Os melhores apps para iPhone, iPad e Mac (abril de 2016)

Unboxing iPhone 6s.

Todo mês o Manual do Usuário lista os melhores apps para as plataformas mais populares. Você está na da Apple (iOS e OS X) — não deixe de conferir, também, a lista do Windows e as dos meses anteriores.

Faltou algum app aí embaixo? Avise nos comentários. E se descobrir algum legal no decorrer do mês, não se esqueça de mandá-lo para cá.


Activity++

Print do Activity++ para iPhone.

Para iPhone e Apple Watch
N/A ★
US$ 2,99

Baixar

O Apple Watch mensura a atividade física do usuário e, em certa medida, exibe esses dados tanto nele próprio quanto no iPhone. Um desenvolvedor achou que poderia fazer melhor e disso surgiu o Activity++.

Este app pode ser encarado como um visualizador melhorado do que o Apple Watch monitora (contagem de calorias, tempo de exercícios intensos e tempo de pé). O Activity++ oferece estatísticas detalhadas no iPhone, com gráficos em formatos diferentes e uma densidade de informações maior.

No Apple Watch, o Activity++ tem uma “complicação” (espécie de widget para as faces) monocromática e melhor trabalhada, além de também exibir estatísticas mais granulares.


Airtime

Print do Airtime para iPhone.

Para iPhone
5 ★
Grátis

Baixar

Criado por Sean Parker, um dos cofundadores do Napster, o Airtime se apresenta como uma evolução dos grupos de bate-papo. Pelo app é possível criar grupos que, além de texto, podem ser falar por vídeo conferência (até seis pessoas ao mesmo tempo). O grupo também pode, pelo app, assistir a vídeos e ouvir música de forma sincronizada. Quando estiver sozinho, dá para mandar um “sinal”, chamando seus amigos. O app parece bem executado e bonito.


Bez

Para iPad
5 ★
Grátis (com compras in-app)

Baixar

Para o iPad se tornar uma ferramenta de produtividade é preciso que apps avançados sejam criados. Eles ainda não são muitos, mas já existem e o Bez é um bom exemplo. Trata-se de um editor de ilustrações vetoriais bastante requintado, compatível com todos os recursos de software mais recentes do iOS 9.3 e, claro, a Pencil do iPad Pro.

Um aspecto bacana do Bez é que mesmo sendo um app completo, ele ainda traz uma interface que faz sentido em telas sensíveis a toques. Parece difícil sentir falta de algum recurso e, mesmo assim, a tela não parece atulhada de botões e sliders.

Para desbloquear algumas funções específicas, sendo a mais importante delas a exportação em alta qualidade, é preciso fazer uma compra in-app de US$ 7,99.


Capto

Print do Capto para OS X.

Para Mac
N/A ★
US$ 29,99

Baixar

À primeira vista o Capto parece só um app para gravar a tela do Mac, mas ele é mais que isso. Além da captura, dá para editar vídeos e fazer toda a pós produção sem recorrer a outras ferramentas no computador. Edição de imagens? Tem também.

Além disso, o Capto tem um controle granular da qualidade e da área gravada (além de gravar dispositivos iOS), tem um gerenciador de arquivos poderoso embutido e exporta para redes sociais, plataformas de vídeo e FTP.


Colordot

Print do Colordot para iPhone.

Para iPhone
N/A ★
US$ 0,99

Baixar

Para designers e outros profissionais que lidam com cores, o Colordot é um app para descobrir, remixar e organizar paletas de cores. A interface é bem simples, rápida e intuitiva.

Uma das funções mais legais é poder apontar a câmera para qualquer coisa e extrair o código de uma cor que esteja aparecendo no enquadramento. Há outras formas de se obter novas cores como arrastando o dedo pela tela. Ao final, as paletas podem ser exportadas para redes sociais, via AirDrop ou pelo webapp do serviço.


Disqus

Print do Disqus no iPhone.

Para iPhone
N/A ★
Grátis

Baixar

Por muito tempo o app do Disqus foi exclusivo do Windows Phone. Não mais. A versão para iOS foi lançada na App Store e contempla diversas funções do serviço como acesso às respostas aos seus comentários feitos em sites que usam o Disqus (como o Manual do Usuário) e às diversas comunidades, ou canais, criados dentro do Disqus.

O Manual tem um canal no Disqus. É bem movimentado e está sempre recheado de bons tópicos e excelentes discussões. Baixe o app e siga ele para ficar por dentro do que acontece lá..


Pllip

Print do Pllip para iPhone.

Para iPhone
4,5 ★
Grátis

Baixar

É mais um app para compartilhar fotos, mas com um tempero diferente: em vez de apenas uma linha do tempo, o Pllip é uma competição. Ao subir uma foto o usuário escolhe em qual categoria ela se enquadra e imediatamente a imagem entra numa espécie de concurso. Só as vencedoras aparecem no mural. O perfil dos usuários exibe medalhas/fotos vencedoras e um grau de especialista que aumenta a cada vez que você vota numa foto vencedora.


Priime

Print do Priime para OS X.

