Nomeação de Stallman ao conselho da FSF gera retaliações de empresas; Red Hat suspendeu doações

O retorno de Richard Stallman ao conselho diretor da Free Software Foundation (FSF) ainda repercute. Nesta segunda (29), a Red Hat suspendeu todas as doações que fazia à fundação e aos eventos promovidos por ela. Em um comunicado, a empresa disse que “o retorno de Richard Stallman reabriu feridas que esperávamos seriam lentamente curadas após sua partida”, e que acredita que “para ganhar de volta a confiança na comunidade de software livre como um todo, a FSF deve implementar mudanças basilares e de longo prazo à sua governança”.

Outros nomes fortes manifestaram insatisfação com o episódio, como Melissa Di Donato, a CEO da SUSE, e Miguel de Icaza, co-fundador do Gnome e atualmente engenheiro na Microsoft. A Document Foundation, responsável pelo LibreOffice, suspendeu o assento da FSF em seu conselho e cessou quaisquer outras atividades com ela. Membros do Debian Project estão votando se assinam ou não uma carta pedindo a saída de Stallman. Via ZDnet (em inglês).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

24 comentários

  1. De tudo que foi dito eu só acho importante notar qual o dano que uma única mulher consegue fazer. Tudo isso que está acontecendo na FSF decorre das palavras de uma única mulher, sem provas e sem decisão judicial. Muito maluco isso.

  2. Alexandre Oliva recentemente numa live que o amigo aqui nos comentários compartilhou, disse que o RMS com seus cabelos brancos pensa de maneira diferente. Ele como mto amigo do Stallman disse que ele pensa e fala sem um filtro de etiqueta que agente tem, só que com ele é diferente. E se por acaso ele for tipo aquele cara da série global o super sincero? E se um dia descobrirem que ele tem alguma disfunção de comportamento (alguns falam em algum grau de Autismo ou Síndrome de Down). Com certeza eu não tenho lugar de fala pra dizer ou confirma isso do Richard, mas todo mundo sabe que um criança ou mesmo um adulto com uma síndrome, fala sem pensar, sem filtro e sem se importar com a reação da outra pessoa. A verdade é que eu estou defendendo o Stallman, mas tbm não posso provar nada do que eu disse pois eu não estou lá do lado dele, assim como o autor desse site tbm não pode provar do contrário. Eu gosto de sempre terminar com: vc SABE? ou vc apenas ACREDITA? Não há nada tão certo nessa vida meu amigo, ao menos a morte e os impostos.

      1. Quer dizer que pessoas com algum problema, como os citados no comentário, são incapazes de realizar funções diretivas? Comentário nada inclusivo. :/

        1. Não por isso. O que eu disse é que pessoas “tipo aquele cara da série global o super sincero”, que “fala sem pensar, sem filtro” não deveriam estar em posições de liderança.

        2. A se pensar que uma pessoa sem trato social é uma pessoa que com certeza tem dificuldades de estabelecer relações políticas (vide o presidente da república ou algumas @ do twitter).

          Asperger e Autismo geram problemas de trato social, mas que são compensados de alguma forma (Greta Thunberg tem Asperger). .

          Isso não significa que ter um distúrbio psicológico é desculpa para ser estúpido. Eis um primeiro ponto.

          Quando a pessoa expõe seus preconceitos e os abraça – diz que não gosta de certos tipos de pessoa (E geralmente é LGBT, pessoas de outras etnias, cor de pele, jeito, etc – posição política já um pouco diferente) -, isso significa que a pessoa terá problemas para lidar com relações públicas, pois provavelmente agirá com viés quando por exemplo lidar com pessoas das quais ela tem o preconceito exposto.

          Se Stallman está em uma posição que não seja política e não signifique exposição política, até é OK. Só que ele foi posto na fundação em uma posição política. E este é um dos problemas.

