Todo mundo odeia o Facebook Messenger

A Rillary não gostou do Facebook Messenger.

Na App Store o Facebook Messenger é o app gratuito mais baixado (o segundo, na brasileira) e sua versão atual tem mais de 1500 avaliações que lhe conferem uma estrela de cinco possíveis. O Google Play agrega todas as versões, logo não existe uma nota que reflita esse período conturbado, mas uma olhada nas últimas avaliações revela avaliações negativas acompanhadas de reclamações inflamadas. Qual o problema do Facebook Messenger?

De minha parte, nenhum. Desconfio que essa onda de críticas decorra puramente da obrigatoriedade em instalá-lo. Porque, de outro modo, é um bom app: tem um design mais elaborado (bonito e funcional), é rápido e faz tudo e mais um pouco que o antigo sistema de conversas embutido no app principal do Facebook, descontinuado em prol desse, fazia.

Recapitulando, recentemente o Facebook tornou obrigatório o uso do Messenger em smartphones Android e iPhone e removeu o sistema de bate-papo do seu app principal. Isso faz parte da estratégia de “dividir para conquistar”, em vigor desde o começo do ano e que outras empresas, notadamente o Foursquare, também estão adotando.

Em vez de um app faz-tudo, o Facebook vem desmembrando partes importantes da sua experiência de uso para alcançar mais usuários. Alguns dos mais populares do mundo (o próprio Facebook, WhatsApp, Instagram e, agora, Facebook Messenger) são de sua propriedade, e novos entrantes têm surgido dessa forma — Slingshot, Mentions e Bolt, por exemplo.

A aversão crônica das pessoas tem muito a ver com a mera mudança. Sair da zona de conforto, especialmente em algo tão enraizado quanto conversar pelo Facebook, gera consequências desagradáveis. Essa reação negativa ao novo app lembra o que acontecia quando o Facebook mudava o layout do seu site há uns quatro, cinco anos.

Tem quem se incomode, também, em precisar baixar e manter atualizado mais um app. E, claro, os teóricos da conspiração que acham que tudo isso não passa de um conluio entre Facebook e NSA para intensificar a espionagem das conversas pelo chat do serviço.

https://twitter.com/NielStaes/status/499139349381148673

O último ponto, relacionado à privacidade, é dos que fazem menos sentido. Vários sites, inclusive um certo nacional de renome, fizeram alarde em cima das permissões pedidas pelo Messenger no Android, essas que o tweet acima desmembra e “explica”. Puro FUD, se me permite dizer. As permissões são muitas mesmo e algumas aparentemente sem motivação clara, mas não são mais do que as que o app principal do Facebook pede e, no fim, elas têm razão de existir — o Facebook criou uma página de esclarecimento sobre o assunto.

E convenhamos: quem se preocupa com o tanto de coisas que o Facebook sabe sobre nós não deveria ter nem o app principal instalado, para começar.

O Facebook não assina as descrições draconianas que o Android exibe antes da instalação de um app, isso é coisa do Google. E como já debatemos aqui, o modelo de permissões do Android é muito, muito ruim. O do iOS, por outro lado, pode ser fragmentado, entra em cena durante o uso e pode ser revogado a qualquer tempo. Se você jamais mandar fotos pelo Messenger, ele nunca pedirá ou acessará as fotos ou a câmera do iPhone.

De qualquer forma, são permissões necessárias para o funcionamento pleno de todos os recursos e nada além do que o sistema operacional (Android, iOS, Windows Phone) permitem por padrão.

E veja pelo lado positivo: apesar de ser um app à parte, pelo menos ele tem a curtida gigante com sons de desenho animado. Vai dizer que isso não é muito legal?

O Manual do Usuário é um blog independente que confia na generosidade dos leitores que podem colaborar para manter-se no ar. Saiba mais →

Acompanhe

  • Telegram
  • Twitter
  • Newsletter
  • Feed RSS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 comentários

  1. Pensei que só eu considerasse este Facebook messenger uma porcaria, que só complica nossa vida e nao simplifica, porque esta porcaria nao tem versao para Windows ?

