Mostre a sua mesa de trabalho #11

Nesta seção do Manual do Usuário, os leitores revelam o que têm e usam em suas mesas de trabalho para cumprir suas demandas.

Na edição de hoje veremos as mesas da Pedro Cab, Ariani Martins e Raphael Santos Esteves.  (Veja essas e todas as demais aqui.) As descrições a seguir são deles próprios, apenas com eventuais correções e adaptação de estilo. No final tem um guia rápido para você mandar a sua — e… bem, a série depende disso, então sem novas mesas, sem novos posts :/

Pedro Cab

A mesa de trabalho do Pedro Cab.
Local: home office.

Os essenciais:

  • Um Sony Vaio VGN-FW139E e meu primeiro notebook! O bichinho já tem uns seis ou sete anos, mas depois de dobrar a RAM e colocar um SSD, pretendo ficar com esse computador por mais uns seis anos!
  • Monitor Samsung SyncMaster TA550 27″ – Das coisas que comprei talvez essa tenha sido a melhor. Tem duas entradas HDMI então dá pra ligar o computador e o Xbox nele. (Só mudo ele agora quando aqueles monitores super wide estiverem com preços mais acessíveis).
  • Teclado e Mouse Microsoft Wireless 3000. Extremamente excelentes e duráveis. Sério, essa parte móvel da mesa onde eles ficam cai constantemente e até hoje eles tão aqui funcionando direitinho.

Os extras:

  • Caixinha de som da Edifier. Uma barganha no MercadoLivre.
  • Xbox 360 que eu só ligo pra jogar online quando lançam um Call of Duty novo. Não sou muito um gamer, então se alguém quiser comprar tô vendendo no precinho!
  • Assim como o Pererinha (desta edição), também tenho um cubo mágico na mesa que nunca consegui montar só pra parecer inteligente!
  • A pior cadeira que já comprei. Sério, ela é desconfortável, os braços não ajustam a altura, é branca (ou seja, tá toda manchada) mas como você pode ter notado pelas minhas coisas, não sou de comprar algo novo até a tal coisa se destruir.
  • Embora não esteja na minha mesa, fica sempre ao meu lado e quem mora no nordeste brasileiro vai entender a importância do ventilador, mesmo no inverno.
  • Minha plantinha de estimação que quase mato diversas vezes, seja afogada ou de sede.
  • O primeiro cheque que recebi do Google AdSense e nunca consegui trocar. Hoje ele não vale nada (o Google, sabendo do perrengue, creditou o valor novamente na minha conta do AdSense), mas acabei emoldurando e colocando como enfeite ao lado do monitor.
  • Um desses posteres motivacionais bacanas que o feicebuque faz pros seus funcionários.
  • Um pôster do site que pagou por todas as coisas bacanas que você tá vendo na foto.
  • Meu falecido computador, que acabou virando prateleira, mas que tá ali pronto para o conserto para o caso do meu notebook não aguentar mais o tranco.

Ariani Martins

Mesa de trabalho da Ariani Martins.
Local: empresa, São Paulo.

Atrás do monitor tenho cinco livros, um de Rest, um de Windows Phone e três de Android. Sou desenvolvedora mobile. Tem também minha garrafa de água, que mesmo cheia eu esqueço de beber, mas minha caneca do Heisenberg está sempre cheia de café ou chá.

Tenho alguns brinquedos do McDonalds (os melhores deixo em casa) e um papercraft do Stormtrooper. Ele é o mascote da equipe de Android; cada equipe tinha o seu personagem do Star Wars.

Tem também um copo do Starbucks cheio de canetas porque mesmo usando o computador, prefiro fazer as anotações em um caderno. Ao lado tem um porta celular que improvisei usando dois porta-retratos de metal.

No fundo tem uma folha de sulfite colada com durex que eu uso como painel para poder colar post-its — eles grudam melhor ali. E bem no cantinho tem o caderno que uso para as anotações e o livro que estou lendo no momento, World of Warcraft: A Ruptura.

