Fundo azul, com uma chamada para um PlayStation 5 no centro. À esquerda, a frase “Ofertas de verdade, lojas seguras e os melhores preços da internet.” À direita, “Baixe o app do Promobit”.

China criminaliza captação de recursos via criptomoedas

Na sequência do aperto do cerco contra as criptomoedas, a Suprema Corte chinesa definiu na última quinta (24) que usar criptomoedas para captação de recursos agora é crime. Esta é mais uma medida oficial no sentido de coibir o uso de criptomoedas no país, somando-se a proibições anteriores como o banimento de mineração e transações nessas moedas no país, como escrevemos aqui em setembro. Nos casos mais graves, quem for pego usando esse tipo de moeda para captar fundos pode ficar até dez anos na prisão. Conforme a interpretação da corte, a medida incluirá também atividades financeiras que possuem outros nomes, mas que forem consideradas similares à captação de fundos, como alguns empréstimos online. A decisão tomada pela corte passa a ter efeito a partir deste mês.


A Shūmiàn 书面 é uma plataforma independente, que publica notícias e análises de política, economia, relações exteriores e sociedade da China. Receba a newsletter semanal, sem custo.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Dúvidas? Consulte a documentação dos comentários.

4 comentários

    1. Ué?

      As criptomoedas se tornaram um problema para a China. Alto consumo energético (para nada), possibilidade de “lavagem de dinheiro”, enriquecimento ilícito, ausência de freios regulatórios.

      Entre a ditadura da China e a ditadura do bitcoin, prefiro o primeiro. Pelo menos o governo dá comida, enquanto que o segundo tu tem que “minerar” sua comida em algum pc velho, que vai demorar décadas para a comida ficar pronta.

    2. André, atrocidade é destruir o planeta para minerar títulos especulativos sem qualquer lastro.

      Tenho milhares de críticas ao PC chinês, mas nesse caso eles estão certos. Mineração de criptomoedas deve ser agressivamente proibida.

  1. Que notícia delicinha. :3

    Em tempos: dado que Rússia hoje tem bens bloqueados, um caminho para reaver seria usar cripto moedas para lavar origem e destino. E China defende a Rússia no caso da guerra Ucraniana.

    Veremos o desenrolar disso.

Compre dos parceiros do Manual:

Manual do Usuário