Dois homens, em poses diferentes, usando cuecas pretas da Insider, um em cada canto da imagem. No centro, a frase: “A cueca mais confortável com 12% Off. Cupom MANUALDOUSUARIO12”

Assine o Paramount+ sem gastar um centavo

O mercado está inundado de serviços de streaming. São tantos que assinar todos se tornou inviável à maioria de nós. Agora, se um pago sair “de graça”… por que não?

O Paramount+, streaming da ViacomCBS, foi lançado no Brasil em março de 2021. Custa R$ 19,90 por mês, mas pode sair “de graça” via parceiros (explico as aspas mais abaixo). No site e nos apps, perto dos botões de assinatura e login, existe um terceiro, o Fazer login com parceiro. Ao tocar nesse botão, uma lista grande (enorme!) aparece: tem operadoras de telefonia, bancos, lojas virtuais, outros streamings e um punhado de provedores de internet regionais.

Se você for cliente de um desses parceiros, selecione-o, faça a autenticação no site redirecionado (do parceiro) e finalize o cadastro no Paramount+. Pronto, você ganhou acesso a mais um streaming — e sem gastar um centavo.

Por aqui, fiz a assinatura pela Vivo (Banda Larga ou TV). O procedimento foi simples, exceto ao logar no aplicativo do Roku: não adianta usar a senha do Paramount+ diretamente; é preciso selecionar o login com o parceiro também nesta etapa. Imagino que o mesmo ocorra com outras caixinhas de streaming e Smart TVs.

É grátis mesmo?

Mais ou menos. Na realidade, se você for elegível a esse login no Paramount+ via parceiro, é bem provável que já esteja pagando pelo serviço, usando-o ou não. Nesses casos, o Paramount+ é um serviço de valor agregado ou adicionado (SVA) e é ofertado (ou empurrado) a um custo reduzido como forma de agregar valor à assinatura. Dê uma olhada na sua fatura, caso não tenha esse hábito.

Com parceiros de outras áreas, como Mercado Livre e bancos, a cobrança do valor reduzido não é automática e pode estar condicionada a outros fatores. No Mercado Livre, por exemplo, o desconto chega a 40%, dependendo do seu “nível” na plataforma.

No meu caso, da banda larga da Vivo, o Paramount+ já estava sendo cobrado e custa R$ 10 por mês. Existem ao todo seis SVAs que, somados, respondem 33% do valor total da fatura.

E sim, eu pensei o que você está pensando: “Ora, vou ligar no suporte e cancelar esses SVAs que nem uso em troca de desconto!” Já tentei fazer isso, sem sucesso. A Vivo (e provavelmente as outras operadoras) até permite que o cliente abra mão dos SVAs, só que o valor final da fatura não se altera. Os atendentes não explicam o motivo, mas é o seguinte: no fundo, SVAs são uma maneira das operadoras pagarem menos impostos. Ilegal? Não sei. Meio chato? Certamente.

O que tem no Paramount+?

Se por ora não dá para se livrar dos SVAs, o jeito é aproveitá-los. O acervo do Paramount+ é pequeno. Tem filmes, séries e animações infantis, alguns deles originais ou exclusivos:

  • Dexter New Blood, a continuação da antiga Dexter (todas as temporadas desta também estão no catálogo);
  • As duas temporadas originais de Twin Peaks;
  • A premiada Schitts Creek;
  • As temporadas mais recentes de The Handmaid’s Tale e Star Trek: Discovery.

Ah, e tem The Office.

Personagem Michael Scott, the “The Office”, com a mão no queixo e olhando para o lado. Ao fundo, uma lousa branca com a frase (em inglês): “Você erra 100% dos chutes que não dá. — Wayne Gretzky — Michael Scott”
“Você erra 100% dos chutes que não dá.” Imagem: NBC/Reprodução.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Dúvidas? Consulte a documentação dos comentários.

13 comentários

  1. Interessante o relato. E revoltante, também. É uma lógica um tanto quanto mafiosa da Vivo de te impor um serviço não solicitado e, ao cliente, só sobrar a opção de “bom, já que já estou pagando, melhor aproveitar”. Em casa foi assim com a fibra: cortaram minha Internet e trocaram o pacote. O custo não era tão mais alto e me senti obrigado a aceitar, sob risco de ficar sem o serviço até resolver o imbróglio (coisa que não posso me dar ao luxo, já que estou trabalhando de casa).

  2. Assino banda larga por uma operadora local aqui em Santo André (SP). Vieram junto a Paramount+ e a Watch TV BR. O anúncio da operadora dá a entender que a gente paga o preço normal pelo serviço de banda larga e esses canais vêm como cortesia ou algo parecido. No caso da Watch, a tela inicial depois de feito o login exibe a logomarca do HBO Max, mas ao clicar nessa logo vem a mensagem “Fale com seu provedor” – com certeza, pra saber se o provedor também oferece a HBO e, se oferece, quanto se tem de pagar a mais.
    Ainda não explorei muito o conteúdo dessas duas “cortesias”. Já assino Netflix, Amazon, Mubi, Belas Artes à la Carte e Viki, que garantem uma variedade muito maior de conteúdos. Mas uma hora dessas vou dar uma vasculhada. Quem sabe tem alguma surpresa lá no meio…

  3. Só uma dica a mais… Nem todos os login com parceiro garantem o serviço grátis. Se vc não está pagando (msm q seja sem ser por escolha própria) pelo parceiro, não é por ter um monte de logins q vai funcionar.
    Por exemplo, se logar com a apple ou o mercado livre, vai dar essa mensagem “Desculpe! Você não tem acesso ao Paramount+ com o seu pacote de assinatura”
    Nenhum dos meus logins funcionou, nesse caso teria q comprar mesmo.

  4. Para complementar o post, a questão tributaria dos SVA, serviços de telecomunicação pagam ICMS, que dependendo do estado pode chegar a 30%; os SVA normalmente pagam somente o ISS municipal, que costuma ter uma alíquota quase nunca maior que 3%. A principio a Anatel permite esse tipo de oferta, mas existem projetos na câmara para limitar isso, e que caso seja aprovado o que vai acontecer é manter o valor da assinatura nos patamares atuais (ou aumentar porque deverá ter mais impostos) mas sem os serviços

Compre dos parceiros do Manual:

Manual do Usuário