vc pode ficar comendo doce o tempo todo.

      1. acho que nunca comi doce vegano, o mais próximo foi cappuccino com leite de amendoas, que achei mto forte

        1. se souberem fazer, são ótimos e não deixam nada a dever aos doces comuns.

  5. Aproveitando o embalo do amigo q falou do fone de ouvido… estou em busca de um fone novo pra finalmente substituir o meu Philips SHL3300, q eu considero excelente pelo preço, mas q o acabamento não resiste muito ao tempo. A minha pele é oleosa e isso não ajuda muito…

    Vou dar preferência a esses q vc pode trocar as partes. Gosto de fones de ouvido o mais próximos do neutro. Vi o Superlux DH681 (q custa 25 dólares) q parece bom para música eletrônica e acho q vou comprá-lo justamente pra poder ter mais de um fone pra cada gênero musical. Pelo q eu notei pesquisando em canais de gente q entende, é o ideal, pq um fone perfeito pra todos os gêneros é coisa rara e cara de se ter.

    Eu gosto, pela ordem, de jazz, clássicos, rock e eletrônica. Em todos esses gêneros há muita variação interna, então um fone para jazz certamente não contempla todos os segmentos de jazz como, talvez, o freejazz, por exemplo. E para música clássica pode ser q óperas não funcionem tão bem. Enfim, vou tentar achar bons fones, mas um preço mais baixo e ter mais de um e tentar ouvir melhor os diferentes gêneros.

    Não sou audiófilo e nem quero entrar nessas de coleção de disco, mas gostaria mesmo de poder extrair um pouco mais dos detalhes de cada música e aumentar a imersão.

        1. Resquícios imagéticos da quase onipresença gedhiniana na rede mundial de computadores segue nos impressionando.

    1. Eu tenho o Superlux DH681, que alias foi uma saga pra eu conseguir pega-lo nos correios daqui, quase que volta pro país de origem bicho, foi correria demais… enfim, acho um ótimo fone pro CxB dele, vale a pena sim. Recomendam comprar as espumas de “veludo” que vendem pra ele no mercado livre, pois de fato, no calor (moro no rj) vc sua onde ele esta.

      1. Boa dica!
        Vou tentar ver essas espumas de veludo.
        E vou tentar comprar um audio-technica mx40 pela Amazon se eles tirarem o depósito antecipado de imposto q cobram um valor riduculamente alto.

        Correios… essa empresa q nos assombra.

        1. Eles não tiram esse valor, pelo que eu sei (aconteceu comigo) se não te taxarem eles devolvem esse dinheiro (extorno no cartão).

          Nunca usei esse AT mas eu tenho o Sennheiser HD202 que é muito bom pra um grande range de sons (funciona melhor com rock e folk) e custa menos (~USD50): https://goo.gl/CdQbmA

          Recomendo.

          1. Ah… mas se taxar não vou poder apelar pra receita como poderia em outros casos.

            Escrevi pra amazon e já me responderam pedindo pra eu me conformar, Pq o bezos quer q seja assim pra ele ffcar mais rico ainda.

  6. Vocês recomendam alguma cadeira de escritório giratória com os braços reguláveis até uns 500-600 reais? Na maioria dos lugares que eu procuro sempre vejo a mesma variação de produtos de qualidade duvidosa que encontraria em um Extra da vida.

    1. a galera costuma recomendar uma Cavalleti, mas esqueci o modelo, porem já é quase que unanimidade: cadeira boa MESMO só de 1k pra la.

      1. Obrigado. Realmente cadeiras boas são caras. Ainda tenho esperança de achar algo acessível.

  7. Pessoal, dando continuidade ao assunto do Light Phone, vou dar uns pitacos. Tava afim de não ficar tão preso no smartphone. Testei o recurso que o Ghedin ensinou de deixar a tela preta e branca e o resultado foi bom, mas ainda não estava satisfeito. Aí achei no Aliexpress um mini smartphone. É um aparelho bem simples com processador da mediatek, 1gb de RAM, mas o grande atrativo é ter apenas 2.5 polegadas e pesar 55 gramas. Adorei o aparelho, pois precisava ter acesso a um telefone, mas o mais importante era poder ouvir podcast. Tentei antes com um iPod shuffle, mas ter que ficar usando o iTunes não rola. Até comprei um player mp3 de alta fidelidade, mas ele não salvava a posição dos episódios. Agora tô satisfeito. Coloquei meu simcard nele e mais um microsd de 32gb. Instalei player de podcast, audiobook e Telegram. O único ponto negativo é a bateria, mas como passo o dia em casa não tem problema, pois sempre tem uma power bank ou uma tomada por perto. Para ir para a academia e passear com os cachorros é excelente! Fora que se eu preciso mexer nele durante os passeios, é bem tranquilo de usar. Agora deixei o smartphone anterior para diversão e ele fica em outro cômodo da casa, sem que eu fique tentado a usá-lo a todo momento!

