Anúncio 15% de desconto no Sh*ft Festival com o cupom MANUALDOUSUARIO

Achados e perdidos #10

Todo sábado, pego uns links que acumulei ao longo da semana e que, embora curiosos e/ou interessantes, não renderam nem notinhas, e os publico num compilado que chamo de “achados e perdidos”. É um conteúdo mais leve, curto, quase lúdico — a cara do fim de semana.

***

Uma reprodução no saudoso Sim City 2000 do navio Ever Given encalhado no Canal de Suez e um web app que coloca o navio, em escala, em qualquer lugar do mundo (coloque-o em um lugar conhecido para ter noção do tamanho daquele troço. É gigantesco.).

— A Acer lançou no Brasil o eRosary, um “smart rosário”. Custa R$ 1,4 mil.

— A B2W (Americanas, Shoptime e Submarino) vai colocar 90 tuc-tucs elétricos nas ruas para ajudar nas entregas de encomendas. Tuc-tuc, aquele carrinho indiano, sabe?

— Parece uma esquete, mas está acontecendo: Disputa judicial entre trenzinhos provoca ‘Fofãogate’ no interior de SP. O Brasil é bom demais. (Não, não tem nada a ver com tecnologia, mas… né?)

— Outra que parece ter saído de um vídeo de humor, mas é real, é a nova marca da Xiaomi. Contrataram estúdio de design com grandes nomes da área para arredondarem o logo antigo (em inglês).

— Um robô no Twitter que posta diariamente quanto tempo o presidente da República trabalhou.

Um app que mostra, em tempo real, diferentes fuso-horários. Até aí, nada novo. O legal é que ele permite atribuir nomes de pessoas aos locais. Além de tudo, é um app bonito. Para iOS e macOS.

— Notícias atuais extraídas do Google News, mas apresentadas como se estivéssemos nos anos 1990 (em inglês). Pior que é mais legível que a maioria dos sites atuais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7 comentários

  1. cara estou surpreso com tuc tuc será que vai dar certo? vamos ver que vai dar só espero que o transito não fique ruim por causa dos tuc tuc.

    1. Se for o da foto, parece um produzido chinês bem simples. Não é para correr e para centros de cidade, está perfeito (boa parte das cidades hoje tem velocidade máxima de 40 km/h).

      Para São Paulo, com seus sobes-e-desces (não é a plana Curitiba que o Ghedin vive), o problema maior é o consumo de bateria.

      Só que só a China está produzindo triciclos elétricos minimamente interessantes e funcionais.

      (E ainda quero trabalhar com isso)

  2. Um rosário esperto… tem até giroscópio de 6 eixos para fazer o sinal da cruz da maneira correta! =O

O site recebe uma comissão quando você clica nos links abaixo antes de fazer suas compras. Você não paga nada a mais por isso.

Nossas indicações literárias »

Manual do Usuário