Anúncio NordVPN, a VPN mais rápida do mercado, com 68% de desconto

O que esperar do Manual do Usuário em 2015

Pessoas trabalhando com notebook esmartphone

Quando comecei o Manual do Usuário, me dei um ano para fazê-lo andar com as próprias pernas. Não rolou. Mas aconteceram tantas coisas legais, especialmente depois do seu primeiro aniversário, que me deixaram mais animado para continuar. É cedo para dizer, mas 2015 deverá ser um bom ano.

Gastei bastante teclado falando do passado recentemente na celebração do primeiro aniversário. Talvez valha a pena puxar de novo apenas a questão da linha editorial, que é a mais complexa e difícil de administrar. Rola uma espécie de “fear of missing out” editorial, com variações de intensidade esporádicas.

Ainda fico com os dedos coçando quando um assunto que me é interessante estoura na mídia, mas o auto-controle para observar a situação primeiro e, se for o caso, escrever depois tem se manifestado com menos sofrimento, mais naturalidade. Acho que precisava de um tempo para perder o cacoete de site/blog de notícias, afinal foram uns bons anos nessa. Este aqui, o Manual do Usuário, é diferente, é um Slow Web. Eu não quero, e nem conseguiria, transformá-lo em algo mais acelerado, mais voltado a notícias.

Elevando o nível

O editorial do Manual do Usuário é composto, basicamente, por reviews e textos mais longos — não pelo comprimento em si, mas por serem pautas que demandam mais reflexão e/ou contextualização, logo, mais palavras. Eu gosto dessa configuração e ela não mudará, só sofrerá alguns ajustes. Das vantagens e martírios de projetos contínuos, sem prazo para acabar (assim esperamos!), o eterno processo de refinamento é um dos mais presentes.

O objetivo desse leve ajuste é distinguir ainda mais o Manual dos seus pares nacionais. Acho que já faço um trabalho singular e que acrescenta em vez de apenas replicar, então investir mais nessa diferenciação é importante para fortalecer a marca e, ao mesmo tempo, aumentar o valor que você, leitor, tira daqui.

Ilustração com uma mãozinha depositando uma moeda em uma caixa com o logo do Manual do Usuário em uma das faces, segurada por dois pares de mãos. Ao redor, moedas com um cifrão no meio flutuando. Fundo alaranjado.

Apoie o Manual do Usuário.
Você ajuda a manter o projeto no ar e ainda recebe recompensas exclusivas. Saiba mais »

Correndo o risco parecer datado, porque não é nada novo, hoje praticamente tudo o que acontece no mundo tem no mínimo uma pitada da tecnologia que há anos cubro e que é o norte do site. Isso exige que evoluamos. A saturação do hardware e a mentalidade típica da indústria, de primeiro criar soluções para depois procurar os problemas que elas resolvem, é perigosa. Tira o foco do que importa e, como tudo que é muito legal, vira uma força poderosa de distração. Eu quero permanecer lúcido e quero que você me acompanhe nessa. Como colocou Michael Brendan Dougherty na The Week:

A indústria da tecnologia e os jornalistas que a cobre declararam que as invenções, os negócios e a cultura do Vale do Silício representam uma revolução tão profunda quanto a criação da linha de montagem e o advento da imprensa. Se isso for remotamente verdadeiro, então o jornalismo de tecnologia precisa escapar da sua cultura de press releases e adoração de unboxing e cobrir essa revolução com toda a probidade, habilidade e profundidade aplicada a outros eventos históricos mundiais.

Há muita coisa interessante acontecendo, lá fora e aqui no Brasil. É preciso, de fato, elevar o nível.

Mudanças práticas

Recentemente migramos para um novo servidor, o que deixou o Manual do Usuário rápido na única área em que me interesso por velocidade no site. Estamos, eu e o Julian, preparando algumas mudanças estéticas e estruturais para acelerar ainda mais o acesso.

Em 2015 quero escrever mais. É divertido gravar podcasts e mesmo sem tanta repercussão me orgulho dos vídeos que estão no canal do YouTube, mas são coisas trabalhosas e que geralmente têm um retorno menor. Entre hoje e a retomada das atividades ano que vem, repensarei essas áreas complementares do Manual do Usuário.

Outra coisa que passará por uma reforma é a área dos assinantes. Se nada mudar até o dia 31, o site fechará o ano com 69 assinantes, leitores que confiam e gostam tanto do site que se comprometem com um pequeno valor, pago todos os meses, para garantir que ele continue no ar. Sou muito, muito grato a cada um e exatamente por isso devo mudar os benefícios. Sei que a maioria não assina o site por eles, mas me incomoda não entregar, por pura falta de braço e tempo, o que foi prometido.