Para Mac
N/A ★
US$ 29,99

Baixar

Com mais de 100 estilos (ou presets ou, ainda, filtros), o Priime é um editor de fotos bem estiloso e fácil de mexer. Ele mantém a qualidade máxima das fotos tratadas, não tem compras in-app (todos os filtros vêm no pacote, habilitados) e, dizem os desenvolvedores, são de nível profissional.

O Priime é, além de um app próprio, também uma extensão para o Fotos, da própria Apple, e o Lightroom, da Adobe. Outro aspecto bacana é que o app permite edições em lote e tem um modo de visualização que exibe a mesma foto com diferentes estilos/filtros simultaneamente.

Na página da App Store dá para conferir todos os formatos de imagem com quem o Priime é compatível.


Reddit

Print do Reddit para iPhone.

Para iPhone
4,5 ★
Grátis

Baixar

O Reddit finalmente tem um app oficial. No caso do iOS, ele substitui o Alien Blue, um cliente de terceiros comprado pelo Reddit em 2014.

O app faz tudo o que se esperaria dele, ou seja, permite navegar e descobrir novos subreddits, publicar tópicos e comentários e votar. Ele é, até certo ponto, personalizável com suporte a temas e dois modos de visualização, compacto e por cartões. Uma central de notificações avisa o usuário sobre novas mensagens, respostas e outras interações que rolam dentro da plataforma.

Ah, e atenção: por ora, o app do Reddit só está disponível nas App Store da Austrália, Canadá, Estados Unidos e Reino Unido. Ele chegará às demais nos próximos meses.


Streets 3

Print do Streets 3 para iPhone.

Para iPhone, iPad e Apple Watch
N/A ★
US$ 1,99

Baixar

Baseado no Street View do Google, o Streets 3 é um visualizador mais completo para aqueles panoramas e fotos de ruas.

Ele é integrado ao Mapas da Apple, o que é uma boa caso você o use e não tenha o Google Maps instalado. Além da navegação tradicional por mapa, o Streets 3 também traz pontos de interesses. Ele conta, ainda, com uma galeria criada manualmente com mais de mil lugares internos repletos de fotos — museus, aeroportos, parques, etc.

A versão para Apple Watch traz atalhos rápidos e até exibe imagens, embora na telinha deva ser meio difícil apreciá-las.


Talkshow

Print do Talkshow para iPhone.

Para iPhone e iPad
N/A ★
Grátis

Baixar

Uma forma de explicar o Talkshow é pegando emprestada uma parte do Twitter: os diálogos. A vantagem é que no Talkshow isso é central, é só o que o app faz. Por ele, duas ou mais pessoas trocam mensagens que podem ser vistas publicamente. É como se sua conversa ou grupo no WhatsApp fosse escancarada — e, embora em muitos contextos isso soe como um pesadelo, a ideia aqui é que desse diálogo saia coisas produtivas ou divertidas, o que justifica acompanhá-lo.

Além do app, compatível com iPhone e iPad, o Talkshow também tem uma versão web e permite que as conversas sejam incorporadas em outras páginas.

Os desenvolvedores falam em autenticidade e como as pessoas já tiram print e compartilham trechos de conversas nas redes sociais. Não sei se tornar esse aspecto circunstancial em central estraga a brincadeira. De qualquer forma, o Talkshow está aí para tirar essa dúvida.


Vivaldi

Para Mac
N/A ★
Grátis

Baixar

Com o slogan “não para todo mundo, apenas para você”, o Vivaldi é o sucessor espiritual do Opera. O criador do novo navegador web, Jon von Tetzchner, cofundou o Opera e foi CEO da empresa por um bom tempo. Desde que o Opera passou de um navegador super completo para algo mais simples e parecido com seus rivais diretos (Chrome e Firefox), uma lacuna surgiu. O Vivaldi surge para supri-la.

O novo navegador tem recursos a perder de vista. Ele foi feito para os ditos “heavy users”, gente que mantém dezenas, centenas de abas abertas e se vira bem com atalhos no teclado e recursos complementares como anotações e busca interna (!) de recursos e dos sites abertos, tudo direto do navegador. Sua interface, construída com tecnologias web, é totalmente modular.

Não é para todo mundo, mas de repente é uma boa para você.


Alguns avisos:

  • Os apps acima não foram todos testados pelo Manual do Usuário. A lista é composta por apps de destaque, lançados no mês correspondente, que apareceram em outros sites ou foram comunicados pelos leitores;
  • Os apps são listados por ordem alfabética;
  • As notas (estrelas) vão de 0 (zero) a 5 (cinco) e são obtidas das respectivas lojas da plataforma, na data da publicação deste post;
  • Alguns links são comissionados, ou seja, compras realizadas por eles rendem uma pequena comissão ao Manual, sem alterar o preço final ao leitor/consumidor.

Foto do topo: Joseph Thornton/Flickr.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 comentários

O site recebe uma comissão quando você clica nos links abaixo antes de fazer suas compras. Você não paga nada a mais por isso.

Nossas indicações literárias »

Manual do Usuário