Fundo azul, com uma chamada para um PlayStation 5 no centro. À esquerda, a frase “Ofertas de verdade, lojas seguras e os melhores preços da internet.” À direita, “Baixe o app do Promobit”.

Alternativa chinesa ao GitHub passa a revisar códigos antes da publicação

O GitHub, da Microsoft, se destaca na China por ser um dos únicos sites estrangeiros com espaço para discussão de comunidade que não é barrado pela Grande Firewall. Já comentamos aqui como 10% dos usuários do GitHub são chineses (segundo dados de 2020) e ele acaba sendo um fórum para muito mais do que só discutir código — tem até dicas para sair do país.

Atentos a esse mercado, em 2013, foi criado o Gitee como uma alternativa local. O serviço vem ganhando espaço desde 2020, inclusive num contrato com o Ministério da Indústria e Tecnologia da Informação da China.

Uma matéria de Zeyi Yang conta que no início de maio o Gitee estava fechado e que agora todos os códigos abertos precisariam ser revisados antes da publicação. Em uma nota, o Gitee sinalizou que “não teve escolha”, mas não deu explicação, o que chocou diversos programadores.

Segundo Zeyi, a teoria vigente é de que foi pressão de Pequim e ainda não se sabe quais impactos as novas políticas do Gitee vão causar na comunidade de código aberto, mas não há muito otimismo.


A Shūmiàn 书面 é uma plataforma independente, que publica notícias e análises de política, economia, relações exteriores e sociedade da China. Receba a newsletter semanal, sem custo.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Dúvidas? Consulte a documentação dos comentários.

4 comentários

    1. Tu realmente espera notícia boa de ditadura? A noticia boa é quando a galera passa o governo pra trás 🤣

      1. Na boa, tem horas que a China é mais interessante do que o Brasil atual “supostamente democrático”…

Compre dos parceiros do Manual:

Manual do Usuário