E… bem, é isso. Com os trabalhos paralelos que peguei no decorrer do ano e a faculdade de Comunicação, 2014 foi possivelmente o ano mais estressante e cansativo da vida.  Apesar de tudo, foi bom, foi divertido. A minha esperança é que 2015 seja um tiquinho mais calmo, para que as coisas saiam com mais capricho e menos correria. Para me preparar para o que está por vir, tirarei duas semanas de semi-folga a partir de hoje. Ainda devem sair dois ou três posts nesse intervalo e ficarei de olho nos comentários, em nosso grupo secreto no Facebook e no e-mail. Desligo apenas o editor de textos e a área administrativa do site.

Feliz Natal, um bom 2015, muitíssimo obrigado por tudo e prepare-se: agora o Facebook roda GIFs animados. Quer maneira melhor de fechar o ano?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 comentários

  1. Parabéns pelo site, mais uma vez, Ghedin. Realmente seu trabalho aqui é bem diferenciado. Acompanho vários sites de tecnologia, nacionais e internacionais, mais à caráter de informação, ainda sofro do FOMO. Mas, dentre os prediletos e que têm mais crédito estão o Manual do Usuário e Tecnoblog, que fazem uma boa parceria. O Manual com textos mais aprofundados e temas diversos como as carteiras e os presentes de amigo secreto, além dos reviews que são sempre muito bem feitos, outra coisa que me chama muito a atenção é seu cuidado com a redação dos textos, sempre muito primorosa. O Tecnoblog tem mais a função de me manter atualizado ao que acontece de importante no mundo tech, sim, pq tem muuuuito ruído por aí, a equipe deles tb e muito boa, com o Mobilon, Higa, Giovanna… Enfim, um feliz 2015 e que o site continue por muitos e muitos anos!!!

  2. Olá, Ghedin! O acompanho desde o Winajuda, aliás, que saudades daquele blog.
    É interessante seu ponto de vista sobre certos produtos que faz a diferença no nosso cotidiano. Suas matérias são tão relevantes que como muitos colegas aqui, também optei em adquiri-los após sua minuciosa avaliação. O Zenfone 5 foi uma delas e estou atrás da carteira modelo slim agora. Torço para que as coisas saiam como planejado em 2015 para você. Abraços!

  3. Feliz Ano Novo, Ghedin, sigo você across the web desde o Meio-bit (Meh, não faz tanto tempo). Sempre curti como você escreve, você e muitos outros blogueiros foram meu espelho pra ter vontade de meter a cara numa faculdade de comunicação (é, tô nessa também), Manual do Usuário é de longe o meu blog/site favorito. Gosto bastante dele e se mudar provavelmente será para melhor, provavelmente seria assinante se não fosse um universitário desempregado ainda tentando fazer um projeto decolar com as próprias pernas (porém sobre música), desejo que 2015 seja um ótimo ano para o Manual, com muitos textos bons e reflexivos. A gente se vê lá!

    PS: Esse comentário vem com um pouco de delay por ter sentido falta de algum texto novo daí vim aqui para olhar, abraço.

    1. Rapaz, parei para pensar aqui e faz cinco anos desde que comecei no Meio Bit, três desde que saí de lá. Faz um tempinho já!

      Obrigado pela força, e que em 2015 nossos projetos decolem pra valer — aliás, se o seu já estiver no ar, mande o link aí para nós vermos.

  4. Eu leio todos os blogs e sites sobre tecnologia que vejo pela frente, e tenho que admitir, o Manual do Usuário é especial, é único, seu trabalho é realmente diferenciado e tem uma visão que eu particularmente adoro sobre os temas tratados (que eu acho muito bom na maioria das vezes também). Fico muito feliz em saber que o site continuara ativo, e brevemente você ganhará mais um assinante :). Parabéns pelo trabalho Ghedin. PS: Participei de uma live e achei muito foda, poderia fazer isso com mais frequência.

  5. E eu pensei que ia ser falado do “caso” Baidu aqui no site, tu comentou lá que ia falar aqui sobre…… :(

    Vim mesmo ansioso ler .. ahh

    Bem, sucesso em 2015!

    1. Cogitei, e estava na primeira versão do texto, mas dado o distanciamento e os últimos eventos (meu comentário lá), achei que não valia a pena retomar o assunto. Acho que todos aprendemos um pouco com essa história e… bom, ano novo, bola pra frente.