  2. Olha Dica que deixo para vcs e me resolveu muita coisa é usar o facebook pelo Chrome é melhor que o app do face e ainda da para bater papo usando os mesmo emoticons

  3. Não. Não quero outro aplicativo drenando mais bateria em background e gerando lixo de cache por obrigatoriedade, sendo que isso poderia muito bem ter sido mantido em um app só.

    Prefiro desativar as notificações push de mensagens, que absurdamente se acumulam em contagem, caso tu não instale o “app obrigatório”, e ir direto pro navegador se precisar checar ou mandar mensagens.

  4. Esse tal de facebook messenger é um lixo. Se querem ele bom é só clona_lo do messenger final (MSN), ai presta. Ainda tem idiota que diz que é evolução, só se for evolução de bosta para fezes. Não quero isso no meu celular ocupando a memoria. Não vi vantagem alguma; copie o antigo (MSN), E maqueia com esse nome. É imposição pois não aparece a opção não obter só obter o lixo.

  5. Concordo com o Leonardo.
    Odeio o Facebook Messenger por consumir mais RAM.
    No meu celular modesto, usava o app normal do Facebook + Whatsapp e ele já dava umas travadas.
    Agora com mais esse aplicativo meu celular praticamente náo roda. Sem falar na bateria, que ta indo embora voando.
    Prefiro ficar sem conversar com os amigos do face do que instalar esse aplicativo.

  6. Caro Rodrigo, com todo o respeito, mas estais tendo uma visão muito rasa do assunto.

    Não é só o fato de ser agora obrigatório, ou então de não haver problemas no que concerne à segurança, etc.

    Deixasse de levar em consideração que o Facebook e o Messenger juntos ocupam muita RAM. Que em grande parte dos celulares dos brasileiros (que pagamos caro para termos o que lá fora é considerado já ultrapassado) ambos os aplicativos juntos, somados com WhatsApp e outros, acaba por inviabilizar qualquer manuseio decente do celular.

    No meu caso, por exemplo, possuo um Samsung Galaxy S Duos S7582 e esse ficou extremamente lento quando instalei o Facebook Messenger. Nada pude fazer senão desinstalar o app.

    Em suma, o Facebook Messenger ocupa muita RAM e fere toda a capacidade dos celulares medianos do mercado. Quem não nota isso é porque possui um celular iPhone ou similar de capacidade muito além da que possuem a maioria dos usuários (e clientes) do Google Play e cia.

    1. Discordo de você Leonardo… Após a reformulação o Messenger ficou bem mais leve, ele ocupa menos ram que o Whasapp que aqui no meu celular (a título de exemplo) está no momento ocupando entre 44 ~45MB o ICQ 46MB e o Messenger 27~28MB, o SwiftKey que é apenas um teclado, ocupa 32MB. Então acho que esse não é especificamente o problema…
      No caso do S Duos, não sei se é o seu caso se você está usando mas a TW ocupa boa parte da memória, pelo menos na época que eu tinha um galaxy era isso. Eu fiz uma pequena adaptação do meu uso e talvez sirva para você, coloquei o Facebook como um atalho para a página no Chrome e desinstalei o aplicativo.
      Mas fiz isso antes mesmo dessa limitação porque depois da otimização do Messenger sempre preferi ter ele instalado.

      Abraços!

