O Google tem resultados mais precisos, mas o DuckDuckGo é melhor por causa deste recurso

Quase toda vez que alguém descobre que uso o DuckDuckGo como buscador web padrão, a primeira pergunta que me fazem é se ele é melhor que o Google. É uma pergunta complexa, porque a resposta é “não e sim”.

Não, o DuckDuckGo não é, objetivamente, melhor que o Google. Para alguns tipos de pesquisas, como locais e de notícias em português, ele é sem dúvida pior. Estimo — sem qualquer base científica, no achismo mesmo — que recorro ao Google em cerca de 20% das pesquisas que faço no dia a dia. Para todo o resto — informações mais genéricas, dúvidas técnicas, curiosidades, definições de termos, eventos históricos etc. —, o DuckDuckGo não fica devendo muito ao Google, logo, é a minha opção.

O DuckDuckGo tem um trunfo que, para mim, pesa muito: o respeito à privacidade do usuário. Ele não salva todas as pesquisas que faço nem vigia o meu comportamento a fim de criar um perfil para exibir anúncios, coisas que o Google faz. (Há anúncios no DuckDuckGo, mas eles se baseiam apenas nos termos pesquisados.)

Sei que esse argumento não é o melhor na hora de convencer pessoas que não estão conscientizadas da importância da privacidade. Felizmente, ele não é o único. Considero o DuckDuckGo melhor que o Google por conta de um recurso simples e genial: os !bangs. Eles transformam o DuckDuckGo em mais de 12 mil buscadores sem que, para isso, eu tenha que acessar qualquer outra página.

Imagem ilustrativa dos bangs do DuckDuckGo.
Diga olá aos bangs. Imagem: DuckDuckGo/Divulgação.

Segundo o DuckDuckGo, um bang é “um atalho que te leva rapidamente aos resultados de busca em outros sites”. Talvez com um exemplo seja mais fácil entender.

Digamos que você queria ver a nota de um filme no IMDb. Como você faz normalmente? Ocorrem-me algumas hipóteses:

  • Busca por “imdb” no Google, entra no site do IMDb e, lá dentro, recorre à busca para encontrar o filme desejado;
  • Acessa diretamente o imdb.com e, depois, usa a busca do próprio IMDb; ou
  • Busca por “[nome do filme] imdb” no Google e torce para que o filme apareça entre os primeiros resultados.

Com o bang do DuckDuckGo, você pode ir diretamente aos resultados da busca do IMDb. Como? Basta digitar !imdb [nome do filme] no campo de busca do DuckDuckGo.

Infográfico simples mostrando como um bang do DuckDuckGo funciona.
Pesquisando o IMDb via bang do DuckDuckGo. Imagem: Manual do Usuário.

Isso funciona para uma infinidade de serviços — no momento em que escrevo isto, 12.149 são suportados. A sintaxe é sempre a mesma: ponto de exclamação seguido do código de invocação do site que você quiser. Alguns outros exemplos:

  • Fotos no Flickr? !flickr
  • Artigo na Wikipédia? !w
  • Artigo na Wikipédia em inglês? !wen
  • Twitter? !twitter
  • Notícias? !news
  • YouTube? !yt
  • Google Imagens? !gi

O Manual do Usuário também tem um bang. Basta digitar !mdu seguido do termo buscado para cair diretamente nos resultados da pesquisa interna do blog. Legal, né? Na página dos bangs no DuckDuckGo você pode pesquisar os milhares de bangs e sugerir um caso não o encontre. (Foi assim que consegui incluir o do Manual.)

Veja no vídeo abaixo como isto funciona na prática:

Até o Google tem um bang — !g. É por causa dele que, mesmo o DuckDuckGo sendo levemente inferior nos resultados que entrega, considero-o melhor que o Google. Quando ele não satisfaz a minha necessidade, apenas acrescento um !g aos termos da pesquisa e sou levado automaticamente ao Google. Lembrando que essa situação é relativamente rara. Normalmente, os resultados do DuckDuckGo são bons o bastante para que você não precise recorrer ao Google.

Além da busca, vários outros serviços do Google têm bangs:

  • Google Maps: !gmaps
  • Google Notícias: !gnews
  • YouTube: !yt
  • Google Imagens: !gi
  • Play Store: !play ou !gp
  • Google Tradutor: !trans ou !gt

A coisa fica ainda mais cômoda quando se configura o DuckDuckGo como buscador padrão no navegador. Aí, basta digitar qualquer termo no campo de endereço, usar um !bang e economizar alguns segundos na tarefa de encontrar o que preciso. Dessa maneira, você sequer chega a ver o Dax, o simpático pato mascote do DuckDuckGo. O navegador exibe diretamente os resultados do site invocado pelo bang.

