7 dicas para iOS / iPhone que você talvez não conheça


17/1/14 às 19h04

Faz algumas semanas que passei a usar um iPhone 5 como celular principal e nesse meio tempo conheci alguns truques legais do iOS. Nada que mude o mundo, mas coisas que agilizam ou fazem os outros esboçarem um risinho quando veem.

Já conhecia o iOS de iPhones alheios e principalmente do iPad (tenho um). A experiência no smartphone é mais polida do que no tablet, sensação intensificada na última versão do sistema. Enfim, com esse histórico que agora você conhece, somado a algumas pesquisas recentes, separei sete dicas que você talvez não saiba. (Se já sabia, parabéns, você é uma pessoa aplicada e conhece bem seu aparelho!)

1. Apagar a lanterna sem desbloquear o iPhone

Como desligar a lanterna sem desbloquear o iPhone.
Foto: Rodrigo Ghedin.

A lanterna é um dos recursos mais legais, do tipo que todo celular deveria ter. No iOS 7 a Apple incluiu um atalho na Central de Controle para ligá-la, dispensando apps para esse fim. Arraste o dedo de baixo para cima e você verá o ícone ali, na última linha da Central.

É normal usar a lanterna com a tela desligada. Terminado o uso, é normal, também, desbloquear o iPhone, abrir a Central de Controle e por lá desativar a lanterna.

Maior trampo, não precisa disso. O caminho fácil é ligar a tela e dar um toque no ícone da câmera da tela de bloqueio, no canto inferior direito – esse que aparece destacado na foto acima. Voilà, lanterna desligada.

2. Tirar foto na multitarefa

De uma dica útil, acima, vamos para uma, se muito, curiosa.

Faz algumas versões que o iOS permite, através do app nativo da câmera, usar os botões de volume como disparadores. É legal e tem quem prefira mesmo com os botões de um tempo só do iPhone — nos Windows Phone a maioria deles tem dois tempos, o primeiro para ajustar o foco, o segundo para disparar.

Não é uma dica particularmente útil.
Foto: Rodrigo Ghedin.

Digamos que, por um motivo qualquer (não consigo pensar em situação alguma para ilustrar isso, de verdade), você esteja entre na tela de multitarefa (dois toques no botão Home) vindo do app da câmera e queira tirar uma foto a partir dali mesmo. Isso é possível?

Sim! A tela não é opção — ao tocar no disparador virtual, o app da câmera vem para frente. Mas se você usar os botões de volume com o app selecionado no rol da multitarefa, a foto é tirada.

O quê? Eu avisei que era uma curiosidade bobinha.

3. Acesso rápido à Siri

Método alternativo de chamar a Siri.
Foto: Rodrigo Ghedin.

A Siri é engraçada e pode ser útil — se algumas frases em inglês não forem obstáculo para você, agendar lembretes e programar o alarme é muito mais prático com ela. Mas o acesso… Segurar o botão Home não é o oposto da praticidade. É chato. (Aliás, o botão Home é uma coisa chata, arcaica. Papo para outra hora.)

Felizmente, existe outra forma de invocá-la: basta levar o iPhone ao ouvido, como se fosse falar ao telefone, desde que, claro, você não esteja no meio de uma ligação. Só verifique, antes de tentar aí, se a opção Eleve para Falar, em Ajustes, Geral, Siri, está ativada.

Funciona mesmo com a tela bloqueada, mas ela precisa estar acesa.

4. Chacoalhar para desfazer

E é assim que se desfaz uma ação no iPhone.

Teclados virtuais talvez sejam melhores em dispositivos móveis, mas acho que é consenso que, perto de um físico, de notebook, eles são bem mais lentos. Só a falta de atalhos já é um passo enorme para trás.

Alguns, porém, são replicados de formas… diferentes. No iOS, o amigo dos desastrados, o Ctrl + Z, está presente. Em vez de apertar teclas virtuais, deve-se chacoalhar o iPhone. Isso, balance ele loucamente e as palavras digitadas se desfazem ou, no caso do Mail, o email que você se arrependeu de ter mandado no segundo após clicar em “Enviar” retorna.

5. Letras maiúsculas mais rapidamente

Letras maiúsculas mais rapidamente.