      1. Discordo de você Welington, não entendo de celular, mas tive que formatar meu celular. Tenho o facebook no meu LG L7 obrigatoriamente (Meu celular não é bom mesmo mas não tenho condições de comprar outro melhor, só esse na loja custou 800 R$) Eu sou uma pessoa muito tranquila mas uma coisa incrivelmente me tirou do sério que foi esse aplicativo. Quando precisei responder mensagens no facebook, não conseguia mais acessar porque tinha que instalar esse app e eu estava usando alguns insignificantes megas de internet que pude comprar, logo não daria pra instalar porque daria erro antes de concluir o download por falta de internet. Depois eu instsalei com wifi, amor a primeira vista mas logo percebi o lixo que meu celular se tornou em todos os aspectos, até pra ligar a luz do visor estava travando. Gostei da animação dele e os emoticons etc, tudo muito bom, mas quando alguém envia mensagens e aparece o balão de mensagem e tal ai o celular da as travadinhas básicas, o texto que eu digito depois de eu terminar que o celular digita ele (Sem falar que ele costuma parar de funcionar e fechar sozinho) Só a tela inicial dos meus apps padrões de fabrica ao rola-la trava. e não é só isso. clico na opção para envio de foto e trava, tiro a foto e envia sozinha antes de eu verificar se ficou boa, e nessa ele permanece travado com a pré visualização da foto na tela e uma setinha aguardando eu aperta-la para enviar a foto (que já foi enviada misteriosamente), mas porque eu enviaria a mesma foto duas vezes sendo que assim que eu tirei a foto ela foi ai fica nessa tela esperando eu clicar pra enviar? Então eu penso em sair da tela do messenger clicando em “voltar”. Não funciona. Ou clicando no botão “home”. Não funciona. Clicando em “desligar” ai funciona e isso acontece toda vez. Não é virus pois ja foi formatado inumeras vezes e eu tenho certeza pois sei como meu celular é sem ele. Tenho espaço suficiente para outros apps mas deixo vago porque só o facebook e messenger é o suficiente pra me estressar. Pelo menos o facebook que meu celular instala ao formatar é o antigo então se eu não atualizar ele não serei obrigado a usar essa porcaria. E eu já sei como meu celular é sem esse messenger destruidor de paz mesmo. Só atualizei o face porque senti muitas limitações comparado com o do computador e no novo o problema ja é resolvido, mas só por causa do messenger prefiro zerar meu celular de novo e usar o messenger simples do app do face antigo. Eu sempre pergunto para meus amigos “Quantas fotos foram?” eles respondem “duas” ai eu desabafo que so obrigado a enviar duas vezes porque ou é duas vezes ou reinicio subitamente o celular, ou largo de vez esse app e só respondo pelo computador ou quando der formato o celular e volto para o face antigo. Então não há condições de usar ele desse jeito, compreende o drama das pessoas agora? Eu queria muito poder usa-lo mas com um celular que respondesse bem sem dar esses bugs.

  7. Só lembrando que o site mobile ainda conta com o messenger. Removi o app e uso só o site faz uns 3 meses. O site é bem rápido e responsivo. Pra quem não compartilha fotos, recomendo.

  8. Opinião rápida: Sobre o app se dividir e deixar o app principal do Facebook mais leve: Acho ótimo. Até porque o app do Facebook é um dos maiores vilões da bateria, processamento e alocação de recursos de memória do Android. Hoje muito ruim, pode evoluir com essa divisão.

    Sobre a privacidade.. Discordo do seu ponto…. Claro que não dá pra encarar isso como uma paranóia, mas por outro lado, já que o Facebook é o “olho que tudo vê” e o sistema de permissões do android é uma porcaria então, logo, não podemos reclamar?? Ou caso contrário tire o app e viva recluso? É um 8 ou 80 desnecessário e quase impossível em uma empresa onipresente como essas duas (Google e Facebook). Esse “policiamento” é natural… e tirando paranóias “Stallman” a parte, pode ser saudável em alguns pontos.

    Se reportagens em grandes meios de informação derem uma leve pressionada no Facebook a ficar um pouco mais esperto com o que faz e pede e de quebra pressionar o Google a rever a precária forma como o Android lida com nossa privacidade, não temos um bom retorno? A própria Apple evoluiu com esses questionamentos.

    1. “Em uma empresa como essas duas” ficou cômico. É que pra comentário de site eu normalmente escrevo como se estivesse falando e nem reviso muito. Reviso depois e encontro essas coisas bizarras.

      AtchôôôDISQUSNOMANUALDOUSUARIOPELAMORDIDEUSôôôôôôô….. ops, estou meio resfriado.

        1. Imagino que deve ser um saco… é que o Disqus ajuda muito quem comenta.

          =)

          Eu aguardo… e alias estou lhe devendo um e-mail com algumas sugestões. Vou ver se mando essa semana. Abss

    2. Pode e deve reclamar, mas com fundamento. A reportagem do Tecmundo, por exemplo, pinta um cenário apocalíptico, como se as permissões do Facebook Messenger fossem muito piores que as exigidas pelo app principal do Facebook e que quem instalá-lo corre sérios riscos de ser espionado. Aí não, né? FUD não ajuda ninguém.