        1. não cara. nao.
          agora estou seriamente tentado a adquirir um desses! hahahaha
          cara, as vezes é um saco ficar com o smartphone no bolso pois atrapalha muito, mas preciso de um para enviar fotos de peças, placas, pesquisar tutoriais e lanterna.

          1. O meu não tem o logo não! É tudo preto atrás com umas linhas cinzas que imitam as “antenas” dos iPhones.
            Eu ainda não usei a câmera dele, mas pelas especificações parece ser bem fraquinha. Se você quiser posso testar tirar foto de algum objeto de perto e te mando na resolução original e você vê se dá certo. Outra coisa, fiz root e desativei muitas funções de background porque ele roda Android 5.1, então não tem vários dos recursos que o Google foi adicionando nas últimas versões do sistema operacional. Então quando ele está sem uso a bateria dura bastante, mas a partir do momento que você começa a usar a autonomia cai bem rápido. Até mesmo porque a bateria dele é de apenas 600mAh. Contudo, ele carrega bem rápido!
            O desempenho achei bem legal, pensei que ia ser super lento por ter um processador simples e só 1 Gb RAM, mas para o que eu uso ele tá funcionando muito bem.
            O ruim foi que eu derrubei ele essa semana e a tela tá cheia de linhas pretas. Começou com pequenas marcas, mas com o passar do tempo as linhas foram aparecendo. A sorte é que não afetou o touch. Outra coisa, como ele é bem pequeno, tava ruim para digitar, então instalei um teclado que imita o daqueles celulares antigos que cada tecla funciona para 3 letras (T9), mas ele aprende com o uso e já vai dando as opções acima (estilo Google Keyboard e Swiftkey). Se você tiver mais dúvidas e quiser bater um papo, me procura no Telegram (@otaviofsousa)

          2. Achei interessante, principalmente quando eu vou pro parque ou saio de noite e não quer levar um trambolho de 6′ que custou R$800.

            Em 2006 eu usava o famoso Motorola F3 que só servia pra SMS e chamadas. Melhor telefone que eu já tive junto com o Nokia N70. Ambos tinham uma bateria de dias (o F3 chegou a durar 17 dias em casa, nas férias).

            As vezes eu sinto um pouco de falta dessa época mais simplória de ter telefones menos capazes e ser menor “presente” no mundo.

            https://uploads.disquscdn.com/images/a171b66443dfe216c2541b770a912ffd5624df59090853898fa767a4fa25d658.jpg

  8. apaguei o aplicativo do facebook do celular, mas mantive o do twitter (que, afinal, pelo menos rende algumas risadas…)

    só não apago a conta por causa de um único grupo (o dos ouvintes do anticast).

    mas a questão é outra: tenho percebido um aumento da percepção negativa pelas pessoas a respeito do facebook (em particular) pelas internets da vida. Será que isso escala a ponto de mudar algo?

    1. depois do ultimo reset eu nem instalei o FB Lite e Messenger Lite do meu aparelho.
      No fim das contas não faz falta. É até melhor ficar longe desse câncer.

    2. Concordo que as críticas estão crescendo em relação ao Facebook,em relação as 4 grandes empresas de tecnologia: Google, Amazon, Apple e Facebook. Na newsletter do Pocket, tenho lido vários textos em tom de precaução em relação ao poder dessas empresas.

      Acho mais saudável saudável essa mudança de percepção, a ideia de acompanharmos essas empresas com o mesmo olhar que tínhamos para a Microsoft dos anos 90. Vigilância e não deslumbramento com os lançamentos, essas empresas surgiram como contestadores mas já se tornaram gigantes que precisam ser acompanhadas de perto pela sociedade.

      1. mas são tão gigantes q acho q já são uma força muito grande pra serem vigiadas… o máximo q pode haver é uma mudança pontual de rumo aqui e ali. desconfio q o poder delas já é algo imbatível. podem dobrar governos, derrubar empresas menores, conquistarem todos os cérebros… esse sentimento crítico em relação às empresas é, inclusive, de um grupo pouco numeroso. a imprensa grande e especializada, FINALMENTE, saiu do deslumbramento e da passividade. mas agora é tarde… faltou muito disso lá no início – especialmente com google e facebook.

