Mostre a sua mesa de trabalho #13


1/2/16 às 9h29

Nesta seção do Manual do Usuário os leitores revelam o que têm e usam em suas mesas de trabalho para cumprir suas demandas.

Na edição de hoje veremos as mesas do Jhonatas Ricardo e Leandro Maciel. (Veja as outras já publicadas aqui.) As descrições a seguir são deles próprios, apenas com eventuais correções e adaptação de estilo.

Jhonatas Ricardo

Mesa de trabalho do Jhonatas Ricardo.
Local: Gridmidia.

MacBook Pro de 13″ com tela Retina (late 2015) usado como tela principal. É um computador de trabalho, mas também utilizo para coisas pessoais — levo para viagens e afins. Utilizo-o com um teclado da Microsoft (haha!). Comprei o Magic Mouse, mas quando fui comprar o teclado, coincidiu justamente com o aumento de preços dos produtos Apple; acabei deixando para outra hora.

Uso um monitor auxiliar da AOC. Ele é portátil, por isso, quando viajo, às vezes o levo junto. O legal dele é que é USB e posso utiliza-lo tanto em modo paisagem quanto retrato. Super mão na roda.

Tem também um fone da Sony. Esse fone foi o que mais incrivelmente durou comigo, tenho ele faz quase três anos. A qualidade do som é muito boa.

Mais à direita, a inseparável latinha de Red Bull para me manter “vivo” analisando gráficos e dados o dia inteiro.

Leandro Maciel

Mesa de trabalho do Leandro Maciel.
Local: Home office.

O primeiro computador na foto é um MacBook Pro de 13″ (mid 2010) com 8 GB de RAM e SSD de 256 GB. Uso ele com o teclado wireless e o Magic Mouse desde sempre. Atrás dele, sem aparecer na foto, fica o modem de Internet da operadora.

O monitor é um de 27″ da Samsung, modelo T27C310. Embaixo dele tem o meu fone de ouvido, um da Audio Technica ATH-M50, comprado há uns anos em uma Black Friday na Amazon, e um caderno e canetas que uso pra anotações de alguns cursos que faço online. Atrás do monitor, também sem aparecer na foto, fica um switch HDMI onde estão conectados o MacBook e um dos computadores da direita.

No lado direito da foto tem dois computadores Dell, ambos são do mesmo modelo, OptiPlex 3020 Micro. O processador é o mesmo nos dois, Core i5 4590T, mas as configurações de memória e disco são diferentes: o de baixo tem 16 GB de RAM, HD de 500 GB e não está conectado ao monitor. Rodo nele um CentOS 7.1 como host para algumas máquinas virtuais, também Linux, e acesso via SSH.

O de cima é um pouco mais recente, tem 8 GB de RAM, SSD de 128 GB e no momento está com o Ubuntu 15.10 instalado. Utilizo esse computador em conjunto com as máquinas virtuais no computador de baixo pra estudos e testes pro trabalho. Uso esse computador com um conjunto de teclado e mouse wireless que não está na foto, um Logitech MK220.

Como o MacBook está apresentando sinais de cansaço, a ideia é que esse último computador passe a ser meu computador principal.

Completam a foto uma miniatura da Millenium Falcon e meu celular, um Nexus 5.


Mande a sua mesa de trabalho

Quer ver a sua mesa de trabalho aqui? Mande um e-mail para ghedin@gmail.com, com o assunto “Mesa de trabalho”, contendo os seguintes itens:

  • Foto grande da mesa. No mínimo em 1440×810, ou seja, proporção 16:9; quanto maior, melhor. Dicas: prefira tirar a foto de dia, com o auxílio do Sol, e se tiver uma câmera dedicada, prefira-a em vez da do smartphone.
  • Local. Onde fica a sua mesa, em casa ou na empresa/escritório? (Se for no seu local de trabalho, por favor, verifique com seu chefe antes se não tem problema. A última coisa que eu quero é causar a demissão de um leitor!) E se for numa empresa e puder, informe também o nome dela.
  • Descrição dos itens. O que tem na mesa, por que essas coisas estão nela, o que é legal/se destaca entre elas… enfim, explique-a para nós. Em texto corrido, com no máximo 500 palavras. (Use o Word ou Google Docs para monitorar o limite.)

Cadê os anúncios?

O Manual do Usuário é um projeto independente, que se propõe crítico e que respeita a sua privacidade — não há scripts de monitoramento ou publicidade programática neste site. Tudo isso sem fechar o conteúdo para pagantes. Essas características são vitais para o bom jornalismo que se tenta fazer aqui.

A viabilidade do negócio depende de algumas frentes de receita, todas calcadas na transparência e no respeito absoluto a você, leitor(a). A mais importante é a do financiamento coletivo, em que leitores interessados sustentam diretamente a operação. A assinatura custa a partir de R$ 5 por mês — ou R$ 9/mês para receber recompensas exclusivas:

Assine no Catarse

Newsletter

Toda sexta-feira, um resumo do noticiário de tecnologia, indicações de leitura e curiosidades direto no seu e-mail, grátis:


Nas redes sociais, notícias o dia todo:
Twitter // Telegram