O computador de trabalho é um Mac mini com Core i5, 4 GB de RAM e 250 de HD, e, segundo fanboys da Apple, cometi um crime ao colocar Windows 10. Mas como uso o Visual Studio, é muito melhor. Tento manter a mesa sempre organizada, tanto aqui quanto em casa, mas durante o dia ela vai ficando cheia de comida.

Mesa de casa da Ariani Martins.
Local: home office.

Esse é o meu cantinho em casa, no meu quarto. Uso pra trabalhar, estudar e, na maior parte do tempo, jogar. Sou viciada em luminárias, então só nesse canto eu tenho duas. Uma é a garrafa de Jack Daniel’s com pisca-pisca dentro, que serve principalmente para esconder a tomada e os fios que eu deixo atrás dela. Tem o meu fone de ouvido, que odeio a cor, mas como é pra usar dentro de casa não tem problema. Ele tem microfone e o som é bom, dá pra jogar.

Tem um baldinho de metal cheio de canetas e lápis, pois estou sempre escrevendo. Um dos meus itens favoritos aí é esse bonequinho de pano que a minha cunhada fez. É um personagem que meu irmão, que é desenhista, criou, o Terrificatio.

Tenho um caderno só de anotações para o jogo World of Warcraft, anoto tudo o que falta fazer para conseguir concluir algumas missões e gear que ainda preciso pegar.

O notebook é o meu xodó, está comigo desde quando entrei pra faculdade — e já me formei. É um Dell XPS 15 com Windows 10, Core i7, 6 GB de RAM e um mísero HD de 250 GB, que já está na hora de trocar.

No fundo é a parede pintada com tinta magnética para colocar ímãs. Por enquanto tem meu ingresso do jogo do Barcelona e um outro do Casa Museu Gaudí, também em Barcelona. A placa de saída de emergência consegui pelo método “achado não é roubado”.

Raphael dos Santos Esteves

Mesa de trabalho do Raphael dos Santos Esteves.
Local: home office.

Minha mesa fica em casa, no canto da sala. Uso para estudar, trabalhar e jogar.

O notebook é um HP Pavilion dv6-3270br com Windows 7 Home Premium. Veio com 4 GB de RAM; hoje, está com 6 GB.

Abaixo dele está um suporte com duas ventoinhas ligadas com um carregador USB ao filtro de linhas que fica atrás da mesa. Não encontrei marca ou modelo…

À direita tem um copo com tampa e canudo para água para evitar “pequenos” acidentes com líquidos. No mesmo lado há uma trackball Orbit Scroll Ring da Kensington com apoio para o pulso, um presente do meu pai que me ajuda bastante nas edições de vídeo. Quando quero jogar eu costumo trocar ela por um mouse silencioso Goldship/Leadership.

Conectado ao notebook está um pendrive PinStripe USB Drive de 8 GB, da Vertbatim (preso as chaves de casa), que uso para guardar os trabalhos da faculdade.

À esquerda, mais afastado, fica um suporte aonde eu coloco meu Moto X (2013), usado para tirar a foto. Só ficará aí até meu dock chegar.

No suporte que deveria ser usado para abrigar um teclado e mouse temos (da esquerda para a direita) um HD externo com uma bolsa para PSP, fones genéricos, carteira, bloco de anotações, BIC Crystal (Prefiro a BIC Crystal Stylus, mas perdi ela), pote com algum lanche e, abaixo de tudo, uma lanterna USB para trabalhos noturnos.


