Leituras da semana #7


7/12/13 às 16h21

Smartphone, tablet e ereader: todos prontos para a leitura.
Foto: Rodrigo Ghedin.

Na seção Leituras da semana, a ideia é trazer até cinco posts de outros sites publicados no decorrer da semana que merecem ser lidos. São artigos primariamente sobre tecnologia, mas que, seguindo a linha editorial do Manual, podem também flertar com comunicação, psicologia e outras áreas desde que tenham uma abordagem relacionada a gadgets ou bits.

Na sequência, você tem os links e breves descrições de cada artigo. No final do post há um link para o Readlists.com. Por lá é possível baixar um ebook contendo os artigos listados na íntegra ou exportá-lo para seu Kindle, outro ereader ou tablet e ler na piscina, no sofá, onde quiser durante o fim de semana. Espero que gostem.

Sobre a nuvem

Andrew Sullivan filosofa sobre nossas representações digitais que construímos, dia após dia, com links, comentários, fotos e compartilhamentos, na Internet. E viaja para o futuro ao prever que, com isso, nos tornaremos imortais, pessoas eternas (a quem interessar). O que no passado instigava as mentes mais brilhantes e inquietas no sentido de se eternizarem hoje está ao alcance de qualquer um. A relação entre imortalidade, memória e nuvem, no final, é linda.

The Dish: Nossas memórias (e nós mesmos) pertencerão à nuvem

Sobre viver sem Internet

Na Vice, Wallis Azadian relata sua experiência de viver uma semana em 2013 como se estivesse em 1996 — ou seja, sem Internet. O mais interessante é como a ausência de conexão impacta suas relações pessoais. É difícil combinar uma saída com os amigos, contornar imprevistos do dia a dia e até passar o tempo. Vale para pensar: a Internet é mesmo essa vilã das relações interpessoais?

Vice: Vivi como se fosse 1996 por uma semana

Sobre celulares caros

Estamos em 2013, mas ainda existe uma fabricante trabalhando com o letárgico S40, sistema da Nokia que equipava alguns aparelhos intermediários alguns anos atrás. Pior: são smartphones caríssimos. O Verge entrou na Vertu, a marca de grife que não se inibe em cobrar milhares de dinheiros em seus aparelhos, cada um deles feito por uma pessoa em um processo quase artesanal de pura excelência. É para poucos — quem tem muita grana e liga mais para moda do que a utilidade de um smartphone.

The Verge: É assim que você produz o celular mais caro do mundo

Sobre DSLRs e câmeras mirrorless

No Gizmodo, Michael Hession crava a morte das DSLRs — pelo menos entre entusiastas e gente que se importa com qualidade, mas prefere carregar menos peso e chamar menos a atenção. O buraco que separa as grandes DSLRs e as pequenas mirrorless está diminuindo a passos largos com coisas como as full-frames da Sony, e a tendência é que mais gente opte pelas pequenas. Eu tenho uma mirrorless e adoro.

Gizmodo: Os últimos dias das DSLR


Todos os artigos acima estão listados no Readlists.com, onde você pode enviá-los para o Kindle, por email, para dispositivos iOS ou baixar um ebook.

Colabore
Assine o Manual

Privacidade online é possível e este blog prova: aqui, você não é monitorado. A cobertura de tecnologia mais crítica do Brasil precisa do seu apoio.

Assine
a partir de R$ 9/mês