Anúncio Black Friday: Assine a NordVPN com 72% de desconto

Apple anuncia MacBook Pro com entalhe na tela e recursos de 2015

Foto de um MacBook Pro novo, aberto, de frente, mostrando o entalhe da tela.
Foto: Apple/Divulgação.

A Apple passou cinco anos dizendo que USB-C era o futuro e o único padrão de conexão de que as pessoas precisariam em notebooks “pro” para, agora pouco, anunciar nos novos MacBook Pro com HDMI, leitor de cartão SD e conector de energia MagSafe — quase igual o antigo MacBook Pro pré-2016; faltaram as conexões DisplayPort.

Os melhores MacBook Pro dos últimos cinco anos vinham com a Touchbar, uma tela horizontal no lugar das teclas F1–12, odiada por todos. Os novos MacBook Pro, anunciados há pouco, trazem de volta os botões F1–12. Físicos, de apertar, iguais aos do restante do teclado.

Errar faz parte, mas é doído aceitar quando o erro é evidente de cara.

A cereja do pudim é o entalhe na tela de um notebook. Algo me diz que a concorrência, que copiou o entalhe do iPhone X à exaustão, não seguirá essa moda. Não é como se empresas como Dell e Lenovo não conseguissem fazer bordas finas. E os novos MacBook Pro sequer têm Face ID para justificar tal atrocidade em suas telas. Via Apple (em inglês).

O MacBook Pro de 14″ começa em R$ 27 mil e o modelo de 16″, em R$ 33 mil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

13 comentários

  1. Pra que? Pra que esse maldito entalhe na tela? PRA QUE? Parece que eles querem criar uma identidade da marca com o maldito entalhe.
    Espero, do fundo do coração que outras marcas não copiem.

    Sobre o resto, nem tenho muito o que dizer, apenas que as coisas úteis e práticas estão voltando.

    Já sobre o preço… pfff…. iHSUhAuIShaI

    PS: ao menos, pelo que li muito por cima, eles se superaram mais uma vez no SoC. Nesse aspecto é digno de tirar o chapéu.

  2. Começa em R$ 27 mil mesmo? Que loucura! Ele custa 1.900 dólares, mesmo se estivesse cotado em 6 reais ficaria 12mil, e mesmo com todos os impostos não imagino que quase triplicaria de valor. Qual é o público alvo desse note mesmo?

    1. Público alvo são designers, editores de áudio, foto e vídeo, juízes e diretores de empresa que não vão usar nem 1% da capacidade do M1 respondendo emails e planilhas.

    2. 6? Pff… o dólar Apple varia junto com o número do iPhone. Esse ano está em 13, pode fazer as contas.

  3. Dell XPS tem a borda tão fina quanto e sem nenhum entalhe/notch no topo da tela. Realmente ficou muito estranho pra um notebook.

  4. a própria imagem de exemplo mostra como é horroroso esse entalhe: por pouco a barra de menus não briga diretamente com ele.

    curiosamente, também anunciaram um novo plano para o Apple Music mais barato controlado apenas por voz — o que obriga as pessoas a terem de lidar com a desgraça que é a Siri e as faz pensar seriamente em pagar o plano mais caro para não ter de fazer isso. Não é um caso muito diferente da touch bar: ela permanece nos modelos de 13 polegadas e foi aposentada nos mais caros.

    não é obsolescência programada, é obsolescência precificada

  5. Achei muito confuso que não teve update nenhum no MacMini. Provavelmente o design atual deve ter problemas de resfriamento se colocassem esses processadores mais potentes. Ou não, vai saber.

    E o notch não faz sentido. A apple tá querendo criar uma identidade visual com um troço que todo mundo zoa. No celular ok, mas no notebook… deixava igual ao iPad então.

O site recebe uma comissão quando você clica nos links abaixo antes de fazer suas compras. Você não paga nada a mais por isso.

Nossas indicações literárias »

Manual do Usuário