Fundo azul, com uma chamada para um PlayStation 5 no centro. À esquerda, a frase “Ofertas de verdade, lojas seguras e os melhores preços da internet.” À direita, “Baixe o app do Promobit”.

Encontre anexos gigantes no seu e-mail para economizar espaço — e dinheiro

Se ainda não aconteceu com você, um dia acontecerá: acabar o espaço do seu e-mail. As empresas que oferecem e-mails gratuitos cobram por mais espaço e embora pagar seja uma opção super válida, existem alguns paliativos que podem adiar em alguns meses ou até anos esse novo gasto na sua vida. O melhor deles é a exclusão de anexos gigantes.

Aquelas fotos da festa em resolução máxima, um PDF do trabalho de centenas de páginas, um PowerPoint detalhado para o trabalho da faculdade… mesmo com serviços de armazenamento de arquivos na nuvem amplamente disponíveis, a gente às vezes recorre ao e-mail para esse fim. (E costumava fazer isso mais no passado, quando esses serviços não eram tão populares ou mesmo não existiam.)

Mas como encontrar esses anexos gigantes em meio a milhares de mensagens? É o que aprenderemos hoje.

Todo serviço de e-mail oferece operadores de pesquisa, como se fossem comandos coringa para ajudar o usuário a encontrar mensagens com mais rapidez.

Um dos operadores é o has:attachment, que retorna apenas mensagens que contenham anexos. Isso já ajuda, mas se você usa o Gmail ou o Fastmail, podemos ir além. Esses serviços de e-mail oferecem operadores extras, incluindo o larger:XX, que filtra mensagens com anexos maiores que o definido no operador. Se eu escrever larger:10m, por exemplo, a busca retornará apenas mensagens que tenham mais de 10 MB.

O tamanho é escrito em bytes e aceita unidades de grandeza, que deixam o operador mais legível a seres humano — k para KB, m para MB e g para GB.

Print de uma pesquisa no Fastmail por mensagens com anexos e maiores que 10 MB, exibindo alguns resultados parcialmente pixelados (para proteger a privacidade).

De posse dessa informação, você já sabe o que fazer: faça uma busca por um valor meio absurdo, tipo larger:100m, limpe os e-mails que encontrar, e depois vá baixando o valor (50m, 30m, 20m…), sempre excluindo mensagens e/ou anexos que não serão mais úteis e, por isso, só estão ocupando espaço.

Dependendo da idade da sua caixa de entrada e do volume dessas mensagens-baleias, você pode economizar algumas centenas de mega bytes e continuar usando o espaço gratuito oferecido pelo Gmail — no caso do Fastmail, evitar a migração para um plano mais caro; ele não oferece plano gratuito.

Bônus: Não é o escopo desta dica, mas existem outros operadores de pesquisa, vários deles bastante úteis. Clique nos links a seguir para descobri-los: Fastmail, Gmail.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Dúvidas? Consulte a documentação dos comentários.

1 comentário

  1. Eu comprei 100GB de armazenamento ontem porque é útil e barato. Paguei R$ 3,50 para usar o primeiro mês, depois são 70 reais por ano. As vantagens práticas me fazem economizar 10 vezes o valor que paguei:

    – Economia: não preciso comprar um celular com muito espaço de armazenamento, já que está tudo em nuvem;
    – Segurança: O Google faz backup de todos os meus vídeos e fotos automaticamente, me salvando em caso de perca ou furto;
    – IA: Sou mochileiro e tenho MUITAS fotos e vídeos que tenho arrepio só de pensar em organizar. O app faz esse trabalho sujo pra mim. A IA organiza por data, local (ele cria álbuns com os nomes das cidades e coloca as fotos que foram tiradas lá) e até pelo que há nas fotos, como pontes, faróis, praias, praças, parques e etc. É surreal!

    O único arrependimento no momento é ter me amarrado esses anos todos guardando arquivos em HDs externos, no computador, no notebook, em pendrives… Agora tenho que ir colocando tudo no celular pra ele ir sincronizando automaticamente ahhahha

Compre dos parceiros do Manual:

Manual do Usuário