Mande a sua mesa de trabalho

Quer ver a sua mesa de trabalho aqui? Mande um e-mail para ghedin@gmail.com, com o assunto “Mesa de trabalho”, contendo os seguintes itens:

  • Foto grande da mesa. No mínimo em 1440×810, ou seja, proporção 16:9; quanto maior, melhor. Dicas: prefira tirar a foto de dia, com o auxílio do Sol, e se tiver uma câmera dedicada, use-a em vez da do smartphone.
  • Local. Onde fica a sua mesa, em casa ou na empresa/escritório? (Se for no seu local de trabalho, por favor, verifique com seu chefe antes se não tem problema. A última coisa que eu quero é causar a demissão de um leitor :P )
  • Descrição dos itens. O que tem na mesa, por que essas coisas estão nela, o que é legal/se destaca na sua… enfim, explique-a para nós. Em texto corrido, com no máximo 250 palavras. (Use o Word ou Google Docs para não estourar esse limite.)

Assinantes do Manual do Usuário têm dois lugares preferenciais na fila. Digamos que eu receba duas mesas de não assinantes e, depois, duas de assinantes. Mesmo tendo chegado depois, as duas dos assinantes entrarão — a mesa do segundo leitor não assinante ficaria para a semana seguinte.

O Manual do Usuário é um blog independente que confia na generosidade dos leitores que podem colaborar para manter-se no ar. Saiba mais →

Acompanhe

  • Telegram
  • Twitter
  • Newsletter
  • Feed RSS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 comentários

  1. Legal as decorações das duas primeiras mesas, sempre deixei a minha muito utilitária, mas essas têm me feito pensar em dar uma melhorada nisso…bem legal essas luminárias!

  2. Cab: As pessoas deviam mostrar mais as cadeiras e suas avaliações destas. Gostei da ideia para esconder o logo da Smsg. VLC fã? Forest Gump Fã?

    Martins: Então… Essa é a bebida que pisca? (Não resisti, sorry). Reparei nas placas de saída nos dois ambientes de trabalho.

    Esteves: Mesa minimalista ganhou novo significado.

    1. Pois é, acho que boa parte das nossas vidas são em cima dela, né? Temos que escolher bem (inclusive fica como sugestão de pauta pro blog). Odeio marcas, aí sempre escondo. Agora pintei de caneta e ficou melhor do que com o post it. O cone é porque eu costumava pegar uns na rua até descobrir o preço de um e minha mãe me deu de presente um de “pelúcia”. hahahaha. E sim, melhor filme de todos os tempos!

  3. Que emoção ter a mesa de trabalho publicada no Manual do usuário. ♥

    Gostei muito da mesa da casa da Ariani, já coloquei na minha listinha de compras umas luzes de led pra por na mesa e dar esse toque bem legal! =)

    1. A internet é um ovo… Eu entrava no portalcab na época que The OC estava em produção, lá por ~2004 e agora “ele” surge aqui no MdU. Não sei direito se você postava os links pra baixar ou as legendas, mas lembro vagamente dessa relação com o seriado.

      1. Caramba! Era bem isso mesmo, no dia em que o episódio saia rolava um chat e depois de uma semana ou algo assim (o tempo que demorava pra uma legenda sair naquela época) publicava ela por lá, tive que parar com a prática porque só depois notei a ilegalidade dela. Hahahahaha.

        Sem dúvidas a melhor época do site. Era bem legal esse senso de comunidade, de saber que existiam pessoas que curtiam a mesma coisa que você e poder conversar com elas (coisa que o Manual do Usuário com as “mesas de trabalho”, “o que tem na mochila” e o “post livre” pratica com proeza). Fiquei muito feliz com seu comentário e lembrança! =)

    2. Cab, essas caixas de som da Ediefer são excelentes e a melhor relação custo x benefício. Possuo uma X100 de 15W são 2.1 com um Sub feito em MDF. Acho que comprei em 2008 em época que se encontrava Clone e Multilaser de plástico.

      1. Isso, elas são a X100 mesmo. Não sou muito ligado em qualidade de som e tal mas pra mim elas são demais, as melhores que já tive. Também comprei há um tempão e tão vivinhas até hoje para desespero dos vizinhos. =)

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!