Mostre a sua mesa de trabalho #8


20/8/15 às 10h05

Mais uma semana, mais mesas de trabalho dos leitores! Esta é uma seção semanal em que o Manual do Usuário destaca três mesas de quem o lê, com uma foto e descrição dos próprios donos. Uma boa chance para saciar a curiosidade e, de quebra, aprender algum truque ou descobrir um gadget útil.

Na edição de hoje veremos as mesas do Kelvin Morcillo, Juan Lourenço e Harlley Sathler.  (Veja essas e todas as demais aqui.) As descrições a seguir são deles próprios, apenas com eventuais correções e adaptação de estilo. No final tem um guia rápido para você mandar a sua.

Kelvin Morcillo

Mesa de trabalho do Kelvin Morcillo.
Local: Ecoassist.

Esta é a minha mesa na Ecoassist, onde sou designer gráfico. (Sim, designer e Windows, me processem!)

Uso um Asus S46C (Core i5, 6 GB de RAM, SSD e GeForce 740M) com um Touch Mouse, da Microsoft.

Ao lado, um LG Slidepad (híbrido, com Windows 10, Atom, 2 GB de RAM e SSD de 64 GB).

Meu smartphone é um Moto X (2013); está em cima do bloco de notas (físico!) E tenho um Zune HD de 64 GB, que esqueci no bolso na hora em que fiz a foto.

Juan Lourenço

Mesa de trabalho do Juan Lourenço.
Local: Petrobrás.

Como a mesa de casa não tem nada muito interessante (um Ultrabook Samsung Serie 5 desmontando e o mouse, que de forma bem sem vergonha coloquei nessa foto só pra poder elogiar), preferi fotografar a mesa do trabalho.

Telefone Cisco IP Phone 7911: Coisas do mundo corporativo, um telefone VoIP. Para minha tristeza, não tem o toque do 24 horas.

Pen drive Transcend JetFlash 860 16 GB, USB 3.0: Meu xodó, empresto qualquer outro, menos esse! Por ter uma boa capacidade e velocidade maior, guardo pra usos mais intensos (como instalar o Windows 10 recentemente).

Nexus 4: Velho de guerra para o ciclo de vida atual de celulares, lançado em 2012 e comprado em Janeiro de 2013, esse sujeito ainda me atende bem. O botão power está zicado (comum nesse modelo), mas o Gravity Screen resolveu e deixou o uso do celular ainda mais bacana; usaria mesmo sem esse problema.

O computador é “coisa da empresa” também, mas não posso reclamar: Core i5 de 3,2 GHz com 8 GB de RAM em dois monitores, um Full HD e o outro 1440×900. Atende perfeitamente e ter duas telas é fantástico para fazer coisas em paralelo, como acessar o eco4planet e o 2Centavos (#jabá).

Fone de ouvido Shure SE215. Entrei no mundo dos bons fones em 2012 ao comprar o Shure SRH440 full size e me apaixonei tanto pela experiência e pela marca que pouco depois peguei estes fones in-ear. O grandalhão fica em casa (até porque parece o fone do Galvão Bueno, é fone de estúdio, não para usar no metrô) e o pequeno levo pra lá e pra cá. Ambos tem excelente qualidade e isolamento de ruídos.

Bateria externa SWPK Power. Comprada no DX há 2 anos, promete 5200 mAh, entrega uns 3100 pelos meus testes, o que está ótimo considerando origem e preço. É suficiente para dar uma sobrevida ao celular e costuma ajudar nos finais de semana ou viagens. No trabalho o celular fica ligado na USB.

Mouse Razer Orochi. Eis o mouse que era para estar em casa, mas trouxe ao trabalho só para tirar foto. Altíssima DPI, dois botões adicionais/configuráveis de cada lado e, com cinco anos de vida, continua em plena atividade. As luzes azuis são bem bacanas, a pegada é ótima, botões e wheel leves e precisos. Gostei tanto da marca que comprei mouse pad e controle “profissional” do Xbox.

Por último, Marcus Fênix, o grandalhão de Gears of War. Ele fica apoiado sobre um dos joelhos, com a Lancer em pé entre as mãos. Um dos meus jogos favoritos na Caixa da Microsoft e uma forma de personalizar o ambiente de trabalho tão padronizado. “It’s not over Baird, you better reload.”

Harlley Sathler

Mesa de trabalho do Harlley Sathler.
Local: home office.

Em cima:

  • Caixas de som do IBM Aptiva.
  • Sony Discman.
  • Gaveteiro com pendrives, adaptadores, cartões de memória, componentes eletrônicos.

Na parede a mesa de som com chaves e VUs adaptadas por mim. Nela estão ligados o Discman, o Mac, um receptor bluetooth e a TV (fora da foto). No canto esquerdo tem um microfone Apple PlainTalk convertido em USB.

No canto da direita:

  • Controle remoto de portão usado para ligar e desligar a estação inteira.
  • Escudo do time.
  • Olho grego.

Na prateleira:

  • Mac mini;
  • Extensão USB:
  • Hub USB;
  • Leitor de cartão;

Na mesa:

  • iPod touch num dock Sinjímoru.
  • Bloquinho de papel em formato de maçã.
  • Latinha com canetas.
  • Tablet: Galaxy Note de 8″, em stand de alumínio da DX.
  • Os monitores com a webcam da Microsoft, brinquedinhos do meu filho.
  • Apple remote, teclado bluetooth da Apple (com membrana sobre as teclas), Magic Trackpad, Mighty Mouse, mouse em forma de caneta para tarefas mais precisas.

