Conteúdo da mochila do Gustavo Saez.

O que tem na sua mochila, Gustavo Saez


1/2/19 às 10h47

Foto do Gustavo Saez. Gustavo Saez, 27, de São Paulo (SP), é um evangelista e especialista Apple e aficionado por tecnologia, sempre ligado nas notícias gerais e do mundo Apple com mais atenção. É podcaster desde setembro de 2018 e, com o PodApps, tenta explicar a importância da tecnologia e como aplicá-la da melhor maneira possível, sempre recomendando apps, pois é focado no mundo móvel. Se tem algo que não funciona no mobile direito, diz ele, não presta.


  1. Mochila Xiaomi Urban Life Style. Dois anos de uso e perfeito estado. Impermeável e cheirosa, muitas divisórias pra separar bem o conteúdo interno.
  2. iPad Air 2. Este é meu computador. Faço absolutamente tudo com ele, até baixar torrent — e sem jailbreak. É usado sempre para preparar as pautas, gravar, editar e publicar meu podcast. Com ele vejo filmes, jogo e muito mais. Tudo o que fazem no computador, eu faço no iPad, sem limitações.
  3. Earpods. Fones originais do meu iPhone 6s. É com ele que gravo e edito o meu podcast.
  4. Caneta Xiaomi Mijia Pen 0,5 mm. Tecnologia suíça na carga.
  5. Cabo lightining. Este cabo está comigo desde meu iPhone 5s, nunca quebrou ou rasgou, mas como agora eu uso ele e jogo na mochila, o envolvi com fita isolante e fiz dele o “cabo de viagens”, aquele original que está comigo pra todas as horas. Inclusive, tenho ainda os cabos originais do iPhone 6s e X, sem uso.
  6. Chaves de casa.
  7. Escova de dentes Curaprox e creme dental Colgate Sensitive.
  8. Neosoro. Quem sofre de rinite e trabalha em ambiente com ar condicionado sabe que é um dos melhores companheiros do dia a dia.
  9. Carteira Aramis de couro. Tive muitas falsas e esta é a que realmente durou, está perfeita após dois anos de uso. Pena que o Apple Pay reduziu um pouco o uso dela. Hoje só contém cartão de VR, Nubank e convênio médico — que, embora tenham modelo virtual nos seus devidos apps, não confio entregar meu iPhone na mão dos outros.
  10. Perfume.
  11. Pen drive USB 3.0. Com a imagem do macOS 10.12 para formatações de possíveis hackintosh ou subir uma máquina virtual.
  12. AirPods. Companheiro diário de trânsito para o trabalho/volta para casa e exercícios físicos/meditação. Com eles, 90% do que ouço são podcasts e 10%, Deezer, preferencialmente rock (Ozzy Osbourne, RHCP, CBJR, CPM22, Johnny Cash, etc…).
  13. Pano de limpeza. Comprado na Decathlon para limpar óculos, mas uso para limpar telas também, tanto do meu iPad quanto do meu iPhone.
  14. Adaptador Lightning–HDMI da Apple. Uso na casa da namorada para ver filmes, já que não há uma smart TV ou Apple TV para espelhar.
  15. Powerbank Belkin Mixit Power Rockstar 10.000 mAh. Ela foi de uso mais que diário e contínuo enquanto eu estava com um iPhone 6s com a bateria em 88%. Agora que estou com o iPhone X, não tenho mais esse problema por enquanto. Está me servindo como tomada durante a noite, pois uso o iPhone na cama, que não é perto de nenhuma tomada.
Conteúdo da mochila do Gustavo Saez.
Clique para ampliar.

Nota do editor: “Na mochila” é uma seção semanal do Manual do Usuário que apresenta o interior das bolsas e mochilas de leitores, profissionais e amigos. Veja as outras mochilas já publicadas e mande a sua — a continuidade da seção depende de você.