    3. me livrei desse lixo faz um ano, parece que o face insiste em colocar os idiotas em destaque no feed

    4. conversei com um motorista de uber ontem e ele disse q saiu do face por questões de privacidade. ele tinha mais de 50 anos. é um avanço e, sim, o face está perdendo a clientela. a rede é ruim, pode ser tóxica, perde-se muito tempo nela… mas ele diz q prefere os grupos do whatsapp. a meu ver, deu quase q na mesma.

    5. percebo pessoas da minha bolha (universitário de 22-26 anos) largando mto o facebook. alguns migraram pro instagram, outros nem isso. não sei o que fazem com tanto tempo livre porem

    6. No trabalho querem usar workplace e senti vontade de chorar… o face e seus tentáculos .

        1. Facebook (do facebook mesmo) para empresas… é… tudo pode piorar nessa vida.

  9. Recentemente adquiri um monitor ultrawide (LG 29UM69G) e foi das melhores compras até hoje. Vim de um monitor normal (16:9) de 23 polegadas, e mesmo assim a mudança foi bem grande: a altura é a mesma, porém o ganho na horizontal vale a pena na minha opinião. As principais vantagens que encontrei até o momento são o maior campo de visão quando jogo um FPS, maior espaço de tela quando estou realizando alguma modelagem 3D no 3DS Max e ver filmes em sua resolução nativa (21:9), sem aquelas bordas pretas. Os pontos negativos ficam para jogos um pouco antigos que não tem essa resolução e vídeos no YouTube que, se colocados em tela cheia, ficam com bordas do lado.

    1. Eu tava em dúvida entre esse monitor e o Dell P2317H, acabei indo de Dell por causa do preço menor e do ajuste de altura, que é essencial pra mim.

      Não me arrependo da escolha, mas ainda gostaria de testar um ultrawide :)

      1. Minha escrivaninha tem dois andares então não tive problema com a altura. Quanto ao preço, consegui por R$ 949,00 numa promoção no início do ano. Pelo custo x benefício valeu muito a pena.

        1. Ótimo preço! O meu foi no meio do ano passado, na época o LG estava custando 1350, quase o dobro do Dell…

  10. Plugar e desplugar fone de ouvido faz ele ficar ruim mais rápido? Comprei um da JBL no meio do ano passado e sempre foi ótimo, só que em fevereiro comecei a plugar bastante no PC, aí alterno durante o dia entre ele e o celular, aí essa semana ele começou a dar mau contato :(

    1. Em tese, creio que não. O que pode ter acontecido é, no manuseio, você ter danificado o cabo, algo relativamente comum — vide o tanto de cabos Lightning remendados e quebrados que se vê por aí. Cogitou essa possibilidade?

    2. dá mau contato no celular ou no PC? É dificil estragar o plugue macho. Anos atrás eu tinha um smartphone que começou a dar problema no conector fêmea.

    3. Tive uma situação parecida, resolvi ao acaso quando pluguei esse fone num extensor de outro fone de ouvido que tinha aqui. No meu entendimento, o conector foi riscado e aí qualquer leve movimento dele conectado fazia o mal contato. Conectado na extensão, o fone não mexia.

    4. Você enrola o fio? Deixa solto mas passível de interferência (passar por cima, enrolar em outro cabo, ter alguma tensão com a mesa/cadeira)?

      Normalmente o problema é tensão exagerada no conector na hora de enrolar/guardar o fone. Se você tiver habilidades de solda é fácil de abrir e soldar novamente a parte que conecta no PC/Telefone (o plug P2). Se for no fone em si, espera morrer e compra outro porque as chances de dar errada a solda ali são bem grandes.

        1. Ainda pode ser tensão com alguma coisa (ficar esticado enquanto você usa por exemplo). O mais provável ainda é desgaste natural do material, uma vez que você não o submete a condições de stress.

    5. a única coisa q afeta meus fones são meus gatos q roem os cabos… tenho q deixar sempre longe deles.

    6. Acho os produtos da JBL de péssima qualidade. Os dois fones que tive da marca acabaram bem rápido. Hoje em dia recomendo os fones da Samsung e Xiaomi que possuem qualidade e são até mais baratos.

    7. Eu acho meio sinistro com marcas como a JBl e outras com relação a encontrar o original e se ele é de qualidade.

      Algumas vezes você encontra fones dessa marca por tal preço, porém desconfia já que o valor do original sempre é alto.
      Pessoalmente já perguntei a vendedores se aquele é original e alguns dizem que é de 1º linha da marca.

      Pra mim só existia o que eles chamam de paralelo (pirata) e o original, porém alguns que perguntei dizem que tem o de 2º linha, 1º linha e o original. Não sei se é verdade, mas digo isso para você checar se é mesmo ORIGINAL DA JBL esse seu fone antes de avaliar a qualidade.