          1. Algumas observações: para mulheres, os problemas de trato social gerados por autismo (e aspeger, que é um termo que não é mais usado, e é equivalente a autismo leve) são menores do que para homens. Causa o mesmo pensamento obsessivo, mas não parece causar diminuição de percepção social, e durante um tempo se acreditava que mulheres fossem imunes.
            Também acho que o RMS não seja a melhor pessoa para liderança, mas acho que pertencer ao conselho diretor da FSF é perfeitamente OK, uma vez que ele fundou a FSF e é o principal pensador do movimento de Software Livre (ele basicamente criou, definiu o termo e iniciou o movimento).

  3. Interessante ver a discussão na live de 28/03/2021 com membros da comunidade Debian no Brasil e a participação do Alexandre Oliva, da Free Software Fundation Latin America. Tratam do que vem acontecendo com o Richard Stallman.

    https://www.youtube.com/watch?v=gGU8aJ4YTjE

    Assim como existe pessoas contra, existem pessoas a favor, sempre é bom apontar isso: https://rms-support-letter.github.io/

    Minha opinião é que estão cancelando o RMS, defensor intransigente da filosofia do software livre, com a intensão de fazer prevalecer (ainda mais) a filosofia do open source (que é: usuário livre não é importante, importante são os negócios), de reduzir a posição da FSF de defesa da liberta de software dos usuários. Uso o termo cancelar por que as acusações feitas não são acompanhadas de processo legal. Parto do principio de que quem defensa uma sociedade justa supõe um regime democrático, onde o sistema judiciário serve para dirimir conflitos. Do contrário se busca um justiciamento e a defesa de uma sociedade justa, inclusiva, é um subterfúgio utilizado para obter outros fins.

    Relembro o caso do neymar/najila. Foi feito um alvoroço, mas durante o processo legal a pessoa não conseguiu sustentar a acusação. O depoimento dela importa, evidentemente, mas é preciso de mais elementos comprobatórios (ou vamos condenar pessoas utilizando apenas o depoimento de uma das partes envolvidas?). Talvez ele não seja inocente, mas quem acusou não provou que ele foi culpado. Só que o alvorço, é uma tentativa de inverter o ônus da prova, onde o acusado é condenado a priori e tem que ir atrás pra reverter a condenação e provar que é inocente.

    1. Não é crime ser babaca, mas é desagradável e pode ajudar a reforçar comportamentos criminosos. Em nenhum momento falou-se em crime ou em judicializar a celeuma em torno do Stallman, porque não cabem nessa situação. Uma sociedade madura sabe separar as duas coisas.

      Minha opinião é que estão cancelando o RMS, defensor intransigente da filosofia do software livre, com a intensão de fazer prevalecer (ainda mais) a filosofia do open source

      Qual a sua base de sustentação para essa acusação? Do que li na imprensa, em lugar algum isso foi mencionado. O problema é o comportamento misógino e desagradável do Stallman mesmo.

      Relembro o caso do neymar/najila

      Caso que foi investigado, pois havia uma acusação de crime, e descartado, pois ela deu um falso testemunho. Para cada caso do tipo, eu poderia citar dezenas, centenas de outros em que a denúncia era séria e ficou provado, às vezes com finais trágicos. E, de qualquer maneira, o estopim da saída do Stallman da FSF (os e-mails do caso Epstein) está bem documentado e ninguém, nem o próprio, questionou sua veracidade, de modo que não entendo o que esse parágrafo tem a ver com o assunto. O que você quer dizer fazendo esse falso paralelo?

      1. Minha opinião é que estão cancelando o RMS, defensor intransigente da filosofia do software livre, com a intensão de fazer prevalecer (ainda mais) a filosofia do open source (que é: usuário livre não é importante, importante são os negócios), de reduzir a posição da FSF de defesa da liberta de software dos usuários.

        Não acho que seja motivador, mas será uma consequência dessa decisão de voltar com RMS. Me corrija se eu estiver errado, mas até onde eu sei, a FSF não oferece nenhum risco aos negócios open-source de empresas como Red Hat e SUSE.

        Eu mal sabia dessa diferença de filosofias, mesmo trabalhando com desenvolvimento há anos, fui ler sobre uns meses atrás. Parece uma discussão fadada ao esquecimento total.

