June, o smartoven (sim, um forno inteligente)

O June é um smartoven. Sim, um forno inteligente. Ele usa um SoC Tegra K1 quad-core de 2,3 GHz, da Nvidia, e tem Wi-Fi, para se conectar ao smartphone e, pasme, receber atualizações OTA (over the air).

Não só. Uma câmera Full HD grava e transmite, em tempo real, o interior do forno. Não existe um painel confuso com botões táteis como nos micro-ondas, mas sim uma tela sensível a toques de 5 polegadas que se ajusta de acordo com o que está sendo cozido, mais um botão de girar, grande e fácil de entender.

E, claro, o June é inteligente. No caso, isso significa que o forno aprende o que você costuma cozinhar e atua proativamente para facilitar o trabalho, emitindo alertas de cozimento, apresentando “configurações” à comida do jeito que você quiser (mal passado? No ponto?), além de sugerir novos pratos a partir do app móvel. Que futurista, né?

O June será lançado nos EUA entre março e maio de 2016, por US$ 2.995 (ouch!). Mas hey, quem comprar na pré-venda descola um bom desconto, e ele sai por US$ 1.495. É preciso, porém, fazer um depósito de reserva de US$ 95.

Um dial e uma tela enorme sensível a toques.

June, o smartoven.

App do June.

June é bonito também.

Acompanhe

Newsletter (toda sexta, grátis):

  • Mastodon
  • Telegram
  • Twitter
  • Feed RSS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

25 comentários

  1. Pelo preço e pela óbvia indisponibilidade por aqui, por enquanto pra mim é só sonho de consumo também. Mas é legal pensar que grande parte dessas inovações podem se tornar quase commodities em alguns anos. Os eletrodomésticos conectados sofreram com o estigma da “internet na geladeira” por muito tempo, mas agora coisas legais e ~úteis~ estão começando a aparecer. Pra quem adora tecnologia e cozinhar, vai ser um prato cheio :P

  2. Achei animal, é o tipo de produto que quero ver. Queria também uma lavadora de louças inteligentes, e uma passadeira também :)

    1. as coisas mais banais seriam mais interessantes nesses eletrodomesticos que voce citou. uma maquina de lavar poderia me enviar um email avisando que terminou o processo e já posso estende-las. uma outra coisa que sempre desejei: um rádio de carro que nivelasse o volume de acordo com o ruído externo. por isso que muitos baixam o volume quando precisam parar o carro.

      1. Ai, por a roupa para secar não é algo que você vai de Norte Americanos, as roupas lá quando lavadas em casa já são nas máquinas lava/seca

  3. Ainda espero um sistema aberto para SmartHome’s, até hoje todos os sistemas são proprietários e complicam a integração de tudo integrado.

  4. Pingback: Anônimo
  5. Vale a pena? Eu cozinho com smartfone do lado: vejo receitas, uso o cronometro, controlo a temperatura. O chip precisa mesmo estar acoplado ao forno? Me parece que ele ficará obsoleto rapidamente.
    Foi o que aconteceu com as smartTVs. Quem comprou no início teve que trocar depois. Eu até hoje estou muito feliz com minha dumbTV com ChromeCast há alguns anos.
    Me lembrou aquele tumbl: http://weputachipinit.tumblr.com/

    1. Fora o tamanho do forno! Pelas fotos parece ser muito pequeno. Prefiro continuar cozinhando do jeito normal.

    2. Fora o tamanho do forno! Pelas fotos parece ser muito pequeno. Prefiro continuar cozinhando do jeito normal.

  6. Juro que li Smart Joven e pensei num adolescente descolado crítico da sua própria realidade…

    Pior que as comidas do comercial nem estavam tão apetitosas. Porém, curti o uso inteligente (!) do termômetro.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!