  11. Faz umas duas semanas, comecei a acompanhar o feed do LinkedIn. Tem sido uma experiência bem ruim. Até aparecem alguns posts interessantes vez ou outra, mas a tônica é “empreendedorismo FTW!”, lições de moral constrangedoras e muita maluquice. A última, possivelmente a gota d’água para encerrar este experimento, veio ontem. Este tweet:

    https://twitter.com/ghedin/status/971914220978753536

    Acho que o LinkedIn desempenha um papel importante no recrutamento (entrei na Gazeta do Povo por uma vaga anunciada lá), mas, enquanto feed, ele se mostrou, pelo menos a mim, como um ambiente bastante tóxico.

    1. Sempre to na navalha que acredita que tudo isso é ingenuidade ou burrice mesmo.

      De qualquer forma, ainda não entendo plenamente o conceito de empreendedor. É muito vasto, do quintandeiro a jesus cristo.

          1. Se o capitalismo pode em tese ser comparado à “lei do mais forte” que ordena a natureza, então quem consegue explorar mais os outros indivíduos em benefício próprio é um “indivíduo alfa”, mais próximo do topo da “cadeia alimentar”.

          2. Mas é exatamente assim que funciona o capitalismo, a diferença é que não é o mais forte e sim o mais rico (e normalmente essa riqueza é passada por gerações através de mecanismos legais e ilegais de manutenção de renda) que se dá melhor nesse sistema.

            O pior de tudo dentro do capitalismo é essa mentalidade de vencedor, de empreendedor, de vender sonhos de que, trabalhando duro, qualquer um pode “vencer na vida”. Isso é das mentiras mais deslavadas que só servem para manutenção dessa escória super-rica que temos hoje no mundo.

          3. Um que comenta sempre aqui, que usa a foto de um gato. Muitos meses atrás eu fiz essa analogia do capitalismo com sistemas naturais e o cara meio que surtou, me respondendo agressivamente, como seu tivesse “servindo à interesses alheios”. Foi meio bizarro, pois essa forma de entendimento do capitalismo obviamente é teórica, e pode ser debatida e eventualmente refutada, apesar da base sólida nos textos de Jean Baudrillard.

          4. Ah sim, mas ele está certo na fala dele. O capitalismo é completamente anti-natural numa sociedade minimamente organizada socialmente como a nossa. Por isso eu frisei que a lei que impera não é a do mais apto e sim a do mais rico, ou, daquele que consegue fazer a sua herança financeira passar de geração em geração, ilegal e legalmente, dentro de uma sociedade imoral.

            Capitalismo é barbárie pra mim.

          5. Se você analisar bem as palavras que eu escolhi nos meus comentários anteriores, certamente perceberá que eu quis dizer exatamente a mesma coisa quanto à lei que impera ser a do mais rico, em substituição à do mais apto.

    2. Concordo plenamente. Acho o feed do linkedin horrível, tanto é que em meu celular uso como app apenas o Linkedin Jobs, que tem realmente o que interessa.

    3. Percebo que até diminuiu muito o hype da ‘meritocracia’.
      Convenhamos que ela não se aplica na vida real.
      Ela funciona como a fé: basta ter fé para obter a cura e se não obteve é por que não teve fé o suficiente.
      Assim muita gente ilude-se com meritocracia.

      1. Meritocracia é um termo cunhado em um romance distópico. Não faz sentido usar como algo de denotação boa, isso veio à tona com mais força quando a gente iniciou a crise brasileira (tinha um pouco antes, na era do BF e CSF) e agora está arrefecendo, assim como a cultura do empreendedorismo, porque as pessoas estão percebendo que isso tudo é balela do capital pra se manter no poder.

    4. Eu tinha o hábito de ler os melhores da semana deles. Com o tempo fui sacando o ambiente e parei.

      Pra mim faz mais sentido seguir a startupdareal no Twitter.

    5. Jamais segui o feed deles, só as vagas. Não vejo a rede como nada além de um CV online mais detalhado do que aqueles que você manda em PDF pras empresas. E mesmo assim, nesse sentido, um CakeResume seria mais útil.

    6. instagram e linkdin. tá duas redes q não contam comigo. outras tb não contam, mas essas duas, em particular, são tão bizarras, q me espanta seriamente o sucesso delas.

      1. O Linkedin tem muitas vagas de emprego. Muitas mesmo. Consegui mais de 10 entrevistas por lá (e duas propostas de trabalho). Esse deveria ser o propósito deles e não ter um feed com textões malucos como esse.

Os comentários deste post foram fechados.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!