Diversos:

  • Embaixo da mesa há um gaveteiro com HDs externos e ferramentas.
  • Bolsos colados no armário guardam cabos e carteira.
  • Adesivos para descontrair. Há participação do meu filho.
  • No armário fora da foto: amplificador um par de caixas de som maiores.
  • Canaletas de madeira para esconder os cabos.
  • Monitores presos à parede através de suportes DIY.
  • Há uma luminária USB colada na parte de cima da mesa e que não aparece.

A mesa foi um projeto meu, executado durante um período de depressão. Trabalhar a madeira ocupou a cabeça e me fez muito bem.


Mande a sua mesa de trabalho

Quer ver a sua mesa de trabalho aqui? Mande um e-mail paraghedin@gmail.com, com o assunto “Mesa de trabalho”, contendo os seguintes itens:

  • Foto grande da mesa. No mínimo em 1440×810, ou seja, proporção 16:9; quanto maior, melhor. Dicas: prefira tirar a foto de dia, com o auxílio do Sol, e se tiver uma câmera dedicada, use-a em vez da do smartphone.
  • Local. Onde fica a sua mesa, em casa ou na empresa/escritório? (Se for no seu local de trabalho, por favor, verifique com seu chefe antes se não tem problema. A última coisa que eu quero é causar a demissão de um leitor :P )
  • Descrição dos itens. O que tem na mesa, por que essas coisas estão nela, o que é legal/se destaca na sua… enfim, explique-a para nós. Em texto corrido, com no máximo 250 palavras. (Use o Word ou Google Docs para não estourar esse limite.)

Assinantes do Manual do Usuário têm dois lugares preferenciais na fila. Digamos que eu receba duas mesas de não assinantes e, depois, duas de assinantes. Mesmo tendo chegado depois, as duas dos assinantes entrarão — a mesa do segundo leitor não assinante ficaria para a semana seguinte.

Colabore
Assine o Manual

Privacidade online é possível e este blog prova: aqui, você não é monitorado. A cobertura de tecnologia mais crítica do Brasil precisa do seu apoio.

Assine
a partir de R$ 9/mês

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 comentários

  1. Juan: Também tenho um Samsung Série 5 desmanchando, mas colei na marra e meio que deu certo, além de já ter tido um Nexus 4, um dos melhores celulares que já tive.

    Harlley: GAAAAALOOOOO!!!

    1. Cara, esse Serie 5 é um desastre, se você olhar no meu post do 2Centavos, já perdi a conta de quantas outras pessoas reclamaram do mesmo problema, e mais o pessoal que comentou no vídeo :(

      Cheguei a mandar para um cara tentar arrumar, mas não deu certo, tem que trocar a dobradiça pq ela é dura demais, não adianta só colar o plastico pq na hora de abrir a dobradiça não gira com leveza e quebra de novo

    2. Hahahahaha! é isso aí!!! Não sou viciado em futebol (tanto que nunca gostei de jogar) mas… O Galo, só quem torce, entende o que é!

    1. Não cheguei a conhecer esse. Acho que quando o meu aí da foto foi fabricado, o conceito de VCD nem devia existir ainda! O que fico boquiaberto com ele é exatamente quanto à durabilidade. Isso não estraga!

  2. Kelvin, esse notebook é seu ou da empresa? Eu uso um desses também, como backup :)

    Se for seu, eu recomendo seriamente um upgrade dessa RAM, um pente de 8 GB ou um de 4GB mesmo já ajuda. A máquina vira outra coisa ;).

    Se puder também, troca o SSD dele (é um mSata Half Size) por um de maior capacidade e instalar o sistema nele.

    PS: adorei a mesa do Harley

    1. É da firrrrma.
      Ele tava ok com windows 8 pro meu uso, o win10 mudou alguma coisa no gerenciamento de memória que ele ta sofrendo agora!
      Vou tentar convencer que não tá mais rolando haha.

      Essa formatação dele se SSD e HD “misturados” eu não curti nem um pouco

      1. Kelvin, li outro dia, se não me engano no Windows Central, que a última build liberada para os insiders melhora o gerenciamento de memória do Windows 10. Talvez esperar um tempo para que essa atualização chegue pra todo mundo e pode ser que resolva seu problema.

        E Guilherme, valeu!

        E falando em SSD e HDD misturados, esse meu Mac mini da foto tá assim. Coloquei um Samsung 840 EVO de 120GB na baia do CD (usando um caddy) e troquei o HD original de fábrica por um Momentus XT de 500GB. Configurei um “Fusion Drive caseiro” como nos novos iMacs, de forma que o sistema rode todo dentro do SSD e gerencie quais aplicativos e arquivos são armazenados nele. De tempo em tempo ele migra os dados menos usados para o HD e libera espaço no SSD para os dados mais usados no momento. No uso isso é transparente, já que as duas unidades compõe um volume lógico.

  3. Gostei da criatividade da terceira mesa, principalmente com a mesa de som etc, e o discman, reliquia…

    Não conhecia o site 2centavos, gostei.

    1. Valeu! Cara, esse discman é velho pra caramba! Meu pai usava no carro antes de existir rádio automotivo com CD player. Ele aguenta um pouco mais de vibração, tem um buffer grande para evitar ou minimizar parar a reprodução por causa de choque físico e, quando não tem jeito, ele sempre volta a tocar do mesmo ponto. A carcaça dele é toda de metal. Raramente ouço CD, mas quando preciso ouvir algum, esse cara me atende bem pra caramba!

  4. Gostei muito das mesas dessa semana! Essa sessão é muito legal!!! Parabéns pelo depoimento final Harlley Sathler!