O Google passou a incluir o DuckDuckGo como opção de buscador padrão no Chrome 73. O buscador também pode ser facilmente selecionado no Safari para macOS e iOS e no Firefox, além de oferecer apps para Android e iOS.

O Manual do Usuário é um blog independente que confia na generosidade dos leitores que podem colaborar para manter-se no ar. Saiba mais →

Acompanhe

  • Telegram
  • Twitter
  • Newsletter
  • Feed RSS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

21 comentários

  1. Dúvida: eu ponho o ddg para ser o motor de busca do Chrome. Ok!
    E uso o ddg para fazer uma busca por “Galaxy S10”. Do resultado dessa busca eu entro em sites como Walmart, Americanas, Submarino, etc. para ver o preço do aparelho.
    Pois bem… Mas estando eu usando o navegador Chrome, mesmo com o motor do ddg, não serei rastreado?
    Não vai ficar aparecendo anúncios do celular quando eu entrar em outras páginas (Globoesporte, R7, UOL)?

    1. São duas coisas diferentes. O Google consegue te identificar no buscador, mas não só. Se você estiver logado no Chrome, é mais um vetor. Os serviços que a maioria dos sites usam também “informam” o Google dos seus hábitos de navegação — coisas como Google Analytics, Webmaster Tools, AdSense, DoubleClick etc.

      O DuckDuckGo é apenas uma parte da “jornada”. Sozinho, ele não resolve o problema da privacidade.

  2. Já coloquei como buscador padrão no PC, no celular não dá, pq uso o kiwi e não não deixa colocar o DDG

  3. Desde 2015, quando saiu notícias de NSA e que o DDG subiu em 600% as buscas após aparecer como opção padrão no iOS, nunca mais usei Google. Inclusive, meu ultimo podcast eu falo sobre como sair totalmente da Google… opções para Maps, Translator, busca, etc…

      1. Caraca, desculpa a demora, não sei porque mas os emails de resposta do MDU estavam no SPAM -.-‘
        Mas respondendo a pergunta, chama-se PodApps – um projeto 100% mobile.

  4. Legal saber da existência disso. Eu fazia manualmente, principalmente para Wikipedia (EN e PT). Agora com a extensão do DDG no FF, não preciso reconfigurar isso toda vez que eu (re)instalar um navegador.

    Btw, a extensão diz que o nível de privacidade do MdU é B+ hein (isso é o que, 8,5/10?)

  5. DDG é ótimo, dificilmente preciso recorrer às buscas do Google por não ter encontrado algo nele. Não conhecia esse recursos dos !bangs, vou passar a utilizar.

  6. Tenho ficado muito incomodado recentemente com a dominância que algumas empresas exercem no mercado. Uma forma de ir contra isso é justamente utilizando alternativas independentes.

  7. Ghedin, qual é a diferença entre os bangs do DuckDuckGo e o “site:” do Google?

    Se eu buscar por “site:manualdousuario.net boneca momo” no Google, por exemplo, ele vai me retornar todos os resultados com o termo “boneca momo” encontrados dentro do MdU. Ou se eu digitar “site:imdb.com lost in translation”, ele vai me trazer a página do Lost in Translation do IMDb.

    Pelo que eu entendi, os bangs fazem a mesma coisa, mas te mandam diretamente para a página de busca do próprio site, e não para um índice próprio. Mas e quanto aos sites que não têm um mecanismo de busca decente? Nesse caso um índice próprio não seria melhor, como o que o Google faz?

    Abraço

    1. Você já respondeu, Lucas: a diferença é que o site: usa o índice do buscador, enquanto o bang usa a busca interna de cada site. O DDG também suporta o site:, aliás.

  8. Sem desmerecer a ótima alternativa que é o Duck. E sem desconsiderar os aspectos da privacidade. E finalmente, talvez seja minha memória. Mas se soubesse a quantidade de vezes que o histórico de pesquisa do Google já me salvou.

    1. O histórico do navegador não resolve o mesmo problema? Eu também preciso, com frequência, revisitar páginas que vi de relance, mas aí recorro ao histórico do navegador e quase sempre consigo encontrar o que estou procurando — com a vantagem de não vender a minha alma ao Google para isso.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!