Adeus, Patreon: os novos meios de pagamento da assinatura do Manual do Usuário

De diversas formas o Manual do Usuário foge do convencional. Uma das mais bacanas é contar com o apoio financeiro da comunidade que me lê para manter as coisas funcionando por aqui. Este visual limpinho, sem anúncios horríveis e scripts de monitoramento que deixam outros sites lentos? “Culpa” dos assinantes. A fim de incentivar mais essa prática, os meios de pagamento da assinatura do site foram reformulados e expandidos. Agora é em real e tem até boleto bancário!

Até então, usava o Patreon para processar os pagamentos. Esse sistema, embora mais cômodo, exige do assinante um cartão de crédito internacional ou uma conta no PayPal — que, invariavelmente, exige um cartão, ainda que um mero nacional sirva. Não é todo mundo que tem cartão ou conta no PayPal.

Além de democratizar o acesso à assinatura, os novos meios são menos onerosos para todos os envolvidos. No Patreon, somando a taxa do serviço, dos cartões e o ágio na conversão do dólar, perdia quase 20% do valor bruto. Os novos meios de pagamento têm um custo médio de menos de 10%. Ao assinante, a vantagem é pagar em real, sem as variações do galopante dólar, moeda usada no Patreon. Todos os novos meios de pagamento são no nosso desvalorizado real, ou seja, não tem mais surpresas na fatura do cartão.

São quatro meios: PayPal, PagSeguro, boleto e depósito bancário. Os dois primeiros têm recorrência mensal; os dois últimos, trimestral, semestral ou anual. Os dois últimos são assim por motivos de custo (a geração do boleto é bem cara) e logística (gerenciar os depósitos manualmente, mesmo que para poucos assinantes, dá algum trabalho).

Qualquer valor é bem-vindo, mas para desfrutar das vantagens do assinante o mínimo é R$ 8. Inclusive, caso queira assinar por um valor superior, fique à vontade (e obrigado pela gentileza!).

Nesta página estão as informações e links para se
tornar assinante do Manual do Usuário
.

Aos leitores que já assinam o site via Patreon, fica a critério de vocês mudar para um dos novos meios ou continuar no sistema atual — ele permanecerá ativo até que não restem mais assinantes por lá. Ao mudar, apenas lembre-se de cancelar sua assinatura no Patreon para não pagar dobrado. É assim:

  • Faça login no Patreon e, na primeira página, clique no link “Edit Pledge” correspondente ao Manual, no menu à esquerda;
  • Desça página seguinte e clique no link (cinza, difícil de ver) “Delete Pledge”;
  • Um popup surge pedindo a confirmação do cancelamento, clique em mais um link cinza-difícil-de-ver “Delete my pledge”. Pronto!

Se ficou alguma dúvida, use os comentários.

Acompanhe

Newsletter (toda sexta, grátis):

  • Mastodon
  • Telegram
  • Twitter
  • Feed RSS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

21 comentários

  1. Eu assinei o Patreon, mas tive que deletar minha conta, mas como sou nova nisso ainda fiquei com a dúvida de se eu ainda serei cobrada

    1. Marcos, a “integração” é, na real, bem solta. Criei os perfis/valores de pagamento no PagSeguro e PayPal e, depois, peguei os códigos/links e incorporei na página que fala sobre a assinatura.

      Dá para ir além e embutir essas opções em um formulário e, espero, isso deverá sair numa futura reformulação do Manual, mas do jeito que está já funciona relativamente bem para o fluxo (baixo) de novos assinantes que aparece.

      1. Rodrigo, vi depois a forma de pagamento implantada. O que eu preciso é recorrência automática e checkout transparente. O que mais está se aproximando disto é o plugin do yiththemes. Mas na realidade não existe esta solução ainda sem ser paga e mesmo assim, muito limitada.

  2. Ghedin, um dúvida, qual plugin você está usando agora no backend do WordPress que suporte todas essas opções?

    1. Nenhum, Bruno. Simplesmente criei uma página e coloquei os links e botões das plataformas (PayPal, PagSeguro) e, localmente, criei uma planilha para controlar os assinantes. Antiquado, mas está funcionando bem.

  3. Diga-nos… Qual dos serviços lhe provê o menor ônus?

    Transferência bancaria, talvez? Que exige apenas tempo para gerenciar, sem taxas de “x%”…

    1. Quero alterar para o pagamento em real, mas já que vou fazer isso, que eu troque para a melhor opção.

      E já adianto, não me venha com essa de “tanto faz”.. Haha

  4. Feito a troca para o Paypal. Creio que é mais vantajoso para ambos :D

    PS: Aquele botão de cancelar a assinatura do Patreon não só é ruim de ver, como aparenta estar desabilitado! Tão precisando de uns designers/UX pra der uma olhada nisso :P

  5. Ghedin, no link assine ( https://www.manualdousuario.net/assine/ ) você poderia por imagens ilustrando as vantagens, por exemplo a newsletter semanal (uma antiga ou uma fictícia), e um print do grupo no Facebook, para estimular a pessoa a virar assinante, eu estou pensando em fazer, mas seria interessante se fizesse isso, para estimular a assinatura.

    Outra dúvida, e se eu quiser assinar pelo Patreon, ainda é possível? Ou está realmente fechado para novos assinantes? Pois este ano irei ajudar o que consumo, e gosto de centralizar meus pagamentos, e como quase todos usam patreon, seria legal deixar o mesmo disponível.

    1. Boa, Weller! Assim que sobrar um tempinho, darei uma olhada nas sugestões.

      Quanto ao Patreon, é possível sim. Ele continuará ativo enquanto tiver gente lá — e nada impede que novos assinantes optem por ele.

  6. boa.. pq alias meu cartão foi clonado, e acho que nem tinha lembrado de mudar o Patreon. Já vou resolver.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!