      O que tenho notado nesse caso é mais isso, o alarde pelo alarde, para chamar a atenção ou criar pandemônio. E isso, acho eu, não é saudável para ninguém e muito diferente de casos como o do Path e a lista de endereços do iPhone, um escândalo verificado, exposto corretamente e que resultou na reforma completa do sistema de permissões do iOS, uma mudança bem positiva.

      Essa história do Facebook Messenger equivale a dizer que um candidato à presidência é satanista comedor de criancinhas, sem nenhum embasamento, para promover a candidatura do concorrente. Não ajuda a melhorar o cenário como um todo, nem avançar o diálogo, e joga o problema principal para escanteio: em vez de apresentar propostas e defendê-las, nosso hipotético candidato passa a gastar tempo desmentido absurdos. Vê o paralelo?

      Pressionar empresas de tecnologia por políticas de privacidade é válido, mas desde que usemos argumentos sólidos e que façam um mínimo de sentido.

      1. PS: não leio o TecMundo…. nem chego perto deste, na vdd.

        tinha lido no Huffington Post (e posteriormente no Brasil Post). O autor inclusive entende que muito daquilo é necessário para o App funcionar. Não foi um post sensacionalista e sim um pouco reflexivo sobre esse excesso de permissões… o App do Messenger foi um exemplo. E como é um exemplo do Facebook, ganha destaque.

        Tenho o costume de ler algumas permissões. Li por exemplo da Xobni e disse não porque achei que ia dar permissão demais para um recurso nem tão importante (http://2centavos.com.br/app-smart-contacts-devo-entregar-toda-minha-vida-online-para-uma-empresa/).

        Enfim… pelo FUD, concordo que é bobagem. Mas acho que a discussão é válida…..

        1. *** é válida e no fim, alguns bons textos acabam saindo disso.

          Alias, em nota pessoal, um dos motivos de pensar em voltar para o mundo iOS é essa questão da privacidade.

        2. Este aqui?

          “Entretanto, a tentativa do Facebook Messenger de coletar informações e assumir o controle de nossos aparelhos não tem precedentes e, honestamente, me dá medo. O fato de que mais de 1 bilhão de pessoas tenham aceitado esses termos é um insight alarmante do futuro dos aplicativos móveis e da segurança pessoal.”

          Parece-me bem alarmista, na verdade. No original, em inglês e publicado no final do ano passado, o cara fez um copy & paste das permissões; na tradução, publicada agora no Brasil Post, parece que acrescentaram explicações que, até onde sei, não procedem, como “Permite que o app grave áudio com o microfone. Essa permissão habilita o app a gravar áudio a qualquer momento sem a sua confirmação.” Mas é compreensível (e condenável) essa abordagem. Esse e o texto do Tecmundo baseados em FUD dão clique, compartilham fácil no Facebook.

          Isto aqui me parece mais sensato:

          “We can argue about whether users should be able to approve certain permissions individually — and that’s a good discussion to have. But that is up to Google, not Facebook. When it comes to Android app permissions, Facebook has to play by Google’s rules.

          Until Google has a better way of managing permissions — or takes Apple’s approach of offering specific permissions in context — the scary list is what users are left with.

          But that doesn’t mean Facebook Messenger is evil, or spying on you, or tracking your every move, or indeed doing anything different from any other messaging app on the planet.

          It’s not unusual to be creeped out by the amount of information Facebook, Google and other companies are collecting on their users — but this specific case doesn’t add anything to that debate.”

          1. sobre o trecho que você citou (HP/BP), li de outra forma: ninguém liga para o que entrega de privacidade. Como cada vez menos ligam, dificilmente termos de uso serão mudados e mais apps intrusivos podem ser lançados.

            Mas vendo por seu prisma, parece mesmo alarmante. De fato não li dessa forma e agora concordo que o texto dele poderia ter sido melhor.

            Mas faço um adendo ao texto do Mashable: Um app de 1 bilhão de downloads ser questionado acrescenta sim ao debate. É o tipo de atenção que nem Facebook e nem Google gostam.

  9. Concordo com você! É muito barulho por nada! Antigamente o app era pesado e consumista de bateria, mas já há algumas versões ele ficou muito bom! Eu particularmente não tenho o Facebook instalado, deixei como um atalho para a versão web na área de trabalho e só tenho o messenger instalado.

    Abraços!

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!