Alguns links na lista de itens da mochila têm códigos de referência das respectivas lojas. Comprando algo após clicar neles, o Manual do Usuário recebe uma pequena comissão que não altera o preço final para você.

Colabore
Assine o Manual

Privacidade online é possível e este blog prova: aqui, você não é monitorado. A cobertura de tecnologia mais crítica do Brasil precisa do seu apoio.

Assine
a partir de R$ 9/mês

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

13 comentários

  1. A minha mochila, do mesmo modelo, se perdeu no fluxo postal. Meu guarda chuva de fibra de carbono também, meus óculos também, assim como meu carregador sem fio. Só consegui receber coisas quando parei de botar meu nome e endereço e passei a botar o do meu pai. Mas deixando as lástimas de fora, sinto saudades do meu ipad justamente pq espelhava a tela direto na TV via cabo. Fui tentar recentemente fazer isso com meu brinquedo novo, um S8+, e não deu. O cabo que usei no Nexus 4, 5, Galaxy S4, S5, htc one M7, M9, entre muitos outros, simplesmente não deu certo, pq a Samsung limitou essa função por causa do Dex, agora não é qualquer adaptador que funciona e os que funcionam são o preço de um Chromecast. Pensei em pegar um logo, mas se eu quiser espelhar a TV mas não tiver wifi, que eu saiba o Chromecast não funciona via dlna. Gosto quando as coisas são simples, tipo botar o cabo no ipad e na TV e só.

    1. Hahahahha seria uma possibilidade hahahah
      Mas na verdade é que eu tinha carro e tinha cheirinho spray, vendi o carro e o cheirinho ficou… ai eu espirrei nela só porque o cheiro é bom hahahah e me faz lembrar do carro…. desnecessário né, mas ia fazer o que? Jogar fora? Hahaha
      Aproveitei de outra maneira. Até acabar ela fica cheirosa, porque eu espirro sempre que o cheiro passa kkkk

  2. Pô, meu computador não é móvel (Mac Mini por motivos de apple com preço acessível), comprei um Ipad 2017 pra justamente servir como computador móvel e me atende muito bem! comprei um teclado da logitech e ficou perfeito, nem necessito mais de um laptop.

  3. Adorei a mochila, muito legal!

    quero um tablet também para fazer as coisas, como baixar torrent, jogar emuladores, ler mangá e assistir série/anime (para tirar o peso do smartphone);

    curti também a gravação e edição do podcast com os próprios produtos apple.

    1. Will, baixar torrents não é tão simples, vira e mexe o certificado é cancelado, então tem que deletar, baixar o app de novo, permite no iOS, e ai vai que vai. E atualmente os sites estão todos fora do ar… nem tenho usado esse recurso ultimamente… mas assim, a ideia é mostrar que hoje, com ou sem limitações, o mundo mobile te permite fazer tudo!
      Limitações: falta de mouse e jogos que sao triviais… embora já tenha o GTAV SAN Andreas pra iOS rsrs

      Mas é isso… não tenho mais do wue reclamar… baterias duraveis e peso pena hahahha

      1. Ah sim, entendi. Atualmetne baixo torrents no smartphone, passo direto pro pendrive (o meu tem entrada direto pro smartphone) e coloco na TV.

        Isso de mobile me lembra muito a garota sem fio, ela que é/era viciada em portabilidade, gostava de acompanhá-la.

          1. Tem uma opção chamada Google Translator Toolkit que é, basicamente, a mesma coisa que as suítes de tradução (com memória de tradução, glossários e bases terminológicas), contudo, nenhuma agência usa essa suíte do Google nos seus trabalhos. Godas usam o Trados Studio e, raramente, o memoQ como opção. O grande problema de ambos é que estes usam formatos proprietários que me obrigam a não apenas ter um PC completo – seja notebook ou desktop – como também ter uma instalação do Windows – nenhuma roda em Linux, meu SO principal quando não estou trabalhando.

            É o que o mercado me obriga a usar =(