Chrome bloqueará conteúdo Flash supérfluo automaticamente


5/6/15 às 15h59

Em um post no blog oficial do Chrome, Tommy Li, engenheiro de software do Google, anunciou uma novidade relacionada ao plugin nativo do Flash:

Quando você estiver numa página que roda Flash, pausaremos inteligentemente conteúdo (como animações em Flash) que não são centrais na página, enquanto manteremos conteúdo central (como um vídeo) rodando, sem interrupções.

Colocando em exemplos, anúncios em Flash serão bloqueados, enquanto vídeos, players de música e joguinhos, rodarão de primeira. Caso o sistema dê um falso positivo e bloqueie algo importante, basta um clique para liberar esse conteúdo. O objetivo é tornar o Chrome mais eficiente com a bateria rodando menos conteúdo em Flash, um notório gastão de energia.

Faz um bom tempo que defini como padrão aqui o bloqueio de conteúdo em Flash — todo ele. E… bem, você vê menos anúncios e eventualmente precisa liberar alguma coisa importante. (Aliás, antes o comando para desbloquear conteúdo era um clique duplo; agora está mais demorado, é preciso clicar com o botão direito e selecionar a opção.) Eventualmente alguma função quebra, caso em que clico no ícone de quebra-cabeça e mando o navegador executar todos os scripts, mas são situações raras.

No geral, a web está bem adaptada à navegação Flash-free. Em grande parte isso aconteceu graças à forte presença dos navegadores móveis — puxados pelo Safari, que nunca rodou Flash. Claro que ainda há sites pequenos que abusam do plugin em pontos-chave de navegação (oi, sites de restaurantes!), mas é notável como tudo evoluiu no sentido de contornar a necessidade do Flash, que há menos de cinco anos era considerado por muita gente (inclusive do Google) obrigatório para se ter uma experiência completa na web.

As tecnologias web estão tão desenvolvidas que, hoje, dá para fazer sites animados e lindos com apenas HTML, CSS e JavaScript. Veja este, que mostra os carros já usados por James Bond no cinema, ou este outro, que lista espécies animais ameaçadas de extinção.

Chrome passa a rodar apenas Flash que for importante.

O novo modo de funcionamento do Flash no Chrome já está ativado no Beta e será ativado automaticamente na base estável de usuários aos poucos, nos próximos meses. Nesse meio tempo, ele já aparece como opção (inclusive aqui): entre em about:settings, digite “flash” na busca e clique no botão “Configurações de conteúdo.”

Colabore
Assine o Manual

Privacidade online é possível e este blog prova: aqui, você não é monitorado. A cobertura de tecnologia mais crítica do Brasil precisa do seu apoio.

Assine
a partir de R$ 9/mês

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 comentários

  1. O flash têm muitas brexas de segurança que preocupam, deixei de usá-lo desde 2010 no começo foi bem difícil mas hoje em dia, tirando alguns sites bem antigos ou desatualizados.