Beacon, novo app dos donos do Curious Cat, não substitui a rede do gatinho curioso

Rosto de um gato semi-encoberto por uma toalha.

Usuários do Curious Cat, rede social de perguntas e respostas anônimas, depararam-se nesta segunda (18) com um convite para testarem outro app chamado Beacon. É o substituto do Curious Cat? O Curious Cat vai acabar?

Não, o Curious Cat não vai acabar. Questionada pelo Manual do Usuário sobre o destino da rede, a empresa Vonvon respondeu, em um e-mail não assinado, que apesar da promoção do novo app dentro do Curious Cat, “não tem planos de descontinuar o desenvolvimento ou o suporte do Curious Cat”. (A rede do gatinho foi criada em 2016 pelos primos espanhóis Nuno e Marco Balbona, e vendida em abril de 2018 para a empresa sul-coreana Vonvon.)

Apesar da proposta do Beacon, novo app da Vonvon, ser similar à do Curious Cat — perguntas e respostas anônimas —, eles têm características distintas o bastante para co-existirem. “A principal diferença entre o Beacon e o Curious Cat é apenas o formato. As perguntas são compartilhadas em stories [no Beacon], um formato mais visual”, diz a empresa. O Beacon também traz mais funcionalidades, como postar stories normais (sem serem perguntas) aos seguidores, e os “beacons”, perguntas que chegam a todos os usuários que estiverem fisicamente próximos do usuário que as publicou.

Outra diferença importante é que o Beacon, além da versão web, tem um app — para AndroidiPhone. O Curious Cat, apesar de toda a popularidade e dos anos de estrada, segue funcionando exclusivamente na web.

O Curious Cat é um negócio curioso (com o perdão do trocadilho): ele acabou se tornando, por motivos difíceis de entender, uma espécie de “herdeiro espiritual” de redes similares, como o Formspring (desativada em 2013) e o Ask.fm (ainda na ativa).

Não é muito difícil trombar com links para Curious Cat em outras redes sociais, o que denota certa popularidade junto ao público brasileiro. Por outro lado, pouco se fala do serviço em outros meios, o que sugere que a minha percepção de popularidade é enviesada. Na dúvida, aproveitei a oportunidade para pedir detalhes de audiência. Ao todo, responderam-me, o Curious Cat tem 10 milhões de usuários no mundo inteiro, e os brasileiros formam a maior fatia de usuários do serviço: somos 3 milhões, ou 30% do total.

Atualizado em 1º de dezembro de 2019 para incluir o link do app Beacon para Android.

Foto do topo: Widerstroem/Pixabay.

Acompanhe

Newsletter (toda sexta, grátis):

  • Mastodon
  • Telegram
  • Twitter
  • Feed RSS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 comentários

  1. Cara, sinceramente, qual é essa da questão de esperar perguntas anônimas?

    O medo de um stalker ou gente com algum desvio comportamental… será que isso não gera riscos?

  2. Acho bem curioso (ha) esse gosto do brasileiro por perguntar as coisas pros outros.

    Penso que o fator que mais atrai é o anonimato do site. Mesmo tendo implementado perguntas, o instagram ainda não teve como substituir essa parte, o que resulta em interações mais educadas. Mas o jovem que quer flertar na internet precisa do anonimato pra florescer.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!