Outra do teclado, essa mais amena. Como você faz para digitar uma letra maiúscula? Eu costumava tocar no “Shift”, depois dar outro toque na letra desejada.

Ocorre que dá para encurtar esse caminho — que, sim, eu sei, já é super curto. Em vez de dois toques, segure o dedo em cima do “Shift” e depois arraste ele para a letra desejada. Lá está ela: a letra maiúscula.

6. Atalhos para o começo

Existe maneiras rápidas de voltar ao topo de qualquer tela e à primeira tela inicial do iOS. E isso poupa muito tempo no uso cotidiano.

Depois de passar meia hora no Tumblr e rolar mais de 23 km para baixo, por exemplo, não é preciso refazer o caminho de volta para o topo. Um toque naquela faixa persistente no topo da tela, onde aparecem sinal da operadora, Wi-Fi, hora e bateria te leva até lá. Mão na roda, o tipo de solução elegante e funcional de que sinto muita falta em outros sistemas.

Para voltar à primeira tela inicial, basta apertar uma vez o botão Home (ele de novo). Se bem que, ali, é mais negócio recorrer à pesquisa para encontrar o app desejado. O comando mudou no iOS 7. Antes, o Spotlight (nome chique da pesquisa do sistema) ficava à esquerda da primeira tela inicial; agora, basta arrastar o dedo de cima para baixo, em qualquer tela inicial, para fazê-la surgir no topo.

7. Melhorando a câmera

A grade dá mais parâmetros na hora de compôr uma foto.
Foto: Rodrigo Ghedin.

O app nativo da câmera no iOS 7 tem alguns recursos legais, outros tantos inúteis, um muito útil desativado por padrão e outro ausente que o leva a caçar apps na App Store.

O recurso desativado por padrão é a grade no viewfinder. Você já deve ter ouvido falar da regra dos terços na fotografia. Para mim, é bem útil — gosto de compor imagens anguladas, cheias de retas, e nessa a grade ajuda a nivelá-las corretamente. Fiquei muito contente ao ver que ela existe nativamente no iOS. Não é o caso no Android, e isso é meio triste.

Para ativar a grade, entre em Ajustes, depois em Fotos e Câmera e ative o item Grade. Pronto!

O ausente é o timer. Como não tem timer na câmera? Ainda mais no iPhone 5/5s, que fica de pé sem complicação graças às bordas planas, é uma ausência alarmante. Conserte isso, Apple!

A App Store tem um punhado de apps para essa finalidade, nenhum digno de recomendação irrestrita. Uns exibem anúncios exagerados, outro tem o viewfinder totalmente deformado, e… bem, testei alguns, todos ruins. Acho que o jeito é se contentar com o menos pior da lista abaixo e só experimentando para saber qual, com todas as suas deficiências, te irrita menos:

Atualização: Com o iOS 8, o app da câmera ganhou um timer nativo muito bom, dispensando esses apps esquisitos da lista acima. Ufa!

Bônus: não precisa fechar apps para economizar bateria

O mito dos apps em segundo plano.

Não é bem uma dica, mas apenas um lembrete. Já vi muita gente que abre a multitarefa e fica forçando o fechamento dos apps abertos — no iOS 7, basta arrastar os cartões dos apps para cima.

A ideia é de que por estarem “abertos” eles consomem bateria. Só que não, não é assim. Sistemas móveis modernos têm rotinas de gerenciamento que controlam com muita rigidez como apps em segundo plano se comportam. Não é como em um computador, onde os apps realmente rodam em segundo plano. Com algumas exceções, os de um sistema como o iOS ficam “congelados”, sem consumir recursos significativos do sistema. Em outros termos, não precisa ficar “limpando” os apps da memória para economizar bateria ou deixar o sistema mais rápido.

No iOS 7 a Apple introduziu as atualizações em segundo plano. Isso sim pode afetar a autonomia do smartphone. Para desativar o recurso ou selecionar quais apps podem ou não se comportarem dessa maneira, entre em Ajustes, depois Geral e Atualização em 2º plano.

***

Faltou alguma dica legal que deveria estar na lista? Diga aí nos comentários.

Colabore
Assine o Manual

Privacidade online é possível e este blog prova: aqui, você não é monitorado. A cobertura de tecnologia mais crítica do Brasil precisa do seu apoio.

Assine
a partir de R$ 9/mês