      Obrigado, Saulo!

  6. Não me atrevo a dizer o que deveria mudar porque não manjo nada do tema, então, o ‘pai’ da criança é que sabe como, quando e o que fazer. O que posso dizer é que seu espaço, realmente, é diferenciado porque, quando entramos nele, não sofremos ainda mais do ‘Fear Of Missing out’ (sentia isso mas nem sabia que existia a expressão. Obrigado por me ensinar isto também.) que nos acomete quando abrimos qualquer site de tecnologia, pois se ficarmos dois dias sem lembrarmos de abri-los, quando o fizermos, será necessário rolar muitas páginas para encontrar o ponto em que haviamos parado na verificação mais recente. O Manual tem essa característica muito peculiar: ensina coisas que a gente não vê em outro lugar (o FOMO e as hashtags que fazem com que pessoas ganhem seguidores bots, por ex, descobri aqui) e a gente sente uma coisa ‘zen’, tranquila, sem aquele desespero de que ‘Ai meu Deus, perdi tanta coisa. Como vou me situar?’ que nos oprime sempre nos demais casos. E você tem uma educação, um conhecimento, um refinamento que fazem toda a diferença.

      1. Acabei de ter essa experiência descrita acima: acessei o AndroidpitBr depois de semanas sem lembrar do site. Resultado? Tantas páginas para clicar e conteúdo postado que desisti na 4ª…
        Acho que você deve, sim, manter-se fiel àquilo que pretendeu fazer desde o início, pois de blog e site atualizado 50 vezes por dia, já temos demais e o público nem acompanha direito porque dá um desespero diante de tanta informação (claro, repetidas, pois a maioria replica o que sai no exterior) que, como acabei de fazer, acaba desistindo de acompanhar e procura outro site e, sendo o seu um diferencial, encontramos um porto seguro. Os únicos que faço questão de ler são o Tecnoblog e o Manual. Um, para saber do cotidiano tecnológico; o outro, para me aprofundar nas temas mais relevantes. Acredito que muitos outros pensam assim. Sorte, sucesso e vida longa ao seu Manual.

  7. Acho o Manual do Usuário tão bacana e direto que fica difícil palpitar sobre qualquer mudança. Uma matéria que gostei bastante recentemente foi sobre as carteiras e acho muito bom quando fala desses Gadgets (?) que fazem parte do nosso dia-a-dia pois destoa um pouco do típico Smartphone/tablet/apps que vemos tanto em outros blogs.
    Bom, fica aqui meu agradecimento por todas as matérias e desejo que esse 2015 seja muito mais empolgante que esse 2014 – e claro – menos estressante.
    Feliz Natal e aproveite as férias!

    1. Aquele post das carteiras me surpreendeu um bocado, Marno. O pessoal gostou, eu gosto do assunto, então devo me aventurar mais por coisas do tipo em breve.

      Obrigado :-)

  8. Ghedin, seu trabalho foi determinante para a compra dos meus brinquedos este ano. Chamo-os assim porque, embora sejam pautados pela produtividade, me divertem mesmo qd trabalho. Aprendi a pensar em custo benefício e aplicabilidade lendo seu blog, foi assim que poupei uma grana com aparelhos mais caros e busquei aquilo que se configurava pro meu uso diário, acabei me empolgando, não apenas simplesmente me conformando, com meu Moto G 2013 (conheci realmente o aparelho aqui no blog e só então resolvi ter um, em vez de um Moto X ou um iPhone) e meu Samsung Chromebook, (chegou antes de ontem e já revisei mais de cem páginas nele, fiz pesquisas, assisti filmes, algumas dessas tarefas offline, sem nenhum problema – sou um ex-professor que vive de revisão de textos e cursa psicologia, um laptop com pacote office ou o google docs quebra o galho fácil e como tenho wi-fi disponível quase sempre nos lugares que frequento…). Acompanho menos outros sites de tecnologia, que lia diariamente desde sempre, hj por conta daqui. Acho os textos bem escritos, quase com certos cuidados literários e tremendamente úteis, os vídeos idem, aliás, excelentes suas trilhas sonoras, cara. Obrigado pela companhia, que mudou minha forma de encarar o consumo de tecnologia :)

O site recebe uma comissão quando você clica nos links abaixo antes de fazer suas compras. Você não paga nada a mais por isso.

Nossas indicações literárias »

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!