Bastão para selfie


11/9/14 às 14h18

Nota do editor: Alguns meses depois de publicar este post, comprei um pau de selfie para ver qual era a dele. Clique aqui para ler o que achei do… OBJETO.

Mas o quê? Não pode ser.

Ou pode?

Anúncio do bastão de selfie.

Já tinha visto alguns amigos e outro tanto de famosos com isso. “Bastão para selfie” (também conhecido como PAU DE SELFIE) é uma das coisas mais intrigantes que vi nos últimos anos. Viver no futuro é isso, é ser surpreendido a todo momento por ideias controversas!

Hey Luis, conta pra gente como funciona:

Mundo afora, os bastões para selfies começam a aparecer no noticiário. O Terra diz que eles “viraram febre”. No blog Return of Kings, o questionamento é se com o selfie stick chegamos ao ápice do narcisismo e do isolamento. Um bem pertinente, aliás.

A Sarah também se questionou, quando viu o primeiro bastão para selfie na natureza, se isso é menos estranho do que… você sabe… parar alguém e pedir para que tire uma foto:

Sem nenhuma esperança, pesquisei #bastão no Instagram. Tem várias fotos!!!!

Inclusive de famosos, como a filha do Renato Gaúcho, que o Rafa comentou no tweet lá de cima:

Em 2007 me prometeram que eu só teria que carregar um celular no bolso para tudo, inclusive ver as horas e fazer novas amizades. Sete anos depois, aquelas mesmas pessoas estão me dizendo que eu preciso de um relógio de pulso além do celular, e de uma vareta ridícula que lembra uma bengala para tirar foto de mim mesmo já que o mundo acha que pedir esse favor a alguém é difícil.

Traidores.

Compre um bastão para selfie

Comprar bastão de selfie

Comprando pelos links acima o preço não muda e o Manual do Usuário ganha uma pequena comissão sobre a venda para continuar funcionando. Obrigado!

Cadê os anúncios?

O Manual do Usuário é um projeto independente, que se propõe crítico e que respeita a sua privacidade — não há scripts de monitoramento ou publicidade programática neste site. Tudo isso sem fechar o conteúdo para pagantes. Essas características são vitais para o bom jornalismo que se tenta fazer aqui.

A viabilidade do negócio depende de algumas frentes de receita, todas calcadas na transparência e no respeito absoluto a você, leitor(a). A mais importante é a do financiamento coletivo, em que leitores interessados sustentam diretamente a operação. A assinatura custa a partir de R$ 5 por mês — ou R$ 9/mês para receber recompensas exclusivas:

Assine no Catarse

Newsletter

Toda sexta-feira, um resumo do noticiário de tecnologia, indicações de leitura e curiosidades direto no seu e-mail, grátis:


Nas redes sociais, notícias o dia todo:
Twitter // Telegram