Pessoa de sexo não identificado, com cabelo roxo e pele azul, segurando uma xícara de café com vários ícones em alusão ao Manual do Usuário na fumaça e um celular na outra mão. Embaixo, o texto: “Apoie o Manual pelo preço de um cafezinho”.

Amazon Prime terá primeiro aumento da mensalidade no Brasil

A Amazon anunciou o primeiro reajuste no preço do Prime no Brasil. A partir de 20 de maio, a mensalidade passará de R$ 9,90 para R$ 14,90 (+50,5%) e o plano anual, de R$ 89 para 119 (+33,7%). Para quem já é assinante, o reajuste do plano mensal começa a valer em 24 de junho.

O aumento, nota a Folha de S.Paulo, acontece em um momento de fragilidade da companhia, que reportou prejuízo de US$ 3,8 bilhões no último trimestre, o que fez as ações da empresa na Nasdaq caírem +10%. Via Folha de S.Paulo.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Dúvidas? Consulte a documentação dos comentários.

16 comentários

  1. esse tipo de serviço no brasil não da lucro a farra do crédito ta acabando uma hora a conta vai chegar e todas vão continuar aumentando seu preço torrent aqui é necessidade ou baixa ou fica sem

  2. Eu não acho tão fácil as pessoas migrarem para o pirata pq a maioria das telas hoje deve ser mobile, mas tenho que verificar algum estudo.
    Talvez elas migrem para algo pirata, mas que seja pago, estilo um IPTV.

  3. As vezes acho que esta questão sobre streaming vai ficar que nem a situação da TV Paga (assinatura de canais): de tão desigual e desregulado fica a cobrança, uma hora alguém vai “centralizar” as produções de novo e redistribuir, enquanto que as empresas que hoje tentam surfar no streaming vão acabar ou saindo fora ou só focando em produção de conteúdo.

    Eu queria entender mais da história da TV para entender alguns padrões. Até porque no exterior se paga impostos/taxas para ter um aparelho de TV e/ou rádio, e com isso tais rendas são revertidas as emissoras dos países onde são cobrados as taxas. Isso é uma linha que poderia ser investigada para entender como um streaming pode ser sustentável.

    1. Lembando que a Netflix começou como distribuidora de conteúdo (DVD, depois streaming). E nesta época aparentemente ela enriqueceu bem pois pioneira.

  4. Cancelei o prime ontem.

    Contratei HBO no plano especial de 15 reais eterno, e hoje é o único streaming de vídeo que possuo.

    Tem tanta série dentro do HBO, que dá pra ficar tranquilo somente com ele.

    1. Não fosse minha conja que viciou nas série coreanas da Netflix, eu tranquilamente viveria com a dupla HBO Max + Telecine. Faria um rodízio entre Disney+ e Appletv+ pontualmente quando surgisse alguma série que quisesse assistir.

  5. Streaming é um negócio com data marcada, é insustentável, eu por exemplo estou no Netflix e pronto pra sair,
    Amazon
    Disney +
    HBO
    Net+
    Globo Play
    Fora aí os canais de sporte

    Tô fora disso, não faz sentido algum.

    1. Talvez o que realmente faça sentido é um rodízio. Assina um serviço, assiste as séries que quiser e depois cancele e assine outro no mês seguinte. A desvantagem clara é, além do trabalho de gerenciar as assinaturas, a impossibilidade de acompanhar duas séries exclusivas em serviços diferentes ao mesmo tempo.

      Para o meu perfil de consumo, tem funcionado.

      O que vejo que está acontecendo é aumentar a oferta de assinatura anual para contrabalancear esse comportamento e tentar fidelizar por mais tempo.

      1. Eu falei para mim mesmo que faria isso, mas, na prática, mesmo sendo tão fácil cancelar um serviço, a gente continua a pagar a mensalidade todos os meses.
        Tenho Netflix, Prime, Disney+, Star+, Discovery+, HBO Max e Globoplay. No mês a mês não fica tão pesado, mal chegando a $50 – tem Kotas e free aí no meio.

        1. Geralmente crio um cartão virtual. Assino. Cancelo o cartão. Daí um mês depois recebo um e-mail avisando que o pagamento não pôde ser efetuado :D

      2. Também tem a opção de compartilhamento de senhas (que espero que não fique mais complicado de fazer) que pra mim tem funcionado.

        Eu tenho acesso e compartilho Netflix, Amazon Prime, Disney+, Globoplay e Youtube Premium, e tudo sai por menos de 40 reais, o que seria só a Netflix por exemplo, se eu pegasse um plano top sem compartilhar.

          1. Kotas. Eu uso para a Netflix.
            Já Disney+ e Star+, é melhor pegar promoção do Mercado Pago nível 6 e ter de “graça”. Eu tenho de graça porque fiz portabilidade pra lá – eu sei, é loucura…

    2. Eu faço assim, pego gratuitamente Star+ e Disney+ por causa do MercadoLivre, o HBO+ assinei no ML também e está barato e pago o Prime pq pego muitos livros e games grátis e ganho mais o Streaming.
      Agora o Mubi e Belas Artes a minha esposa que paga o anual e mesmo assim não conseguimos ver tudo.

Compre dos parceiros do Manual:

Manual do Usuário