        Não é de hoje que esse pessoal mais raiz do software livre tem fama de ser completamente desconectada da realidade. Arrumar uma polêmica dessas só torna tudo mais quixotesco, acusar a Red Hat de um plano é lutar contra moinhos de vento.

        1. Pelo que entendi, todas as empresas que trabalham com distro Linux tem cadeira na FSF, dado que eles contribuem com o código do Linux e de outros sistemas Free Software. Por isso a repercussão.

        2. O movimento do Open Source foi criado removendo a filosofia do movimento do software livre, justamente para torna-lo irrelevante, fazendo com que as pessoas não se preocupem, não entendem e não queiram liberdade de software. E esse movimento teve sucesso nisso. Com que objetivo? Tornar o software livre mais amigável para o mundo empresarial. Isso aconteceu la na década de 90.

          Então, o risco que a FSF representa é justamente por apontar que a liberdade de software, a filosofia, é importante.

          Pessoas querendo liberdade de software não é conveniente para empresas.

          E é essa visão do Open Source que prevalece hoje. Tanto é que atualmente é impossível você usar qualquer dispositivo apenas com software livre. Você consegue usar alguns poucos dispositivos mais antigos, mas os mais recentes não.

          Sobre a RedHat, ela foi compradada pela IBM. E recentemente matou o CentOS, versão construida pela comunidade, transformando-o numa versão beta do RHEL, pensando no mundo empresarial. Hoje a RedHat não tá preocupada com a comunidade. Tá preocupada com a comunidade empresarial.

          1. E esse movimento teve sucesso nisso.

            Exato, meu ponto é que o open-source já matou a filosofia do software livre original, não é uma preocupação real das empresas.

            Seria ruim para elas, se muitas pessoas valorizassem software livre no lugar de open-source, mas quase ninguém se importa com essa distinção. As empresas não precisam atacar o Stallman ou a FSF, porque não vão perder usuários ou receita pelas ações da FSF.

            Se no conselho tivesse alguém com a mesma postura do Stallman em relação a software, mas sem as polêmicas envolvidas, as empresas provavelmente só ignorar. O que está incomodando as empresas não é o movimento free software, mas ter alguma associação com opiniões polêmicas sobre pedofilia.

          2. A filosofia ainda vive na FSF, nas FSF irmãs, no projeto GNU, em alguns outros projetos de software, como o Linux-libre, o libreboot. E em muitas pessoas pelo planeta.

            Por isso que eu acho que empresas/pessoas que defendem filosofias diferentes não deveriam ter suas opiniões levadas tão a serio. E a carta pedindo a cabeça do Stallman está assinada por muitas dessas pessoas/empresas.

            Pq eu deveria querer a saida do Stallman, um defensor ferenho da filosofia original, para atender empresas/pessoas que estão usando falas polemicas (nao relacionadas a filosofia do movimento) para desmoraliza-lo e que nem defendem o software livre? Não faz muito sentido pra mim.

          3. @ odair

            Pq eu deveria querer a saida do Stallman, um defensor ferenho da filosofia original, para atender empresas/pessoas que estão usando falas polemicas (nao relacionadas a filosofia do movimento) para desmoraliza-lo e que nem defendem o software livre?

            Porque o projeto não vive em função de si mesmo. O objetivo não é mostrar ao mundo os valores e benefícios do software livre e suscitar mudanças? Sendo assim, tem que dialogar, tem que fazer política e, nesse caso, pesar a presença de alguém como o Stallman no conselho diretor.

      2. não fiz falso paralelo. é uma situação onde a acusadora fez um estardalhaço na mídia e a acusação não implicou em culpabilidade, quando a situação foi tratada no âmbito judicial. Ou seja, não dá pra pré culpar ou cancelar alguém baseado na palavra da parte interessada. Não importa quantos casos a acusação se mostrou verdadeira, basta um contra-exemplo pra mostrar que a implicação é falsa. Ou seja, corre-se o risco de prejudicar um inocente, se se acreditar cegamente na acusação.

        parece que você não leu a carta. olha como ela começa, na tradução para pt-br:

        “Richard M. Stallman, popularmente conhecido como RMS, tem sido uma influência perigosa na comunidade de software livre por muito tempo. Ele tem se demonstrado misógino, transfóbico e discriminatório contra pessoas com incapacidades, entre outras sérias acusações de comportamentos imprórios..”

        são acusações bem graves, a meu ver com gravidade suficiente para processo judiciais. será que são verdadeiras? será que são como os acusadores dizem que são? eu não sei, não estava presente. não quer dizer que seja inocente. mas para ser culpado quem acusa deveria usar o âmbito adequado e demonstrar. Sem a parte judicial, a meu ver, o objetivo é acusar de coisas graves e transformar num monstro para desmoraliza-lo, e de quebra atingir a FSF.

