Fundo azul, com uma chamada para um PlayStation 5 no centro. À esquerda, a frase “Ofertas de verdade, lojas seguras e os melhores preços da internet.” À direita, “Baixe o app do Promobit”.

Em 2020, 2/3 das pesquisas no Google terminaram sem cliques

Em 2020, 64,82% das buscas feitas no Google terminaram no próprio Google, ou seja, não levaram o usuário a outro site. É o que, no jargão, se chama “zero-click searches”, ou pesquisas sem clique. Em celulares, o percentual foi ainda maior: 77,22%. Via Sparktoro (em inglês)

Por que isso importa? O Google é uma espécie de HUB da web, o ponto de partida para que negócios, publicações (como o Manual) e toda a sorte de sites sejam descobertos pelos usuários. O Google é, afinal, um buscador. Ao moldar a experiência para que o usuário permaneça em seus domínios, o Google consegue exibir anúncios mais rentáveis, sem ter que dividir receita com parceiros.

Levantamentos do tipo pegam mal para o Google, tanto que esse motivou uma resposta direta da empresa questionando dados e conclusões. Como diria o Tino, “sentiu”. Via Google (em inglês).

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Dúvidas? Consulte a documentação dos comentários.

3 comentários

  1. O Google está cada vez mais querendo adivinhar o que estou perguntando e tirando o controle das minhas mãos. Pra mim um retrocesso. Saudades dos primeiros contatos que tive com Google

  2. Não sei quantas vezes procurei uma palavra para ver como escreve, ou digitei uma pergunta que o propria pagina do google respondia… Acho que isso só mostra o sucesso da AI do Goolge de responder o que o usuário quer sem ter que entrar na pagina

  3. E é importante notar o quanto a primeira página de resultados do Google tem ficado cada vez menos útil recentemente. Os resultados “reais” ficam cada vez mais distantes do clique. Propagandas, cards e links patrocinados tem cada vez mais “relevância”.

Compre dos parceiros do Manual:

Manual do Usuário