        O open source surgiu para suplantar o movimento do software livre, pq a filosofia do movimento não é bem aceita por empresas (isso é história). você mesmo disse que tudo é politica. não precisa muito para ver que muitos defensores do open source assinaram a carta e ver que existe uma movimentação politica tb, para reduzir a relevância da FSF ou alterar sua correlação interna de forças (querer a remoção de todo o board é um indicio). é bom lembrar que a FSF trata tb da licença gpl. quem sabe uma correlação de forças diferente, tb sem a presença do Stallman, não seja capaz de produzir uma nova versão da gpl, mais favorável aos negócios e menos favorável a liberdade dos usuários.

        1. Eu não sei como é o sistema penal norte-americano, mas aqui essas condutas que a carta aponta podem não ser criminosas, isto é, não está previstas legalmente como crimes. E, aqui também, a acusação infundada de um crime configura um crime, ou seja, se o Stallman estivesse realmente preocupado em rechaçar essas críticas, ele poderia processar as pessoas que o acusam de calúnia. (Mas se ele realmente cometeu o crime que lhe imputam, não há que se falar em calúnia.)

          A todos é dado o benefício da dúvida, mas quando não é uma, mas várias pessoas fazendo a mesma acusação, tem-se um forte indício de que elas sejam verdadeiras. E, talvez o que mais chame a atenção nesse caso, nem o próprio Stallman se defende.

          Reitero que sua condição para escantear alguém, de que essa pessoa seja condenada judicialmente, é descabida. Quantos políticos e executivos não perdem seus cargos por outros motivos? Um cargo de liderança demanda uma conduta, se não ilibada, no mínimo inspiradora, que emane confiança aos liderados. Stallman não tem mais isso, e, pense o que quiser dele, sua presença no conselho da FSF é um desserviço à causa da FSF e a ela própria. A sua teoria da conspiração (teoria sem base é conspiratória, desculpe-me), de que os ataques ao Stallman são uma tentativa de atingir a FSF, sequer faz sentido. A FSF está perdendo espaço, influência e dinheiro por causa do Stallman.

          1. Já apontaram nos comentários de outra notinha, e a fonte desta (a matéria da ZDNet) menciona a carta de apoio, ressaltando que ela carece de líderes de comunidades e empresas — esses estão na carta de repúdio ao Stallman.

          2. Processar alguém custa tempo e dinheiro.
            Chegou a ler as acusações e as evidências?
            “misógino, transfóbico e discriminatório contra pessoas com incapacidades”
            – misógino – ele fez piadas ruims (ou que podem ser interpretadas de forma “creep” por mulheres), e ele disse algo como “não trabalhei com nenhuma mulher no Emacs e GCC”, daí falam de uma engenheira chefe do GCC em 2007 (que eu saiba naquele ponto, ele já tinha abandonado a programação fazia tempo por problemas de LER e o manual do GCC só continha o nome dele porque ele foi o criador)
            – transfóbico – não consegui encontrar nenhuma evidência disso
            – discriminatório contra pessoas com incapacidades – ele fez um post realmente ruim sobre pessoas de síndrome de Down, mas se desculpou
            Para mim, a reação saiu totalmente de escala.

  4. Como eu já disse, Stallman na FSF é tipo Carlos Cardoso no sindicato dos profissionais de informática do BR: só dará desgosto…

O site recebe uma comissão quando você clica nos links abaixo antes de fazer suas compras. Você não paga nada a mais por isso.

Nossas indicações literárias »

Manual do Usuário